Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Catherine Cunha

Membros
  • Total de itens

    72
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Crisuxa, só vi agora tua mensagem. Botei fora o recibo do câmbio (onde deveria ter o nome), mas é a primeira casa a esquerda passando a calle Bandera (para quem está indo sentido Santa Lucía- Plaza de la Constitucion)
  2. Catherine Cunha

    [[Template core/front/global/prefix is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]] Deserto de Atacama

    Essa deve ser a segunda agência mais cara de SP. Acho que só perde pra turistour. Tu consegue passeio mais barato lá
  3. Catherine Cunha

    [[Template core/front/global/prefix is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]] Deserto de Atacama

    Você voltou agora neh ? Eu queria saber como está a situação do salar de uyuni em relação as chuvas dessa época, estou partindo para SPA na quarta, e estou preocupada com os alagamentos que eu li em alguns relatos Quando eu fui tava seco (cheguei lá dia 24/01). Um paulista que eu conheci no hostel disse que tinha estado lá dia 19/01 e tava molhado. Acho bem difícil que fique "alagado"
  4. Transit visa: Voo para Chengdud (China) com conexao em Heathrow (Londres). DICAS?
  5. Catherine Cunha

    [[Template core/front/global/prefix is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]] Deserto de Atacama

    Não vou escrever o relato completo porque acho que tudo já foi dito em outros relatos, mas aí vai um pouco mais de dicas: Sobre os passeios: no primeiro dia eu só descancei, conheci a cidade e fechei o passeio para o dia seguinte. De noite eu fiz o Tour Astronômico (imperdível!!) com a Space. Paguei 20.000. Esse é o único que vale a pena reservar do Brasil e logo para o começo da viagem (porque depende do clima, então se for cancelado, terás tempo para reagendar). Para esse passeio, tem que ir bem agasalhado, porque é quase todo na rua a noite, e como ficamos parado, o frio pega; no segundo dia eu fiz o Valle del Arcoiris (manhã) e Lagunas Cejar (tarde). Paguei para a Colque 32.000 pelos dois passeios, mas a operadora foi a Andes. Foi tudo "ok": nem ruim, nem surpreendente; no terceiro fiz Piedras Rojas. Paguei 35.000 para a Colque mas a operadora foi a Atacama Cultura Aventura (uma agência irregular). Mas o guia era legal e foi tudo certo. E o lugar é lindo!! No quarto dia eu fiz Geiser del Tattio (manhã) e Valle de la Luna (tarde) com a Corvatch. Paguei pra eles 27.000 pelos dois passeios. Eles foram os operadores. E no quinto dia eu faria o Salar de Tara com a Corvatch (40.000) mas eles não foram me buscar no hostel e eu perdi o dia. Não recomendo essa agência por causa disso, e também porque tinha um brasileiro lá que tinha pago 1.000 dólares no Brasil para uma agência em SP que representaria a Corvatch por passeios para ele, mulher e filha, e agência disse não saber de nada. Eles tiveram que pagar de novo. Achei muito estranho... Sobre os passeios, eu recomendo conhecer o atacama primeiro, e depois ir pro Salar de Uyuni. O contrário perde a graça. Sobre a altitude: respirar é o segredo. E algumas folhas de coca (que podem ser compradas nas feiras de artesanato por 1.000 pesos) no canto da boca sem mastigar, ajudam muito. Não há com o que se preocupar. O único passeio que as agências recomendam deixar para o final é o Salar de Tara, porque rapidamente sobe-se de 2000 para mais de 4000m de altitude. Restaurantes: O café Ayula tinha Wi-fi, menus do dia (mas na real é PF) com uma porção "normal" e um preço "bom" (4.400 com refri incluído). Também comi uma massa no Delícias de Carmen como menu do dia (mas não o que fica na caracoles), por 3.500. A porção lá era enooooorme. Dava pra levar a sobra. Eu pedi suco e veio uma jarra que serviu uns 6 copos. Custou 4000!! Um lugar que muita gente comeu e não gostou foi o Aura Andina (tipo bandeijão), mas dividindo o espaço tem um restaurante vegetariano que é melhor. A dica é pedir menu do dia e dividir com alguém.
  6. Catherine Cunha

    [[Template core/front/global/prefix is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]] Deserto de Atacama

    Queridos, voltei agora de SP (Janeiro) e tenho algumas dicas para dar, de coisas que eu não li por aqui. Agências em SP: foi a parte mais difícil pra mim, mesmo tendo lido as avaliações aqui. Fato é: tem agências que são clandestinas (não são registradas e não pagam imposto) e por isso são mais baratas. E há agências que são registradas mas não possuem veículo próprio, e por isso repassam para outras operadoras. - fechar vários passeios com a mesma agência pode não ser uma boa ideia (na minha opinião). Fechar o passeio um dia antes, no fim do dia, pareceu sempre garantir um melhor preço. - se agência não fechar 6 pessoas no mínimo ela vai repassar para outra, mesmo que ela tenha carro próprio. - uma van passa no seu hostel pra te recolher para os passeios de manhã. Já para os da tarde, geralmente, tem que ir até a agência. - a van não passar no hostel ou a agência esquecer de você é mais comum do que vocês imaginam. Aconteceu comigo e com outras pessoas que conheci lá. A grande diferença é que algumas agências vão dizer apenas "Desculpe" e te devolver o dinheiro (mas você perderá o dia, porque provavelmente não dará tempo de fazer outro passeio) ou ela vai disponibilizar um carro e te levar até o passeio. Acho que é por aí que se diferencia agência boa da ruim. sobre os passeios - as menores altitudes (boas opções para começar): Valle de la luna, laguna cejar (ambos com saída a tarde) e valle del arcoíris (saída de manhã). - andar de bicicleta é possível, mas requer grande resistência ao calor e ao sol Sobre o Salar de Uyuni (saindo de SP) - há 3 agências bolivianas em SP: World White, Cordilhera Travler, e Estrela del Sur. O preço muda porque as refeições e os alojamentos são diferentes. Eu fiz com a Cordilhera (140.000 pesos) e gostei muito. O valor foi diminuindo quanto mais perto da data de partida estávamos (ou seja, também vale a pena fechar o passeio com menos antecedência). - os carros, geralmente, possuem rádio com entrada USB e um cabo para conectar na entrada de fone de ouvido do celular ou tablet. Então, leve música para escutar. Tomada para carregar os equipamentos, só na segunda e terceira noite. - até a imigração chilena e boliviana, você irá com um grupo em uma van. Na imigração boliviana, há um tempo para tomar café da manhã, preparar os carros e dividir os grupos. Aproveite esse momento para conhecer as pessoas. Um guia, provavelmente, irá definir os grupos, mas você pode pedir pra mudar ou pra que os seus amigos/conhecidos fiquem junto. Essa parte é importantíssima. - no quarto dia (para aqueles que retornam a SP), a polícia na fronteira da bolívia estava cobrando propina para sair do pais (15BOL). Não existe essa taxa. Então, para não pagar, diga que é brasileiro ou que não tem o dinheiro e pronto. No meu grupo, os primeiros a passarem pela imigração foram cobrados, e depois que um menino disse que era brasileiro, eles reorganizaram a fila e pararam de cobrar. E não, ninguém havia perdido o papel de entrada (o que poderia justificar a cobrança). - Leve vinho ou cerveja para compartilhar com o grupo a noite, ou então compre nas lojas que existem "próximas" aos alojamentos. - um rolo de papel higiênico é mais do que suficiente para todos os dias, porque ao longo do passeio (durante o dia) haverá banheiros em algumas paradas. Neles você precisará pagar para usá-los e o papel higiênico é fornecido. Logo, só no alojamento ou na moita ele será necessário. o que levar na mala (de verão) 1 chinelo 1 tênis 1 casaco corta vento 1 fleece 1 calça térmica 1 bermuda 4 camisetas 1 chapéu 1 toalha 1 roupa de banho (para as piscinas termais) bloqueador solar protetor labiar rinossoro colírio para usar em SP: isso tudo, mais alguma bermuda e camisetas. Modo mais econômico de sair/chegar no aeroporto de Santiago (se você passar por lá e estiver sozinho) - Pegar o ônibus Centropuerto (azul com letras amarelas) 1.600 pesos e descer na estação Pajaritos do metro. - Ou usar os táxis compartilhados (6.800 pesos por pessoa até o centro) - Vide Transvip. O inverso também serve para ir até o Aeroporto Achei esse link com as informações mais completas, mas preço desatualizado: http://umaesquina.com/2014/07/chile-como-ir-do-aeroporto-ao-centro-de-santiago-2/ Boa viagem!
  7. Acabo de retornar de lá e super recomendo o Hostal Mama Tierra (http://www.hostalmamatierra.cl/en/) O staff é muito gentil, o café da manhã é bom e se tu fores a algum passeio que saia antes eles preparam um kit para levar. Todos os dias eles arrumam a cama e deixam uma garrafa de água pra ti sobre ela. A Wi-fi funciona bem. Pra chegar a Caracoles tem que caminhar um pouco (uma quadra) e durante o dia o quarto fica um pouco quente, mas não é nada demais.
  8. Cotação hoje no aeroporto de Santiago: 173 o real e 705 dólar
  9. Catherine Cunha

    [[Template core/front/global/prefix is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]] Deserto de Atacama

    Obrigada gurias!
  10. Catherine Cunha

    [[Template core/front/global/prefix is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]] Deserto de Atacama

    Pessoal, chego em SP dia 16/01. Tô começando a separar as coisas pra mochila e fiquei em dúvida sobre o tênis depois que eu li um relato. A guria dizia que o tênis ficou muito sujo depois dos passeios e que ela acabou colocando ele fora. Eu ia levar um Salomon que eu tenho já surradinho mas ainda batendo um bolão, mas aí fiquei em dúvida se o meu de academia que tá aposentado a quase um ano não seria melhor. Pelo que entendi, a escolha do tênis tá mais relacionada ao frio do que a "caminhada". Que me dizem? Farei os passeios pop's em SP (Lagunas Altiplánicas y salar de atacama, Valle de la Luna, Lagunas del Salar y Geiser del Tatio, Piedras Rojas+Lagunas e o Tour astronômico) e os 4 dias no Uyuni. E restaurantes vegetarianos, alguém tem dicas pra me dar? Grata desde já!
  11. Valeu Gustavo! Pra essa cotação, realmente, o dólar tá valendo mais a pena. A casa de câmbio estava aberta de madrugada no aeroporto de santiago?
  12. tambem estou com a mesma duvida, eu irei dia 05/01, chego de madrugada tbm... se vc for depois prometo deixar um comentario respondendo a questao da cotaçao e da troca de madrugada na casa de cambio. Obrigada Gustavo! Chego na madrugada do dia 16 Seria ótimo se tu pudesse atualizar as informações por aqui. Obrigada desde já!
  13. Ah sim, além da cotação (se alguém tiver pra compartilhar ajudaria muito!!), sabem me dizer se a casa de câmbio no Aeroporto de Santiago fica aberta de madrugada? Vou chegar depois das 3 da manhã, e meu vôo pra Calama sai às 8h, então vou ficar por lá mesmo
×
×
  • Criar Novo...