Ir para conteúdo

psemple

Membros de Honra
  • Total de itens

    1.221
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que psemple postou

  1. Um bom guia comparativo é o tripadvisor: http://www.tripadvisor.com.br/Tourism-g4-Europe-Vacations.html Concordo com tudo que foi falado, há N opções.
  2. Para essas cidades mencionadas, o tempo é mais que suficiente. Para meio de transporte entre as cidades, dá uma olhada em rome2rio.com, que dá uma boa noção do tempo de locomoção. Para fazer o roteiro (na maior parte dos casos), é olhar o mapa e ver uma ordem que faça sentido.
  3. Para essas cidades mencionadas, o tempo é mais que suficiente. Para meio de transporte entre as cidades, dá uma olhada em rome2rio.com, que dá uma boa noção do tempo de locomoção. Para fazer o roteiro (na maior parte dos casos), é olhar o mapa e ver uma ordem que faça sentido.
  4. Custo de viagem é sempre muito relativo, na Europa tem hostel mais top de até 40 euros a diária ou tem hostel médio de 15 euros a diária. Depende se vc é baladeiro, como se sabe em balada o céu é o limite. Não é dificil vc gastar 100 euros numa noite incluindo taxi, entrada, bebidas... Depende se vc vai comer em fast food (com uns 8 euros) ou num restaurante mais legal (por uns 20 euros). Depende da cotação do euro, de quanto vai estar a passagem, para quais destinos vc vai. A grosso modo, eu acredito sim que dá.
  5. Concordo com o Adriano. Além do mais esse tipo de coisa é tipo o barato que sai caro. Vc depois paga caro refeição na estrada, para usar banheiro (sim na europa eles cobram muito comum ao redor de 1 euro). Estando muito cansado ao longo da viagem, vc fica mais vulnerável para assaltos. Enfim, é uma série de perrengues que faz a viagem ser o barato que sai caro.
  6. Dá uma olhada no seguinte site para ter uma ideia de quanto tempo leva de um lugar a outro. Eles indicam aonde comprar passagem também. www.rome2rio.com Se vc quiser pesquisar voos, dá uma olhada em skyscanner.com.br Eu tenho a impressão de que vc precisaria de mais tempo para organizar uma viagem complexa dessas. Leste Europeu as rotas não são simples. Fora que vc estará indo no inverno que estará um frio do cão, com possíbilidade de neve em vários lugares. Se vc quiser uma opinião, eu faria um roteiro mais simples ocidental na Europa, que daí vc pode até comprar aqueles passes de trem tipo Raileurope que te dão direito a conhecer aonde der na telha.
  7. EU acho que no geral está viavel. Tem algumas cidades como Londres, que em geral é recomendável 5 dias. Mas como vc falou que não é muito de museu, pode até ser. Dessas cidades, só valencia que não me parece interessante para passar um dia. Para dar dicas mais precisas, precisaria entender o que vcs estão buscando na Europa, porque o forte são museus e a história. Mas de repente sejam grandes marcos visuais (torre eiffel, big ben), ou viniculas, paisagens bonitas. Sabores locais - comida, isso tem em todo lugar, mas definitivamente não é o forte da inglaterra. Embora tenha restaurantes internacionais muito bons, a comida local para a maioria das pessoas nao é interessante. E incorporaram muito da culinária americana.
  8. Uma ideia seria fazer londres - paris - amsterdam - milão - veneza - roma Isso porque vc consegue achar voos baratos de amsterdam a milão e não a veneza e tem um monte de trem de milão para veneza que demora umas 2 horas. Vale do Loire me parece meio na contramão. A logística me parece mais complicada, acho que seria melhor numa viagem de carro. Mas por outro lado para ir e voltar para Paris em um dia parece cansativo. Acho que para esse caso especifico funcionaria melhor contratar um tour bate-volta para Paris, apesar de ser uma alternativa cara também.
  9. Uma dica para os deslocamentos, da uma olhada no site rome2rio.com que ele te da uma ideia de como fazer os deslocamentos. Para voos, se vc quiser saber qual companhia aerea faz uma rota digite, por exemplo no google voos barcelona para veneza. Nesse caso aparece no google que tem 2 voos da vueling. Dai vc entra no site da Vueling e cota. Para simular os preços de bagagem vá até o fim como se fosse comprar a passagem, daí vc descobre as taxas por uso de bagagem, marcação de assentos, etc.
  10. Sim, Queenstown é legal. Eu gostei também, mas não me veria morando lá. Eu te digo que fiquei com chuva lá e eu pesquisei bastante e não tinha nada para fazer, o rio estava cheio então nem Jetboat estavam fazendo. O cinema tinha só duas salas e os filmes da época não interessavam. Cada atividade dessas radicais é uns 100 a 400 dolares. Não é o tipo de coisa que vc vai ficar fazendo num fim de semana livre morando por lá. Uma coisa é visitar a lazer, outra coisa é passar uns meses na cidade. Não tem bolso que aguente vc passar todo fim de semana em skydive, bunge jump, etc. Auckland já é uma cidade mais completa com mais coisas para fazer. Tem voo para tudo quanto é canto, ônibus para todo lado. Dá para conhecer um monte de outros países. Num feriado daria para ir para Australia por exemplo.
  11. Lembra de se cadastrar na promoção do multiplus que vc ganhar o bonus. Já fica de olha para comprar trem de Londres para Paris pelo http://www.eurostar.com. Se o trem estiver muito caro, dê uma olhada em avião. Veneza precisa ter cuidado tem risco de inundar nessa época. Pelo roteiro acho que cairia bem Florença antes de Roma. Um lugar que eu gosto muito que poderia ser depois de Londres é Edimburgo na Escócia. Edimburgo acho uma cidade bem romântica. Amsterdam poderia ser uma opção também depois de Paris, mas não tenho certeza se vc acharia voo barato para Veneza.
  12. Lembra de se cadastrar na promoção do multiplus que vc ganhar o bonus. Já fica de olha para comprar trem de Londres para Paris pelo http://www.eurostar.com. Se o trem estiver muito caro, dê uma olhada em avião. Veneza precisa ter cuidado tem risco de inundar nessa época. Pelo roteiro acho que cairia bem Florença antes de Roma. Um lugar que eu gosto muito que poderia ser depois de Londres é Edimburgo na Escócia. Edimburgo acho uma cidade bem romântica. Amsterdam poderia ser uma opção também depois de Paris, mas não tenho certeza se vc acharia voo barato para Veneza.
  13. Só uma correção não existe trem de Porto a Madrid. Mas eu fui de avião e em geral dá para achar voos bem baratos da Ryanair, eu paguei só 16 euros no ano passado e mais uns 20 euros para levar bagagem despachada. Para ir até madrid de trem de Porto vc teria que ir até Santiago de Compostela (umas 4 horas de viagem de trem) e depois umas 6 horas de trem até Madrid. Para vc ter uma ideia melhor dos trejetos dá uma olhada em rome2rio.com
  14. Para ir para vários países em geral precisa ou ir para as capitais para ir de trem our ter aeroportos bem conectados para ir de avião. A melhor época é relativo pq depende do que vc quer fazer. Se for para recomendar um mês especifico, eu recomendo maio, pois não é alta temporada, não chove muito na média da Europa, não estará muito cheio tudo e nem tão frio. Sobre o dinheiro tem vários relatos no forum que o pessoal descreve. Mas isso varia muito, tem gente mais ou menos econômica, que fica hotéis ou hostels mais ou menos caros. Em especial há mulheres (e alguns) mais consumistas, que compram muitas coisas.
  15. Eu não conheço Dunedin, mas pelo tamanho da cidade eu não sei se eu ficaria morando lá. A não ser que vc queira uma experiência mais tranquila longe do caos urbano, eu preferiria uma cidade maior, com mais coisas para fazer. Acho que Auckland se enquadra melhor nisso. A parte urbana dessas cidades pequenas da Nova Zelândia, vc esgota em uns 1 ou 2 dias tudo que tem para fazer. Wellington em dois dias eu conheci tudo que tinha de interessante, e é a segunda maior cidade da nova zelândia. Eu posso te dizer que em peguei queenstown com chuva e que não tinha quase nada para fazer de atividades triviais. Perto do centro tem um pequeno shopping com 2 salas de cinema. Tem uns 2 pequenos casinos. Tem um negócio de zumbis. Algumas lojas. E tem as atrações ao ar livre, tipo jardim botânico. Só que isso são coisas que em pouco tempo vc já ter visto tudo de mais relevante. Tem um monte de atividades radicais para fazer, mas acredito que vc não vai ficar indo a cada semana no bunge-jump.
  16. Em primeiro lugar um ponto a considerar é que viagem longa assim parece legal, mas nem para todo mundo. O Máximo que eu fiz viajando sem parar foi um mês e depois vc começa a ficar de saco cheio. Cada um é cada um, mas é sempre bom pensar nisso. Quanto aos voos acho que faria sentido fazer istambul - budapeste - viena - munique - praga - berlim ... A segunda parte da viagem seria perfeita se o seu amigo pudesse começar antes em Paris - espanha - Portugal Eu não sei se esse esforço todo para ir para Sevilha por dois dias vale. Eu talvez incluiria Porto na parte final do roteiro que é uma cidade muito bem conectada em termos de aeroporto e depois com Lisboa. Talvez fosse melhor fazer barcelona - sevilha - madrid para baratear os voos pq daí vc acha voos baratos da Vueling. Se vc fosse para Porto tem também muito mais voo de low cost que Lisboa. Mesmo que vc queira ir embora por Paris ajudaria. Ano passado lembro que peguei voos pela Ryanair Milão - Porto e Porto - Madrid e paguei só 16 euros cada como despachei mala acho que subiu para uns 35 euros.
  17. Acho que até é muito dificil fazer isso que vc quer. Esses lugares são muito longe uns dos outras. Um monte desses voos vão ser voos com conexões, que vão fazer o voo ser de 5 a 7 horas, que vai fazer vc perder dias inteiros de viagem e será super caro. O que eu faria é ou fazer um roteiro só em leste europeu ou um só mais focado em Turquia / Grécia / Egito. A Turkish tem voo direto de São Paulo para Istambul que poderia ser o começo. Daí depois da turquia vc poderia partir para a Grécia. E depois voar para o Egito e voltar para o Brasil com escala em Istambul. Acho que mais ou menos uma semana em cada um dos 3 países seria corrido, mas viável. Uma boa dica para vc pensar nas rotas que vc vai fazer é o site rome2rio.com . Ele te diz como e quanto tempo demora para ir de um lugar a outro.
  18. Se vc for em alta temporada ou se for uma atração muito demandada, recomendo compra antecipada. Em Barcelona, eu tive que ficar umas 2 horas na fila da Sagrada Família e não era alta temporada, era começo de outubro. Eu fui em Londres em Maio do ano passado e não vi muita necessidade de ingresso antecipado. Eu tinha comprado o kit Madame Tousseads + London Eye pq tinha desconto online e prioridade no Madame. Pelo que eu vi que tinha de fila se eu não tivesse reservado online era uns 15 minutos no Madame. Na London Eye não teve muita fila (uns 10 minutos) e eu só tinha fura-fila no Madame Tousseads. Tem atrações como a última ceia do Da Vinci em Milão que vc só consegue ir reservando uns meses antes ou com city tour. E mesmo os city tours esgotam. Enfim, é bom dar uma pesquisada em atrações específicas. Pq pior que que prender o roteiro é perder horas nas filas.
  19. Já está meio em cima da hora para passagens, então esse preço não é ruim. Pelo que eu chequei a única compania que faz essa rota é a própria air lingus. De que qualquer jeito esse preço eu não sei se vc incluiu bagagem despachada. Talvez seja mais negócio vc viajar com pouca coisa e deixar seus pertences em Dublin. Eu sei que viajar com mala de mais de 20kg costuma ser bem caro.
  20. Outro fator que não mencionei, mas eu já fiz excursão com brasileiros e com pessoas de outros países. Posso dizer que fazer escursão com brasileiros acho a pior coisa que tem. Sempre tem um espertinho que acha que não precisa respeitar o que o guia pede, do tipo volte em 15 minutos. Daí esses espertinhos voltam atrasado e fica o grupo inteiro esperando à toa. Em Montevideo, eu peguei uma excursão bate-volta para Punta del Este em que a maioria do grupo era de brasileiros. Numa cidade no caminho do meio do nada o ônibus parou para o pessoal conhecer e o guia deu 15 minutos. Daí um casal resolveu conhecer a mais e precisamos esperar meia hora até eles voltarem. E como a cidade era no meio do nada, o guia não quis abandonar eles. Eu já fiz muito passeios pontuais com guias estrangeiros que falam em inglês que contratei em cidades da Europa, Oceania e posso dizer que os grupos sem brasileiros respeitam muito mais o que o guia pede. Você chega no hotel e já está quase todo mundo a postos. Enquanto com brasileiro tem vários que você passa no hotel e ainda demora uns 10 minutos para vir.
  21. No Brasil é seu país, vc já tem uma ideia de aonde estão os perigos. É mais fácil de alguém te socorrer se tiver algum problema. Aqui na América do sul, eu iria para poucos países sozinho, tipo Argentina, Chile, Uruguai. Eu já teria mais receio em ir para Venezuela, por exemplo, sozinho. Talvez seja um preconceito, mas enfim... Na África e Ásia, já tenho mais ressalvas. América do Norte (Canadá, Estados Unidos), Europa ocidental em geral e Oceania acho tranquilo para ir sozinho. Uma questão é escolher bem o hostel que vc fica. Eu sempre tento escolher o melhor de cada cidade, eu não economizar uns trocados nisso. Leia referência para saber se não é um lugar perigoso, se a segurança é boa... E eu já saio de casa com todo roteiro definido, sabendo todos os lugares que vou ficar. Eu tenho paranóia com 4 itens: passaporte, celular, máquina fotográfica e carteira/porta dólar (que coloco debaixo da calça). E nunca desgrudo dos pertences.
  22. O pessoal aqui vai te dar uns quinhentos motivos do porque não reservar pacote. Esse pacote é caro, nem tudo fica incluso, sempre tem uns extras., o preço normalmente é só a parte terrestre sem aéreo. Vc tem que fazer tudo no ritmo do grupo, que tem pessoas de todos os tipos, incluindo idosos. É muito corrido, eles vão te levar correndo para os lugares. Não tem história de querer ficar mais. Você tem que acordar no horário que a excursão determina. Dependendo do lugar eu recomendo contratar excursões avulsas do tipo ir para bath, stonehenge e windsor no mesmo dia de londres. Porque para fazer sozinho um itinerário desses com transporte público vc iria demorar bem mais. Além de tudo esses pacotes vendem algo imaginário, tipo achar que você vai conhecer Londres em dois ou três dias. Eu pelo acho melhor conhecer as cidade de forma minimamente bem feita do que ter visto a torre eiffel e dizer que já foi para Paris.
  23. Vc vai estar indo na altissima temporada. Vc não tem tempo para perder de ônibus e avião já estará muito caro. Com o tempo que vc tem eu ficaria quase todo o tempo em Buenos Ayres e iria para Colonia del Sacramiento de barco e ficaria umas 2 noites. Ou ficaria todo o tempo em Buenos Ayres, que tem bastante coisa para fazer.
  24. Eu costumo viajar mais sozinho que acompanhado, eu gosto de fazer minhas viagens do jeito que eu quero. Então, é mais difícil achar gente entre meus amigos que tenha tempo, o mesmo gosto e dinheiro para fazer o mesmo que eu. Para mim também é complicada conciliar férias na mesma data que amigos meus. Eu também acho um saco viajar com pessoas que passam metade da viagem entrando em todas as lojas possíveis para procurar coisas para comprar ou pessoas que querem fazer da viagem uma balada. Eu gosto de balada, mas não gosto de ser obrigado a ir todos os dias depois de um dia cansativo. Não sou muito de praia, até vou, mas umas duas horas é o suficiente para mim. Enfim, viajando sozinho, vc faz o que vc quer, não fica se obrigando a fazer coisas a contragosto. Em primeiro lugar você tem que ser muito mais responsável que se estivesse com amigos ou namorada, não vai ter ninguém para ajudar depois de uma bebedeira. E se vc for em hostel, sempre vai estar fazendo amigos. Tenho vários amigos que fiz assim desde então. Sem querer sem preconceituoso, eu dou prioridade para lugares que na teoria são mais seguros para ir sozinho. Eu já fiz três viagens pela Europa sozinho, uma para Australia e Nova Zelândia, Montevideo. Esse ano vou para Patagonia chilena/argentina no fim do ano sozinho novamente.
  25. Portugal, Espanha e Itália são mais agradáveis para o inverno. Pelo pouco que percebi é que vc não tem experiência em viajar para Europa e vem de um lugar muito quente. Eu recomendo vc ir de Lisboa até Porto em Portugal, daí tem um monte de lugares interessantes dependendo do gosto, tipo Coimbra, Vale do Douro, aveiro, fátima, évora, sintra. Com Portugal dá para gastar fácil uns 10 dias pelo menos. Isso dá para fazer de trem/ônibus ou alugar carro. Daí vale a pena conhecer a Galicia na Espanha, que é na fronteira com a galicia, e conhecer Santiago de Compostela, vigo, la corunha. Daí depois iria para Madrid e Barcelona. Na Espanha reservaria uns 10 dias. Depois da Espanha pode voar para Itália e ficar uns 9 dias, principalmente em Roma e Florença. Veneza é arriscado, pois inunda.
×
×
  • Criar Novo...