Ir para conteúdo

mariaclaragb

Membros
  • Total de itens

    5
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que mariaclaragb postou

  1. mariaclaragb

    Cuba

    O telefone da Patria é +53 7 8333064! Às vezes é meio difícil de ligar porque ela vive no telefone, mas alguma hora rola. E também não precisa estressar muito pra reservar lugar, principalmente pra abril... Eu reservaria só bem perto de chegar, porque as pessoas não costumam reservar e pode acontecer dela se esquecer.
  2. mariaclaragb

    Cuba

    Acabei de voltar de Cuba, depois de uma viagem incrível, apesar de curta. As dicas mais práticas e importantes acho que já foram dadas por aqui, mas vou repetir porque não sei mais o que já foi dito: - Dinheiro: Lá existem duas moedas, o CUC e o Peso/Moneda Nacional. Faça TUDO o que puder em moeda nacional, porque o CUC é muito caro, ainda mais pra gente que é brasileiro. A diferença entre as duas moedas é gigante: 1 CUC = 25MN. Inclusive, todos me falaram pra levar euros que você perde menos no câmbio, eu levei em euro e na verdade não tenho certeza que perdi menos. De qualquer jeito, a relação é 1US$ = 1 CUC e 1 Euro = 1.1 CUC. As Cadecas (Casas de Câmbio) costumam ter muita fila, porque faz parte da rotina dos próprios cubanos trocar CUC e MN, mas a minha dica é ir na Cadeca que fica na Plaza San Francisco, que não sei porque tá sempre vazia. Nunca peguei fila lá, sendo que a alguns quarteirões tem a Cadeca da Obispo que tem sempre uma fila gigantesca... E não tem diferença no câmbio, porque todas essas Cadecas são do governo, é tudo exatamente igual. - Para se hospedar: Eu só dormi em Havana e em Viñales e recomendo MUITO as duas casas em que fiquei. Em Havana fiquei na Casa da Patria, na Calle 17 entre C y D, 553, no bairro do Vedado. É uma casa azul, no mesmo prédio que um escritório do governo, alguma coisa da receita federal, então pode parecer que estranho, mas é ali mesmo, na portinha do lado esquerdo. A casa é toda muito doida, e muito confortável, com água quente e o café da manhã em geral tá incluído no preço do quarto, tem que saber negociar. Eu fui sozinha e peguei um quarto pra 3 pessoas, mas não tinha ninguém pra dividir comigo e ela me cobrou 20CUC a noite (o preço de alta temporada é 20-25CUC o quarto, normalmente), o que é um preço muito alto quando você tá sozinha. É importante deixar avisado assim que você chega (em qualquer casa) que você tá disposta a dividir o quarto com outras pessoas que chegarem, porque assim fica mais barato. O normal lá é cobrarem pelo quarto e não por pessoa. Durante minha semana lá apareceram duas argentinas querendo dividir comigo e no final pagamos 10CUC cada uma, com o café incluído. O café é bem bom pro padrão cubano: café, leite, pão, manteiga e frutas (sempre banana, abacaxi, goiaba e mamão). Todas as pessoas na casa são divertidíssimas e uns amores, o Roja (acho que é marido da Patria) é um querido e eu passava horas conversando com ele sobre Cuba. Eu achei o Vedado um ótimo bairro pra ficar, a maioria dos turistas vão pra Habana Vieja, mas lá é mais caro e de noite não é tão gostoso. O Vedado é um bairro muito gostoso, com árvores e pracinhas, com lugares ótimos em moeda nacional (!!!) pra comer, o que é um pouco mais difícil de encontrar em Habana Vieja. Sem contar que é um lugar menos turístico que Habana Vieja, então mais tranquilo e sossegado, e uma delícia pra passear. Em Viñales eu fiquei na casa do Sr. Carlos, e eu realmente recomendo MUITO. Em alta temporada o quarto pra três pessoas é 15CUC (um preço barato pra época), o café da manhã é 2,50CUC e o almoço ou a janta 5CUC. Você não é obrigado a comer lá, mas eu paguei pro café da manhã e pra janta e valeu muito a pena, foram as minhas melhores refeições em Cuba. O café da manhã tinha suco feito na hora (coisa que não encontrei em nenhum lugar em Havana) e até chocolate em pó pro leite (realmente um luxo por lá) e a janta também era muito farta! Além de que o Carlos e a mulher dele são uns amores. Eles te recebem super bem, te enchem de frutas, sucos, "cangrejos" e até coquetéis por conta da casa. O Carlos faz esses "cangrejos" que são doces recheados de goiabada e que parecem um pouco com bolinho de chuva (mas na minha opinião mais gostosos ainda) pra vender na rua, e dá um monte de graça pros hóspedes. A casa deles chama Villa Las Flores e fica na Carretera a Puerto Esperanza, Las Maravillas (a 200 metros después del CUPET). É numa estrada, a uns 10minutos caminhando do centro de Viñales. É uma delícia! Não precisa MESMO ter medo de ir sem reservar lugar pra ficar. Sempre tem muitas casas. Em Havana eu fui direto pra Casa Patria e tinha muito lugar, às vezes a casa enchia, mas ela tem recomendações de outros lugares. Em Viñales todos os vizinhos do Carlos numa distância enorme alugavam quartos também. Eu sou super medrosa pra essas coisas e fui na cara e na coragem e deu certo! Não tem erro. - Passear em Viñales Eu realmente recomendo muito ir pra Viñales. Achei Havana um pouco estressante por ser muito turística e Viñales foi um ótimo refúgio. Lá é calmo e as pessoas são ainda mais simpáticas que em Havana. Tem uma paisagem linda, passeios a cavalo ou em bicicleta... Eu fui pra Cueva del Indio, uma gruta em que você passeia de barco, eu achei que não valeu tanto a pena, ainda mais que tô acostumada com a paisagem brasileira que, na minha opinião, é bem mais linda que essa Cueva. Mas o caminho até lá foi lindo. Fui a pé por cerca de 6km entre as montanhas e não me arrependo. Na ida pedi carona pra uma charrete no meio da estrada, e o cara me deu carona numa boa! Na volta, um ônibus de trabalhador deu carona também e foi um super alívio. De noite tem um lugar pra dançar salsa a 2CUC na pracinha central da cidade, é bem turístico mas também tem bastante cubano lá. Como só fiquei uma noite não sei mais dar muita dica. - Santa Clara Eu fiz um bate e volta em Santa Clara e achei super legal. Não sei o que tem pra ver lá além do Mausoléo e dos trens blindados, mas é uma parte super importante da história da revolução em Cuba, e só vendo pra ver como é impressionante. Eu acho realmente imperdível. - Onde comer em Havana Como eu disse, pra quem viaja com pouca grana como eu, o melhor é sempre procurar os lugares em moeda nacional. No Vedado um ótimo restaurante 24 horas em moeda nacional é o Los Primos, fica na Calle H, entre 21 y 23. A comida é uma delícia, são uns PFs com arroz morro (um arroz cubano já cozido com feijão, uma delícia!), mandioca, salada e a carne que você pedir (peixe, frango, porco...). Os pratos variavam de 40MN a 100MN. 40MN é mais ou menos como 4 reais pra gente, segundo meus cálculos um pouco duvidosos. De qualquer forma, num restaurante em CUC você não come um prato por menos de 3CUC, que são 75MN, então dá pra ver a diferença. No mesmo lugar os lanches e pizzas individuais são bem mais baratos, uns 20MN. Na Calle 23 entre C y D também tem um restaurantezinho bem simples e escondido (que não lembro o nome...) que serve em MN, eu comi só uma pizza lá, mas vi que tinha prato também, e não devia ser caro. É um restaurante que é praticamente uma casa cubana, achei bem gostoso lá. Na Calle 23 con H também tem o Habana Pizzas, que vende a melhor pizza que eu comi em Cuba (o que não chega nem perto de uma pizza de SP, mas mesmo assim pra mim tava ótimo) em Moneda Nacional também. Às vezes tem fila, mas é gostoso e barato. Em Habana Vieja eu comia sempre pizza ou lanche nas janelinhas que tem pelas ruas, porque assim gastava pouquinho e ficava satisfeita. Nesses lugares às vezes tem o preço em CUC e o preço em MN que são bem diferentes (mesmo fazendo a conversão), aí é só pagar em MN e tudo tranquilo. Tem um lugar na própria Calle Obispo (a principal rua, mais turística e movimentada de Habana Vieja) que vende tudo em Moneda Nacional. Eu não lembro o nome, mas é inconfundível: tem um letreiro enorme nas vidraças escrito "Todo em moneda nacional". Pode parecer feio, mas pra quem tá acostumado com boteco, é tranquilo. Tem lanches e pratos lá e tudo bem baratinho, porque é onde os próprios cubanos comem. - Transporte em Havana Já disseram por aqui, o lance é pegar as "máquinas", que são os táxis compartilhados com rotas fixas. Saindo do Vedado pra ir pra Habana Vieja é só pegar na Calle 23 (a avenida principal do bairro) e perguntar se vai pra Habana (que é Habana Vieja). Se sim, entra no táxi e desce no Capitólio, paga 10MN sem falar nada e já era. Não precisa perguntar quanto é, porque aí eles podem enfiar a faca, o preço é fixo também, sempre 10MN por pessoa. Se você simplesmente pagar, ninguém vai tentar te cobrar mais por ser turista. Pra fazer o trajeto contrário (de Habana Vieja pro Vedado), tem que pegar as máquinas na Calle Neptuno, perto do Parque Central e perguntar se vai pela 23. Pra ir pra rodoviária ou pra Praça da Revolução, tem que pegar a máquina na Calle H. Tem que ficar atento também pra saber de qual lado da rua você pega as máquinas, mas isso qualquer cubano na rua te informa com o maior prazer. E também não precisa ter medo de mostrar que é turista no táxi, os motoristas nunca vão te cobrar a mais se você não perguntar o preço. Os ônibus são super baratos mas muito cheios, quando der pra entrar em um, vale a pena. São 0,40MN e divertidíssimos, é uma experiência. Os táxis comuns (Cubatur, amarelos) são muito muito muito caros, mas às vezes não dá pra fugir (por exemplo pra sair do aeroporto). - Transporte entre cidades Pra ir pra Viñales eu fui em táxi compartilhado como a Etienne recomendou. Peguei na rodoviária de Havana (tem as rodoviárias dos ônibus turísticos, mas nesse caso tem que ir na rodoviária dos cubanos) e procurei carro pra ir pra Viñales com mais uma amiga. Esperamos aparecer mais gente pra dividir o carro com a gente e fomos por 12CUC cada pessoa. Mas tivemos que negociar, o cara quis cobrar 15CUC e eu achamos muito caro, então dissemos que só pagaríamos 12CUC e ele topou sem tentar subir mais o preço. Pra voltar pra Havana fomos pela Via Azul mesmo, que é o ônibus turístico que saía no horário que a gente queria sair mesmo e aí não precisamos procurar carro (porque isso pode levar um tempo e se você tiver hora, como a gente tinha, é melhor não arriscar), e pagamos o mesmo preço, 12CUC. O ruim é que o ônibus tem muitas paradas e demoramos 1h a mais na estrada... A ida foi de 2h30 e a volta de 3h30. Eu não fiz esse esquema, mas conheci brasileiros lá que viajaram de "camiones", que é o jeito cubano de viajar, são como paus-de-arara que viajam entre as cidades e custam só 40MN por pessoa. É bem mais barato e parece que vale bem a pena se você tiver tempo! Não sei informar como se viaja desse jeito, mas conversando com os cubanos você descobre. Provavelmente vão tentar te assustar como fizeram que esses brasileiros que conheci, falando que ia dar tudo errado, mas eles viajaram assim, economizaram muito e deu tudo certo no final. - Internet A internet lá é difícil e cara. O jeito mais barato é comprar o cartão de 1h da ETECSA (o centro de telefonia e internet do governo) que custa 4,50CUC, mas pra isso você pega filas de 1h. O jeito mais prático e barato que eu achei em Havana foi comprar em Habana Vieja no Hotel Plaza por 6CUC a hora, esse hotel fica na frente do Parque Central. O cartão você compra e pode usar nos computadores desse hotel (lá não tem WiFi) em várias vezes, não precisa ser 1h de uma vez, você pode dividir em vários dias, em quanto tempo quiser. O cartão vale muito tempo (acho que um ou três meses). . As dicas práticas são essas. Uma dica boa também é SEMPRE negociar. Eles sempre metem um preço no alto e você vai abaixando na conversa, em casas, táxis comuns (os que não são compartilhados) ou táxis pra viajar, souvenirs... No geral, os cubanos são muito amáveis, muito receptivos e muito simpáticos. Pras mulheres sozinhas as cantadas na rua são bem insuportáveis, porque são incessantes e às vezes muito vulgares, mas isso até dá pra esquecer (e olha que eu me irrito muito mesmo com isso), porque a amabilidade da maioria dos cubanos é uma coisa sem preço. Tem que tomar cuidado com os jineteros nos lugares mais turísticos (por exemplo no Malecón, que é a orla linda de Havana), que são homens que são simpáticos demais, converseiros demais e tentam te levar pra bares pra ganhar uma comissão e podem te constranger muito, mas comigo não aconteceu NENHUMA vez, e olha que eu andei muito sozinha. Às vezes também um ou outro cubano na rua é super legal e no final das contas te pede um dinheirinho, mas realmente não tira o prazer de conhecer tanta gente querida e muito disposta a ajudar e a simplesmente conversar: os cubanos ADORAM conversar. Minha dica é conversar muito com os cubanos, na rua, no ônibus, nas casas particulares, em qualquer lugar. O melhor de Cuba, pra mim, são os cubanos.
  3. mariaclaragb

    Cuba

    oi! vou para cuba em janeiro, tenho 7 dias para fazer um roteiro legal antes de ir para san antonio de los baños. chego no dia 18 à tarde em havana e no dia 25 preciso estar lá de volta para seguir para san antonio. como é pouco tempo, dei uma olhada nas dicas e pensei em fazer só havana, santa clara e mais alguma cidade (pensei em viñales ou cienfuegos). alguém sabe se dá pra viajar 3 cidades em tão pouco tempo? quando retornar de san antonio vou ter alguns dias ainda para conhecer havana, então na primeira semana havana não é totalmente minha prioridade. tenho mais interesse em conhecer as pessoas, a cultura, história do que fazer os roteiros de praias. santa clara me disseram que dá pra fazer em 1 dia e viñales ou cienfuegos 1 ou 2 dias. mas também como se locomover entre as cidades leva algum tempo e não sei muito bem as distâncias. qualquer sugestão e dicas de transporte é bem-vinda! super obrigada!
  4. eu e meu companheiros fomos pra chapada em setembro e ficamos em lençóis, no pousada do sossego - que recomendamos muito, por sair um pouco desse clima turístico predatório que meio assola a região. fizemos passeios muito bons em mucugê e igatu (projeto sempre viva/museu vivo do garimpo, gruta azul, a gruta brejo verruga em igatu é pouco conhecida e imperdível!), vale a pena passar uns dias por lá, mas o transporte realmente é muito difícil, fomos com um guia/motorista pois estávamos sem carro. voltando a lençóis, por sorte conhecemos o guia Gilberto, que conhece muito bem a região e é muito tranquilo. recomendamos a todos, o telefone dele é (75) 98427839 - fizemos os passeios da cachoeira da primavera, cachoeirinha, mirante com ele: são passeios fáceis, mas que ficam muito mais gostosos (e 20 reais mais caro por pessoa, o que é quase nada em lençóis, infelizmente) com alguém que deixa evidente os registros do garimpo, das faunas e floras locais e principalmente da realidade da região.
  5. oi, pessoal vou pra chapada entre 7/09 e 13/09 com meu companheiro. dando uma lida aqui e em outras dicas, planejamos passar por lençóis, vale do capão, mucugê e ibicoara, nessa ordem. mas não vamos de carro e queria saber se é possível fazer esse roteiro pegando ônibus por lá. não consegui encontrar informação sobre os ônibus entre as cidades... aliás, algum ônibus sai de ibicoara pra salvador? ou teremos que voltar pra lençóis pra ir pra salvador? e alguém sabe de motoristas que façam esses passeios de carro e cobram mais barato que as agências? nas postagens mais antigas (de 2005, então faz um tempão), algumas pessoas falaram sobre isso, mas nas mais recentes não vi nada. se alguém for pra lá nessa época e topar rachar um carro, topamos também (mas nós não dirigimos...). valeuzão!
×
×
  • Criar Novo...