Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

henriquefarage

Membros
  • Total de itens

    242
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    2

henriquefarage venceu a última vez em Janeiro 26

recebeu vários likes pelo conteúdo postado!

Reputação

122 Excelente

5 Seguidores

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. henriquefarage

    Mudança de horários (turnos) de visitas Machupicchu (2019)

    Na última semana o Ministério de Cultura convocou as agências e operadores de turismo para explicar como funcionarão os novos horários de visitação a Machupicchu. A maior mudança é que ao invés de 2 turnos (matutino e vespertino) as visitas serão em 3 turnos diferentes, com 3 horários de entrada para cada turno. Fiz um post no meu blog para quem quiser informações mais detalhadas sobre estes novos horários: http://vidaemcusco.com/novos-horarios-machupicchu-2019/ Abaixo uma foto (bem ruim) da tabela explicada na reunião da semana passada. Atualização 07/12: voltaram atrás com os horários de Montaña e Huaynapicchu. Abaixo a tabela atualizada:
  2. henriquefarage

    DE OLLANTAYTAMBO a HIDROELETRICA ?

    Quando você estiver em Cusco pra fechar seus passeios aproveita e fecha logo essa van pra você embarcar em Ollantaytambo. Quando fui a Machupicchu de van, por exemplo, paramos em Ollantaytambo para usar banheiros e lanchar (uma parada rápida onde outras 10-15 vans também param). Ali alguns passageiros embarcavam nas vans (mas já tinham a reserva feita e paga). Inclusive a pessoa que veio do meu lado fez isso (viajei no banco do carona). Então te recomendo fazer o mesmo e já fechar essa van em Cusco e viajar tranquilo pra Ollantaytambo.
  3. henriquefarage

    DE OLLANTAYTAMBO a HIDROELETRICA ?

    Tem muitas vans que param 15-20 minutos em Ollantaytambo antes de seguir viagem mas neste caso você já precisa ter combinado previamente para embarcar lá (normalmente é fácil conseguir negociar isso em Ollanta no hostel ou na praça mesmo conversando com motoristas e guias - assim você pegará o contato direto de alguma empresa que faz o transporte Cusco-Hidroelétrica). Outra opção é pegar vans que saem de Ollantaytambo mesmo até Santa Teresa e de lá ir em táxi pra hidro.
  4. henriquefarage

    Passagens viva colômbia

    Essa bagagem de mão de 10kg (40x35cm) que é grátis é aquela que vai em baixo do assento da frente e você não tem direito a levar nenhum outro item sem pagar a mais por isso (nem mesmo uma carteira, bolsinha, pochete, uma bolsa com câmera fotográfica, tablet ou qualquer coisa do tipo) Então se você não tiver certeza absoluta que sua mochila entra nessas dimensões (e não tiver nenhum outro item) é melhor mesmo comprar uma tarifa que dá direito a bagagem de cabine (12kg - 55cm)
  5. henriquefarage

    Peru em janeiro de 2019

    Lamentavelmente você não entendeu absolutamente do que eu quis dizer e tá só defendendo a lógica simplista de que a qualquer momento pode acontecer um desastre por conta das chuvas querendo dizer que "a cada 3 ou 4 anos temos uma tempestade aí que deixa todo mundo ilhado..." (suas palavras, não sei de onde veio a informação). Ora, a cada 3 ou 4 anos (talvez até menos) cai um avião, morrem 200 pessoas, e ninguém deixa de voar diariamente por isso. A cada dia dezenas de pessoas morrem no trânsito brasileiro e ninguém parece estar surpreso, chocado, preocupado ou comovido com isso e seguem dirigindo, andando de táxi, uber, ônibus, que seja. E não vou nem voltar a entrar no histórico de tragédias envolvendo chuvas e deslizamentos a cada ano em todo o Brasil. Agora pra sair da bolha que vive e viajar pra um lugar num período de chuvas sem histórico de acidentes/tragédias recentes e que talvez há uma possibilidade, um risco, de acontecer algum atraso que seja: "Nossa! Não vá, é perigosíssimo, ninguém recomenda" ("engraçado" é que acontece a mesma coisa em tópicos sobre violência/corrupção em países vizinhos). Enfim, ao contrário do que você supõe, o que venho fazendo em todos os comentários que faço quando perguntam sobre a questão das chuvas em Cusco e Machupicchu é que existem riscos (mínimos) e inconvenientes, mas que apesar das chuvas durante três ou quatro meses por ano, nada impede de viajar pra cá e fazer passeios durante este período, e que os incidentes/tragédias/confusões são mínimos e não é (nem de longe) esta ideia trágica que você está pintando.
  6. henriquefarage

    Peru em janeiro de 2019

    Este ano o único incidente envolvendo tours a Machupicchu que conheço foi uma morte por deslizamento de uma pedra na estrada da hidroelétrica (foi publicado aqui, inclusive). Houve, se não me engano, um dia que os trens atrasaram por conta das chuvas mas não lembro exatamente em que mês. E no meio do ano dois trens se chocaram e isso atrasou tudo também (chegadas e saídas) mas em nenhum dos dois casos ninguém perdeu o passeio. Só mesmo atraso de umas 2h ou 3h. Agora uma coisa é certa e canso de dizer: os voos vão atrasar e serem cancelados. É quase uma regra para todo o ano e no período de chuvas é ainda pior, então sempre recomendo meus clientes a considerarem dois dias a mais no planejamento final da viagem (para não ter complicações com atrasos e cancelamentos tanto na chegada quanto saída).
  7. henriquefarage

    Peru em janeiro de 2019

    Sério que seu argumento são notícias de 2004 e 2010? É igual você falar pra alguém desistir de viajar a Indonésia porque lá tem terremotos e tsunami (ou Chile, ou Japão). Não faz sentido. Procura incidentes recentes deste tipo/proporções e simplesmente não vai encontrar. Não é como no Brasil, por exemplo, que qualquer chuva de dois dias alaga cidades, mata algumas dezenas e desabriga centenas de pessoas - e isso TODOS os anos e durante TODO o ano. Vou dar apenas alguns exemplos que encontrei em uma pesquisa rápida: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/chuva-leva-rio-de-janeiro-a-entrar-em-estagio-de-crise.ghtml https://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/chuvas-na-regiao-sul-provocam-morte-e-deixam-desabrigados-bzqry14mzq8b4izgc9sk9g4em/ https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2018/11/22/corpo-e-identificado-e-numero-de-mortes-por-chuva-em-belo-horizonte-sobe-para-cinco.ghtml É algo que não existe nesta região de Cusco e nem chove com a intensidade que chove no Brasil. Esse imaginário de que quando chove aqui o mundo acaba é completamente surreal. A vida e o turismo seguem iguais, há tours diários para todos os lados, trek em montanhas, a cidade tá cheia, etc. Muito diferente de muitas regiões em que vivemos/vivíamos no Brasil que em dois dias de chuva a cidade fica inundada e o caos toma conta.
  8. henriquefarage

    DÚVIDAS COPACABANA - ISLA DEL SOL

    Você também pode acampar lá em cima onde tem o bosque de eucaliptos. É uma experiência incrível.
  9. henriquefarage

    Peru em janeiro de 2019

    Então você não sabe bem o que fala porque eu moro em Cusco há um ano e até hoje não vi nada disso que você acha que sabe ou acha que viu quando "passou por lá em 2015".
  10. henriquefarage

    Peru em janeiro de 2019

    Quanto sensacionalismo. Não dê ouvidos. Só não faça o tour a Machupicchu em van - esse sim é arriscado em período de chuvas.
  11. henriquefarage

    Cuzco - ajuda com logística, custo e tempo

    Sim, é o que quase todos fazem por aqui e o mais indicado pra aproveitar o tempo e os deslocamentos. A visita a Chinchero é dispensável na minha opinião (na real Chinchero só entra nesse roteiro do Vale porque está no caminho de volta para Cusco). Recomendo tomar o trem das 19:04h (Peru Rail) pra aproveitar mais Ollantaytambo antes de ir pra Aguas Calientes.
  12. henriquefarage

    Help...Ilhas Ballestras e Huacachina em 1 dia.

    Dá tempo sim. Muitos gente faz até bate-volta: Lima - Paracas (Ballestas) - Ica - Lima
  13. henriquefarage

    Cuzco - ajuda com logística, custo e tempo

    O sol nasce entre 5:15h - 5:30h. O parque só abre as 6h. Se não tiver nublado (o que é comum nas manhãs), o máximo que vai conseguir ver por volta das 6:30h é o local clareando/com mais luz do sol chegando conforme as nuvens vão se espalhando. Só quem faz Caminho Inca consegue ver, de fato, o sol nascer de dentro de Machupicchu. Já escrevi sobre isso no meu blog.
  14. henriquefarage

    Cuzco - ajuda com logística, custo e tempo

    A bagagem fica no hotel/hostel em Cusco. Todos tem storage room sem custo. O ingresso Machupicchu/Huaynapicchu com antecedência sim. Depois trem (se for o caso), mas isso dá pra ver com mais calma. Se não começarem a vender os ingressos em dezembro vai ser em janeiro. Prepare-se porque é quase certo que haverá aumento.
  15. henriquefarage

    Cuzco - ajuda com logística, custo e tempo

    1 - a ordem tá ok. se você pretende fazer City Tour depois da visita de Moray provavelmente vai perder as visitas a Catedral e Qoricancha, e vai depender da disponibilidade da agência em combinar com você um local para encontrar o grupo (saída de Qoricancha ou entrada de Sacsayhuaman). Ainda assim você corre o risco de perder o tour (as agências não estarão nem um pouco preocupadas se você tá fazendo outro tour e poderá se atrasar - não vão te esperar e muito menos devolver seu dinheiro). 2 - Vale + Aguas Calientes. As bagagens ficam em Cusco e você só vai levar uma mochila para o tour Aguas Calientes/Machupicchu. 3 - Não recomendo especialmente se for subir Huaynapicchu. 4 - A manhã é sempre mais cheia que a tarde. Mas se for subir Huaynapicchu a visita terá que ser obrigatóriamente de manhã. Esquece essa história pernoitar em fila de ônibus que isso é coisa do passado/informação desatualizada. Os ônibus só operam a partir das 5:30h e o parque abre as 6h. Ano que vem o turno da manhã será dividido em 3 turnos com horários de entrada e saída definidos. 5 - Trens, hotéis e ingressos a Machupicchu. Maio-Junho já tá começando a alta temporada e tudo fica mais caro e disputado. Se pretende fazer Huaynapicchu espere sair as vendas dos ingressos de 2019 (provavelmente em dezembro ou janeiro) e já faz sua reserva pra não ficar sem.
×