Ir para conteúdo

judeyamakawa

Colaboradores
  • Total de itens

    179
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que judeyamakawa postou

  1. Sim, acredito que assim ficaria melhor o seu roteiro, Felipe. A ordem você define de acordo com as passagens de ida e volta que encontrar mais barato, mas deixando Londres - Paris - Amsterdam sempre juntos, nessa ordem ou contrária. A passagem entre Londres e Paris você pode comprar no www.eurostar.com e entre Paris e Amsterdam no www.thalys.com.
  2. Oi Felipe! Então, se você só possui esses dias disponíveis, sem poder alongar o seu roteiro, eu tiraria 1 dia de Amsterdam e 1 de Barcelona, e deixaria Paris e Roma com 4 dias, já que juntamente com Londres são as cidades com mais atrações para visitar. No mais, achei ok a distribuição, desde que sejam dias completos, com um dia a parte para o deslocamento de uma cidade para outra. Discordo do tytanyc em alguns pontos: acho que tendo tempo para a viagem, nada impede de visitar um grande número de países apesar da viagem ficar um pouco mais cansativa. Acho também que nem sempre avião é o m
  3. Ficou melhor assim, e se não for sair a noite, acordando cedo e aproveitando bem o dia todo, acho que dá pra fazer Praga e Viena (Praga é mais fácil pois as atrações turísticas estão praticamente todas concentradas na região central, em Viena são mais espalhadas em uma grande cidade).
  4. Olá! Bom, eu acho que seu roteiro acabou ficando um pouco corrido. Na minha opinião, 2 dias são insuficientes para conhecer o básico de Berlim, Praga e Viena; geralmente recomendo de 3/4 dias para Berlim, 3 para Praga e 3 para Viena. Amsterdam eu acho que dá pra fazer em 2 dias, mas algumas pessoas discordam da minha opinião e falam que é necessário mais, então seria bom dar mais uma pesquisada para ver se 2 serão suficientes para você. Pessoalmente, eu excluiria Suíça ou Portugal do roteiro (até porque tá meio fora de caminho) e redistribuiria aqueles três dias entre os outros destino
  5. Então, eu sempre viajei com uma bolsa feminina, dessas do dia a dia mas beeem grande + uma mochila, sendo que apenas a mochila é considerada bagagem de mão e tinha que estar dentro das restrições das companhias aéreas. A outra bolsa, de uso diário, nunca foi pesada, medida, nada, só a mochila. Ou seja, baseada nas vezes em que já voei, seria possível embarcar com as duas. Mas por via das dúvidas faça o check in pessoalmente e pergunte pro atendente. Se não puder, já esteja com um cadeado em mãos e despache a mochila. Todavia, eu ainda acho mais fácil você despachar de cara. Evita ter que f
  6. Eu nunca tive problema com isso. Sempre contaram minha bolsa a parte da bagagem de mão (e olha que eu não tenho bolsa pequena ou média, sempre são bolsas dessas de aeroporto, gigantes rs).
  7. Já viajei levando muitos remédios na mala despachada (mas muitos mesmo, encomenda de familiar que mora em Londres rs), alguns para uso pessoal na mala de mão e nunca tive problema. Por precaução, leve a bula junto!
  8. Emiliano, é meio farofada mas eu já fiz e deu certo: levei uma mala com uma menor dentro. É uma sugestão que talvez não traga tantos riscos, já que pelo menos você despacha alguma coisa e ainda não precisa comprar mala lá pra trazer o que comprou na volta! Aí ao invés de levar mochila, você coloca tudo o que for levar com você na mala menor.
  9. Apesar de algumas vezes as passagens de avião saírem mais baratas, recomendo que pesquise os valores dos trens (ou até mesmo ônibus) para os trechos mais curtos. Na Espanha, por exemplo, você acha voos entre Barcelona e Madrid a um baixo custo. Já o trem sai um valor bem similar (desde que comprado com antecedência), mas com as vantagens de que as estações são centrais, a burocracia para embarcar é bem menor e o conforto durante a viagem é maior. Nisso você acaba ganhando umas 2 horas na cidade e não gasta com o transporte entre o centro e o aeroporto.
  10. Olá! Concordo com o Filipe: é muuita coisa pra pouco tempo, ainda mais por incluir cidades grandes e com diversas atrações interessantes. Pensando no quesito praticidade, eu deixaria Itália, Alemanha, Suíça e Irlanda para outra viagem. Dá pra fazer Lisboa - Coimbra - Porto - Madrid - Barcelona - Paris - Amsterdam - Londres e ainda assim seria meio corrido... Se você conseguir acrescentar 1 ou 2 dias para a viagem, seria ótimo, ou então abrir mão de mais uma cidade. Mas lógico que tudo isso é muito pessoal e vai depender bastante dos seus interesses. E sim, a não ser que você ache u
  11. Eu não recomendo muito ir para a Bélgica no caso de vocês. Só conheço Bruxelas e é uma cidade que o pessoal não costuma gostar muito (eu faço parte desse grupo), sem muita coisa para fazer/ ver, sendo que 1 dia já é suficiente para conhecê-la. Não conheço Bruges e apesar de ter ouvido falar bem de lá, também é uma cidade que não demanda muito tempo. Sendo assim, ir pra lá resultaria em 3 dias quase que seguidos com deslocamentos, o que não deve ser legal para uma lua de mel. Acho que vocês podiam concentrar só em Paris e Itália mesmo, fazer tudo com calma, sem correr. Daria também para fazer
  12. Oi Diego! Já passei a virada em Berlim e gostei bastante, mas foi bem no estilo farofada (acho que não é isso que você tá procurando, mas vou relatar mesmo assim rs). Lá a queima de fogos ocorre no Portão de Brandemburgo e foi beem animada. Não sei se todo ano tem show, mas no ano em que eu fui (2010/2011) teve do David Hasselhoff e foi muito engraçado ver os alemães pirando nele hahaha Antes e depois do show teve dj. Foi tranquilo para entrar no lugar reservado para quem ia para a queima de fogos (ao contrário de Londres, por exemplo, que dizem que é preciso chegar horas antes) e o pes
  13. Oi Flávio! Gostei do seu roteiro! Achei uma boa distribuição de dias. Recomendo que veja a possibilidade de passar a noite em Bruges e de lá ir para Amsterdam, já que você já vai ter passado 1 dia e meio em Bruxelas, e isso já costuma ser suficiente (não fui até Bruges e não sei se ficaria mais caro ou barato, mas me parece mais prático). Não tá tãão frito não, mas precisa correr pra tentar comprar os trajetos internos por preços não tão absurdos e achar bons lugares para se hospedar.
  14. Olá! Eu diminuiria o número de destinos e redistribuiria os dias, já que algumas cidades, como Viena e Budapeste, ficaram meio corridas.
  15. Para os meus parâmetros sim, Francis, mas sem esbanjar. Mas é aquilo: também dá pra gastar muito mais do que isso fácil fácil. Acredito que, em regra, com menos de 20 euros por dia dê para fazer uma boa refeição fora e uma mais econômica, cozinhando (em Lisboa e na Espanha, por exemplo, consegue por valor mais baixo, já na Inglaterra as coisas tendem a ser um pouco mais caras). O restante dá para utilizar com transporte quando necessário, atrações que sejam pagas e cerveja.
  16. Olá! Concordo com o João, 2 dias para Paris, Londres e Barcelona é muito pouco. Acrescento também Madrid a essa lista, pois discordo do tytanyc e acho que é uma cidade com bastante atrações, que exige no mínimo 3 dias. E com 70 euros por dia, fora hospedagem e deslocamentos, você consegue passar muuito bem por lá!
  17. Em Viena também fiquei no Wombats Naschmarkt e gostei bastante. Em Praga fiquei no Czech Inn e Budapeste no Carpe Noctem. Recomendo todos, especialmente o Carpe Noctem, que é um hostel simples e pequeno, mas o mais divertido em que eu já fiquei.
  18. Oi Carol! Acho que é uma boa essa carta sim (até pq chegando lá com um documento você já chega mais segura), mas acho que não há a necessidade de reconhecimento de firma, já que isso vai estar em português e muuuuito dificilmente o oficial vai te pedir algum documento nesse sentido. Maaaas caso peçam, acho que seria bom constar um "feel free to contact me" e o telefone de contato da declarante. Mais importante do que o documento é você estar preparada para responder sobre sua profissão: pode falar que trabalha no negócio da família, saiba dizer qual é o ramo e sua função por lá. É aquela h
  19. Ah, então vai ser isso mesmo! Obrigada, Adriano! Eu já tava pensando em tirar o visto pros EUA esse ano e agora apareceu essa passagem por R$1.500 (já com taxas), então tá valendo bastante a pena pra mim!
  20. Olá, pessoal! Será que alguém pode me ajudar? Tô vendo uma promoção de passagem da American Airlines pra Milão que tá com um valor muito bom, com o único problema que tanto na ida quanto na volta tem uma conexão bastante demorada (12h) em Nova York, no JFK. Como eu não tenho visto pros EUA, tava pesquisando e fiquei com dúvida sobre qual visto eu preciso para poder sair para a cidade durante a conexão. Será que se eu tirar só o B-2 (visitor visa) dá problema? Seria melhor do que o C (transit visa), já que eu posso usar futuramente quando for visitar os EUA, mas como não sei se é possív
  21. Oi Jaquelini! Sim, é necessário visto, mas este é concedido na sua chegada ao país. Ao passar na imigração você fará uma entrevista com o oficial para que ele avalie se concederá o visto ou não. Pode ser sim que ele solicite a você que comprove possuir meios para se manter durante a viagem. Caso isso ocorra, você precisará comprovar ao menos 60 euros por dia em que estiver na Europa, e para tanto vale apresentar extrato, cartão de crédito, vtm, dinheiro em espécie. Além disso e passaporte com data de vencimento com mais de 3 meses após a data do seu retorno, você precisa apresentar tam
  22. Não conheço, mas não tá bem em conta não... rápida simulação no site da Mondial, com o código de desconto, dá um valor pelo menos R$100,00 mais barato.
  23. Priscila, dificilmente passe de trem vale a pena, pois você acaba pagando um valor bem mais alto do que se comprasse direto com a companhia. Na Espanha, pesquise por passagens de trem no site da Renfe.
  24. José, se você comprou a passagem com cartão de crédito, antes de tudo verifique com o banco se você tem direito ao seguro (muitos fornecem gratuitamente quando a passagem é comprada pelo cartão, dependendo do cartão). Caso não, segue esse tópico para você dar uma olhada: seguros-de-viagem-perguntas-e-respostas-t36432.html Em dezembro, depois de pesquisar quase todas e verificar qual tinha o melhor custo-benefício, acabei ficando com a Mondial com desconto mesmo. Quanto à imigração, caso solicitem, você precisa comprovar que possui pelo menos 60 euros por dia. No mais, não é obrigatório l
  25. José, apenas um conselho ao passar pela imigração de Londres (e dos outros países): ainda que fale um pouco de inglês, se não for fluente é melhor não arriscar e pedir um intérprete de pronto. Acaba demorando mais, mas pelo menos você não corre o risco de se enrolar e acabar prejudicado por causa da língua.
×
×
  • Criar Novo...