Ir para conteúdo

alexandresfcpg

Membros
  • Total de itens

    470
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    4

Tudo que alexandresfcpg postou

  1. DIA 38 - 24/11 – Frankfurt Quando o avião estava aterrizando em Frankfurt, vi que estava chovendo muito, e um amigo meu que mora em Berlim já havia me avisado que naquela semana choveria muito por lá, então já deu uma desanimada, fora que estava pensando no frio que passaria novamente, se quase morri na China, imagina na Alemanha. Eu pensei em ficar no aeroporto mesmo caso estivesse muito zoado, não havia nenhum lugar em especial pra eu visitar por lá, mas ao mesmo tempo estava ansioso pois seria minha primeira vez na Europa, então iria ver com calma o que fazer. Na imigração
  2. DIA 37 - 23/11 – Pequim O avião aterrizou por volta das 6h30, segundo o que mostrava na tela do avião estava 1ºC, e eu já estava torcendo pra não demorar muito na imigração para poder pegar minha mochila e colocar o restante da roupa de frio que eu havia despachado. Ao contrário da ida, dessa vez eu já sabia onde deveria ir sem ficar perdido, e, após andar muito (dessa vez o avião parou em um portão mais distante ainda) naquele imenso aeroporto, fui direto ao guichê onde tira o visto temporário. Para quem não sabe, ao entrar na China você precisa ter um visto, mas se você esti
  3. DIA 36 - 22/11 – Phi Phi Island – Phuket – Pequim Meu ultimo dia na Tailândia, o coração já estava apertado, tinha adorado aquele país, mas tudo que é bom dura pouco e logo estaria de volta à minha rotina. Mochila arrumada, aproveitei pra tomar um banho, pois iria ficar até domingo sem, tudo certo e nada resolvido, às 11h sai, deixando minha mochila num canto do quarto, e fui almoçar naquelas barraquinhas que eu frequentava, sem pressa pois tinha um tempo pra enrolar. Depois sai caminhando sem esmo, olhando aquele mar, estava um dia bonito, até que sentei em um banco de frente
  4. DIA 35 - 21/11 – Phi Phi Island Como era um dia sem muito compromisso, dormi um pouquinho mais e decidi fazer a trilha até a praia de Long Beach. Pra chegar lá, tem que seguir a praia onde o ferry boat chega indo pra esquerda, logo começa o caminho, é fácil de achar. No caminho tem algumas praias bem sossegadas, com pouca gente, vale ir parando e dando uns mergulhos em cada uma. o único problema é que quando chega numa espécie de estradinha, tem uma saída pra ela do lado direito (tem até uma sinalização no chão), mas não percebi e segui, fui parar num lugar bem esquisito, tinhas um
  5. DIA 34 - 20/11 - Ao Nang – Phi Phi Island Assim como nos outros dias, acordei cedo e esperei pelo transporte na recepção. Quando fui tirar a mochila do locker que ficava embaixo da cama, tive uma surpresa: o cartão de acesso, que eu achava que eu havia perdido na praia no dia anterior, estava caído sobre ela, provavelmente caiu pelo vão entre a cama e a parede, e quando eu sai fui no piloto automático achando que estava com a chave. Imediatamente fui até a recepção e falei que havia achado a chave, na mesma hora me reembolsaram os 500 baths. Um prejuízo a menos, pena que os 250 dól
  6. Então, eu tinha o tradutor off line, mas fui num restaurante local enquanto aguardava o trem, precisei usar o banheiro, escrevi no celular e mostrei pra mina, ele olhou sem entender nada, chamou outra atendente e essa me indicou o banheiro, vai saber o que aquela desgrama traduziu. Não comprei porque eram só algumas horas, e sobre os horários acho que tem na internet, eu que não consultei direito mesmo, lá eu não lembro se tinha.
  7. Cara, foi meio que uma odisseia, vou tentar resumir: vai até o terminal 2 ou 3 do aeroporto, pega o trem expresso e vai até a estação de metrô Dongzhimen (é o ponto final do trem), leva mais ou menos uns 35 minutos. Lá você pega a linha 13 - amarela e segue até a estação Huoying, são 7 estações até lá (demora um tanto porque elas são bem espaçadas uma da outra). Essa estação é bem grande e tem inúmeras saídas, procure pela G4, sobe a escada e você verá a rua do lado esquerdo e do lado direito um muro e uma espécie de corredor, siga nesse corredor, em alguns metros você chegará na plataforma da
  8. Olá galera, no próximo mês começarei um mochilão pelo Egito e por Marrocos, e montei o seguinte roteiro (ainda em aberto): 17/10 - Chego ao Cairo às 1h40 18/10 - Cairo (recuperação da viagem e algum rolê local) 19/10 - Cairo (Pirâmides de manhã e talvez Menfis e Sakara de tarde) 20/10 - Cairo (Bairro Copta e Mesquitas / Mercado) 20/10 - Cairo (janela de roteiro) / Trem noturno para Assuã 21/10 - Chegada em Assuã 22/10 - Assuã / Abu Simbel / Assuã 23/10 - Embarcar no cruzeiro 24/10 - Cruzeiro 25/10 - Chegada em Luxor (janela de roteiro)
  9. Cara, aí eu já não sei porque não fui em nenhuma loja, a única coisa que fiz em Pequim foi ir á Muralha. Sobre inglês ruim, lá quase ninguém falava inglês, era quase na mímica, até no restaurante que almocei eu passei sufoco, mas no final a comunicação acaba saindo. Sobre dinheiro, fiz câmbio no aeroporto, não sei se era a melhor cotação mas pelo menos é seguro, levei dólar e troquei lá. E claro, sempre é melhor andar com dinheiro local do que dólar.
  10. DIA 33 - 19/11 - Ao Nang Era meu último dia em Ao Nang, a agenda estava livre então faria apenas algumas caminhadas pela praia, de boa, no relax. Deixei minha mochila mais ou menos no jeito, coloquei a chave/cartão no pescoço (ela tinha um cordão) e saí sentido à praia. Primeiro fui até a praia e resolvi primeiro seguir a orla da praia para o lado direito até o final dela, onde chega num ponto em que a avenida sai da praia e vai por dentro, se seguir esse caminho direto vai acabar no píer onde fiz o passeio do dia anterior e que eu achava que era de onde saía o ferry boat pra
  11. DIA 32 - 18/11 - Ao Nang Assim como no dia anterior, levantei cedo e aguardei na recepção, hoje faria um tour chamado Four Island, onde visitaria 4 ilhas (ah vá), mas na verdade não é bem assim, mas contarei melhor sobre isso durante o relato. Ao contrário do dia anterior onde o guia foi pontual, nesse ele atrasou bastante, se não me engano o combinado eram 8h30 ou 9h (não lembro exatamente), mas o horário passou e nada, tanto que o rapaz da recepção ficou preocupado, pegou meu voucher e ligou duas vezes durante minha espera pra saber se viriam mesmo. Após um bom atraso ele ch
  12. DIA 31 - 17/11 - Ao Nang Acordei bem cedo pois faria o primeiro dos passeios: o tour de Hong Island. Mas antes de começar a falar desse dia, uma dica pra quem foi ficar no Sleeper Hostel: escolha o quarto de frente pra rua, a vista da varanda é animal (vocês verão pela foto). Aguardei na recepção e no horário combinado o transporte chegou para me buscar. O barco parte do píer de Nopparat, e após um boa “caminhada”, ele para na ilha de Hong, onde ele entra por uma fenda e para dentro de uma lagoa horrível e poluída... mentira, o lugar era absurdo de bonito, takiu pariu, parece
  13. DIA 30 - 16/11 - Ao Nang Já de manhã cedo, o ônibus parou na cidade de Surot Thai e descobri que ali era o destino final do nosso ônibus e algumas pessoas ficaram por ali, ele para junto ao píer pra quem vai atravessar para as ilhas do lado leste (Koh Samui, Koh Pha Ngan, entre outras), e quem iria a Krabi, como eu, pegaria outro ônibus. Demorou um pouco mas chegou o outro, era um pouco mais zoado que o outro, mas curiosamente cochilei melhor nesse. Normalmente os ônibus param no terminal de Krabi, já tinha feito toda a minha logística baseado nisso, mas de repente ele en
  14. DIA 29 - 15/11 - Bangcok / Ao Nang Acordei cedo, tomei café da manhã, deixei minha mochila na recepção e fiquei aguardando, logo chegou um cara e me chamou, a van estava parada na esquina e seguimos até uma rua onde ela parou e tinha outras vans ali, onde eles separaram as pessoas de acordo com o passeio que fariam (uns iam andar de elefante, outros no mercado flutuante, outros na Ponte do Rio Kwai e por aí vai) e realocaram nas correspondentes vans, foi bem confuso e demorado. Tudo certo e nada resolvido, a van que eu estava partiu e a guia que foi conosco começou a explicar
  15. DIA 28 - 14/11 - Bangcok Aproveitei nesse dia pra ir até a agência do hostel e fechar os passeios para o dia seguinte, minha idéia era fazer o check out no hostel, deixar minha mochila guardada lá, fazer os passeios e enrolar até o final da tarde para pegar o ônibus o ônibus para Ao Nang. Conversa vai, conversa vem, chora daqui, negocia de lá e no final fechei o tour para o mercado Flutuante de Damnoen Saduak junto com o tour do Mercado do Trem de Mae Klong, que saiu por 300 baths; e também já fechei o ônibus para Ao Nang, que saiu por 900 bahts, até achei mais barato, mas a vantag
  16. DIA 27 - 13/11 - Bangcok / Ayyuthaya / Bangcok Levantei bem cedo pois o dia seria longo, iria fazer um bate-volta em Ayyuthaya. Antes de sair, renovei mais uma diária no hostel e parti para começar a viagem. Tinha estudado todo o trajeto: teria que pegar um ônibus (linha 47) próximo ao Monumento da Democracia até próximo da estação de metrô Sam Yan, pegar o metrô e andar uma estação até Hua Lamphong, descer e caminhar até a estação de trem que tem o mesmo nome (assim que sai do metrô já segue um caminho direto por dentro mesmo, sem precisar sair pra rua). Mais uma vez o 7-Elev
  17. Acredito que sim, quando fui tive um pouco mais de tempo, fiz por conta própria (trem do aeroporto pra cidade, metrô e trem para Badaling, a única das entradas com acesso por transporte público), e deu tempo, só que foi hiper corrido. Acredito que de carro seja mais rápido, só que precisa saber a respeito do trânsito, se é complicado ou não, o horário que o cara vai te buscar no aeroporto, porque a muralha é muito grande e leva muitas horas pera conhecer, eu por exemplo fiquei umas 2h30 e nem andei muito.
  18. DIA 26 - 12/11 - Bangcok Nesse dia resolvi conhecer talvez o maior cartão postal de Bangcok: o Grand Palace. Vi, como sempre, que dava pra ir a pé e fui, deu pouco mais de 2km. No caminho, avistei o que parecia um templo branco e entrei para ver, era o Bangcok City Pillar, outro lugar que não estava no roteiro e me surpreendeu muito, é um complexo que tem um templo e nesse fica uma espécie de pilar (que dá nome ao lugar) e alguns pavilhões, num deles tava rolando uma apresentação meio que folclórica deles, foi bem legal. Chegando no Grand Palace, avistei uma enorme fila pra en
  19. DIA 25 - 11/11 - Bangcok Acordei até que cedo, tomei o café da manhã que serviam lá, que consistia em café, um suco de laranja feito na hora, duas torradas, geléia, manteiga e uma banana; e depois parti pra conhecer o mercado. O sistema de ônibus de Bangcoc é bastante confuso, mas baixei os mapas off line das linhas e estudei bastante, e com o tempo acabei pegando a manha de usar. Segui em direção ao Democracy Monument e lá peguei o ônibus 44 (segundo mapa era o que ia pra lá), era um ônibus bem melhor que o peguei no dia anterior, que era bem velho. Esse tinha até ar condicio
  20. DIA 24 - 10/11 - Sukhothai / Bangcok Acordei 6h30, tomei café com as coisas que comprei no dia anterior, me arrumei com calma e uns 15 minutos antes do horário do ônibus sai em direção à rodoviária, afinal, bastava atravessar a rua. Às 8h05 o ônibus partiu, seria uma longa viagem, mas pelo menos era um ônibus confortável, com ar e serviram uma garrafa de água, um suquinho de caixinha e um kit com café solúvel, um creme para colocar no café, um copo, açúcar e um bolinho estilo aqueles Bebezinhos (nem sei se existe isso ainda, mas já acusei a idade). Após algumas paradas no
  21. DIA 23 - 09/11 - Sukhothai Pedi o café da manhã deles, vinha 2 torradas, um suco de laranja doce que só a desgraça, mamão, melão e manga, que apesar de ser uma fruta que não sou muito fã, gostei, porque era bem azedinha, diferente da nossa que é muito doce pro meu gosto. Achei um pouco fraco pelo preço (100 baths), e era o mais barato, já comi muito melhor gastando menos na Tailândia, mas ok. Próximo passo seria alugar uma bike para ir ao sítio arqueológico da cidade, ele fica na parte velha de Sukhothai, pra chegar lá, saindo ao New Sukhothai, onde eu estava, tem que pegar uma est
  22. Salve galera, desculpem meu sumiço, mas andei numa correria e não tive tempo de escrever mais, vou tentar dar uma acelerada pra concluir logo o relato: DIA 22 - 08/11 - Chiang Mai / Sukhothai Acordei umas 6h30 pra me arrumar com calma, me despedi do Peter e sua mulher, que me desejaram boa sorte na viagem, fui no Tesco rapidão comprar algo para comer e fui para o ponto esperar o ônibus, o horário seria às 8h mas ele atrasou 20 minutos, mas isso não me atrapalhou, pois era muito cedo e o trânsito estava de boa, cheguei no terminal em uns 20 minutos. Achei que teri
  23. Pegando o gancho do tópico, qual a média de preços dos tours de Marraquexe para o Saara? E é possível seguir de Merzouga para Fez com o próprio tour ou tem que fazer por conta?
  24. Olá Kelly! Quanto custou o tour para Abu Simbel? Você disse que o visto é pego em bancos no aeroporto, é fácil identificar (tem placas sinalizando)? Sobre o tour das pirâmides, é viável fazer tudo no mesmo dia (Gizé, Saqqara e Memphis), ou fica muito corrido? E quanto custou esse tour?
×
×
  • Criar Novo...