Ir para conteúdo

THAYARAGALTERIO

Membros
  • Total de itens

    16
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Annecy: uma veneza francesa, pois a cidade inteira é rodeada de canais. Localizada na região dos alpes franceses, próximo a Grenoble e Genebra (Suíça), tem como atração principal boa comida, arquitetural medieval e diversão. Nos meses do verão você pode aproveitar para fazer atividades ao ar livre nos parques ao redor do lado Annecy, esportes aquáticos e náuticos, trilhas entre outros. O que comer? O famoso Fondue de queijos da região, a Raclette (batata cozida, frios e queijo derretido) ou Tartiflette (batata com bacon, cebola e tempero assada no forno coberto com queijo Reblochon). Os preços dos pratos variam entre 15 euros e 30 euros. O que fazer? Pedalar no lago de Annecy, Castelo de Annecy, Palácio de L'isle, Rio Tihou Onde ficar: Hostel Annecy Para ir de Annecy-Genebra e vice-versa, você pode pegar um ônibus que custa por volta de 12 euros (tempo: 1:30h) ou trem 20 euros (tempo: o tempo de trem varia muito conforme a passagem que você compra) Para ir de Paris-Annecy e vice-versa, a passagem de trem varia de +/-70 euros a +/-110 euros e o tempo de viagem é de +/ 3:30h. Claro que você tbm pode encontrar passagem mais barata dependendo da época e entre outros. Para maiores informações sobre a cidade, acesse: annecy Acesse as fotos e outras informações: http://viagensdathay.blogspot.com.br/
  2. Como chegar rápido?! Pegue o RER C (linha amarela) Versailles Rive Gauche (Chateau de Versailles) (desça aí). A viagem dura cerca de 35 a 40 minutos.Ao chegar na estação, haverá plaquinhas indicando a direção do Chateau, é só seguir e aproveitar! Dica: Ao chegar na estação, muitas agências, pessoas oferecem entradas para o chateau, recomendo que deixe para comprar no chateau mesmo, assim você escolher exatamente o que quer ver e de forma segura. Entrada: €18. Para aqueles que possuem o visto de estudante ou moram em Paris (com comprovação) a entrada é gratuita. ACESSE http://www.viagensdathay.blogspot.com.br/2013/11/museus-de-paris.html
  3. Viva os sabores e os odores franceses, viva! Os sabores não se resumem somente no "sabor" de estar em Paris e os odores não se resumem no cheiro do metro (principalmente no inverno). hahaha Passei 4 meses morando em Paris, França, então, há muita dicas, sugestões por aí. Tenha calma que vou colocando tudo aos pouquinhos. E é claro que eu não posso deixar de comentar sobre uma das características bem marcante na França, sobretudo em Paris (pois posso falar com mais propriedade): os sabores e os odores. Os sabores e os odores franceses vão de uma simples baguette traditionnelle da boulangerie (Hum...aquele maravilhoso cheirinho de pão) da esquina aos escargot de Bourgogne (talher? pinça? pegador?Nada fácil de manusear, né?! ). Aqui, você encontra uma boulangerie em cada quadra, cada esquina de Paris...se não encontrar na quadra em que está provavelmente na próxima encontrará. Como são muitas, fica a critério de cada um escolher a boulangerie mais próxima de você. A minha boulangerie preferida fica na saída da estação Port d'Ivry (metrô ligne 7 sentido Marie d'Ivry- arrondissement 13) (região onde morava, com ótimos restaurantes chineses, tailandeses, vietnamitas, sim eu morava na região da chinatown): as baguettes, os croissants, os pains au chocolat são muito bons. Recomendo! Quer comer um bom escargot? Pegue a (ligne 4 estação Les Halles ou Étienne Marcel, Rua Montorgueil, 38- 4éme), esta é a rua de muitos parisienses mas você também encontra bons e bastante opções de restaurantes, cafés, boulangerie etc em saint-michel (metro ligne 4, Saint Michel- 5éme) e ódeon (metro ligne 10, Ódeon- 6éme). Recomendo! Vale a pena também ir no restaurante Le Chartreaux: bistrô, onde vão alguns parisienses. Ah, não posso me esquecer que no meio do caminho há uma fromagerie (queijaria), há uma fromagerie no meio do caminho, sim. E os queijos são os melhores: brie, cammembert, morbir, reblochon, comté, beaufort, gruyère, emmental, mont d'or...há uma variedades, para todos os tipos e gostos. Você encontra queijos em todos os lugares, em quase todos os estabelecimentos de Paris (brincaderinhaaa). As minhas fromagerie, assim como outros restaurantes, lojas e bares dos mais variados tipos, feiras preferidas se encontram na Rue Mouffetard, área movimentada do Quartier Latin. (metrô ligne 7, Place Monge, Censier Dauberton, Les Gobelins- 5éme e 7éme).Esta é uma das ruas mais antigas de Paris. Você pode descer em qualquer uma das estações acima e depois é só perguntar para qualquer pessoa onde fica a rua ou, claro, se tiver um mapa será melhor, afinal você sabe como são os franceses, né? (nem todos). A rua fica uma quadra de qualquer umas destas estações. Aproveitando que está por ai, na estação Censier Dauberton tem um restaurante italiano muito bom, que vale muito a pena ir, mesmo que você pense: "Eu vim pra França para comer comida francesa e não italiana". O restaurante chama La comédia e fica em frente a estação (A água é de graça aqui: peça uma garrafe d'eau (água de torneira da França é boa- e não peça uma bouteille d'eau - esta é garrafa fechada e você pagará 5 euros). Assim, aproveitando o momento fromagerie, peça uma pizza bem gorda e enorme de 4 queijos ou uma lasanha: é a melhor lasanhaaa do mundo pra mim. Sinta-se como os franceses e gaste menos: compre um baguette, queijo de sua preferência (com brie e mel, fica maravilhoso!) e um garrafa de vinho (os vinhos são baratinhos) e sente se onde achar mais aconchegante ou até mesmo coma andando, o que também é normal em Paris. Os sabores e odores de Paris também envolvem os aromas, perfumes dos parques e jardins (por exemplo: jardins des plantes, jardin du luxembourg, arènes de luttèce, parc monceau, bois de vincennes). Experimente! ACESSE FOTOS E INFORMAÇÕES: http://www.viagensdathay.blogspot.com.br/2013/11/franca-para-os-franceses.html
  4. Gente, alguém sabe me informar se há problemas na imigração em Israel quando já se foi para o Marrocos?!
  5. Gente, alguém sabe me informar se há problemas na imigração em Israel quando já se foi para o Marrocos?!
  6. O Mont Saint-Michel está localizado no limite entre a região da Bretagne e a região de Normandie, noroeste da França. Porém o Mont pertence a região da Baixa Normandie (Normandie). E ele se encontra bem no meio de imensa baía de marés da Europa. Na maré baixa é possível fazer uma travessia pela baía, de preferência, com guias. São diversas propostas oferecidas pelos guias: passeios rápidos ou o dia todo. É possível fazer a travessia em qualquer período do ano desde que a maré esteja baixa! rsrsrs Dica: Como fui no inverno, não realizei a travessia, pois não estava acostumada com o frio: É muitooooo intenso! A visita a abadia dura o tempo que você quiser, explore! A região de Normandie é muito conhecida pela qualidades de seus produtos lácteos e pela carne. Já a região da Bretagne é conhecida por seus crepes, galetes, frutos do mar e por ser uma região muito chuvosa. Com a maré alta ou a maré baixa, vale muito a pena ir conhecer o Mont Saint Michel. Como ir? Você pode alugar um carro e sai por aí, explorando a região de Normandie: Rouen, Deauville, Etretat, Mont Saint- Michel. Aproveite e conheça o Mont Saint Malo. Os montes estão a 1 hora de distância um do outro. Bate e volta: Trens saindo de Paris, acesse: SNCF. Os valores das passagens variam bastante, de acordo com os horários, dias, classe. Escolha a passagem que for melhor. O tempo de viagem dura mais ou menos 3:15horas. Por isso saia bem cedo para aproveita o Mont Saint Michel. Outra opção bastante interesse é ir até uma agência e fechar um "bate e volta". Tem uma agência bem legal e com preços bem acessíveis na Rue des fleurs 27, 6éme, para chegar até a agência pegue a ligne 12 e desça na estação Notre Dames des Champs ou Rennes. Pergunte para alguém onde fica a alliance française. (agência fica em frente a Alliance Française de Paris). É uma agência parceira da Aliança. Lá eles fazem vários "bate e volta" ,para várias regiões fora de Paris. Vale muito a pena: eles te deixam livre, apenas você paga o transporte(ida e volta) e quando necessário as entradas. Para maiores informações sobre o monte, acesse: Mont Saint Michel e leia mais em baia-do-monte-saint-michel ou acesse http://viagensdathay.blogspot.com.br/
  7. Oie, o passeio foi de 2 dias e 1 noite. O valor foi mais ou menos 70 euros. =)
  8. Oie, o passeio foi de 2 dias e 1 noite. O valor foi mais ou menos 70 euros. =)
  9. O jardins de Monet é uma região linda e repleto de flores, local onde Claude Monet, pintor impressionista, morou e pintou entre 1883 até sua morte, em 1936. O jardim é um dos lugares que inspirou o pintor, retratando-o em muitas de suas obras. Por suas belas e admirável flores, pelos pequenos detalhes da casa, pelo riacho, pela ponte japonesa, pelo canto dos pássaros fazem do jardim um lugar exuberante, puro e, claro, perfumado! O que o tomar mais convidativo ainda. Dica:O jardins de monet estão abertos diariamente do dia 29 de março a 1 de novembro. Nos outros meses, ficam fechados pois é inverno. Melhor época para ir?! Maio, pois é o auge da primavera,mas não deixe de ir por não ser maio. Estar no jardins de monet é sentir e vivenciar a realidade das pinturas de Monet. Como ir até lá?! Os jardins de Monet estão, mais ou menos, a 45 minutos de Paris, localizado em Giverny. Para ir: Trens saem da Gare St- Lazare, 9éme. Para chegar até a Gare, você tem a opção de quatros linhas do metrô (3, 12, 13 e 14) e uma de RER (linha E). Ao comprar a passagem você compra até Vernon.Os trens que fazem essa rota são Intercités, trens regionais; A rota é Paris- Rouen. A passagem custa, mais ou menos, € 13,90 (cada sentido) e podem ser adquiridas no SNCF. Ao chegar em Vernon, você verá placas e pegadas indicando o sentido para pegar o ônibus que te levará até Giverny: É só seguir! Os horários estão de acordo com os horários dos trens que chegam de Paris. A passagem compra na hora com o motorista e custa €4,00. Tempo de viagem até o jardins: 10 minutos. Mas se preferir, alugue uma bike em frente à estação, por €14,00, mais ou menos. Aqui, eles pedem que deixem o documento de identidade. Dica: Compre a passagem pelo site, para não correr o risco de enfrentar filas na estação e/ou encontrar as máquinas fora de serviço. A entrada para o jardim custa: adulto:€9,50 crianças (+7 anos) e estudantes: €5,00 crianças (-7 anos):gratuito Deficientes: €4,00 Para maiores informações sobre tarifas em grupos, escolas, outros, acesse Fundação Monet Dica: Próximo ao jardim não há muita opção de lugares para comer, há duas lanchonetes em frente ao jardim, que não serve comida, mas sim um lanche ( a moda francesa, é claro!). Sugiro que levem comidinhas ( baguetes, queijos, sucos, água...), a região é bem legal para se fazer um piquenique. Aproveite! Não deixe de ver as fotos do jardins de monet e outras informações em http://viagensdathay.blogspot.com.br/
  10. Paris é um cidade linda e lotada de museus, museus de todos os tipos e para todos os gostos culturais. No entanto, nem sempre temos tempo suficiente para conhecer todos os museus, uma vez que ficamos horas dentro deles, admirando, estudando e refletindo as obras de artes, esculturas, mensagens, livros e etc... Tem pouco tempo por lá?! E você é um daqueles como eu que adora museu?! Não sabe muito bem qual museu começar a ver primeiro?! Aqui vai uma sugestão dentre a lista enorme de museus de Paris. Claro, conforme o nosso tempo na cidade, damos preferências para os lugares que realmente queremos conhecer. Mas os seguintes museus são bem interessantes e os mais famosos, contém obras de artes incríveis, esculturas, cartas, entre outros, além de muita história! Dica: Para aqueles que possuem visto de estudante francês, moram em Paris ou estudante que fazem parte da união europeia, a entrada em alguns museus são gratuitas. Vale a pena andar com um xerox do passaporte, visto de estudante ou, melhor ainda, se vc tiver a carteirinha de estudante europeia. RECOMENDO! Museus: Musée du Louvre Musée D'Orsay Centre Georges Pompidou Musée Rodin Petit Palais Grand Palais Invalides + Tumba de Napoleão Palace de Versailles Como chegar rápido?! Pegue o RER C (linha amarela) sentido Versailles Rive Gauche (Chateau de Versailles) (desça aí). A viagem dura cerca de 35 a 40 minutos. Ao chegar na estação, haverá plaquinhas indicando a direção do Chateau, é só seguir e aproveitar! Dica: Ao chegar na estação, muitas agências, pessoas oferecem entradas para o chateau, recomendo que deixe para comprar no chateau mesmo, assim você escolher exatamente o que quer ver e de forma segura. Entrada: €18. Para aqueles que possuem o visto de estudante ou moram em Paris ( com comprovação) a entrada é gratuita. Fonte: http://viagensdathay.blogspot.com.br/
  11. Procura por hotel, apartamento para alugar, albergue ou bed&breakfast? Quais são seus interesses e lugares?Onde ficar em Paris?! Não tenho muita sugestão de hostels, apartamento, hotel e etc, para Paris, uma vez que eu morei lá. Todas as minhas informações, aqui, estão relacionadas aos lugares que eu realmente conheço. Não recomendo o que eu não vi, hospedei, restaurantes entre outros. Mas não é por isso que eu não posso te ajudar, né?! Algumas regiões de Paris são de praxe se hospedar, escolha a que mais combine com seus interesses: Região do Etoile (8éme), localizado próximo do Arco do Triunfo, Torre Eiffel, Champs Élysées(lojas, restaurantes, cinemas...) Grand Palais, Petit Palais, entre outros. Região do Marais: (3éme e 4éme): região bem bonita e movimentada, com bastante opções de bistrô, cafés, boulangerie, lojas das mais variadas, museus (Musée Carnavalet- museu sobre a história da cidade de Paris), próximo ao Hôtel de Ville. Região muito rica de Paris, onde andam pessoas ligadas ao mundo da moda, cinema, arte e etc; e famosa por ser uma região gay da cidade, com entretenimentos voltados para esse público. Região da Bastille: (12éme) região movimentada, popular, jovial, animada de Paris, com praças, ópera da bastille, feira da bastille, cafés, restaurantes. Muitos eventos, festas, manifestações costumam acontecer por aqui. Região de Madeleine e Opera: região (8éme) do centro da gastronomia requintada de Paris, galeria lafayette; Ópera de Paris Região Saint Germain: região (6éme) antiga, charmosa, com muitos, mas muitoos bistrôs, restaurantes, cafés, bibliotecas (gibertjeune, shakeaspeareandco), região turística. Região Quartier Latin: região (5éme e 7éme), onde se encontra a rue Mouffetard (divertida, possui grande variedades de bares, restaurantes), Jardin du Luxembourg, Panthéon, Jardins des Plantes; jovem e simples com muitas escolas, universidades ao redor, tal como a famosa Sorbonne, Região Montmartre: região (18éme) boêmica, bucólica, charmosa por suas ruas arborizadas, pintores, cafés, cabarés (por ex. Moulin Rouge), praças, Basilique du Sacré- Coeur, souvenir, região também onde foi gravado o filme O fabuloso destino de Amélie Poulain, entre muitos outros pontos. Região Montparnasse: região tradicional de Paris (14éme), com bons restaurantes, bons cinemas e teatros, shoppings, gare de train (estação de trem), torre de montparnasse (aqui você tem uma linda vista de Paris); Região Torre Eiffel: região (entre 7éme, 16 éme e 15 éme) linda e charmosa, recomendada para casais; com museus e parques ao redor, torre eiffel (é claro!), trocadero, entre outros Dicas: Sugestão de Hostel Paris: Oops Design Hostel Hostel muito bem localizado, seguro, próximo da rue Mouffetard (Quartier Latin, 5éme), próximo de duas estações de metrô, café da manhã incluso, próximo de mercados, restaurantes, padarias, shopping e etc. Recomendo! Sugestão de sites: Recomendo! Hihostels Albergues da Juventude, aqui você encontra bons hostels, com preços acessíveis. Alguns hostels que fazem parte da Hihostels pedem um cartão de associado do Hosteling International, para ser um associado você precisar fazer o cartão e os valores variam de país para país. O bom de ser associado, pois você tem descontos em hospedagens entre outros. Hostelworld Site de reservas de acomodação, com preços acessíveis. Hostelbookers Site de reservas de acomodação. com preços acessíveis; Apartamentos para alugar: Em Paris há diversos tipos de apartamentos, com preços dos mais variados, grandes, pequenos, para 1,2,3,4....pessoas, próximos a parques, museus, restaurantes, com vista para o rio sena, arco do triunfo, na champs-élysées em Montmartre, dentro ou fora da ilha de Paris. Tem apartamento onde você quiser, é só você escolher aquele que encaixa melhor ao que você procura. Abaixo segue a sugestão de sites: Recomendo! Seloger Parisattitude Francelodge Acomode-se! Mais informações, fotos, links, acesse http://viagensdathay.blogspot.com.br/
  12. Teatro das escadarias de Montmartre, Paris Olá, Ainda caminhando por Montmartre, saia no metrô Abbesses (ligne 12,18éme) e em seguida pegue a rue d'Orsel e vire na rue des trois frères à esquerda. Na esquina da rue des trois frères e da rue tardieu, você vai ver as escadarias para chegar até a igreja Sacré-Coeur. Suba as escadarias, no meio do caminho do lado direito das escadarias você encontrará o aupetitthéâtredubonheur. Esse é um teatro onde atores, músicos, poetas etc vão para apresentar suas performances e trocar conhecimentos. A entrada é gratuita. Endereço: Au Petit Théâthe du Bonheur, 6, rue Drevet, Paris (Théâtre dans les escaliers) Veja o vídeo de uma apresentação no Théâthe du Bonheur e outras informações em http://www.viagensdathay.blogspot.com.br/
  13. Olá, Continuando pelas ruas parisienses, outra dica de um lugar muito legal para se conhecer em Paris é Montmartre, localizado no arrondissement 18 (bairro 18): é boêmio, bucólico, charmoso por suas ruas arborizadas, pintores, cafés, cabarés (por ex. Moulin Rouge), praças, Basilique du Sacré- Coeur), souvenir, região também onde foi gravado o filme O fabuloso destino de Amélie Poulain. entre muitos outros pontos. Caminhando pelas ruas de Montmartre não deixe de visitar: Moulin Rouge, cabaré tradicional. (metro: ligne 2- Blanche ou Pigalle- se descer em Pigalle andará duas quadras, passando por cabarés, boutiques, cafés...) Recomendo! Que tal tomar um café e conhecer o famoso café do filme Amelie Poulain? o Café des 2 Moulins serviu de cenário de muitas cenas do filme e está a duas quadras do Moulin Rouge: 15, rue Lepic (18ème), rua à direita do Moulin Rouge, rua de comércio tipicamente parisiense. Recomendo! Por Montmartre você encontra diversas boutiques, fromaggerie, charcuterie, cafés além de muitas lojinhas de souvenir, decoração, papelaria, com coisinhas bem legais. Subindo ou descendo, direita ou esquerda, descubra, explore o que há pelas ruas de Montmartre... Se perca, mas com cuidado, é claro!! Le Chat Noir (foi um cabaré francês no final do século XIX) e localizado na 84,Boulevard Rochechouart, Montmartre Basilique du Sacré-Coeur Recomendo! Próximo a Basilique tem a Places des Tertre, aqui há muitos artistas: pintores, poetas, músicos... Aproveite e faça um retrato. Recomendo! Le mur des je t'aime: é um monumento ao amor construído no jardim romântico Jehan Rictus, local praça da Abbesses (place des Abbesses), em Montmartre, Paris. Ponto de encontro para os amantes do mundo. O muro tem "eu te amo" escrito em mais de 300 línguas. Recomendo! Place des Abbesses Aproveite e coma um crêpe de nutella, se estiver friozinho tome um vinho quente (vin chaud ou chocolat chaud) Recomendo! Outro caminho para chegar até aqui (e sair exatamente na praça acima) é: pegue o metrô ligne 12- Abbesses. Sai do metrô e prepare-se para subir em espiral alguns degraus (são mais de 50), então, se você está cansado recomendo que pegue o elevador lá em baixo. Pelas ruas de Montmartre... Fonte: http://viagensdathay.blogspot.com.br/
  14. A feira acontece toda quinta-feira e domingo das 7h às 15:00, na Bastille ( ligne 1, 8 ou 5 estação Bastille). Aqui você encontra diversos produtos regionais: pães, frutas, legumes, queijos, salames, carnes até roupas, bolsas etc... Recomendo! Curtam uma rápida performance e algumas fotos (e rápida é rápida mesmo!) apresentada na feira da Bastille, acesse meu blog para dicas e informações: http://www.viagensdathay.blogspot.com.br
  15. Viva os sabores e os odores franceses, viva! Os sabores não se resumem somente no "sabor" de estar em Paris e os odores não se resumem no cheiro do metro (principalmente no inverno). hahaha Passei 4 meses morando em Paris, França, então, há muita dicas, sugestões por aí. Tenha calma que vou colocando tudo aos pouquinhos.E é claro que eu não posso deixar de comentar sobre uma característica bem marcante na França, sobretudo em Paris (pois posso falar com mais propriedade): os sabores e os odores em seus diversos sentidos. Os sabores e os odores franceses vão de uma simples baguette traditionnelle da boulangerie (Hum...aquele maravilhoso cheirinho de pão) da esquina aos escargot de Bourgogne (talher? pinça? pegador?Nada fácil de manusear, ne?! ). Você encontra uma boulangerie em cada quadra, cada esquina de Paris...se não encontrar na quadra em que está provavelmente na próxima encontrará. Como são muitas, fica a critério de cada um escolher a boulangerie mais próxima de você. A minha boulangerie preferida fica na saída da estação Port d'Ivry (ligne 7 sentido Marie d'Ivry) (região onde morava com ótimos restaurantes tbm que comentarei em outras postagens), as baguettes, os croissant, os pain au chocolat são muito bons. Recomendo! Quer comer um bom escargot? Pegue a (ligne 4 estação Les Halles ou Étienne Marcel, Rua Montorgueil, 38), esta é a rua de muitos parisienses mas também há bastante opções de restaurante na estação de saint-michel (ligne 4)e metro ódeon (ligne 10). Recomendo! Vale a pena também ir no restaurante Le Chartreaux bistrô parisiense, onde vão alguns parisienses. Ah, não posso me esquecer que no meio do caminho há uma fromagerie (queijaria), há uma fromagerie no meio do caminho, sim. E os queijos são os melhores: brie, cammembert, morbir, reblochon, comté, beaufort, gruyère, emmental, mont d'or...há uma variedades, para todos os tipos e todos os gostos. E você encontra queijos em todos os lugares, quase todos os estabelecimentos de Paris (brincaderinhaaa). As minhas fromagerie, assim como outros restaurantes, lojas e bares dos mais variados tipos, feiras preferidas se encontram na Rue Mouffetard (ligne 7 estação Place Monge, Censier Dauberton, Les Gobelins) Você pode descer em qualquer uma dessas estações e depois é só perguntar para qualquer pessoa onde fica a rua ou se tiver um mapa será melhor, afinal você sabe como são os franceses, ne? (nem todos). A rua fica uma quadra de qualquer umas destas estações. Aproveitando que está por ai, na estação Censier Dauberton tem um restaurante italiano muito bom, que vale muito a pena ir, mesmo que você pense: "Eu vim pra França para comer comida francesa e não italiana". O restaurante chama La comédia e fica em frente a estação. (A água é de graça aqui: peça uma garrafe d'eau (água de torneira da França é boa- e não peça uma bouteille d'eau - esta é garrafa fechada e você pagará 5 euros) Aproveitando o momento fromagerie, peça uma pizza bem gorda e enorme de 4 queijos. Recomendo! Sinta-se como os franceses e gaste menos: compre um baguette, queijo de sua preferência (com brie e mel, fica maravilhoso!) e um garrafa de vinho (os vinhos são baratinhos) e sente onde achar mais aconchegante: às margens do rio sena, nos jardins, nos parques ou até menos coma andando, o que tbm é normal em Paris. Maiores informações, fotos, acesse o link: http://www.viagensdathay.blogspot.com.br/
×
×
  • Criar Novo...