Ir para conteúdo

rejaneaf

Membros
  • Total de itens

    9
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que rejaneaf postou

  1. Olá.....eu voltei pela Andesmar mas tem outras empresas que fazem viagens nesse horário.....Boa viagem
  2. SANTIAGO COM VALPARAÍSO, VIÑA DEL MAR E MENDOZA Santiago é uma cidade muito agradável com povo muito simpático, eu e meu marido fomos em fevereiro no forte do verão que é muito quente durante o dia mas refrescante na noite. 1- Aeroporto: para ir ao seu destino pode pegar um táxi( em torno de 150.000 pesos até o centro) ou um transfer. Nós pegamos o ônibus da empresa Starbus que sai do portão 4 ou 5 do aeroporto e custa 3200 pesos por pessoa. O final da linha é em frente à estação LOS HEROES. A partir daí pode pegar um táxi ou metrô. O problema é que as estações do metrô não tem escadas rolantes nem elevadores e só aconselho se você tiver pouca bagagem. 2- Metrô: o valor da passagem muda conforme o horário. Nos horários de pico fica em 1600 pesos e nos demais 1340 pesos. É muito fácil andar de metrô em Santiago. 3- Hostal: Nós ficamos no Hostal Providência ( Av. Vicuña Mackenna,92) de ótima localização, café da manhã excelente e 2 brasileiros na recepção. Só tem um inconveniente no verão pois não tem nem ventilador nos quartos, mas como refresca à noite o problema não fica tão sério. Este hostal é muito grande, tem 53 quartos e uma diversidade de hóspedes o que proporciona um excelente convívio para altos papos. Nas noites de sábado tem uma “janta” que custa 4000 pesos por pessoa e consiste em um prato de macarrão e duas taças de vinho. Tem também o dia do “terremoto” e do “pisco” que são bebidas típicas e é gratuito. 4- Câmbio: é melhor trocar seus reais em Santiago pois tem muitas opções de lojas tanto no Paseo Ahumada como na Av. Agustinas. Para chegar aí descer na estação do metrô Universidad de Chile , aí também se encontra um grande número de lojas e centro financeiro. Depois pode ir pela Av. Agustinas em direção ao Cerro Santa Lucia. 5- Cerro Santa Lucia um lugar muito bonito para um passeio e vista da cidade. Quase na saída(ou entrada depende por onde vens) tem uma barraca que vende bebidas e salgados. Aproveita para experimentar uma bebida típica chamada “ mote com huesillos” bem gelada. É um suco de pêssego, com a fruta inteira cozida dentro e uma espécie de canjica. Pode também tomar só o suco. É uma delícia! Em frente ao Cerro há uma feira de artesanato onde se pode comprar lembranças a bom preço. Caso vá direto ao Cerro sem passar pelo centro a estação do metrô é a Santa Lucia. 6- Shopping Costaneira e Sky Costaneira: metrô Tobalaba. O shopping é muito grande e bonito, com 5 andares. Tem o supermercado Jumbo onde se pode comprar os vinhos para trazer ao Brasil. Lá eles dão o plástico bolha para embalar as garrafas. Aproveitem!!! De dentro do shopping, descendo a escada rolante próxima à entrada, ficam os elevadores para o Sky Costaneira. Este é o maior edifício da América com 61 andares e pode-se subir ao último andar para uma vista incrível da cidade e da cordilheira. Imperdível! Preço: 8000 pesos por pessoa. 7- Parque Arauco e Shopping: Bairro Las Condes - Descer na estação Escuela Militar e pegar o ônibus que deixa na frente do shopping. Na frente do Parque tem o novo centro financeiro que é um conjunto de edifícios todos em vidro. Um show à parte. O Parque Arauco não é muito grande mas é onde as famílias se encontram para passar algumas horas com as crianças. No shopping se encontram as lojas mais famosas e caras do mundo como: Louis Vuilton, Mont Blanc, Omega, Victoria Secret e outras. 8- Pátio Bellavista: Metrô Baquedano, atravessar a avenida e a ponte sobre o Rio Mapocho e seguir em frente. Lugar para um jantar mais requintado, muito bonito. Na rua que passa ao lado, A Pio Nono, é o melhor lugar para um happy hour ou esticar a noite. Lá, as calçadas ficam cheias de mesas por uns dois quarteirões e pode-se tomar o “terremoto” ( bebida típica ) ou comer uma “chorrillana” ( morro de batata frita com ovos e bife = 6000 pesos) 9- Vinícola: escolhemos a Cousiño Macul . Descer na estação do metrô Quilin e pegar o ônibus D17 no Mall Paseo Quilin. Muito boa a visita guiada, imperdível. 10- Visitar no Centro: Plaza de Armas, Catedral Metropolitana, Museu histórico nacional ( de 3ª à dom, gratuito), Museu de arte pré-colombiana, Palácio de la moneda. VALPARAÍSO E VIÑA DEL MAR Quando chegamos para comprar passagem no Terminal de Buses Alameda ( metrô Universidad Santiago) para irmos pra Valparaíso, uma moça nos atacou e ofereceu um tour. Foi a melhor coisa que fizemos pois não seria possível conhecer tudo o que queríamos andando sozinhos. O nome da empresa é Rodotour e fica em frente aos guichês de passagens da Turbus. O tour inclui passagem ida e volta mais tour pelas duas cidades. Pode-se fazer a reserva com antecedência que sai mais barato( [email protected]). O passeio saiu 20000pesos por pessoa. Na chegada à Valparaíso fomos recebidos pelo guia Alejandro muito simpático que ficou com a gente das 11h até as 18hs. O micro estava lotado de brasileiros( prá variar). Valparaíso é uma cidade bem diferente pois possui 42 cerros onde vivem 80% da população. Esses cerros são muito altos e se sobe de carros ou ascensores (elevadores). Visitamos a La Sebastiana( uma das casas de Pablo Neruda). Ali perto tem a Plaza dos Poetas com esculturas de Neruda e Gabriela Mistral. Visitamos praças e monumentos. No caminho para Viña o tour nos leva à um Restaurante para o almoço. È muito caro, e algumas pessoas do grupo ficaram chateadas e um casal se retirou. Não gostei disso pois não deveriam levar o grupo para este local. Nós gastamos quase o preço do tour no almoço! Viña del Mar: é uma cidade muito bonita e como era verão estava lotada. Podemos ir só à Praia Reñaca pois as outras estavam interditadas pelo fenômeno “marejada” que são ondas de até 4m que invadem as praias. A água é muito gelada e varia de 10° à 15° e eu só molhei os pés no Pacífico.(E era verão!). Visitamos o Museu Fonck onde tem um dos 6 moais originais fora da Ilha de Páscoa. TRAVESSIA DA CORDILHEIRA E MENDOZA A travessia da cordilheira foi o passeio mais esperado por mim e um sonho realizado. Compramos as passagens com dois meses de antecedência para ter a garantia de sentar nos primeiros bancos do andar de cima do ônibus ( lado direito) da companhia Andesmar ou Cata. Saímos de Santiago as 8 horas para aproveitar o dia, é claro. É uma viagem incrível de tirar o fôlego não só pelas belas paisagens como pelos “caracoles”. Ela dura umas 7 horas pois perde-se mais ou menos 1 hora ou mais na imigração. Como era verão não vimos neve, uma pena. Mendoza é uma cidade agradável, limpa e bonita e como ficamos apenas uma noite e um dia fizemos o tour no ônibus de turismo. No centro tem muitos barzinhos na Peatonal Sarmiento. No final da tarde pode-se passear tranquilamente pela Plaza Independência, Paseo Alameda e Parque Central. O ponto turístico mais importante é o Parque General San Martin que possui escolas, uma universidade, teatro e zoológico. Voltamos para Santiago no ônibus das 23hs.
  3. Gostaria de deletar meu post porque as fotos não apareceram, quero tentar de novo.
  4. Chegamos em Barcelona e pegamos o carro(já alugado por aqui) no aeroporto.Fomos para o Hostal Ona Barcelona(ótimo,com cozinha completa,amplo,mas sem banheiro no quarto apesar de termos pedido).Saímos para almoçar já que eram 16hs e encontramos o restaurante que fica a 50mts do hostal e é de brasileiros.O nome é El Rodízio( Consell de Cent,403), tem carnes,filés,linguiça e pasmem....feijão preto,arroz branco e couve refogada!!DIVINO.(20 euros por pessoa).Pegamos o carro e fomos passear pela cidade.Ah...o estacionamento custou 12 euros por 3 horas e 28 euros o pernoite.....mais caro que o aluguel. No dia seguinte partimos em direção ao Principado de Andorra, com certeza o passeio mais lindo de toda nossa viagem.Andorra fica a 200km de Barcelona por estradas com um visual de tirar o fôlego, muitos túneis cavados na rocha( o túnel de Cadi tem 5km e é um dos mais longos da Europa),cidadezinhas pitorescas encravadas no meio do nada, e um restante de neve nos picos dos Pirineus.A capital é Andorra-a-velha e tem 25 mil habitantes, o idioma oficial é o catalão.As atividades econômicas são o turismo(é estação de esqui no inverno) e o comércio(marcas internacionais são isentas de impostos).Aliás, isso é que torna Andorra uma cidade especial pois tudo por lá é muito barato e original.Na entrada da cidade tem um shopping ( E.Leclerc) de 3 andares onde pode-se comprar de tudo além de ter a oportunidade de fazer um cartão na hora que dá descontos em toda a loja!! ( http://www.puntdetrobada.com). Ficamos no Hotel Pyrénées por uma noite.Deixamos o carro no hotel e fomos conhecer esta cidade que é muito pequena, na verdade só tem uma rua comprida que a atravessa.Estava uns 12º quando chegamos ao meio-dia e às 17hs o frio já congelava o nariz. À noite fez 5°.Visitamos a sede do governo( Casa de la Vall) ,a Igreja de Sant Esteve e o Rio Valira que cruza a cidade com a Pont de Paris, uma construção moderna que parece uma ponte estaiada em miniatura!Fomos comer uma pizza (20 euros por pessoa)e batemos um papo com o garçon que era brasileiro.Quando eram 23 horas vimos que os outros garçons estavam preocupados com a nossa conversa mas não entendemos porque. Mais tarde, no hotel, ficamos sabendo que por ordem do príncipe, das 24h até as 7h é proibida a circulação de pessoas nas ruas.Sim, em Andorra NINGUÉM sai à rua na madrugada sob pena de prisão por desrespeitar o horário de silêncio!!Acho que seria a solução para algumas cidades por aqui.....mas já que somos 3º mundo, vamos continuar sonhando com Andorra.No outro dia saímos do hotel e fomos para o shopping fazer umas compras...seguimos por aquelas estradas lindas até Barcelona. Como fomos por GPS, fomos levados pelo caminho mais curto e mais caro pois gastamos 26 euros em 3 pedágios.Existe outra estrada sem pedágio.Chegando em Barcelona fomos ao aeroporto entregar o carro.No dia seguinte,saimos para conhecer a cidade.Fomos à pé até a Igreja da Sagrada Família, criação de Gaudi, a mais linda que já vi na vida, passamos pela Casa Milá, que infelizmente estava em obras e não pudemos entrar e fomos até a Casa Battló( também de Gaudi).Pegamos o metrô e fomos à Praça de Espanha onde tem as Torres venezianas, o Centro Comercial Arenas de Barcelona , o Museu de artes da Catalunya e as fontes mágicas de Montjuic.Um lugar lindíssimo.Pegamos o metrô e fomos conhecer a famosa praia de Barceloneta.O metrô fica longe da praia, umas 8 quadras, o que proporciona um passeio agradável pela avenida com seus bares e restaurantes fervilhando de turistas e moradores. Como estava um lindo domingo de sol a praia estava lotada apesar da temperatura não ser muito boa para nós brasileiros mas para eles é como se estivessem em pleno verã que chama mais a atenção é a cor azul turquesa do mediterrâneo.Na segunda feira saímos para o último passeio que foi o Parque Guell mas como tinhamos que pegar o avião as 15:30 horas pudemos só dar uma olhada na entrada deste parque que é muito grande e tem lugares lindos para se ver.(fica para a próxima). Voltamos para o Brasil com um gostinho de quero mais de tudo que vimos nestes 15 dias.
  5. Deixamos pouco tempo para Paris é verdade mas sabíamos que iríamos conhecer os lugares mais visitados desta linda cidade. O primeiro problema de Paris, além da dificuldade com o idioma é o metrô.Os metrôs de Paris não possuem escada rolante ou elevadores na sua grande maioria.Ficamos á mercê de uma boa alma que queira nos ajudar com a bagagem.Fui contemplada por 2 vezes!Chegamos pela manhã em Beauvais(cidade a 75 km de Paris onde descem os voos low-coast) vindo de Lisboa, pegamos um onibus( 10 euros) até Paris e 2 metrôs e descemos na nossa estação. O hostel não foi o esperado( Hostel de la Vallee) pois nosso quarto ficava no 3º andar e sem elevador além do cubículo para o banho.Mas, era o que tínhamos com a vantagem de ficar bem central e numa rua que era um calçadão com muitas lojas e bares.Deixamos a bagagem no hostel e saímos a passear,almoçamos um delicioso baguete(aliás, os baguetes,os croissants e os crepes parisienses são imperdíveis),fomos ao Museu do Louvre e caminhamos pela beira do Rio Sena,suas pontes e sua arquitetura.No final da tarde,após a chuva, nos encontramos com uma amiga suíça para jantar.No segundo dia fomos à Catedral de Notre Dame, Torre Eiffel, Arco do Triunfo, passeamos pela Champs Elysée, Galerias Laffaiette e Rue Saint Dennis(do nosso hostel) para umas compras e lanche.
  6. Saímos da Madrid de trem com destino à Lisboa.Não aconselho este tipo de trem pois não é o rápido e a viagem dura 8 horas parando em tudo que é cidade.Mas era uma experiência que eu queria ter.Como íamos ficar só 3 dias, alugamos um carro (aqui pelo Brasil). O problema é que descemos na estação errada pois ninguém avisa, a gente é que tem que abrir a porta do trem na estação e sair, pode???Então descemos na outra estação e tivemos que pegar um táxi para retirar o carro no aeroporto. O motorista cobrou 8 euros mas era muito grosso e mal educado.Pegamos o carro e fomos para o Residencial Mar dos Açores, muito bom, com banheiro no quarto,limpo e atendentes simpáticas.Deixamos as malas e partimos para Sintra.Ah....nós levamos daqui o GPS por estarmos acostumados com ele.Pode-se alugar lá também(8 euros o dia).Partimos para Sintra onde pagamos 2,30 euros por dois pedágios(portagem como falam os portugueses).Sintra é uma cidade muito linda mas muito movimentada.(também por ser sábado de feriadão).Suas ruas são estreitas o que torna o trânsito engarrafado na subida para o castelo. Almoçamos(20 euros), compramos os ingressos para o Castelo dos Mouros( 15 euros) e fomos curtir este impressionante visual.Não subimos até o Palácio da Pena(fica para a próxima...rsrsrs)pois já era tarde e o passeio tinha que continuar.Saímos de Sintra e fomos para Cascais.Cascais é uma vila que fica a apenas 30 minutos de Lisboa é um bonito lugar com suas famosas praias.No verão é muito procurada.Domingo partimos com destino à Fátima.Chegamos em meio à missa de Páscoa, fomos à Basílica de Nossa Senhora do Rosário, capelinha das aparições(muito lotada, só deu para ver de bem longe),as colunatas que é o conjunto arquitetônico que liga a Basílica aos edifícios construídos de cada lado do Recinto, e à Basílica da Santíssima Trindade. Saimos de Fátima e fomos à Nazaré.É uma cidade pacata onde se pode ver as portuguesas com suas vestimentas tradicionais, é aí também o paraíso dos surfistas por conter a maior onda já surfada no mundo.Visitamos o sítio de Nazaré que fica sobre uma imensa falésia de onde se tem uma vista maravilhosa da praia e dos casarios.Partimos para Óbidos que é uma das vilas mais preservadas de Portugal.Lá, literalmente se volta no tempo com os casarios brancos,as lojinhas de artesanato, galerias de artes, igreja.....e tudo isso dentro da cidadela.Gastamos 7,80 euros de pedágio.O terceiro e último dia foi dedicado para conhecer Lisboa.Deixamos o carro no estacionamento, compramos um passe que serve para o autobus, o elétrico ou o bonde(13 euros). Fomos à Torre de Belém, ao Monumento ao Descobrimento,Mosteiro dos Jerônimos e fizemos uma parada na fábrica dos pastéis de Belém.Imperdível, gostoso demais, comemos 2 bolinhos de bacalhau,2 pastéis de belém e 2 cocas(20 euros).Mas continuo com água na boca!!Pegamos o elétrico e fomos conhecer a Sé de Lisboa.Descemos de bonde e fomos para a Praça da Figueira, arcos da Rua augusta e praça do Comércio fazer umas comprinhas.
  7. Sou nova por aqui e vou contar a viagem que eu e meu maridos fizemos em abril/2014. Nós montamos tudo a partir de pesquisas na internet, aqui no mochileiros e outros blogs.Saímos de Porto Alegre com direção à São Paulo,lá pegamos o voo da Ibéria para Madrid.Apesar de muitas pessoas falarem mal da Ibéria, nossa viagem foi ótima, bem atendidos, refeições também ótimas, entretenimento funcionando....mas a chegada à Barajas deixava as pernas tremendo, por ser o pavor dos brasileiros.Mas descobrimos que se você tem toda a documentação correta não tem o que temer.Cuidem em levar tudo impresso: passagem de volta, reserva de hotéis,seguro viagem e até comprovante dos 60 euros diários.Bom, estávamos em Madrid.Agora era ir até o Hostal.O primeiro problema é o metrô. A compra de passagens é eletrônica e não tem ninguém para atender.Pedimos ajuda à um guarda que nos deu dicas de como usar a máquina....ah....esqueci de dizer....meu marido é uruguaio o que nos deixa numa boa situação de comunicação!!Bom, fomos comprar os bilhetes e aí outra surpresa, elas não aceitam notas de 50 euros e era só o que tínhamos...solução......cartão de crédito. Descemos na estação Mar de Cristal e depois San bernardo( 10 euros os 2 metrôs). O Hostal Noviciado tem ótima localização, fica à 2 quadras da Gran Via.Pelo nosso roteiro, deixamos as malas no hostal e já fomos conhecer a cidade.Tomamos um café ( 5 euros).Visitamos a Gran Via e Plaza Independencia. Voltamos ao hostal para guardar as malas no quarto e saímos de novo. Lanche( 10 euros, águas 3,5 euros). Visitamos o Palácio real, Ópera e Plaza Mayor a minha preferida.É linda!Jantamos (22 euros) e compramos lembranças.No dia seguinte Fomos ao Parque do Retiro(imperdível) e Porta de Alcalá. No fim da tarde um passeio na Calle Arenal que fica perto da Plaza Mayor para uma janta( 20 euros).No terceiro dia fomos de ônibus para Toledo( 19,30 euros[)....passamos o dia lá como se estivéssemos num conto de fadas.No quarto dia como era feriado de sexta feira santa fomos passear pela Gran Via que estava lotada de turistas, fomos também à Porta do Sol, admiramos a arquitetura dos edifícios da cidade, passeamos um pouco pela Calle Arenal e voltamos para o Hostal para pegar as malas rumo à estação de trem para ir para Lisboa.
×
×
  • Criar Novo...