Ir para conteúdo

henriquefarage

Membros
  • Total de itens

    323
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    5

henriquefarage venceu a última vez em Outubro 23

henriquefarage tinha o conteúdo mais apreciado!

Reputação

184 Excelente

4 Seguidores

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Nos hotéis onde trabalhei no ES e em SP não autorizávamos em hipótese alguma o check-in de menores sem autorização judicial assinada por pai E mãe pois era o que constava na Lei, sem se importar se viajavam com parentes (tios, avós...). Inclusive havia muita reclamação por partes das pessoas que eram recusadas porque eles podiam viajar (ônibus e avião) com os menores (porque a lei permitia) mas para hospedagem eram outras regras. Enfim, hoje não sei se isso mudou. De qualquer forma eu viajaria com todos os documentos possíveis, cópias de documentação, autorização judicial, do juizado de menore
  2. Na prática a Get Your Guide funciona assim: vendem o ingresso através de parceiro local (agência peruana) e enviam um voucher de confirmação ao cliente final; a agência (local) é quem tem o trabalho de efetuar a reserva (online, via Extranet que as agências tem cadastradas no Ministério de Cultura de Cusco), e uma vez que a reserva tá feita, eles precisam ir pessoalmente ao balcão do Ministério de Cultura (que está fechado) e pagar para gerar o ingresso. Assim a reserva tá 100% confirmada e eles enviam o ingresso por e-mail ao cliente final que comprou no Get Your Guide. Dá pra pagar a re
  3. Eu moro em Cusco e trabalho com turismo. Não houve nenhuma liberação para visita em Machu Picchu ou qualquer outro tipo de turismo. Inclusive o estado de Cusco voltou a entrar em quarentena depois de julho, e não há transportes para chegar ou sair da região (aviões ou ônibus). O país continua com as fronteiras fechadas. O Get Your Guide não emite ingressos, são apenas um canal de vendas entre o consumidor final e as agências locais em Cusco que são quem fazem reservas e emitem ingressos.
  4. Esta informação é completamente falsa. Machu Picchu está fechada, sem previsão de reabertura, e ainda não é possível reservar ingressos para 2020 ou 2021. Fujam desta roubada e aguardem informações confiáveis do Ministério de Cultura de Cusco e demais órgãos peruanos.
  5. Sim. Eu passei o último natal em Lima e o clima lá estava bem agradável, mas pra Cusco se você não quer correr risco de chuva recomendo que venha depois primeira quinzena de maio.
  6. Passei os últimos 2 anos novos em Cusco e te garanto que vai chover.
  7. Pra mim 10 dias só em Cusco é muito - muitíssimo tempo. Se não for fazer alguma trilha longa (de vários dias), considero uma semana mais do que suficiente para o essencial em Cusco (7 dias no total, contando com o dia da chegada e da saída). A cidade em si não oferece grandes atrativos então se não for pra ocupar todos os dias fazendo tours, caminhadas, etc, vai ser algo entediante.
  8. Claro. Mas viajar com pouca grana é muito diferente de viajar sem dinheiro e ficar pedindo tudo pros outros/dependendo de outras pessoas pra se manter na viagem. Mais que falta de planejamento é falta de bom senso na minha opinião.
  9. Interessante que esse estilo de viajar parece fazer muita parte da cultura argentina. Quem já fez mochilão longo/de baixo orçamento sabe como é encontrar esse padrão de argentinos mochileiros: sem dinheiro, vendendo artes ou fazendo malabares pra conseguir uns trocados, trocando trabalho por hospedagem, querendo dividir comida com outros hóspedes porque não tem dinheiro pra se manter. Não acho menos digno que um mochileiro que viaja com mais planejamento (e grana) mas (apenas minha opinião pessoal) acho bastante inconveniente quando topo com essa galera em hostel. Os caras te pedem tudo, pô(!!
  10. Se não tem maturidade pra viajar não saia de casa - muito menos sem dinheiro e sem saber o que fazer. A realidade é dura. Não acredite em tudo que vê/lê na internet, filmes, etc. A realidade é MUITO dura - se fosse fácil e as oportunidades iguais e justas para todos não haveriam mendigos na rua e gente morrendo de fome pelo mundo afora. Comece aos poucos, viagens curtas e depois vai amadurecendo (em idade e em experiência de vida). Um passo de cada vez. Cada dia vejo mais gente com essas ideias de sair pelo mundo sendo que nunca saiu do próprio quarto.
  11. Passaporte é uma coisa, RG é outra. O texto diz que para entrar com passaporte este documento precisa ter validade mínima de 6 meses. Estou vendo muito brasileiro tendo problemas na imigração peruana por conta do passaporte que está perto da data de validade. Na dúvida/se o passaporte estiver perto de vencer, viaje com os dois (e que o RG esteja em boas condições) para evitar dor de cabeça.
  12. Ainda se não for em Miraflores (San Isidrio, Barranco, etc, que são outros lugares que os turistas se hospedam) recomendo pegar o transfer do aeroporto e descer em Miraflores e de lá pegar um táxi. Pra mim o melhor aplicativo de táxi em Lima é o BEAT. Tem a maior oferta de motoristas e melhores preços. Só uso este app lá.
  13. Pega o Airport Express que é mais seguro e muito mais barato. https://www.airportexpresslima.com/es/
×
×
  • Criar Novo...