Ir para conteúdo

psemple

Membros de Honra
  • Total de itens

    1.221
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que psemple postou

  1. Se vc quiser temperatura quente pode ir para Australia. Lá no norte é mais ou menos como o nordeste brasileiro que é quente o ano todo, tipo Cairns, Darwin.
  2. Concordo com o dito anteriormente. Ainda mais para quem vai no inverno. Os dias escurecem 16h00. Tem chance de pegar dias com neve, interrupção do transporte público. Ou seja. é bem arriscado deixar um cronograma apertado.
  3. Eu aumentaria Budapeste e Munique em 1 dia cada.
  4. Concordo com o Adriano, é bem mais fácil fazer uma visita econômica em Londres que em Paris. Só um complemento ao que o Adriano disse nem todos os museus são grátis em Londres, mas os museus grátis são os melhores e tomam um tempo tão grande da viagem que mal sobra tempo para os pagos.
  5. Agosto é o inverno. Em lugares altos, especialmente na Ilha Sul há chance de neve. Pode dificultar se estradas estiverem interrompidas. Queenstown tem um clima por exemplo bem instável. Eu fui em Maio e peguei 4 dias com chuva/tempo nublado. Nem consegui ver as famosas montanhas remarkables. O que aproveitei e dei sorte foi no passeio para Milford Sound de QUeenstown que estava com tempo bom. Na maior parte da NZ vai ser baixa temporada, mas em lugares que tem esqui como queenstown será alta temporada. Na média na Nova Zelandia, o inverno é possivelmente mais Chuvoso. Mas não impede de passear.
  6. Não acho desaconselhável andar de carro. Tem a questão de ser mão inglesa. Outro ponto é que dependendo do quanto tempo que vc vai ficar, é melhor vc ir de ônibus para descansar do que ir de carro e ficar mega cansado. Por exemplo, para quem fica em Queenstown, acho inviável fazer bate-volta para Milford Sound indo de carro. Mas se for de pouco em pouco, é viável. Outra questão é se vc vai no inverno, as condições das estradas podem ficar periogosas para quem nunca dirigiu com neve. Sobre a segunda pergunta não. Lá é mais ou menos como as montanhas da América do Sul, só tem temporada de esqui no inverno. Ou seja, de junho a agosto dependendo do ano. Vc está enganado sobre o clima, lá é hemisfério sul o inverno é na mesma época que no Brasil. Acho que está confundindo com Europa. Ásia e América do Norte que é invertido.
  7. Eu não conheço Varsóvia, mas é uma cidade que raramente vc observa em roteiros. Em roteiros como o seu o pessoal costuma incluir Bratislava.
  8. Um bom conselho toma muito cuidado com qual aeroporto de Londres vc vai usar para ir para Amsterdam. Dá uma lida em: http://www.viajenaviagem.com/2012/11/chegando-em-londres-transporte-depara-seus-5-aeroportos De trem também é possível ou ferry.
  9. Sim é problemática. Vc precisa ver se arruma voo em conta, pq de trem é bem longe. Munique está com pouco tempo e Viena está com relativamente muito tempo.
  10. Acho que seu plano está bom. Em Março já é mais difícil o inverno atrapalhar muito seus planos. Sobre o orçamento, para a maior parte das pessoas dá sim. Mas fazendo balada, os gastos o céu é o limite.
  11. Milão eu recomendo para aficionados em moda, católicos fervorosos (a Catedral do Duomo é maravilhosa) e aficionados pelo Leonardo Da Vinci (Última Ceia). Mas de maneira geral concordo com o Adriano em pular ela num roteiro curto. Eu tiraria um dia de Veneze e colocaria em Roma. Tiraria um dia de MIlão e colocaria em Paris. E tiraria um dia de Amsterdam e colocaria em Londres. Daí talvez eu voaria de Veneza para Londres e faria depois Paris e Amsterdam, que daria para fazer fácil e rápido de trem.
  12. Eu concordo com a Juliana, para o inverno é melhor ficar mais "parado " em cidades grandes. Bate-volta ou visita de 1 dia é complicado. As cidades não tão ao norte da Europa não são muito preparadas para a neve quando ocorre, o que gera um baita transtorno. Assim, o transporte público pode parar. E se tiver muito frio, vc não vai aguentar ficar andando muito. Em Londres por pior que o tempo esteja, não faltam museus giganstescos para conhecer. O mesmo para Paris. Assim, acho melhor Londres e Paris do que fazer um pinga-pinga na Bélgica.
  13. Eu acabei abortando Christchurch pq um amigo me falou que não estava valendo a pena visitar com a reconstrução. Mas na verdade, mesmo não sendo mais tão interessante como cidade acaba sendo uma base para visitar lugares bacanas como Franz Josef e Mount Cook. Se vier de Queenstown tem uns tours que passam por Mount Cook no caminho e terminam e christchurch, ou o contrário.
  14. Tem conhecido meu que já usou estratégia de deixar parte da bagagem na casa de parentes se vai voltar para cidade inicial. Acho válido se vc vai fazer algo do tipo (7 dias na primeira cidade e passear mais uma semana por outras cidades e voltar para pegar o voo de volta) e ainda fica com mala grande para fazer compras só na última cidade. Enfim, depende das circunstancias. Se vai voar de low cost costuma ser vantagem sim ir com pouca bagagem.
  15. Está confuso, mas pelo que eu entendi vc tem uma passagem que grátis de volta para Roma. Se vc não quer conhecer mais a Itália, eu jogaria a passagem fora e iria mais Perto de Paris de trem.
  16. psemple

    Madri

    Sim, todos esses são confiáveis. Normalmente costuma ser mais barato que reservar direto no hotel, mas varia. Em geral, o Booking costuma ser o melhor internacionalmente. O decolar.com costuma ser bom para Brasil. O Hotel Urbano dificilmente vale a pena.
  17. Eu acho besteira vc querer fazer desse jeito, vc vai gastar um dia inteiro e não terá visto quase nada, porque até vc se localizar na cidade, deixar a mala num locker e etc. O tempo útil que vc passaria na cidade com 3 horas seria +- 1 horas e meia acredito até vc se localizar minimamente, entender aonde tem atração turística. O que eu faria é ir no Domingo de noite para Sazlburge passaria o dia lá. E depois partiria para Viena em horário conveniente.
  18. EU acho até que o roteiro inicial tava viável. Sò colocaria um dia em Berlim. Amsterdã 03/02 até 06/02 Berlim 06/02 até 10/02 Viena 11/02 até 13/02 Bruxelas 13/02 até 14/02 (pegando trem noturno para Amsterda no dia 14 de forma a ter 1 dia inteiro em bruxelas) Amsterdã - Brasil - 15/02 De forma geral eu acho viável, precisa ver se tem voos que não impactem o dia signifitivamente. E precisa ver se tem preços razoáveis nas rotas. E se o voo é muito cedo/muito tarde, qual o custo de táxi e se tem ônibus do aeroporto para estação central e depois pega taxi. Se sua prioridade for financeira, daí realmente eu faria o que Fátima sugeriu, pq daí vc não vai ter nenhum quebra-cabeça tendo mais folga no roteiro.
  19. Com esse tempo eu deixaria só Madrid e Barcelona e usaria alguns dias para bate-voltas. De Madrid, tem ÁVila, Segovia, Toledo, El Escorial, Aranjuez. Obviamente que vc não vai ter tempo para todos. Eu daria uma pesquisada em quais cidades que interessam mais. De Barcelona, tem viniculas de Cava ao redor, Montserrat, Girona, Museu dali em figueres...
  20. Concordo com o Adriano. Se vc quiser arriscar no começo da viagem ainda vai, o prejuizo que vc poderia ter se vc perdesse um trem ou voo de low cost seria algo na casa de uns 500 reais no máximo. Agora se vc perde seu voo de volta para o Brasil, dai seu prejuizo pode ultrapassar 4000 reais. Um amigo meu perdeu o voo das férias para Buenos Aires e acabou gastando 2500 reais para remarcar o voo em cima da hora, fora multa.
  21. Dá uma lida nos tópicos em geral, que tem um monte de gente que fez roteiros semelhantes. A primeira parte que vc precisa ver é quanto de dinheiro vc vai ter (se isso é problema) e quantos dias vc vai ter na Europa. Daí, as pessoas podem te ajudar.
  22. Paris / Roma avião é melhor de avião com certeza. O trem não é direto, se vc pegar noturno vai precisar acordar no meio da noite e normalmente os noturnos são mais demorados. Se vc fizer o trajeto mais rápido (que deve ser umas 11h que vc menciona) parte é TGV que vai muito rápido e vc não aprecia tão bem a paisagem. Toma cuidado com a Ryan Air de Paris pq normalmente é barato que sai caro. O aeroporto é quase 2 horas de viagem de Paris e custa uns 16 euros a viagem de ônibus e chegando tarde ou muito cedo pode ser que não tenha onibus e aí vc é obrigado a tomar taxi de 200 euros. Paris o melhor é voar Orly, principalmente se for voo muito cedo ou muito tarde, porque dai taxi não sai caro se não tiver transporte público. CDG também não é ruim, mas um pouquinho menos central que Orly.
  23. psemple

    Madri

    SIm, isso é válido. Só estou dizendo que nem sempre desce pela frente.
  24. Tem um monte de gente que vai no inverno e adora. Mas todos guias, sites, etc. fazem as ressalvas porque no inverno a viagem fica mais imprevísivel, mais sujeita à condições climáticas adversas. Sim é verdade que no inverno as cidades ficam mais vazias. Mas tem suas vantagens também, as atrações turísticas ficam mais vazias, vc não pega fila para entrar. As hospedagens são mais baratas. Na teoria as fotos ficam bonitas com neve (quando há). Por outro lado há mais dias nublados e chuvosos. O fim da neve é super perigoso, pois o piso fica muito escorregadio.
  25. Amsterdam está pouco tempo, no primeiro dia vc não vai ver nada e no primeiro vai estar chegando de voo com bom tempo perdido e no último vai embora tendo que ir cedo para o aeroporto (não sei que horas é seu voo). Paris vc também está contando 5 noites sendo que o dia da chegada é perdido, vc estará cansado e aindo vindo de Amsterdam. Eu colocaria + 1 dia para Londres e + 1 dia para Amsterdam + 1 dia para Paris e para tanto teria que tirar Roma ou Berlim. Talvez colocaria um dia em bruxelas para vc ir entre Amsterdam e Paris, pq é uma cidade q não precisa de muito tempo para conhecer. Outra coisa que eu acho melhor é vc começar conhecendo amsterdam ficando os dias necessários para no final da viagem vc voltar, pq no começo da viagem vc estará acabado pelo voo, daí mais um deslocamento só te deixará mais cansado.
×
×
  • Criar Novo...