Ir para conteúdo

renatoflores

Membros
  • Total de itens

    9
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que renatoflores postou

  1. Fala Marcelo, blz fera? Cara, eu acho eles n devolvem o seu dinheiro. Mas dependendo do seu roteiro, ou vc faz como nós fizemos, invertendo o roteiro todo que aí qdo vc chegar no Salar o Dakar jah terá acabado, ou, se a passagem for so ida, tenta mudar a data para a volta. Fica trank pq foi mto de boa inverter o roteiro. Mto mesmo! Não tivemos nenhuma duvida, nem nada. E vai pegando as dicas aqui. Vamos colocar os principais pontos. Meu conselho eh, se vc for fazer o mesmo roteiro q a gente, ou similar, chega em Sucre e jah vai à rodoviaria comprar passagens para La Paz. Os bus são noturnos, demora 12h, tem varios mas as passagens acabam. Qq coisa é so falar. abraço. Valeu pela força. Anotei tudo no primeiro episódio que você postou. Eu mandei um email para BOA e eles podem remanejar minha passagem aérea para o final do tour (dia 25/1) com um acréscimo de 54 Bol. Vou ver se mudo, e para isso gostaria de estudar o sei roteiro inverso. Você poderia adiantar os próximos episódios? Grato amigo. Fera, dei uma agarrada aqui no roteiro... mas essa semana libero mais alguns dias.
  2. Blz Cara. Ta de boa. Pode perguntar o q quiser. Se eu lembrar eu respondo. Cara, Chacaltaya saiu as 10:00. Chegamos, compramos o passeio na própria rodoviária. Sobre o Downhill, cara eu postei errado mesmo. Depois vou mudar. Mas nós fechamos em grupo e pagamos 450 BOL COM A SEGUNDA MELHOR BIKE. Vc paga pelo modelo da bike, entende?! Qq coisa estamos ae.
  3. Fala Marcelo, blz fera? Cara, eu acho eles n devolvem o seu dinheiro. Mas dependendo do seu roteiro, ou vc faz como nós fizemos, invertendo o roteiro todo que aí qdo vc chegar no Salar o Dakar jah terá acabado, ou, se a passagem for so ida, tenta mudar a data para a volta. Fica trank pq foi mto de boa inverter o roteiro. Mto mesmo! Não tivemos nenhuma duvida, nem nada. E vai pegando as dicas aqui. Vamos colocar os principais pontos. Meu conselho eh, se vc for fazer o mesmo roteiro q a gente, ou similar, chega em Sucre e jah vai à rodoviaria comprar passagens para La Paz. Os bus são noturnos, demora 12h, tem varios mas as passagens acabam. Qq coisa é so falar. abraço.
  4. D5 – 11 JANEIRO 2015 No geral, em toda historia guarda-se o melhor para o final. Porém, Pacha Mama quis nos presentear com o fato mais top, fodarástico, de nossas vidas nesse dia. Mas também se pensarmos direto, essa trip é tão cheia de coisas, lugares, pessoas fodas, sensacionais, incríveis que não sei se esse fato foi o mais top mesmo... é n sei... só sei que entrou para nossa historia, para a historia de quem estava conosco, para historia da televisão e do mundo kkkkkkkk talvez nem tanto assim kkkkk julguem vocês! No centro de La Paz, ao lado da Igreja de São Francisco fechamos nosso passeio para a Downhill com a empresa Xtreme. Olha, pra ser sincero, não tem diferença entre as empresas. É tudo a mesma merda. Você morre igual nesse passeio independente da empresa q você feche. A não ser que na sua viagem eu, o Gu e o Rot estejamos presentes. Aí seu destino pode ser outro. #youarethelegend Muleeeeeeequeeeeeeessssssssss!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Vamos lá! A van nos pegou atrasada no WR. Partimos para subir os 5300 metros. Conhecemos uma galera na van: um casal de irmãos australianos, Jack e Robert que estavam viajando há 4 meses, eu acho, e esse era o ultimo dia de viagens deles, tinham um voo as 19h e outro povo lá q n lembro mais. Chegando ao topo, um frio da porra, vestimos as roupas pegamos as bikes tomas um café (ruim pra carai) e começamos a descer. São 4000m em 2h de bike pela estrada da morte. Você tem noção do que é isso? Não, não tem! Se você n foi, você n tem! Olha, sabe quando as palavras fogem e só os palavrões (que também são palavras... tudo bem..) podem expressar o q você quer dizer? Então, essa é a hora de falar todos eles e de inventar alguns... tipo: fdp no sereno (homenagem!) No inicio, descemos pelo asfalto em meio a carros, muito muito frio, visibilidade zero, caminhão pra carai... Eu já estava pensando: que merda de passeio é essa? To ferrado aqui!! Isso não era nem o começo. Passamos um túnel, os guias param para nos dar instruções e avisar que agora que a descida ia começar. AGORAAAAA!!! COMO ASSIM AGORA!? JÁ ESTÁVAMOS NA MERDA! Rotban e eu tínhamos passado por uns pedregulhos que quase nos derrubaram e ainda n tinha começado!? TA DE SACANAGEM! Vou contar só as principais instruções: Esta estrada não é resevada somente para os turistas descerem de bike, caminhões e carros passam por ela. Po, valeu! Ta só melhorando a situação! Caminhão?? Não podia ser só jegue, sei lá!? Bom, ela se encontra numa serra logo ao lado direito de quem desce encontra-se a serra (a pedra da serra) e ao lado esquerdo os penhascos, abismos, a morte... chamem como quiser. Por tanto, é lógico que os turistas vão descer pelo lado???????????? Direito né!? Nããããããããããããoooooo!!!!!!!!!!!!!!! Quem está de bike desce pelo lado esquerdo. Pelo lado na morte! Pelo lado dos abismos!!!!! Ehhhhh, meu camarada!!! Isso ae! E isso porque os caminhões e carros não podem andar pelo lado dos abismos por causa do peso deles. A estrada pode ceder e eles rolarem. Vou colocar um vídeo de um buzão rolando para vocês verem que foda! Deu pra sentir a pressão ae? O passeio é foda gente! O visual é sensacional, embora você não possa olhar muito kkkkk....Vale a pena fazer! Com cuidado! Continuamos, melhor, começamos a descida. Estrada de chão com cascalho o que é extremamente colaborador para você conseguir parar sua bike. Uma mata muito muito maneira. Cachoeiras que passamos por dentro delas, riachos... tudo muito maneiro. Muito mesmo! E a descida não é lenta não!! É na pegada! Frio na barriga a cada curva q você sente sua bike ir mais para o cantinho do que você desejava kkkkk cagaço total. O Gustavo, pá, surfista de Ubatuba, pá, skatista, maratonista e pá sempre na frente do grupo correndo saltando kkkkkkkk eu logo atrás e o Rotban depois. Lá tem um ponto da foto oficial. É numa curva que tem um platô q fica como que para fora da estrada onde todo mundo tira foto. Só olhar na net q você vai achar. Nesse ponto eu estava à frente dos mlk e cheguei primeiro. Quando desci da bike para esperar os mlks chegarem e olhei para trás... Mochileiros, esses foram os 3 segundos mais tensos da minha vida, talvez! Sabe aquele momento que você n ouve, não percebe as pessoas, quando parece q só tem você ali?? Quando eu olho para trás, vejo uma pessoa despencar despenhadeiro abaixo. Eu o vi cair de uma altura absurda e quicar, literalmente quicar, entre as pedras... Não sei dizer mais nada sobre isso... só pensei: Será que é um dos mlks? Mas o capacete de quem caiu era branco e o nosso preto. Continuei olhando e já caminhando em direção ao acidente para ver se a pessoa se movia. Ele perdeu o capacete na queda, se não me engano. De repente, a pessoa senta e coloca a mão no pé esquerdo, como se estivesse com dor. Fiquei mais aliviado mas já pensando num modo de descer. Nessa hora eu n sabia dos mlks. Não os avisei q estava descendo. Lembrei que na estrada perto dali eu tinha visto aqueles blocos de pedra aramado para contensão de encostas, sabem?! Lugar mais fácil para descer. Minha vida toda eu sempre gostei de andar em pedra, subia cachoeiras pelas pedras, passava de um praia para outra por pedras, escalava algumas coisas etc... n tive muita dificuldade para chegar ao acidentado. Não sei em quanto tempo, mas na minha cabeça, rapidin eu cheguei nele. Para minha surpresa era o Robert, australiano que estava com a irmã há 4 meses e esse era o ultimo dia de viagens deles e tinham um voo as 19h. Dei uma olhada rápida no cara e ae ouvi o Gustavo me chamando la de cima da estrada. Como se trabalhássemos com resgate a vida inteira juntos, em pouquíssimo tempo organizamos tudo. Gustavo socorria as minhas necessidades em relação ao acidentado e o Rotban corria atrás das pouquíssimas coisas que havia para podermos resgatar o cara. Os mlks brilharam na organização!!! Foram fodas! E detalhe, não há equipe de resgate, não há instrumentos adequados, não há médicos nas empresas, não há ambulâncias... Não tem nada gente, nada! Só havia nossa boa vontade, e por sorte do Robert, a experiência que trazemos da nossa profissão e vida. Depois de muito tempo desceram mais alguns para me ajudar pq sozinho eu n podia retira o cara de lá. O Rotban e o Gu, conseguiram uma corda e um prancha de resgate com outro grupo q estava descendo. Organizaram todo esquema para tirar o Robert de lá e fomos juntos conversando para sincronizar tudo. Enquanto eu avaliava estado do acidentado os dois recrutaram mais homens para puxarem a corda. Demoramos quase duas horas para tirarmos o Robert do buraco. Rolou pedra sobre nossas cabeças pq tínhamos q proteger o Robert deitando sobre ele. Espinhos o Gustavo deve achar até hoje nas mãos dele kkkkk. Resultado: fratura de tíbia esquerda (lembram-se da mão no pé?) e duas costelas fraturadas também à esquerda. Colocamos o Robert na van, os caras da agencia não nos deixaram ir... e eles os levaram para um hospital em La Paz. Vamos colocar uns vídeos para vocês entenderem o drama da coisa! Resgate feito! Não tiramos a foto típica! Não tinha clima e eu estava cansado pra carai... não dava! Continuamos descendo, tudo mundo quieto e mais concentrado. Paramos para tirar uma foto num marco que tem na estrada e de repende uma, desculpem os termos, desgraçada de uma menina cai da bike e rola na estrada kkkkkkkkkkkkkkk Ahhhhh!!! Caberia muito bem a expressão: Pqp mano!!! Po, susto cara!! Menina retardada!!! Po, que susto! Outro não! Mas ficou tudo bem com ela. Chegamos ao final da descida. Tinha uma comida lá nos esperando. Nem sei se era boa, mas para mim estava deli!!! Comi muito! Coversamos com umas gringas gatas e tal. Quando fomos nos dirigindo para pegarmos a van de volta, que alias, não passa pela estrada da morte, faz outro caminho, recebemos a noticia de que, não me lembro bem mas acho que a neve tinha tampado a estrada ou um barreira havia caído e... eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee...eeeeeeeeeeeeeeee teríamos que voltar pela estrada da morte a noite de van, com neblina, subir 4000m. De novo: Pqp mano!!! Tão de sacanagem comigo!!! Ow, juro para vocês nunca passei um cagaço maior na life! Pq eu na bike me garanto agora dentro da van, filho, n tem nem como garantir q eu n ia me cagar inteiro. Gustavo olhou para o chão a viagem inteira. Rot fechou o olho. E eu fiquei tomando conta do bostorista. Qualquer coisa eu dava uns berros na orelha dele la!! Carai, gente, muito cagaço! Sério, muito! Enfim, voltamos ao WR. Uma mistura de fantástico, com surpreso, com inacreditável sabem?! Assim que estávamos. E não adiantava contar nada pra ninguem... acho q, talvez como vocês que estão lendo, ou não acreditariam ou não alcançariam a magnitude do que aquilo foi para gente! Fomos visitar o Robert no Hospital. O cara eu sorte, viu! E a irma dele, coitada... só chorava! YOU ARE THE LEGEND GUYS! YOU ARE!!! Aqui temos uns links para vcs assistirem. Nosso resgate saiu em jornais. O Robert deu entrevistas. É maneiro para ver os vídeos do acidente e para ver como é a estrada. Está tudo o faebook do Robert https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10156156891585327&set=a.10153831558240327.1073741829.552070326&type=3&theater Video (aos 30 segundo +ou- é exatamente a visão que eu tive do Robert caindo): https://www.facebook.com/jacqueline.shergold/videos/10155572154545347/ Tentei colocar um video do final do resgate mas n deu... acho q era grande. Qualquer dia desses, cenas do próximo capítulo! Viagem de La Paz para Copacabana... supreendente!!! Espero que estejam gostando. E mandem perguntas. Temos o dever de responder como gratidão ao que essa viagem foi em nossas vidas! VALORES DOWNHILL 450BOL
  5. D4 – 10 JANEIRO 2015 SUCRE X LA PAZ Ficamos em Sucre, aproveitamos o Hostel e a cidade e a noite pegamos o buzão para La Paz. Buscama, tranquilo, + ou – 12h de viagem 110BOL. Tem muitos horários. Nós viajamos sempre durante a noite. Economizávamos com hostel e não perdíamos o dia. Em todas, TODAS, LITERALEMENTE TODAS, as cidades há ônibus noturnos. Chegamos a La Paz, com dois passeios em mente: Chacaltaya + Vale de la Luna e Downhill - melhor passeio. Assim que descemos na rodoviária de La Paz às 9:10 compramos ali mesmo o passeio para o Chacaltaya que saia as 10h. Eles nos buscariam no nosso Hostel. Detalhe: nós não tínhamos Hostel. Nós não tínhamos nenhum hostel para a viagem inteira kkkkkkkkk Chegávamos na cidade e procurávamos onde ficar. Bom, sabíamos que e La Paz havia o Wild Rover. Falamos na agencia que estaríamos nele, pegamos o taxi para o WR. Chegamos, deixamos as mochilas e partimos para o Chacaltaya. Segundo meu chefe: “Veeelho Chacaltaya”. Nem imagino o que ele fez nesse Chacaltaya há mais de 35 anos atrás... Tinha q ser muito porra louca para viajar pra lá nessa época. Se vocês vissem a foto dele nessa época... Bom, não quero ser expulso... Que lugar foda!! 5300 metros de altitude, neve!!! Foi sensacional!! Fotos fodas, vídeos fodas. Guerra de neve contra os argentinos. Lógico que, com a esperteza brasileira, ganhamos! Como sempre!! Voltamos para o WR. Sobre o WR. Essa rede é bem conhecida. A estrutura é legal, limpo. Muitas pessoas de muitas nacionalidades. Bar 24h, festas no bar todos os dias. Os quartos são sempre grandes com muitos camas. E oh!! O povinho porco são esses europeus, Ca Ra Le o! Ow, sabe quando sua mãe fala pra você: seu quarto é um chiqueiro!! É pq ela n viu a cama desse povo, pqp!!! Só lembrava-me de: “num ninho de mafagafa ...” Chacaltaya foi mto maneiro!! Passeio foda! O próximo relato foi de um dia único. Marcou nossas vidas!!!! Vcs vão entender o nome da nossa trip: you are the legend. Abraço. VALORES: WR 35 BOL CHACALTAYA 45 BOL
  6. D1 - 7 DE JANEIRO DE 2015 RIO X SANTA CRUZ Hospedei-me no JODANGA. Hostel maneiro, pequeno, limpo, com piscina limpa e galera maneira tb. Tem festas, dose dupla e tripla de drinks. Hostel é meio caro, mas muito limpo. Gostei! Dei uma andada por St. Cruz e fui dormir para no outro dia pegar o avião para Sucre. Há a opção de fazer o trajeto St. Cruz X Sucre de bus mas a viagem demorar quase 24h e a estrada é extremamente perigosa. O voo demora 30 min. Ao lado do Jodanga tem uma ruela de chão de terra (beco) sai numa praça. Atravessando esta praça sai numa avenida. Aí tem Burger King (caro), e outras lanchonetes. Comi numa de comida típica, n lembro o nome, tem um “galo” como mascote. Comi lomo saltado. Bom pra caralho!!!! Com molho aji, sensacional. ãã2::'> VALORES Hostel: 80 bol Taxi aeroporto X Jodanga: BOL 60 (eu acho) St. Cruz X Sucre: R$ 180 (aéreo) 110 BOL (bus) D2 - 8 DE JANEIRO DE 2015 SANTA CRUZ X SUCRE Sucre é uma cidade pequena, que serve mais de start para o mochilão, mas eu curti muito. Muito mesmo! Vocês vão entender os motivos. Fiquei hospedado no Kultur Berlin Café! O MELHOR HOSTEL DE TODA A VIAGEM!!! PQP QUE LUGAR FODA! É o tipo de hostel que favorece você conhecer pessoas. Tem festa fds, rodízio de comida típica as sextas por apenas 45 BOL. Café da manhã sensacional. Cerveja barata!! Cara, tenho vontade de pegar um avião aqui e passar todo fds lá! O único ponto turístico que visitamos foi o Mirador que é uma praça no alto da cidade com um bar maneiro. Gostei do lugar. Outros pontos turísticos são o parque arqueológico que tem como ápice um paredão com pegadas de dinossauros. O detalhe é q você consegue ver do avião esse paredão. Consegue sim!! Todos me zoaram pq eu disse q consegui ver. Mas eu fotografei no voo de volta. Tem também uns passeios em cachoeiras que você pode fechar no Restaurante CONDOR (vou comentar mais à frente) que fica na rua em frente ao Hostel. Andar pela cidade é muito maneiro. Tem umas igrejas, mercado central... Trocamos dinheiro no mercado central. Melhor cotação. Dormi em Sucre esperando os mlks chegaram ao outro dia. Em Sucre você tem que comer no CONDOR. Restaurante de comida natural bom pra cacete!!! ãã2::'> Você paga BOL 45 para refeição completa: sopa com pão (compre desse pão para levar na viagem. É muito bom!) + prato principal + sobremesa ou bebida. Alias na Bolívia você sempre pagará refeição completa. Alias (2) Esqueçam o ranking tripadvisor de restaurantes e bares, os melhores lugares para comer você descobrirá andando na rua, isso em qualquer das 11 cidades dessa trip. D3- 9 DE JANEIRO DE 2015 SUCRE O Rot e o Gustavo compraram suas passagens aéreas BRASIL X ST. CRUZ X SUCRE o que eu super indico. Dá para fazer isso tranquilo. Em geral os voos para Sucre atrasam. Os mlks chegaram debaixo de uma chuva tensa. Se vocês olharem nosso roteiro vão perceber que de Sucre partiríamos para Uyuni. Porem, quando cheguei a Sucre, comecei a ver como faríamos para chegar a Uyuni e descobri que o Salar estava fechado devido ao Rally Dakar. Então rapidin dei uma olhada no roteiro e resolvi inverter a viagem toda. Comentário sobre isso: Quando estudei essa viagem vi vários roteiros que seguiam varias ordens. Por diversos motivos a melhor ordem é a q esta no roteiro. Mas essa trip é tão fácil, tão tranquila de fazer que não tivemos problema algum em inverter tudo. LITERALMENTE TUDO. Resolvemos então partir para La Paz. Fomos à rodoviária mas os ônibus estavam esgotados. O ideal em Sucre é comprar o bus para La paz cedo. Tem zilhoes de empresas mas as passagens acabam. Ah! Não se assustem com as rodoviárias. São precárias. Mas até q os buzões são de boa. As imagens a baixo são: 1 e 2 Sucre 3- como fizemos 5- como faríamos 5- nosso roteiro no maps. Achei sensacional, postei no instagran. VALORES: HOSTEL 60BOL (quarto do Hobbit individual que paguei sem querer pela net) 45BOL (quarto compartilhado) Café foda incluso
  7. Fala mochileiros! Quero dizer para vocês que eu demorei a entrar para essa tribo de mochila nas costas, mas não quero sair nunca. Não há melhor forma de viajar, não há melhor jeito de crescer... Bom, essa nossa viagem foi ANIMAL!!! Vocês vão entender o porquê!! Aqui queremos, lógico, contar nossas aventuras para que elas fiquem para sempre registradas mas queremos também dar o maior numero de informações possíveis para ajudar nossos irmãos mochileiros. E esperamos que vocês nos convidem para mochilar com vocês!!!! Como eu não tenho muito tempo, e por isso demorei tanto para fazer o relato, por favor não reparem as abreviações e erros de digitação. Não corrigirei todos, ok!? Eu queria pedir desculpas à galera que manifestou o desejo de ir nessa trip e eu deixei sem resposta. Desculpem-me! Apresentando-nos: Eu sou o Renato Flores (Flores), fui Staff do Gustavo (Gu) que é amigo do Daniel Rotban (Rot). Conheci o Gustavo quando "trabalhamos" juntos. O Rot só o conheci já na Bolívia. Comprei minhas passagens em outubro. O Gu comprou no inicio de dez e o Rot dia 17. Ou seja, não há desculpas para n fazer essa trip. Detalhe o Gustavo pagou R$ 100 mais barato que eu. Nosso roteiro está aí embaixo! Podem confiar nele! 100% garantido. Ele foi a junção de 3 outros roteiros q eu achei aqui no mochileiros. Aliás, quero agradecer à rapaziada que põe seus roteiros aqui. Então, se você achar meu roteiro parecido com o seu, isso mesmo, eu copiei! RELAÇÃO GERAL DE GASTOS: Passagem: R$ 1148 GASTOS GERAIS (hospedagem, passeios e alimentação): U$ 800 O que havia em nossas mochilas: Levamos roupas para 10 dias. No décimo dia achamos uma mãe em Cusco que lavou todas as nossas roupas. Calçado de trekking (vale a pena comprar um) Lanterna Capa de chuva (n usamos. Pacha Mama convenceu São Pedro a mandar chuva só na hora certa.) Protetor Solar (levem essa merda!) Óculos de sol (levem essa merda! 2)
  8. Nogy as freiras são da Toca de Assis. Eles são sensacionais. EU amo essa galera. Me passa o endereço delas qro visita-las aí!!! Abraço. Seu relato foi mto mto maneiro. Me ajudou mto. janeiro to partindo pra fazer o meu. Abraço.
×
×
  • Criar Novo...