Ir para conteúdo

sergioanjos

Membros
  • Total de itens

    5
  • Registro em

  • Última visita

Conquistas de sergioanjos

Novo Membro

Novo Membro (1/14)

0

Reputação

  1. CHEGUEI DE SÃO PETERSBURGO duas semanas atrás. Fiz com uma amiga SP e Praga, de 11 a 23/8/2016. O que falar de SP. Realmente a barreira da língua é o maior entrave. E o turistas não são bem tratados em muitos lugares. Mas em outros éramos bem tratados e servidos. Com fome, parei em quatro restaurantes para jantar e acabei parando num de comida vietnamita que tinha menú em inglês. Não há menú em ingles. . Na Rússia, precisa ser persistente. Uma hora, sempre aparece alguém para ajudar. Quando perguntava em inglês, eles respondiam em russo. Então, fica na mesma. Isso em pontos turísticos e companhias de passeios. As placas são todas em russo. O metrô de SP tem os nomes das estações em nosso alfabeto. Minha amiga se ressentiu mais. Ela teve vários problemas no hotel que ela ficou. O Sweet Dreams Hotel. Era horrível o tratamento das recepcionistas. Uma me falou que estava ocupada e não iria chamar minha amiga. As senhoras matronas da bilheteria do metrô, nem dá para explicar. Parece que foram escolhidas a dedo em grosseria. Mas no meu hotel, onde fiquei, as recepcionistas foram super.Em muitos lugares quem não prestava informação, ou não entendia, ou não tinha vontade de ajudar. Você precisa ser persistente. O quinto a ser abordado te ajuda.. Isso não é da Rússia. Em Israel, só quem me ajudava era algum militar da IDF. Aconteceu um episódio. Depois de passearmos em Peterhof, resolvi pegar qualquer onibus no ponto. REsultado, entramos num aleatório, sob protestos da minha amiga. Foi bem difícil, e minha amiga começou a ficar bem nervosa. Tentamos nos comunicar com todos os passageiros, pois queriamos chegar até uma estação de metrô. Eles nos explicaram que o tal do ônibus passava na linha do metrô, mas fomos nós os que não entenderam. No final, pedi sobre a estação Neviski. Um casal se prontificou em nos acompanhar até lá, pois era caminho para eles também. Nos levaram até lá, e foram superatenciosos e amáveis conosco. Por vingança, minha amiga teve a calça dela cortada criminosamente na altura do traseiro. De certo por alguma atendente da recepção. Nunca vi disso. A cidade é linda! Vale a pena. Muito ouro, muita beleza, muita ostentação. Prédios históricos fantásticos. Até achei Praga bem pobrinha. SP é riqueza, muto ouro, ouro e ouro. Vale a visita, mesmo com os perrengues da língua.
  2. 1º dia - 15/2/2015. Peguei uma promoção da Turkinish Air por R$ 2.600,00 para Kuala Lumpur. Muito receio de embarcar nessa aventura. Afinal, é quase o outro extremo do planeta. Com direito a chororô nos braços do meu filho, de 16 anos. Atravessei de mochila o Centro de Florianópolis, todo em festa por causa do Carnaval. Por ir no contra fluxo, já que muita gente vem para Floripa para curtir o Carnaval, fui de Gol até Guarulhos. Voo muito vazio. 2º dia - 16/2 - enfim embarcando pela Turkinish - voo tranquilo de 13h até Istambul. De lá, Kuala Lumpur. 3º dia - 17/2 - cheguei em KL às 19h. Foram mais 8h de voo. Passei muito mal na viagem. Atacou a garganta. Pedi ajuda para a aeromoça, que me deu um chá com rodelas de limão. Bebi uns 4 copos de chá quente, me deitei, suei e a febre se foi O meu roteiro foi o seguinte: KL - 2 dias Singapura - 4 dias Krabi - 5 dias Hong Kong - 4 dias. Nem sempre as informações prestadas pelos internautas é a verdadeira. Ouvi falar que KL, na Malásia, não tem nada para fazer. Uma cidade fantástica... com muitas atrações Segui o conselho, fiquei 2 dias e me arrependi. Uma cidade fantástica. Coração partido quando fui embora. Fiquei no Sunshine Bendz KL. Um hostel muito bacana. Próximo das Petronas e de muitos restaurantes. Um dos melhores que já fiquei. Pessoal muito simpático. O dia 17 era a virada do ano novo lá. O ano do carneiro no calendário chinês. Que bacana né? Show de fogos de comemoração e tudo... Foi só 1 dia líquido. As Petronas Tower são muito lindas Uma cidade que se destrói e se constrói. Cena típica das cidades da Ásia. 5º dia - viagem para Singapore. Viajei pela Tiger Air. Low Cost assim como a Ásia Air. Hospedei-me no Traverllers Inn. Um pouco difícil de encontrar. Apesar das orientações de localização do hotel. Mas na Ásia é incrível, como as pessoas ajudam. Uma moça abriu seu celular, pesquisou no Google Map e indicou a localização. Imagina com mochilas nas costas, cansado... e se vê uma pessoa tão abençoada. Isso, a boa vontade com os turistas, eu presenciei durante toda a viagem, e isso foi o que mais me encantou. O Hostel Traverllers Inn fica numa estação de metrô. Para chegar nas atrações, é bem localizado até. Fica umas duas estações do Central, onde pode pegar um Ônibus city tour e conhecer mais a cidade. Todo mundo diz que tudo é caro lá. Mentira. É o preço do Brasil. Normal... Cidade incrível, cheia de atrações, bem estruturada, linda, vale a pena conhecer. KRABI - TAILÂNDIA DIA 23/2 embarquei de Singapore para Krabi, voo Asia Air. Fiquei no Pak Up Hostel. Me incomodei muito com uns jovens ingleses que ficavam rindo e conversando até 1h da manhã. Eu fazia os passeios desde às 8h da manhã, e gostaria de dormir cedo. No mais, o Hostel é bem limpo. Organizado. Vc consegue ir no tanque lavar as roupas depois da praia e estender num varal. Os passeios são muito baratos. Em torno de R$ 100,00. Com almoço, água, frutas e fornecem snorkel e colete salva vidas. A empresa te pega no hostel, te leva numa praia e de lá vc pega um speed boat para as fantásticas ilhas Ko Phi Phi. O passeio termina às 16h30min, quando vc chega no hostel. Foram 4 passeios de barco. Repeti Ko Phi Phi 2 vezes. Litoral fantástico, lindo... pensa na cor da água... não conheço nada.... mas a praia mais linda do mundo. Comida em Thai muito barata... roupas idem... tirei dinheiro do caixa eletrônico... e rendeu meu dinheiro por uma semana. Teu dim-dim rende lá... impressionante... vc almoça e janta por muito pouco... e comida boa... sem medo de olhar o preço do cardápio...
  3. Ronda fica uns 80km de Málaga. Os pueblos blancos estão espalhados por toda a região. Há dezenas de cidades interessantes desde Cádiz. São muitas. Eu resolvi escolhar apenas três delas. Não espere muito delas. São muito pequenas, com exceção de Ronda, que possui uns 40mil habitantes. Sou turista novato. Ainda estou me encantando com as casinhas, castelos, as paisagens e as ruas. Há quem já parte para fazer somente turismo gastronômico. Nada obsta que se junte tudo num só pacote. Uma pena, tive que deixar Málaga e Marbella do roteiro que fiz. Alugar um carro é muito bom, por causa da liberdade e podes ficar o tempo que vc quiser. Cuidado com as estradas da serra. Só apenas uma mão, um sentido, e sem acostamento. Quando os carros se cruzam, um permite a vez para o outro. São todas asfaltadas, porém. Pretendo em uma próxima ocasião fazer: Málaga, Marbella, Ronda, Gilbraltar, Cádiz, incluindo Marrocos. Desta vez, fiz um círculo de 1384km, Sevilla como ponto zero! É cansativo, mas desta vez valeu a pena. Já haviam me falado que a alma da Espanha está mais em cidades pequenas, que fogem do roteiro habitual dos turistas. Realmente, é verdade. .
  4. Setenil de Las Bodegas é uma cidade interessante!! O relevo e a arquitetura! Fiquei pouco tempo lá! Em torno de 30min, conforme combinado com o motorista que contratei. Como todo o pueblo blanco, é uma cidade muito pequena. A população gira em torno de 200 a 2.000 habitantes, na maioria delas. Passei também por Catajima, que fica no caminho. São cidades construídas em lugares inacessíveis, quase sempre em cima de montanhas, a fim de se proteger dos inimigos. Júzcar e Setenil ficam perto de Ronda, uns 18km no máximo de distância.
  5. Fiz um roteiro pela Andalucia, iniciando por Sevilha, em julho de 2014. Meu voo foi pela Ibéria, e comprei pela Decolar.com Fora a passagem levei 1321 euros. Fiz quase tudo de trem. SEVILHA - 3 dias Cidade bacana. Fiz um city tour pela cidade. Foi suficiente para conhecer em um dia. A minha hospedagem foi na Cathedral Hostel, Rua Arfe, 36. Bem próxima à Catedral e à Giralda. Muito bem localizado. O hostel fica um pouco sozinho. A recepcionista só aparece para receber. O hóspede tem que marcar a hora que vai chegar. A diária é 18 euros com café da manhã. Eu gostei. Muito limpo e organizado. FARO EM PORTUGAL - 1 dia. Em Portugal vc está em casa. Em Sevilha, na Praça das Armas, peguei um Õnibus para Faro. A balconista da empresa de ônibus me mandou ir no balcão para de informações para pegar o horário, que ela não informava. Para brasileiro isso é inimaginável, porque vc pega uma fila para comprar, daí tem que sair da fila para pegar outra fila para pedir informação de horário de saída de ônibus, depois volta para fila para comprar, já decidido na mente o horário que vc vai pegar. A mulher quase me bateu, de raiva Õnibus na Europa é uma arrombada. Demora muito!! Vc tem que botar sua mala no compartimento do ônibus. Não tem ajudante. Meio self service. Demorou a viagem 4h. Veio o arrependimento. Mas logo que chega em Faro, a sensação é de estar em casa, logo que vc começa a ver os primeiros painéis e outdoors em língua portuguesa. Comida ótima (bacalhau) e gente muito acolhedora e simpática. Na Espanha vc encontra gente assim, mas em Portugal é mais. CÓRDOBA - 1 dia Fiquei num Hostel chamado Osio Hostel, na Rua Osio. Muito legal, perto de todas as atrações a pé. As recepcionistas, muito atenciosas. Conheci um turco e , dois italianos. Meu inglês é do tipo "Nóis come bananas". Horrível, mas consegue ser compreendido. O interessante mesmo é falar bem inglês, para qualquer viajante. Mesmo porque falar uma lingua estrangeira é como se fosse sair algo de dentro para fora. Inglês é essencial mesmo em país de língua espanhola. Os europeus falam muito inglês!! Conheci a Mesquita e o Alcazár dos Reys Cristianos. Neste, interessante, à noite, ir ver a dança das águas e ouvir um pouco da história do lugar. Era a cidade mais importante do mundo na Época de Roma. Aqui, um dia está razoável. Consegue sim ver a maioria das atrações. GRANADA - 2 dias Alhambra é imperdível. O visitante anda 4h visitando castelos, jardins, mesquitas e palácios. É bom ir de manhã. No site é melhor para comprar o ingresso. Fiquei 1h na fila. Fui cedo, 7h30min da manhã, já estava lá batendo o ponto. Vá devagar. Não se apresse. Curta demoradamente. Tire muitas fotos. Todas ficarão lindas!! Fiquei num hostel, por 15 euros, o Meridiano. Um francês muito gente boa atende os hóspedes. Ele depois de tomar café, segue um ritual, ouvir bossa nova de manhã. Outra eslovena, muito querida e atenciosa, também me recebeu muito bem lá. Tem café da manhã. Achei um restaurante por ali perto, não me recordo o nome. Almoço por 8,90 euros. Se vc sentar nas mesas da rua o almoço encarece 1 euro RONDA - 2 dias Ronda é especial. Chorei ao vê-la. A cidade que mais me emocionou. Tudo lindo, deslumbrante, emocionante, como nunca tinha visto antes na minha vida. Fiquei na Pensão Ronda Sol. Aconselho procurar hostel, e não pensión. Muito ruins. No hostelworld as avaliações abaixo de 80% vc deve evitar. São muito ruins. No café da manhã, a dona da pensão ficou de vigília em cima das comidas. Vc só podia comer a ração diária, dois pães torrados, um copo de suco de laranja, uma laranja e uma mateiguinha de sachê. TEve uma manhã que o café atrasou. E acabei não tomando. Falei com um taxista, que fica no ponto da Rodoviária de Ronda. O nome dele é Salvador. Fechei um pacote por 50 euros para visitar Setenil de Las Bodegas e Júzcar. Super atencioso. O motivo é que os ônibus saem de Ronda às 9h e voltam lá pelas 15h. São cidades que vc consegue visitar por no máximo 1h de duração. São pequenas e vc perde tempo, porque Ronda é magnífica. Até conseguiu perder todo o encanto de Setenil, que é linda. Mas vale a pena ficar bastante tempo em Ronda, para fazer trilhas e andar, parar, andar, parar e deliciar pela cidade. Almocei num restaurante de um italiano "La bella vida". Mais ou menos. Não é aquelas coisas. O Salvador relatou todos os problemas dos Pueblos Blancos, que podem desaparecer, porque as pessoas estão abandonando... são lindos mas enigmáticos. RONDA vale a pena ficar mais 1 ou 2 dias. ALGECIRAS E GIBRALTAR - 2 dias Me meti em outra arrombada, no tópico sobre o Hotel. Peguei uma pensión, de nome Versailles. Muito ruim, sem café da manhã. Evitem as pensões. Pegue hostel. Tentei uma excursão de 1 dia para o Marrocos, mas me senti inseguro com as agências, e não fiz. Depois descobri no HOtel Mercure de Algeciras uma agência que faz esse passeio, mas já não dava mais tempo. Gibraltar é maluca, é gostosa, é linda, é estranha, é anacrônica. É um pedaço de terra inglesa dentro da Espanha. O aeroporto mais doidão do mundo. Os gibraltarenos vivem na maioria na Espanha. Tem um condomînio só deles no território espanhol. Eles são bem cara de pau. Me perguntaram se queria que ouvisse espanhol ou inglês. Eles falam ambas as línguas. Numa mesa de café, havia três senhoras. Uma, era bilingue. Outra, falava espanhol. E a terceira, falava só inglês. Eles também se casam com outros espanhóis. Perguntei se eles se consideravam ingleses. A resposta foi negativa. Seguros, "somos gilbraltinos". É um problema para a Espanha, porque há muito contrabando de cigarros. E o Governo de Gilbraltar é meio conivente. Os dois dias foram gastos somente em Gibraltar. O bondinho é outro passeio bacana de fazer e uma vista maravilhosa do Mar Mediterrãneo. Essa região é bom ficar no mínimo 4 dias, incluindo passeio na Ãfrica. SEVILHA - 1 dia Voltei a Sevilha para pegar meu voo para o Brasil no dia seguinte!! Hospedei-me no mesmo Hostel - Cathedral.
×
×
  • Criar Novo...