Ir para conteúdo

mayraaraujo

Membros
  • Total de itens

    24
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Parte III Dia 6: Fechamos um passeio por MZN 3.000 para passear por Maputo, mas meio que já tínhamos conhecido tudo. Fomos então conhecer Matola, a cidade vizinha, que não tem nada, na verdade. Almoçamos no Mimmo's e à noite fomos no Clube Naval, o lugar mais luxo e mais caro em que comemos (MZN 2300 p/2). Dia 7: KRUGERRRRRRRRR Pagamos MZN 5000 para um motorista nos levar até o Pestana Kruger. De Maputo até o Pestana deu umas 3 horas de viagem, acho, passando pelas fronteiras e tudo o mais. A diária do Pestana é de USD130 com café da manhã E jantar (e um senhor jantar, di
  2. (PARTE II) Dia 1: Saímos do Galeão na quinta à tarde. De lá fomos para SP Guarulhos, onde ficamos 1:30 estacionados, depois fomos para Luanda, onde trocamos de avião, e finalmente Maputo. O total da viagem foi de 14 horas. O avião até Luanda era espaçoso e gigante. A comida no jantar era horrorosa, a do almoço e café da manhã era OK. O aeroporto de Luanda é mínimo e não tem nada pra fazer. Chegando no aeroporto de Maputo (sexta à tarde) já tem vários caras se oferecendo para carregar sua bagagem no carrinho. Não aceite, é óbvio que eles estão ali para te cobrar. Fique atento também à
  3. (PARTE I) Olá nação mochileira! Como vários aqui, aproveite a promoção da Taag no fim de 2016 e comprei passagens por R$600 ida e volta + taxas (total de R$1400 por pessoa) para Moçambique. Antes de falar da viagem vou dar as dicas do pré-viagem: - Visto: http://www.mozambique.org.br/ - R$250 entrada única e R$600 múltiplas entradas. Isso significa que, no primeiro, você pode entrar apenas uma vez (quando chega no país), enquanto que no segundo você pode sair pelas várias fronteiras, conhecer outros países e voltar. Eu paguei o visto simples e acabei saindo pra ir pro Kruger. Q
  4. Camila, você estará do-la-di-nho da minha casa! Podemos beber sim como não só chamar!
  5. OI GENTES! Desculpa a demora pra responder, não recebi nenhum e-mail avisando que tinham respondido no tópico .____. Diuceia, eu particularmente me amarro na Tijuca. Agora são quatro metrôs que tem lá (Saens Pena, Uruguai, Afonso Pena e São Francisco Xavier), acredito que qualquer lugar que você fique esteja segura em relação a isso. Veja o endereço certinho da sua amiga e procure no Google Maps. Não recomendo se for muito próximo ao Maracanã, lá é meio tensinho pra quem não sabe andar pela cidade, mas se for mais pra Tijuca mesmo é tranquilo. Tem várias opções de comida e bebida por l
  6. Oi gente! Como eu amo o Mochileiros e adoro ajudar turista (vai saber por quê), decidi fazer esse relato de fim de ano pra ajudar quem chega ou quem pensa em vir pro Rio nessas férias. Moro aqui minha vida toda e sei mais sobre essa cidade do que sobre mim mesma, então vai lá: 1) Como está o Rio? - Quente. Muito quente. Nem cogite roupas de frio, nem se você estiver pensando em ir pra Petrópolis, Teresópolis, etc. - Caro. Sempre que chega o verão as coisas tendem a dar uma inflacionada, principalmente no quesito praia. Graças à +qd+ Copa do Mundo, as coisas inflacionaram ano passa
  7. SIMM, Li! Quando eu vi que tinha uma mensagem nova no tópico dei uma relida rápida em tudo passando pelas fotos. Quero voltar já comofas
  8. Obrigada gentes (: marbarda, é sim. Até a base da subida é muito tranquilo, essa última hora (que pra mim foram 2) é que é intensa demais. Mas assim, foi a primeira vez que eu fiz algo remotamente parecido, não sou nenhuma atleta com boa preparação física e fui. É tenso? É. Parece que cê vai morrer? Parece. Mas dá. Recomendo levar bastão de trekking pra ajudar no apoio, quiçá até dois, apesar de ter uma mão livre ajuda bastante. E boa sorte :'>
  9. Obrigada! Não se dizer quanto foi o trecho, já que paguei tudo de uma vez (Rio-BsAs / BsAs-Ushuaia / Calafate-BsAs-Rio). Para Ushuaia - Calafate vi que, em cima da hora, estava mais de 400 reais aaacho (mas lembro que não era barata), então acredito que não deva ser muito maneiro. Se você quer ir até lá de ônibus é melhor mochilar seu caminho até lá, como vi muita gente fazendo. Só de Ushuaia a Calafate de ônibus foram quase 24h, imagino descer tudo de uma vez. Acho que 10 dias foi muito, mas ainda faltaram algumas coisinhas preu fazer. Às vezes você marca o Canal Beagle e tira o dia c
  10. Oi marbarda! Pode perguntar quantas quiser, é sempre bom ajudar os companheiros de mochila Sobre o câmbio: fiz metade dele em Buenos Aires, naquela agência que coloquei ali, Câmbio Justo. Se não for pra Buenos Aires, os hostels fazem sim, procure saber qual a cotação de cada cidade pra fazer a maior parte do câmbio lá (quando eu fui era em Ushuaia, quando eu saí de lá já estavam começando a abaixar, então é sempre bom mandar e-mail perguntando qual a cotação blue na cidade). Quando fui pra Ushuaia paguei meus passeios em dólar na Brasileiros em Ushuaia e eles me devolveram o troco em pes
  11. Calafate Para chegar lá peguei um transfer saindo de Chaltén às 10:30h, pagando 260 pesos. Calafate é uma cidade maiorzinha dentre as que eu fui, cheia de coisas que farão você querer ter muito mais dinheiro na mão pra gastar. Muita loja de roupa especializada em trekking e montanhismo, muita loja de souvenir, chocolate, eteceteras. Não tinha comprado nada nem me importado muito com isso....até chegar em El Calafate. Lá fiquei no hostel Nakel Yumi, que é um hostel bem maneiro, pessoal que trabalha lá é cheio dos dreads, é uma vibe bem roots. Tem que subir uma ladeirinha pra chegar
  12. El Chaltén OBS: de Buenos Aires à Ushuaia fui de avião. Para ir à El Chaltén peguei o ônibus (800 pesos) até El Calafate. O ônibus sai às 5 da manhã e chega lá às 2 da manhã do outro dia. É bem chato, tem que passar por 4 fronteiras (sair da Argentina, entrar no Chile, sair do Chile, entrar na Argentina). De Calafate pra Chaltén consegui ir de carona, muito tranquilo, muito molezinha. Saber falar o mínimo de espanhol é quase um essencial, acho, porque os caras querem é conversar pelas longas 4 horas de chão. OBS: A fronteira chilena é um saco. Não se entra lá (mesmo que só de passagem
  13. Ushuaia Assim que cheguei em Ushuaia, descobri que as passagens para Punta Arenas e Puerto Natales eram mais caras do que eu tinha previsto (600 pesos cada trecho, saindo de Ushuaia), então cancelei as reservas dos hostels de lá e em Ushuaia acabei ficando por 10 dias (queria ter ido pra El Chaltén mais cedo, mas isso não rolou porque a vida é assim mesmo). Passei 3 noites no Antarctica Hostel e, olha, não sei como são os outros, mas digo: FIQUEM NESTE. É incrível, a energia é ótima, o staff é sensacional, os banheiros são ótimos, os quartos, o bar, as pessoas que vão pra lá...não tenho ab
  14. Oi gente maravilhosa, Como eu só fiz essa viagem graças ao site do Mochileiros, nada mais justo do que compartilhar minha experiência com vocês, né? Pois bem, cheguei ontem de uma viagem de 20 dias na Argentina, onde gastei US$900. Li muitos relatos e muitas pessoas me disseram que a Patagônia era caríssima, um dos destinos mais caros, não tem como fazer com menos de R$4000, etc, etc...provei por A + B que dá sim, e dá tranquilamente até, dependendo do seu perfil de viagem. Se você: - Vai com família - Vai para uma viagem mais romântica - Gosta de privacidade - Não gosta de pedir ou
  15. Belbaleira, é exatamente o que irei fazer. Vou passar 3 dias em BsAs, chego em Ushuaia no dia 11 de outubro e vou subindo (Punta Arenas, Puerto Natales, El Chaltén) até El Calafate. (Y) Acho que o preço está tranquilo, mas pense em dólar sendo convertido pra peso (em BsAs tem cotação de dólar por até 11 pesos).
×
×
  • Criar Novo...