Ir para conteúdo

Pedrodangelo

Membros
  • Total de itens

    26
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Parabéns pelo relato! O transporte via catamarã é fácil de comprar na hora? Abs
  2. 07/02 - 14º Dia! Acordamos no último dia de viagem com a bagagem bagunçada e um sentimento de nostalgia... nosso avião era ao meio dia, então, antes de anoitecer, já estaríamos de volta ao Brasil. Tivemos que comprar uma outra mochila para trazer os presentes que compramos (custou 8 soles no mercado). Eu trouxe uma garrafa de 1,5 litros de Inka Kola e algumas latas de cusqueña. Tomamos café e saímos um pouco atrasados do hostel... e foi aí que começaram nossos problemas. Não conseguimos um táxi que nos levasse para o aeroporto. Todos que paravam diziam que não tinha autorização para entrar
  3. 06/02 - 14º Dia! Finalmente, o último dia! Um misto de saudade e vontade de aproveitar ao máximo o finalzinho da viagem... Bom, estávamos de volta a Lima e já tínhamos o dia todo programado. Acordamos, tomamos café no Hostel e começamos a organizar algumas coisas na mala. Ainda precisávamos comprar algumas lembranças que tinham ficado para última hora... Enquanto a Le arrumava a mala, eu saí pela ruas de Lima procurando lojas de turista. Para minha surpresa, alí no meio de Miraflores, encontrei diversas lojas que vendiam artesanatos como os de Cuzco e outros lugares. Andei bastante mas ac
  4. 05/02 - 13º Dia! A viagem de Arequipa a Lima é longa, 16 hrs, mas foi tranquila. Novamente, o ônibus era muito confortável, pude assistir filmes, ouvir músicas e dormir bem. Não é o ideal para uma viagem mochileira, mas nós compramos essas passagens antes mesmo de sair do Brasil, através do site da Cruz del Sur, com cartão de crédito. (DICA: comprem o máximo possível no cartão de crédito, antes de viajar. Você paga convertido em real, ou seja, gasta menos dinheiro vivo durante a viagem, gastando assim menos taxas de troca de moeda). Chegamos na rodoviária de Lima! É estranho o que eu
  5. 04/02 - 12º Dia! Decidimos parar em Arequipa porque era meio caminho de volta para Lima, mesmo sabendo que apenas um dia na cidade não era o suficiente para conhecermos tudo que era preciso. A principal atração de Arequipa é o Colca Canyon, onde existe um vulcão desativado... mas infelizmente não tivemos tempo de ir. Parece que é um passeio um pouco mais caro, e é preciso sair da cidade às 3h da manhã... não tínhamos condições de fazer esse passeio, por isso optamos por conhecer a cidade, as lojas, tirar fotos e ter um dia mais light. Acordamos e fomos tomar café no próprio hostel. Não
  6. 03/02 0 11º Dia! Esse foi um dia que nós tentamos evitar de qualquer jeito: Um dia inteiro de viagem! É muito importante ficar atento aos percursos durante o mochilão, assim é possível economizar dinheiro e ganhar tempo. Por exemplo, o percurso que fiz anteriormente, Cuzco - Puno, é uma viagem de 8 hrs de duração, se você optar por fazê-la a noite, pode economizar uma noite em um hostel e não perde nada do dia seguinte! Se ficar ligado nesses detalhes, dá pra aproveitar ao máximo... mas tem hora que não tem jeito. Em nossa viagem, conseguimos aproveitar bastante o tempo, e perdemos ape
  7. 02/02 - 10º Dia! Acordamos cedo em Copacabana e nos preparamos para o passeio de barco até a Isla del Sol! Fazia sol, mas havia um vento gelado cortante que nos obrigava a colocar os agasalhos. Fomos em direção à agência de turismo onde havíamos comprado o pacote para o passeio, e para a nossa surpresa, demos com a cara na porta quando chegamos lá. Marcamos às 8h com a pessoa responsável pela agência, e ela simplesmente não aparecia! Ficamos aguardando até umas 08:10, quando decidimos descer a rua principal em direção aos barcos, e tentar descobrir qual daqueles era o nosso (nós já estáv
  8. 01/02 - 9º Dia! Acordamos no Loki Hostel e utilizamos as primeiras horas da manhã para tomar um belo café da manhã reforçado e passar algumas fotos da máquina para o pen drive (faça isso com alguma regularidade). Peguei algumas informações sobre o transporte para Copacabana (nosso próximo destino), cidade que fica à beira do Lago Titicaca. Saímos em direção ao Mercado de Las Brujas (um conjunto de ruas de comércio) para comprar algumas lembranças e presentes. A essa altura da viagem, você já viu todo o tipo de artesanato, e não aparece nada diferente. Os mesmos imãs de geladeira, desc
  9. 31/08 - 8º Dia! Acordamos em La Paz ainda com dor de cabeça mas fomos tomando o chá de Coca e foi melhorando. Nosso quarto era muito bom, tinha apenas 5 camas e um banheiro privativo (o Loki Hostel é uma das melhores recomendações desse relato, vale a pena!) Tomamos café no restaurante do hostel e nos dirigimos ao local de encontro para pegar a van para o passeio. O passeio que compramos englobava a ida ao Chacaltaya (o monte nevado) e depois ao Valle da la Luna. Depois fiquei sabendo que esses dois pontos são o ponto mais alto e mais baixo da cidade. Encontramos dois brasileiros na
  10. 30/01 - 7º dia! Passamos a noite viajando de ônibus pela Cruz del Sur e chegamos pela manhã em Puno, a cidade peruana que fica às margens do Lago Titicaca. Nossa ideia inicial era deixar nossas malas em alguma agência de viagem (é possível pedir para guardarem) e fazer um passeio de dia inteiro pelas ilhas Uros. Antes de viajar, li muitos relatos e quase todos envolviam um passeio por essas ilhas, onde vive uma população de mesmo nome. Li relatos positivos e negativos, alguns diziam interessante o passeio, outros diziam que não havia muito o que se ver. Pois bem, em virtude do pouco tempo
  11. 29/04 - 6º dia! Finalmente, chegava o dia mais esperado! Como disse a vocês, escolhi viajar na época das chuvas e tive muito receio que tivesse alguns problemas com isso. Meu maior medo era que estivesse chovendo muito no dia que iríamos a Machu Picchu, e isso atrapalhasse o passeio, as fotos, e tudo mais. Pois bem, no dia que chegamos Águas Calientes, por volta das 21 horas, começou a cair não uma chuva, mas uma TEMPESTADE!!! Eu fiquei pensando "imagina se eu não consigo tirar a foto tradicional de Machu Picchu por causa da neblina?" Enfim, fiquei bastante preocupado, mas lembrei de um ou
  12. Desculpa a demora, galera! tive uns probleminhas mas já estou de volta! 5º dia! Nesse dia fomos caminhando até a sede do Ministério da Cultura do Peru, para comprar nossas entradas para Machu Picchu! O lugar era um pouco mais longe do que achávamos, rs, mas fomos lá e compramos tudo certinho. Pagamos meia porque tínhamos a carteira de estudante internacional, como já falei. Ao comprar as entradas, existiam algumas modalidades, a nossa entrada foi a simples. O ticket que permitia a subida Huayna Picchu (aquela maior montanha no fundo da foto clássica de Machu Picchu) obviamente já estav
  13. 27/01 - 4º Dia No dia anterior, à noite, passamos rapidamente na agência em que contratamos o pacote do Vale Sagrado e contratamos o City Tour para o dia seguinte (hoje, no caso). Eu e Leandra chegamos a conclusão que esses dois passeios são os mais importantes, não existe ir a Cuzco e não fazer esses dois. As agências vendem outros dois pacotes, um de museus e outro que vai para umas salineiras. Não tínhamos tempo para fazer tudo, mas acreditamos que o Vale Sagrado e o City Tour são os mais imperdíveis. O City Tour sai de cusco às 13 horas, então aproveitamos para dormir um pouco mais
  14. 3º Dia - Cuzco - Passeio do Vale Sagrado Bom, Como já disse, havíamos comprado o passeio do Vale Sagrado no dia anterior por 15 soles cada um. Entre os passeios que são oferecidos pelas agências, Vale Sagrado e City Tour são praticamente obrigatórios! Nesses dois passeios se conhece as principais ruínas Incas. Embora Machu Picchu seja a mais famosa, por ser a mais conservada, não era um dos lugares mais importantes do império. Acordamos bem cedo, tomamos um bom café da manhã no Che Lagarto e partimos em direção à agência. Dormimos muito bem num quarto com 6 camas, mas não tinham apena
  15. 2º Dia - 25/01 Bom, acordamos bem cedo e fizemos check-out no hostel, e pegamos o mesmo taxista nos trouxe do aeroporto. O Che Largarto tem um taxista credenciado que faz esse trajeto para o aeroporto, pq são poucos os taxistas que podem entrar lá, é um pouco mais caro mas vale a pena, pq na rua muitos não querem fazer essa corrida. Nós não precisamos pq o taxista do dia anterior combinou com a gente e foi nos pegar no horário acertado, até atrasamos 20 minutos mais ou menos, mas ele nos esperou mesmo assim Quando chegamos no aeroporto, uma pequena confusão. Minha passagem estava ok
×
×
  • Criar Novo...