Ir para conteúdo

alexandresfcpg

Membros
  • Total de itens

    470
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    4

Tudo que alexandresfcpg postou

  1. Que bom que curtiu Renata, também espero poder fazer uma viagem incrível como foi essa pra poder compartilhar com a galera, já estou iniciando o planejamento das minhas férias 2015 \o/ \o/ \o/ Espero que faça uma boa viagem e quem sabe você também compartilhe conosco a sua experiência, e sobre o que você disse, grana curta não é problema, afinal a ideia do mochilão é essa, viajar pelo mínimo possível, eu mesmo até que não gastei muito por ser um primeiro mochilão, afinal cometi alguns vacilos de iniciante que em uma próxima oportunidade não cometerei (ou tentarei não cometer).
  2. Valeu Marcelo! Cara, tentei dar um toque de humor pra não ficar tão cansativo pra quem fosse ler, afinal são 23 dias de relato, e além do mais depois que passam, os perrengues realmente se tornam engraçados, às vezes dou risada sozinho de algumas coisas. Sim, trabalho em Santos e moro em PG, exatamente o contrário de você e aqui é Saaaaaaaaaantoooooossss hahahahaha Com relação a ter medo, relaxa, é normal, não sei se é sua primeira vez, mas pra mim foi e eu tava cabreiraço, mas te digo o seguinte: leia muito, se informe o máximo que puder, leia mais relatos, tem uns muitos bons e com o tripl
  3. Primeiro, precisa saber quanto tempo tu tem, porque dependendo tem muita coisa pra ver. Bom, vou dar uma ideia, seria legal ir de Santa Cruz até Sucre (melhor de avião) e de lá pra Uyuni visitar o Salar do Uyuni, maior deserto de sal do mundo, faz o passeio de 3 dias e já atravessa pra São Pedro de Atacama, de lá vai pra Arica (fronteira com Peru) e segue pra Arequipa (seria legal visitar essa cidade), de lá são 10h de bus pra Cusco. Bom, de S. Cruz pra Sucre é melhor avião, são as piores estradas do país, é meia hora de vôo contra 19h de estrada; de Sucre tem ônibus que sai acho que 20h30 pr
  4. Bom, de Santiago a Valparaíso e Viña del Mar é um pulo, dá pra fazer num fim de semana ou se for o caso de economizar tempo bate e volta de um dia, agora pra ir pra Machu Picchu tem duas opções: gastar dinheiro ou perder tempo. Ou vai de avião de Santiago para Cusco de avião (vi que a LAN faz, custa uns 2000 reais e leva umas 7h) ou vai de busão, mas aí vai demorar muito. De Santiago até a fronteira com o Peru não sei quanto tempo leva, mas de Arequipa, cidade que visitei, até Cusco, são 10 horas de busão. Quando tive no Chile, só fiquei em Santiago e arredores, mas sei que a Patagônia é sens
  5. Beleza i.bettiol, que bom que gostou, espero que tenha sido útil pra você poder fazer a sua viagem, e se com 23 dias posso dizer que até que deu pra aproveitar bastante, com 26 dá de boa. Abraço e boa viagem!
  6. Não tenho, aliás quase não peguei contato com ninguém. Eu fiz essa travessia da fronteira à noite e nem reparei nesse marco no chão, era um breu só!
  7. Valeu Vendramini! Espero que faça uma boa viagem e não deixe de relatar para podermos viajar junto também!
  8. Obrigado Bia! Espero poder ter colaborado assim como muitos relatos colaboraram comigo! Boa viagem! Quanto a planilha, vou tentar elaborar uma com calma, eu anotava tudo numa agenda, vou ver se passo a limpo!
  9. Obrigado pela companhia _prik! Quem sabe eu não possa relatar mais alguma viagem mais pra frente! E espero ver o relato da sua também!
  10. 10 DE OUTUBRO – 23º Dia Lima - Guarulhos Com muita dor no coração, começávamos a nos despedir da viagem. Arrumamos nossas coisas, coloquei umas 2 bananas na mochila de ataque, enchi minha água e era hora de partir pro aeroporto. Como era muito cedo (o voo saia às 8h, mas como era voo internacional, o check in é 2 horas antes) e não sabíamos como era esquema de ônibus e também era último dia mesmo, pegamos um táxi mesmo, custou 40 soles. Devido ao pouco trânsito do horário, chegamos logo ao aeroporto, despachamos nossas coisas (a fila era enorme), pegamos as passagens e fomos enrolar um p
  11. 09 DE OUTUBRO – 22º Dia Lima – Paracas - Lima 2h40. O despertador toca, pegamos nossas coisas, comemos uma bananas e bora pra rua esperar o táxi como combinado. O problema é que deu a hora e nada e ficamos com medo do cara ter nos esquecido, então o primeiro táxi que parou nós pegamos. Chegamos uns 15 minutos antes da saída do ônibus, passamos pela revista, mostramos as passagens e entramos logo, pois não tínhamos mochilas pra despachar. Sempre tinha ouvido que a Cruz del Sur era a melhor empresas de ônibus do Peru, muitos a chamavam de avião terrestre, o ônibus realmente era muito bo
  12. 08 DE OUTUBRO – 21º Dia Lima Como faríamos Paracas no dia seguinte, a missão do dia era conhecer um pouco melhor Lima, já que só teríamos aquele dia pra fazer isso, pois em dois dias voltaríamos ao Brasil (isso nos dava um aperto no coração ), então pedimos algumas informações no próprio hostel e borá pra rua! A primeira parada seria num tipo de sítio arqueológico que fica no meio da cidade, era há umas boas quadras do hostel, mas a caminhada era de boa. No caminho, ganhamos várias buzinadas de taxistas que queriam que os pegássemos. Em Lima rola uma espécie de reversal russa: não é voc
  13. 07 DE OUTUBRO – 20º Dia Lima Ainda era madrugada em Cusco e já estávamos de pé. Nosso voo era às 5h30 e tinha que chegar 30 minutos antes pra fazer check in, então bora comer os lanches que deixamos prontos já que não pegaríamos o café do hostel, pegamos as tralhas, fizemos o check out e fomos pegar um táxi até o aeroporto. Paramos o primeiro que passou, ele cobrava uns 10 ou 15 soles (não tenho certeza agora) e pegamos ele mesmo. Ainda estávamos bem sonolentos, e o taxista estava com o som ligado, mas bem baixinho, quase inaudível, mas um acorde da música nos chamou a atenção... MARII
  14. Nossa, vocês pegaram preços realmente salgados, quando chegamos em Lima queriam nos cobrar no máximo 50 soles até Miraflores, e fomos de busão no final. E em Cusco também, foi bem mais barato. Conheci uma Gisele no WR de La Paz, ela e um outro brasileiro que não lembro o nome, eles viajavam se hospedando e trabalhando nos hostels, será que são os mesmos? E quanto ao tiozinho dos instrumentos, ele tocou chorando se foi também pra nós, mas com uma flauta andina, até filmei, mas não sabia que ela era uma música peruana, pra nós ele não disse. Dá até saudades reler!
  15. O passeio do Canyon pode ser de um ou dois dias, e o de dois pode ser trekking ou só o tour normal. Fiz o de dois normal e não recomendo, perde um dia a toa. Ou faça de dois com trekking (depende do teu preparo) ou o de um dia só tour mesmo que tá muito bom
  16. Cara, eu ia levar dólar, mas dei azar de ir viajar justo no período que ele disparou, na sexta era 2,31 e na segunda já tava 2,45, no dia da viagem tava 2,58, então tive que levar real mesmo, mas sinceramente acho que dei sorte, porque até que não peguei cotações tão zoadas assim. Na Bolívia, melhor câmbio é em Santa Cruz e no Peru foi em Arequipa (não vi em Lima). Dá uma olhada nesse tópico aqui, o povo vai postando sobre gastos e sobre dinheiro na Bolívia guia-e-dicas-sobre-moedas-cartoes-e-gastos-na-bolivia-t29376.html
  17. Bom, pelo que li em alguns relatos, uma noite dá pro gasto, eu nem isso fiz, cheguei de manhã, fui pra Ilha do Sol, voltei a tarde e já fui pro Peru. Uyuni pra Copacabana eu não sei, pelo menos não vi ninguém dizer que fez esse trajeto direto sem parar em La Paz.
  18. Exatamente, sugeri que ela fizesse La Paz - Uyuni e Uyuni - La Paz à noite pra economizar, e nem percebi que ela tinha colocado Puno como uma dia, eu mesmo usei Puno só como Conexão de Copacabana pra Arequipa, reduza esse dia e já ganha mais um pra Cusco, já são três a mais no total
  19. Bom, vamos lá: Primeiro, dá pra ir de Uyuni direto pra La Paz sim, tem ônibus que sai 19h ou 20h, eu recomendo a Todo Tursimo ou a Turístico Omar, mas dica:, pergunte qual vai pela estrada nova, porque a estrada velha (que eu fiz) é horrível, serão quilômetros de touro mecânico. Custa uns 120 se for semi cama e uns 200 cama. Ainda sobre Uyuni, tem dias a mais ali, no 5º dia vá a noite pra Uyuni (mesma sugestão, pergunte sobre a estrada), chega de manhã cedo, já pega o passeio (dá tempo) e faça o 6º, 7º e 8º, e no mesmo dia volte pra La Paz, já ganha mais um dia. Sinceramente, não tiraria Are
  20. Realmente, ele era legal mesmo! Só não digo que foi o melhor guia porque tivemos um que foi muito foda, ainda vou falar dele. E que por sinal, adora uma foto também.
  21. Oi Alexandre...tudo bem?!? Você acredita que até cogitamos não fazer o chacaltaya pq estava sem neve? Ainda bem que fomos...realmente vale a pena! Bjs... Pois é, cometi esse erro no Chile, quando não quis fazer o Valle Nevado porque não tinha neve. Óbvio que me arrependi!
  22. alexandresfcpg

    Potosí e Sucre

    Cara, relaxa porque até durante o mochilão as dúvidas surgiram, é mais que normal, por isso é importante coletar o máximo de informação possível. Bom, vou falar o trajeto que eu fiz: fui de S. Cruz para Sucre de avião, primeiro porque por terra serão as piores estradas da Bolívia e levará umas 19h, de avião é 30 minutos, só que é mais caro, vai ficar em torno de 250 a 400 bolivianos dependendo da empresa, dia e horário (compre antes pela Internet), já por estrada no máximo uns 150 bolivianos eu creio. De lá, fui para Potosí e Uyuni de busão, gastei 20 e 30 bolivianos respectivamente, mas tem
  23. Nem precisa economizar, se você fosse só pra Ollanta pra pegar o trem ia gastar mais ou menos a mesma coisa que se fizer o passeio e descer lá.
×
×
  • Criar Novo...