Ir para conteúdo

Michele SP

Membros
  • Total de itens

    30
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra

Sobre Michele SP

  • Data de Nascimento 23-11-1979

Bio

  • Ocupação
    Especialista em Educação Corporativa

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Dormindo na selva Making off da noite na selva em: E se você me perguntar: "tem risco?" Gente, se até pernilongo mata a gente, que dirá aranha, cobra, jacaré, piranha, onça... No interior a gente cresce ouvindo que os bichos é que tem medo da gente, mas aqui eles estão organizados em gangues gigantescas e diferentes facções são vizinhas, não dá para achar que é tranquilo. O guia diminui a probabilidade de dar alguma zica, mas o risco existe - isso é fato. Ai, mas quer saber - prefiro passar medo por conta de bicho, do que por conta de gente. E se você me perguntar
  2. Esse roteiro que nós escolhemos não é um roteiro específico para cachoeiras. Elas são pequenininhas - não sei dizer em metros rs (dimensões espaciais não são o meu forte rs). Fomos apenas naquelas que eram próximas ao Hotel. Mas, olha.. elas quebram um galho danado pra refrescar ... ter "água" no roteiro foi um ponto que me chamou a atenção também! A sensação de caminhar na floresta é a de fazer trilha numa sauna com a temperatura no talo e cheia de tronco e galho no caminho. A cachoeira acaba virando o pote de ouro no final do arco íris, a luz no fim do tunel e todas as outras f
  3. Sobre as trilhas Pra todo mundo pra quem eu falava dessa viagem o que mais ouvi foi "leva repelente! leva repelente!" (sem falar, é claro, das reações de estranheza e caras de ué de quem não curte muito esse tipo de passeio rs). Comecei a pesquisar obsessivamente sobre qual repelente seria mais indicado para esse tipo de passeio Vi algumas recomendações de que repelentes "devastadores" são a base de DEET com concentração de 20% a 30% - até então jamais tinha pensando em ler rótulos de repelentes.. por curiosidade, vi que estes que nós usamos normalmente tem concentração de 5%..
  4. Gente, consegui subir os vídeos no youtube! Não manjo nada de windows movie maker, to me aventurando nele por aqui - encarem o material como um diamante bruto kkkkkkk Bom, voltando aos relatos sobre o Hotel de Selva: Nessa proposta de "turismo natureba para beginners rs", tínhamos certeza de que queríamos nos hospedar num hotel de selva - afinal, o nome é impactante, né? Kkkkkk Mas, para bem da verdade, não tínhamos muita ideia de como seria, do que iríamos encontrar. Eu acredito que reações espontâneas são sempre mais verdadeiras, por isso, filmei nossas impressões assim que
  5. Sobre o hotel de selva: A escolha do hotel de selva foi um ponto chave pra gente... ainda que sem conseguir traduzir direito, o que queríamos era uma experiência "selva - selva", bem roots mesmo. A maioria dos Hotéis de Selva que pesquisei trabalham com pacotes, que incluem: - Transfer Manaus -> Selva -> Manaus - Hospedagem - cafe da manhã / almoço / janta (sem bebidas) - Passeios E o que varia em geral é o número de dias que você pode ficar por lá... dois dias e 1 noite.. três dias e duas noites, enfim (obvio que mudando a quantidade de dias, muda a quantidade de p
  6. Gente, Acabei de voltar da Amazônia (fui agora na ultima semana de janeiro/2017) e voltei tão maravilhada que gostaria de compartilhar um pouco da experiência . Fui com mais dois amigos. Queríamos uma experiência selva-selva, mas conhecer também o Teatro e o MUSA (Museu da Amazônia) em Manaus. Confesso que pesquisando sobre o clima fiquei um pouco confusa.. porque para eles é inverno, mas é época da chuva, só que não é época da cheia do rio rs. Sou de SP, aqui chuva é no verão e é sinônimo de alagamento imediato, então não consigo associar inverno + chuva + rio baixo rs.. mas e
  7. Obrigada João! Na torcida para que essa maré positiva de sorte chegue até minha viagem tbem ehehehhe
  8. Gente estava pensando em ir para Alter do Chão agora no final de Janeiro, mas li em posts anteriores que neste período a região inunda cobrindo as praias. Por gentileza, alguém da região poderia confirmar se vale a pena a viagem neste período?
  9. Olá! Fiz com a Cerrado Rupestre... se quiser, me manda mensagem inbox que te passo o contato do guia.
  10. Palomiiita! Ajuda a resgatar os custos porque você sabe que sou ruim em controlar as despesas - a ponto de perder moedas em toda parte kkkkkkk
  11. Meus queridos, só posso dizer uma coisa: visitem o Jalapão! Tava doida para ir, mas vi que não compensava ir sozinha porque era tudo muito caro. Tive a grandissima sorte de conhecer aqui no Mochileiros a Paloma, Alex e Michele de Cuiabá que também estavam a procura do quarto elemento para fechar o quarteto - e encontraram: eeeeuu! kkkkkk Fomos agorinha, agorinha: de 17 a 24 de fevereiro de 2016. E como o Mochileiros me ajudou a viabilizar minha viagem, nada mais justo do que compartilhar as dicas que encontrei! Grana cuuuuurta, por isso, contratamos um roteiro mega otimizado de 3
  12. Olá Zaney, tudo bem? Confirmada sua ida para o Jalapão em fevereiro? Sou de SP e estou conversando com um grupo de Goiás que tem planos de ir para lá de 17 a 22 de fevereiro. Se as datas coincidirem, vamos conversar! Se preferir, me adiciona no whats 11 98536 3763
  13. Patrícia Fui para Chapada agora em Agosto, fiquei no hostel BackPackers em Lençois. Realmente, os preços para o Buracão estavam bem altos, não compensava. Mas conheci um pessoal que tinha alugado um carro e fomos em 04 para lá. Descemos até a cidade onde fica a cachoeira (esqueci o nome agora rs) e lá contratamos um guia, que é obrigatório. Guia + Gasosa + Lanchinhos deu cerca de R$ 95 para cada - os meninos só não nos cobraram a diária do carro, que eles já iriam pagar de qualquer forma. Fizemos um bate-volta, saímos as 06h00 de Lençois, chegamos por volta de 09h30 na cidadezinha, a tri
  14. Olá! Acabei de voltar da Chapada, foi minha primeira viagem sozinha também e preciso dizer que foi IN-CRI-VEL! É para quem curte natureza, mato, cachoeira, andar um bocado rs Fui agora em agosto/2015. A Chapada é imensa, mas em uma semana você conhece vários lugares bacanas. Fiquei no hostel Backpackers (R$ 35 a diária sem café da manhã... se quiser tomar café lá, você paga mais R$ 15 mas a opção de deixar esta escolha em aberto me soa bem aberta e democrática ). O lugar foi ótimo, conheci um pessoal muito bacana e animado (dica: No quarto de 4 pessoas o banheiro funciona melhor do que
×
×
  • Criar Novo...