Ir para conteúdo

joaobrolio

Membros
  • Total de itens

    11
  • Registro em

  • Última visita

Conquistas de joaobrolio

Novo Membro

Novo Membro (1/14)

0

Reputação

  1. Continuando... Dia 8 - Indo para Alemanha Meus amigos ficaram em Tilburg e eu segui sozinho para Erfurt, foram 4 horas de viagem até Dortmund e 2 até Erfurt, la encontrei meu amigo e partimos para a cidade onde ele mora e estuda, uma cidadezinha chamada Ilmenau, lá foi meu "pit stop" para o restante da viagem, fiquei 3 dias lá e praticamente nao fizemos nada, só visitamos o centro da cidade. Foi ótimo para recarregar as energias para o restante da viagem. Dia 11 - Sozinho, energias recarregadas e bora pra Munique! Consegui arranjar carona de Erfurt até Munique por 20 euros! Foi com uma tia alemã que falava um pouco de inglês, 2 horas no carro e estava em Munique, cheguei era 23 horas e fui direto pro hostel, arrumei minhas coisas e cama! Esse hostel faço questão de mencionar, visto que foi o melhor que fiquei em minha viagem, SMART STAY MUNICH, pensa num hostel bom com um happy hour das 20 - 22h onde a breja é 1.90 euros, sensacional! Agora eu estava sozão, pra me virar numa cidade grande com meu "ingreis", missão dificil! haha Dia 12 - Conhecendo Munique Logo cedo peguei um mapa e tracei um roteiro, primeira parada foi a famosa Marienplatz, MUITOS turistas e um sol de rachar! Depois fui procurar o English Garden, que é o maior parque do mundo! Andei por uns 40 minutos nele e vi que nao estava nem na metade, decidi só ir ver o povo surfando e ir comer algo na Chinese Tower. Chinese Tower Claro, nao podia faltar um famoso prato alemão, currywust grill mit pommes com uma deliciosa Hofbräu Munchen. Voltei para o hostel e acabei fazendo amizade com um israelense e um australiano que estavam no meu quarto, eles me chamaram para ir no happy hour, la no bar encontrei um brasileiro que estava no hostel, chamei ele pra ficar na nossa mesa e fizemos amizade tambem, combinamos no proximo dia ir visitar o campo de concentração de Dachau. Dia 13 - Campo de concentração Dachau, museu da BMW e parque olimpico 9:00 horas na frente do hostel, isso que combinamos para seguir pro passeio guiado que começava as 10:30 na estação central. Mas antes disso nos despedimos do israelense que seguiu seu rumo. Enfim na estação, nos encontramos com o guia e fomos para o passeio (tudo deu 32 euros). Dachau é uma pequena cidade nos arredores de Munique, de onibus da algo em torno de 30 minutos, o campo de concentração foi o primeiro construído e foi usado de modelo para todos os outros. Aqui n tem muito o que falar, tudo é muito triste e o até o céu parece que fica cinza quando se entra lá. Voltando de lá, o nosso amigo australiano seguiu o rumo dele, e eu e o brasileiro fomos para o museu da bmw, para quem gosta de carros antigos é um lugar obrigatório para se ver, a entrada é algo em torno de 15 euros Depois fomos pro centro olimpico que é literalmente do lado da bmw. O conjunto é meio antigo, mas muito bem conservado, foi usado para os jogos olimpicos de 1972, para visitar o estadio custa 2 euros. Parque Olimpico de Munique Estadio Olimpico Voltando aproveitamos para ir no biergarden da Augustiner (cerveja popular e muito boa de lá), comi um tipico Eisben alemão com uma bela e grande caneca de augustiner, aqui infelizmente meu celular ja tinha morrido entao nao consegui tirar foto do lugar e comida. Dia 14 - Despedida, novamente sozinho e castelo da Cinderela (Neuschwanstein castle) Dia começou com a despedida da galera, meu amigo brasileiro e o australiano seguiram seu rumo e eu ainda tinha mais 2 dias em munique. Decidi comprar o bayern ticket, que é valido para todas viagens em um dia, e fui para a estação central, para lá pegar o trem para Füssen, a pequena cidade aonde fica o castelo. Esperei uns 40 minutos para o trem, enquanto isso fiz amizade com um casal de brasileiros que me acompanharam nessa trip para lá. Chegando lá tinha duas opções, subir a montanha de apé ou pegar um onibus até la em cima, a viagem custa 2.60 ida e volta, fomos todos de onibus. Uma pena que a ponte estava fechada, dizem que dela é a melhor vista que se pode ter do castelo... O castelo é incrível, e a vista la de cima com toda certeza foi a mais bonita que tive em toda viagem, valeu a pena cada centavo gasto. Hot dog alemão, literalmente pão + salsicha. Logo decidi vir logo embora, pois queria ainda fazer algo no dia. Me despedi do casal brasileiro e segui viagem de volta pra Munique, onde só fui chegar eram 18h, unica coisa que consegui fazer foi voltar pro hostel, tomar um banho e descer pra comer algo. Dia 15 - Allianz Arena e despedida de Munique. Ultimo dia na cidade, fui visitar a unica coisa que faltava : Allianz Arena. Acordei cedo e peguei trem até a estação do estadio, andei mais 10 minutos e lá estava, no gigante de Munique. O tour era algo em torno de 10 euros com guia em ingles, decidi nao visitar o museu (que era 17 euros). Voltando parei pela ultima vez em Marienplatz para almoçar algo lá, meu ultimo dia e queria comer algo bom e típico, parei em um restaurante da Hacker - Pschorr e comi um belo schnitzel. No meio da Marienplatz, delicia! Depois fui comprar uns souvenirs e voltei para o hostel, de noite comi num burguer la perto e dormi, me preparando para mais um dia de viagem no dia seguinte. Dia 16 - Ida para Barcelona, Sagrada Família e calor insuportável. Sai do hostel era 8h, peguei um metro até a estação principal e depois um trem até o aeroporto de Munique, meu voo tava marcado para as 10h com chegada em Barcelona as 12h. Chegando no aeroporto de El Prat - o maior de Barcelona - fui pedir informação, afinal, uma cidade totalmente nova e com sistemas diferentes do que eu tinha me acostumado em Munique. Consegui um mapa e algumas dicas de como chegar no hostel em que eu tinha reserva. Depois de quase 1 hora de onibus (aeroporto é afastado da cidade) eu chego no hostel, um hostel BEM simples (pra nao dizer RUIM), muito diferente de todos que até então eu tinha ficado na viagem, achei estranho pois nao era barato a diária (algo em torno de 50 euros). Bem, deixei a mala, aprontei minha mochila, peguei o mapa da cidade e do metro, e vamos andar! 33Cº na face, calor que incomoda muito para longas caminhadas, mesmo assim eu fui de apé até a Sagrada Familia. Porra, que igreja grande, 175m de altura e uma construção que aparentemente não acaba nunca, ta sempre em reforma! E ainda assim, consegue ser uma construção incrível. A primeira vista é de impressionar qualquer um Comprei o ticket para visitar dentro da igreja, unico horario disponivel era as 19h, entao fui experimentar o KFC que tem ali do lado e andar nas redondezas até chegar a hora. Depois voltei para o hostel, muito cansado e sujo, devido ao calor. Fui tomar banho e infelizmente tive uma das piores (se nao a pior) experiencia de toda viagem, a porra do chuveiro de barcelona. PENSA NUM TRECO RUIM, tem que ficar apertando pra sair agua e ela só sai fria, e era impossivel nao alagar o banheiro visto que o chuveiro era serparado só por uma cortina da pia, enfim, um treco horrivel. Sem mencionar o quarto pequeno e abafado, juntamente com o calor do verão catalão, era dificil demais dormir. Gràcia city hostel, uma dica para quem for para Barcelona, fique longe desse lugar. Dia 17 - Camp Nou, La Barceloneta e vontade de ir embora. Como o calor tava muito foda, acordei super cedo e fui tomar café da manhã no hostel mesmo, um ovo com bacon por 3 euros, ta legal até. Depois olhei no mapa e fiz minha rota até o Camp Nou, estádio do Barcelona. Pra chegar lá tem que pegar um metro e andar uns 15 minutos, o estádio fica literalmente no meio da cidade, tem casas do lado e talz, muito estranho, acho que eles quando construíram nao achavam que a cidade iria crescer tanto. Pra quem gosta de futebol lá é um templo, Neymar e Messi são reis lá. Saindo de lá, procurei algo pra comer e fui conhecer a praia de barcelona, chamada la barceloneta, nada comparada com as praias daqui, areia áspera e dura,e devido ao calor e ao verão, ela tava lotada. Ah, o mar é muito bonito, e é super limpa (afinal, que lugar da europa não é?). Dei uma volta, peguei um mojito e voltei para o centro, onde fui até a Catedral de Barcelona e depois voltei para o hostel. Já no segundo dia tive vontade de ir embora, aquele hostel tava me deixando puto e na bad, cheguei a contactar a companhia de voo para ver quanto ficava o adiantamento do meu voo, mas depois pensei melhor e desisti. Catedral de Barcelona Dia 18 - Parc Güell, MNAC, e vila olimpica. Nesse dia me dei um pouco de sossego, consegui acordar tarde e nem tomei café da manhã, sai do hostel era mais de meio dia e fui procurar algum fast food ou comida segura, depois parti até o famoso parc guell. A subida até o parque nao é brincadeira, pelo menos uns 10 minutos de subida intensa. Nao visitei a casa de Gaudi e nem o famoso "el drac", pois o proximo tour só era 5 horas mais tarde, eu nao iria ficar esperando e tinha mais lugares em mente, uma pena. Mas mesmo assim, a vista de cima do parc guell é encantadora, e o parque é incrível. Saindo de lá, peguei um metro até a estação de La Espanya (centro de barcelona) e andei em direção ao MNAC (museu naciona de arte da catalunha). Que lugar sensacional, parece os palácios que vemos em filmes, muito verde e super bem cuidado. Lá também fica a magic fountain, uma fonte no meio do jardim que é realizado shows com luzes e artista. mas infelizmente nao consegui ver. Entao um amigo me disse que a vila olimpica ficava la perto, olhei no mapa e fui andando até acha-la, ao contrario de munique, la era de graça para entrar e eram construções muito novas, afinal foram usadas nos jogos olimpicos de 1992. Uma palavra pra descrever a vila : sossego. Unica coisa que dava para ouvir lá, era a água e o vento, nada mais. Quando voltei ao hostel, só queria saber de tomar um banho e dormir. Dia 19 - Ultimo dia em barcelona. Por um lado feliz de ser o ultimo dia em Barcelona, por outro triste por estar acabando. Decidi ir a praia e comer alguma comida tipica, mesmo nao sendo muito fã de peixe. Parei em um restaurante e pedi uma lula empanada como entrada e um filé de merluza grelhado. Bem, comida ruim, sem tempero e tal,unica coisa que salvou foi a batata.Sai de lá, comprei um sorvete, peguei umas brejas no mercado e fui da uma volta na praia. Ja passando meio mal, fui ainda da uma volta pelo centro de barcelona e voltei pro hostel. Foi uma noite longa, comida nao desceu bem e voltou tudo durante a madrugada, pior noite da viagem com toda certeza e tudo culpa dessa comida ruim. Ultima foto de barcelona Dia 20 - Volta para Amsterdã, e ultimo dia na Europa. Aleluia! Ultimo dia no inferno chamado gràcia city hostel, acordei cedinho e chamei um taxi para ir ate o aeroporto. Deveria ter ido de onibus, mas meu voo era 8:55 entao nao queria me arriscar, melhor pagar 40 euros no taxi do que perder 400 reais no voo né? Duas horinhas de voo e estava em Amsterdã, encontrei com meu amigo e partimos para a nova casa dele, que ficava numa cidadezinha chamada Heemstede ( 20 min de onibus). Chegando la, almoçamos um belo arroz com feijão e descansamos um pouco. Depois partimos para a ultima volta em Amsterdã, comprar souvernirs e uma ultima visita aos bares. Voltamos meio cedo, tomei um banho, arrumei a mala e dormi. Meu voo era no dia seguinte as 10:15 da manhã. Avião mais moderno que no de ida, porem as comidas estavam piores, mas mesmo assim bem boas. Vi 2 filmes, 1 documentário, 4 episódios de GOT e joguei xadrez e uns joguinhos la haha, nao consegui dormir nada, 12 horinhas de viagem e então, as 17h eu estava pousando em São Paulo. Até logo, Europa! Algumas considerações a fazer: Obrigado a todos que me ajudaram, direta ou indiretamente a realizar este sonho; Saindo da nossa zona de conforto, descobrimos que existem muitas pessoas boas no mundo, acho que pelo fato do Brasil ser esse país que é, nós acabamos tendo uma impressão que as pessoas boas são raridades, não são; Perdi o contato de todas as pessoas que conheci na viagem =\; Comida de Barcelona é HORRIVEL; Transporte da Holanda é o melhor (wifi e ar condicionado em todos metros/trem/bus), depois vem de Barcelona (ar condicionado) e por ultimo da Alemanha (maquinas mais antigas), entretanto, os 3 são igualmentes funcionais e de perfeita locomoção; Quem mora na Europa nao precisa ter carro, de tao bom que é o transporte publico; Triste por voltar ao Brasil, feliz por ter comida de verdade novamente e rever minha namorada, minha familia e meus amigos. Bom, é isso, espero nao ter ficado uma leitura muito pesada. Viagem cansativa, mas valeu cada minuto e cada centavo gasto, pretendo voltar e conhecer mais países daqui uns 2 anos. Um abraço a todos.
  2. Primeiramente boa tarde! Depois de quase 2 anos organizando a viagem, finalmente tive coragem de entrar no avião com destino ao velho continente. Neste relato vou tentar descrever o que vivi nesses 20 dias. Eu, morador de cidade pequena, não acostumado a capitais, metros, transito e principalmente amontoado de pessoas, tive que dar a cara a tapa e deixar a vergonha de lado para realizar um sonho, conhecer algumas das principais e mais bonitas cidades do mundo. Espero que gostem. Data de viagem: ida 06/08/2015 volta 27/08/2015 Dia 1 - Espera no aeroporto e voo muito longo. Peguei voo de Londrina e cheguei em São Paulo as 11hrs da manhã, logo quando cheguei no aeroporto ja despachei a mala (levei uma mala pequena e uma mochila para passar 20 dias) para ficar mais tranquilo, afinal ficar OITO horas com a mala não seria agradável. Logo achei uma tomada e me apossei, lá se iam uma tarde inteira de espera. Meu voo até Amsterdam era só as 19hrs. Finalmente chega a hora de entrar no avião, fui pela KLM, voo direto e mais 12 horas sentado... Escondidinho de carne muito bom! Dia 2 - Chegando em Amsterdam Finalmente cheguei em terra, meu amigo que mora em uma cidade do lado estava esperando no aeroporto, ele havia tirado o final de semana para ficar comigo em Amsterdam, chegando no hostel encontramos mais dois amigos que já estavam viajando fazia 10 dias, o hostel era excelente, ficamos 3 dias e 2 noites. A primeira vista de Amsterdam foi ENCANTADORA, partimos direto para o hostel e voltamos para o centro da cidade, aonde andamos em direção ao Rijksmuseum Estação central de Amsterdam Rijksmuseum Voltando passamos em uma rua onde tem várias lojas de flores e souvenirs, sempre parando e bebendo uma cerveja no caminho DIa 3 - Festival Loveland No terceiro dia de viagem e segundo em Amsterdam, fomos ao festival de musica eletronica chamado Loveland, eu como nao gosto desse tipo de musica fiquei meio entediado, mas valeu a pena pela experiencia. Chegamos em casa mortos. Dia 4 - Museu da Heineken, passeio de barco e ida a Tilburg No ultimo dia em Amsterdam, deixamos as malas na estação central e fomos visitar o Heineken experience, onde almoçamos um belo burger e tomamos a breja da fonte. Depois eles oferecem um passeio de balça para a outra loja da Heineken, aonde você ganha um copo. Depois voltamos a estação e partimos em direção a Tilburg, uma cidade que fica a 150 km de Amsterdam, onde meu amigo mora. Lá apenas dormimos uma noite. Dia 5 - Bruxellas Acordamos cedo e partimos para a estação de Tilburg, onde pegamos um onibus para Tornhout que é a cidade de divisa entre Holanda e Belgica, de lá mais duas horinhas de trem e chegamos em Bruxellas! La partimos direto pro hostel, onde deixamos a mala e fomos andar, desta vez só 3 de nós, pois meu amigo tinha que trabalhar e nao pode nos acompanhar. Pegamos o mapinha que o hostel ofecereu e traçamos uma rota, meu pé tava contundido (nao tinha costume de andar tanto) e foi meio dificil acompanhar o ritimo dos caras... Parc du Botanique Palácio Real Bruxellas Finalmente chegamos ao centro, MUITOS turistas, MUITOS japoneses, e o bebe mijão. Como nao podia de ser, provei um waffle belga, me sujei como uma criança hahahah. Continuamos andando, comemos algo e partimos pra missão de encontrar o famoso bar Delirium. Chegamos lá e descemos pro andar subterrâneo, lá é aonde fica a maior carta de cervejas, são mais de 3000 cervejas, PUTA MERDA! hahahaha, pra mim que sou amante da cerveja lá era o paraíso. Ai diz 2004 cervejas, mas isso foi em 2002, hoje tem mais de 3000! só breja ruim! haha Voltamos ao hostel travados, tomamos banho e dormimos. Dia 6 - Partindo para Bruges Acordamos cedo e partimos pra rodoviária, de lá pegamos um trem direto para Bruges Chegando lá passamos no subway que fica do lado da estação e comemos, depois de algum tempo, algo saudável Logo depois partimos para o hostel. Praça central de Bruges Chegando no hostel, muito melhor do que o de Bruxellas, tivemos que esperar 1 hora até o quarto ser limpo, enquanto isso, mais cerveja. Então deixamos as coisas e nos preparamos para mais um dia de caminhada intensa. Parque de bruges Economizar na comida pra gastar com cerveja Então depois de conhecer a cidade, fomos para o bar, incrível é que em Bruges tem um bar a cada esquina, vimos vários bares subterrâneos, entramos em dois e os dois eram MUITO BONS, simples e com cervejas excelentes e baratas, adivinha? ficamos entregues de novo Dia 7 - volta para Tilburge ida para Delft - Rotterdam No dia seguinte voltamos para Tilburg para deixar as malas e ir para Delft depois Rotterdam. Delft é uma cidade com menos de 100.000 pessoas e muito, mas muito charmosa, onde seu principal ponto turistico é a igreja de Nieuwe Kerk. Andamos pelo centro e decidimos subir na igreja, 7 andares de escada estreita para uma vista muito linda. Bela vista, ein!? Depois partimos para Rotterdam, onde ficamos apenas duas horas. Rotterdam já é uma cidade mais moderna, tem um grande porto e já parece mais uma cidade grande do que as outras que tinhamos ido. Logo depois voltamos para Tilburg, onde ficamos mais 1 dia. Logo posto a parte 2 galera, espero que tenham gostado por enquanto
  3. Obrigado pela resposta, Otávio, eu pretendo levar roupa suficiente e comprar lá algumas peças, nada demais. Sobre a mochila, voce recomenda alguma outra? Ou esta da Newfeel é tranquila. A marca é boa? Valeu
  4. Bom dia galera. Em agosto vou fazer minha primeira viagem, não queria levar mala e decidi procurar por mochila, vou ficar 20 dias viajando entre holanda, alemanha, belgica, espanha, e vou levar só roupas e calçados, nao vou levar notebook, e como é minha primeira viagem, preciso de ajuda de vocês. Procurei no shopping daqui mochilas e achei esta : http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-651189958-mala-tr-light-60-l-preta-vermelha-newfeel-decathlon-_JM Algumas perguntas. Alguem ja uso? Recomenda? Teria condição de eu passar 20 dias com ela? Em relação ao espaço dela. Por fim, ela é considerada mala? Precisaria despachar? Se alguem pudesse me responder eu ficaria muito agradecido. Obrigado.
×
×
  • Criar Novo...