Ir para conteúdo

cleusaaparecida.anticaglia

Membros
  • Total de itens

    3
  • Registro em

  • Última visita

Conquistas de cleusaaparecida.anticaglia

Novo Membro

Novo Membro (1/14)

0

Reputação

  1. Olá, coloquei mais algumas informações. Apenas um comentário, nós fomos na época de seca, apesar de muito frio não chove. Verifique se nesta época que vc está programando não é época de chuva.
  2. Amigos, Mochileiros Gostaria de compartilhar a minha experiência com todos. Essa viagem teve inicio, no dia 01/06/2014. Voo de São Paulo para Santa Cruz de La Sierra/Bolívia, logo em seguida voo para Sucre/Bolívia. Nos hospedamos em Sucre Hotel Premier, custo benefício excelente. Compramos a passagem de ônibus para Yuni, mais ou menos 07 horas de viagem, as empresas que fazem esse trajeto não são muito confortáveis. Nos hospedamos em Yuni, Hotel Jardines, um pouco caro, porém chegamos tão cansados da viagem que não tivemos coragem de sair a procura de uma hospedagem mais barata. E fazia muito frio Em Yuni adquirimos um pacote para o Salar, que foi na verdade uma travessia para o Deserto do Atacama, foram 03 dias de muita emoção e de novas experiências é claro sem pensar em luxo de comodidade, passamos muito frio , porém as paisagens valem a pena. O último dia de passeio fechou com chave de ouro, foram os Geiseres, um frio de congelar pinguim, mas no final tem a recompensa que é o banho nas águas termais, para compensar os dois dias sem tomar banho......kkkk Nota: Para essa aventura é importante levar um saco de dormir e uma lanterna, as acomodações não são muito boas. No final do passeio, nos deixaram na fronteira Bolívia/Chile, então chegamos em San Pedro do Atacama. No Atacama, novas paisagens e novas experiências. Tem um restaurante chamado Barros, a comida muito boa e barata, suas instalações são incríveis bem rústicas, vale a pena conhecer, ficamos clientes onde encontramos um ótimo custo benefício, nesta viagem a intenção não era gastar muito com hospedagens e refeições, queríamos passear bastante e tirar muitas fotos. Passeios em Atacama: Lagoa Salgada Geiseres - prefiro os da Bolívia Vale La Luna e La Muerte Altiplanos Deixamos o Atacama e partimos para Arequipa no Peru. 1) ônibus para Arica - viagem noturna +- 10 horas 2) taxi coletivo para Tacma/fronteira - o motorista nos orientou todo o procedimento 3) ônibus para Arequipa - viagem diurna +- 8 horas Arequipa é uma cidade incrível, fizemos o City Tour Campiña, e os atrativos como museus, igrejas, mosteiros, fizemos por conta. Compramos o passeio para Colca de 02 dias, onde tem o voo dos Condors, passa por uma cidade chamada Chivay, onde pernoitamos, também é uma cidade incrível no "fim do mundo", e com estrutura turística. Depois partimos para Cusco, em ônibus leito, um luxo empresa Cruz Del Sur, com rodomoça, até jantar a bordo, mais 10 horas de viagem até Cusco. Já estamos no dia 15/06, praticamente metade da nossa viagem. De Cusco para Machu Picchu, contratamos o passeio para o Vale Sagrado, quem segue para Machu Picchu, fica na cidade de Ollantaytambo para pegar o trem para Águas Calientes, importante comprar a passagem de trem antecipada tem muita procura, até Águas Calientes são 02 horas de trem, já havíamos reservado a hospedagem também. No dia seguinte pegamos o ônibus às 7:00 da manhã, até a entrada do parque são 45 minutos de ônibus, passamos o dia, é o suficiente para conhecer e tirar muitas fotos, para retornar para Cusco fizemos o mesmo percurso, ônibus, trem e ônibus. Eu gostaria de ter ficado em Águas Calientes pelo menos um dia, porém a passagem de trem já estava comprada para o mesmo dia, foi uma pena. A cidade é uma graça, achei bem aconchegante. De volta para Cusco, ficamos mais 03 dias, fazendo passeios. Importante adquirir um boleto turístico que custa 130 soles, permiti uma economia nos valores das entradas. (comprar logo que chegar em Cusco). Eu adorei Moray e Maras Salinas. Depois partimos para Puno, através de ônibus, passeio chamado pela rota do sol, são 10 horas de ônibus, mas vale a pena, o roteiro é ótimo. Já em Puno, fechamos um passeio para Uros, Ilha de Amantani e Ilha de Taquile, incluindo o turismo vivencial, que é ficar na casa de uma família, que oferece as alimentações e as acomodações, tudo bem básico, sem luxo, sem energia elétrica, sem banho quente, mas é uma experiência incrível. No dia 24/06, começamos o nosso retorno, foi bem cansativo, pois o nosso voo estava marcado para 25/06 na Bolívia. De Puno pegamos um ônibus para La Paz. Saída às 6:00 horas da manhã. De Puno o ônibus para em Copacabana/fronteira - chegou por volta das 10:00 da manhã. É tudo muito confuso o motorista não explica os procedimentos todos ficam perdidos. Nesta fronteira deve ser tirado uma cópia do boleto "entrada no Peru", dirige-se até a Polícia do Peru eles carimbam e vc se dirige até a Polícia da Bolívia, onde será entregue o boleto de entrada na Bolívia. Tudo isso demorou mais ou menos por volta de 01 hora, de volta no ônibus e mais alguns minutos, ele para na oficina da empresa de ônibus e quem segue para La Paz deve trocar de ônibus, um ônibus menor. Feita essa troca depois de umas 02 horas de viagem, o ônibus para, para a travessia do lago, todos descem seguem de lancha e o ônibus de balsa. Após a travessia são mais ou menos 02 horas até La Paz, o ponto final do ônibus é no meio do nada, longe da rodoviária, longe do Aeroporto, no ponto final que ficamos sabendo que o Aeroporto já havia ficado para trás a muito tempo . A solução foi pegar um taxi 50 bols, até o Aeroporto, então pegamos um voo pela BOA, de La Paz até Santa Cruz de La Sierra. Dormimos em Santa Cruz de La Sierra, e pegamos o nosso voo para São Paulo. Em fim já estamos de volta, não tenho palavras para descrever essa viagem, foi simplesmente sensacional!
×
×
  • Criar Novo...