Ir para conteúdo

Roberson Ludgero

Membros
  • Total de itens

    2
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Gostaria de saber se alguém tem alguma experiência neste assunto, pois pretendo ir com uma Pathfinder 4x4 com reduzida à gasolina até o abrigo Atacama na aproximação do Ojos del Salado. Sempre vejo pessoal falando de uma 4x4 Diesel, então fiquei na dúvida sobre sendo à Gasolina. Obrigado
  2. Olá a todos, achei muito interessante os comentários e me ajudou bastante. Já tive três experiências na cordilheira dos Andes, a primeira vez foi em outubro de 2009, fiz com dois primos uma viagem de Curitiba até Cusco, e os primeiros efeitos da altitude no carro foi justamente entre Purmamarca e Paso de Jama, estávamos com um Siena HLX 1.8 Flex, subindo com gasolina, antes de chegar na cordilheira, no El Chaco Argentino, o carro fez "acredite" 18 km/l, a gasolina Argentina em 2009 com certeza era pura (Atualmente soube que a Petrobrás está fornecendo a nossa gasolina de baixa qualidade). Ao atingir a altitude de +- 4000 metros, percebemos o primeiro problema com uma perda súbita de potência e o ascendimento da luz indicadora de problemas na injeção eletrônica, encostamos o carro e aguardamos alguns minutos com o motor desligado, aí a luz se apagou e demos a partida e saímos, mas com pouca potência, isso se repetiu todas as vezes que atingia-se cerca de 4000 ou 4200 metros, na primeira vez assustou, mas depois fomos acostumando, teve alguns trechos que parecia que não iria dar pra continuar, mas felizmente seguimos viagem sem maiores problemas. Não sabia sobre a dica de retirar o filtro de ar. Em 2012, abril/maio, fizemos uma outra travessia pelo mesmo lugar, só que com um Sentra S 2.0 Flex automático, desta vez não apresentou nenhum problema, inclusive o consumo que foi de 12, 13 por litro baixou apenas para 10,5 neste trecho, subindo com 4 adultos e carregado de bagagem. Na terceira experiência, cruzamos a cordilheira na regão de Fiambalá - Copiapó com uma Frontier Diesel 4x2, foi muito bem sem perda de potência nas rodovias. Só percebemos uma perda de potência quando fomos até o abrigo Atacama na base do Ojos del Salado, a 5.200m. Abraço.
×
×
  • Criar Novo...