Ir para conteúdo

bside_

Membros
  • Total de itens

    19
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

3 Neutra

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. estive no CNAIM e fiz essa mesma pergunta, minha mina tem o visto de 120 dias tb estampado com o artigo 62 vai vencer e já tem agendamento no SEF para dar entrada na residência temporária... o funcionário do CNAIM falou que viajando para fora de schengen não teria problemas na viagem e na volta deveria só apresentar o agendamento junto com o passaporte, mas como teoria é uma coisa e prática é outra, eu não recomendaria você fazer essa viagem não.
  2. eu to começando a planejar uma viagem por Croácia e adjacências para o verão do ano que vem... mas to pensando em 1 mês depois por conta do Ultra Festival. naquela região ali, tem bastante coisa nessa pegada de paisagens, praias e festas...tem as quedas d'agua de Plitvice, a parte de Hvar, Split e Novalja (festas), Dubrovinik que é bem bonita, e dali ainda dá para incluir Mostar e outros lugares da Bósnia e Budva, Kotor em Montenegro que é bem perto (lugares bonitos, vai estar lotado de turistas mas não vai ser o supra-sumo da badalação). agora se decidir se afastar de praia e curtir só festas, dá para fazer o roteiro inverso tb, comecar nas praias mais badaladas, e subir até Budapest passando por Belgrado na Sérvia. em Junho tb já tem muitos festivais pela região.... uns 17 dias num roteiro desse tanto pra cima quanto para baixo devem ser suficientes incluindo os deslocamentos.
  3. Sim, acho melhor finalizar a viagem em Roma e de lá pegar um voo direto para as ilhas em empresas low-cost, e na Grécia finalizar a viagem em Athenas, aconselharia você pegar um voo de ida para Itália e um de volta da Grécia, no caso Athenas. E sim, você precisa ir para Athenas, as ilhas são magníficas mas SÓ TEM TURISTA LÁ. Em Athenas você consegue ter uma noção e ver uma Grécia "de verdade" com os problemas da Grécia quanto país, e ver uma balada tipicamente grega com apenas gregos e música grega. Digo o mesmo para Thessalonik, mas acho que ir para lá pode ficar meio fora de mão. Eu fui em em Julho, e sim estava cheio de turistas, creio que deva ser a época mais cara mas se você procura agito é Junho/Julho que você tem que ir mesmo, a agenda das boates com as melhores festas normalmente estão entre esses meses, já agosto as boates tops diminuem as festas e já rolam as closing parties. Quanto a Itália, tem um mito do "tudo fechado" lá em agosto, por ser mês de férias parece e por conta do feriado do ferragosto, não sei como é de fato nas cidades pequenas, mas nas cidades grandes já me falaram que isso não existe na real, principalmente se tratando de Roma, que vive cheia de turistas qualquer época do ano.
  4. concordo com o adriano, deixe para ver isso lá, até porque estamos falando da Irlanda, onde o clima predominantemente é chuvoso e nublado. caso resolva fazer a dica do pernoite pela região super recomendo passar 1 noite em galway que é mais ou menos 1h de lá.
  5. Oi Aline, Estava começando a programar esse mesmo trajeto ano passado para fazer, mas acabou que não rolou, estava mochilando por outros países fui para Grécia mas resolvi tirar a Itália do roteiro por questões pessoais mesmo (não de logística). Bom difícil de dizer sem saber exatamente que cidades pensa em visitar na Itália... mas pelo que eu tinha visto, por incrível que pareça o melhor trajeto era de avião... o roteiro da Grécia era: Athenas, Mykonos, Ios, e Santorini. A passagem partindo de Roma custava cerca de 30 euros para Athenas e 50 euros para Mykonos isso em Julho. Há alguns ferrys partindo de Bari, Veneza e outras cidades diretamente para Grécia, mas pelo que eu tinha visto não havia direto para Piraeus, iam pra Corfu, Patras e outras ilhas. Na Grécia dos lugares que eu estive recomendo ir em Athenas para Acrópolis claro, e ir para região de Sytharma (1 estação de acróples, região com muitos bares e casas noturnas), fiquei hospedado no Athens Backpackers, bem próximo a estação de Acrópolis. Em IOS a melhor opção para quem gosta de festa é se hospedar no Far Out Beach Club, que é onde rola o agito durante o dia e fica próximo da praia, a noite praticamente todos vão para pub crawl no centro da cidade que durante do dia é morto. Santorini recomendo se hospedar na região de Oia que tem uma bela vista para a caldeira. Já em Mykonos não pode deixar de ir para Little Venice no centrinho da cidade, onde tem muitos bares e restaurantes, mas eu preferi me hospedar no Paraga Beach Club (unico que eu consegui reserva, e com acomodações beeem roots diga-se de passagem) próximo a praia e as baladas como Scorpio e Paradise e Super Paradise (rola 10 minutos de caminhada por uma trilha de pedra no escuro, mas você cai direto na praia), também havia onibus na porta para o centro da cidade. Aconselho também a alugar um quadriciclo que sai cerca de 15 a 20 euros.
  6. já fui com passagem só de ida, e com o azulzinho mesmo. a empresa aérea foi a air maroc, e eles fizeram uma imigração comigo já no aeroporto na hr do despacho de bagagem. tinha os comprovantes de passagem para fora da área schengen, e o país de destino já tinha ido muitas vezes (vários carimbos de entrada), eles fizeram um monte de pergunta, mas embarquei sem nenhum problema. na imigração não tive problemas já que não pediram minhas passagens de retorno, mas caso pedissem ou ia dar merda ou ia tomar um chá de cadeira lá com absoluta crtz. e as passagens de saída da area schengen eram da ryanair.
  7. alguém já fez esse trajeto? em algumas cias de onibus que fazem o trajeto mas eles cruzam a moldávia. como é cruzar a fronteira? preciso ter o visto para moldávia mesmo se não descer lá?
  8. quanto ao roteiro o ideal era voce fazer apenas 2 capitais com esse tempo, em caso a ir a 3 cidades só se forem cidades proximas, incluindo uma 2nd tier que dá para ver tudo muito rápido, lembrando que para alguns lugares terá dificuldade com o transporte. algumas ideias tendo em mente que vai ficar beeem corrido: praga - viena ou bratislava - budapest (trem, não terá muito problema) sofia - bucarest - brasov (pode fazer bulgaria para romenia de onibus, reclamam muito de atrasos mas quando eu fiz peguei o onibus noturno que demorou em torno de 7, 8 horas que era o tempo previsto, acho que tive sorte. já para brasov há vans que fazem o bate volta indo cedo da manhã e voltando a noite, a estrada tem um transito horroroso diga-se de passagem) vilnius - riga - tallinn (de onibus, mas não sei dizer de atrasos e frequencias) budapest - novi sad - belgrado ou apenas budapest - belgrado saint pettersburg - tallin (dizem que tem ferry e bus, mas tb não sei dizer a respeito de frequência e atrasos, e na russia o idioma algumas vezes pode ser um problema que te faça perder um certo tempo caçando os lugares e tentando gente pra te dar informação) não tem melhor lugar para viajar sozinho, você estará bem em todos eles pode ficar tranquila, mas se você seguir um roteiro que inclua praga e budapest há alguns party hostels que tem uma galera insana, e que rolam algumas festas e pub crawls e vai ser mto facil conhecer uma galera.
  9. eu já fiz os dois, pulando da pedra bonita. não lembro quanto foi exatamente, mas foi por volta dos 200 reais na epoca com filmagem e tudo. ah eh, voce paga mais alguns reais numa carteirinha de voo que você tem que fazer antes de pular na escola de voo de são conrado. para pular voce pode bookar online em algum sites desses que oferecem esses servicos ou simplesmente brotar na praia do pepino que ficam vários instrutores lá certificados, cada um tem direito a fazer 3 pulos por dia parece, dai normalmente eles ficam por lá procurando gente pra pular, dai tem um transporte que te leva da praia lá pra cima, e tu fica numa fila de instrutores e praticantes, esperando sua vez pra pular. o cara que eu pulei de parapente é o Daniel Sena, super recomendo, gente fina demais, deu uma radicalizada e o voo foi bem longo, então deu pra aproveitar ... procurando na net ou no facebook você deve achar algo dele.
×
×
  • Criar Novo...