Ir para conteúdo

Victor V

Membros
  • Total de itens

    11
  • Registro em

  • Última visita

Outras informações

Conquistas de Victor V

Novo Membro

Novo Membro (1/14)

0

Reputação

  1. Novo post no ar, galera! Um relato da viagem da capital da Etiópia, Addis Ababa, até a capital da Somalilândia, Hargeisa. Vou deixar o link e um preview: Uma jornada da Etiópia à Somalilândia e as complicações para deixar a capital | Mundo Adentro Saindo de Addis Ababa, a capital etíope, a primeira parte da jornada é uma viagem de ônibus de 12 horas para Jijiga, uma cidade islâmica no leste do país. Todos os ônibus estavam lotados para os próximos dias devido a um feriado religioso e tivemos que buscar outra alternativa. Eu estava viajando com o Oli, um britânico que conheci pelo Couchsurfing, que estava com os dias contados e não podia esperar. Liguei para o dono de uma companhia de ônibus que tinha conhecido há alguns dias e ele me recomendou ir até um certo bairro, que ficava perto do aeroporto, e perguntar por lá. Em 20 minutos, tudo combinado. Partiríamos no dia seguinte às 6pm em uma van ou, como eles chamam por aqui, minibus. Dois poréns: como resposta à maneira suicida que os motoristas de minibus dirigem (o tempo todo buzinando e na contra-mão), o governo os proibiu de fazer viagens de longa distância; ainda, como resposta à maneira irresponsável que quase todo etíope dirige, o governo proibiu qualquer transporte comercial de passageiros durante a noite. Nós faríamos uma viagem de 12 horas, em um minibus e à noite. No dia seguinte, às 5pm, estávamos no local em que o motorista deveria nos encontrar. Ele chegou com uma hora de atraso e dirigiu de volta para onde o tínhamos conhecido no dia anterior. Esperamos uns 30 minutos por mais duas passageiras, que sentaram nos bancos da frente, e partimos para um restaurante lá perto. Carregamos o teto com sacolas de alimento – muitas sacolas – e seguimos para um outro ponto. Os passageiros iam chegando aos poucos. Bem aos poucos. Eram quase 10pm e a van não estava cheia ainda.
  2. Victor V

    TRABALHO COMUNITARIO

    Oi, nanam! Já pesquisei um pouco sobre trabalho voluntário na Ásia, mas nunca cheguei a fazer. Um projeto que eu acho muito interessante é o WWOOF, que oferece basicamente opções para se trabalhar em fazendas ao redor do mundo. Não sei se você já o conhece, mas segue o link que pode te ajudar: http://www.wwoofthailand.com/ Depois posta novidades que é um assunto que me interessa muito! um abraço!
  3. Tenta chegar um pouco antes ou prolongar um pouco a sua estadia. A Full Moon é legal, mas eu curti mais ainda as festas que a precedem, tipo a Jungle Experience. Agora uma dica que vai te economizar muito dinheiro: NÃO RESERVA NENHUM ALBERGUE/HOTEL antes. Isso mesmo, não faça nenhuma reserva. A ilha Koh Phangan é lotada de hotéis e albergues e eles nunca ficam cheios (eu passei mais de duas semanas lá durante Natal/Ano novo do ano passado). Eles colocam preços absurdos no hostelworld durante a época da Full Moon exatamente porque as pessoas têm a impressão de que vai estar tudo lotado, mas negociando na hora você consegue preços super honestos! Uma boa dica, se estiver sozinho, é checar o hostel com maior número de camas na ilha, chamado Nomad House. Tem uma vibe bem legal, galera animada, eles têm um bar, 2 mesas de beer pong e arrumam tickets pra galera de graça para as festas. Se estiver com uns amigos e procurando algo mais reservado, tem vários hotéis com preços justos também na praia da Full Moon. De novo, por mais que soa contra-intuitivo, NÃO RESERVE NADA. O próprio Nomad House, que no hostelworld cobrava quase 50 dólares antes da full moon do Natal, cobrava 7 míseros dólares pela mesma cama, se você chegasse na hora sem nenhuma reserva.
  4. Fala, Guilherme! Você tá indo na contra-mão dos que os mochileiros de primeira viagem costumam fazer não espremendo várias cidades em pouco tempo! Vou destacar dois pontos que me chamaram a atenção: 1) Por que passar 3 noites em Porto e só uma em Lisboa? Lisboa foi uma cidade que me surpreendeu muito positivamente na Europa e trocaria uma noite em Porto por uma em Lisboa no seu caso. 2) Você tá visitando cidades bem grandes e turísticas, então, de fato, vão haver coisas pra fazer durante todos os dias (se você quiser passar 2 semanas conhecendo Paris também dá!). Mas como você está indo pela primeira vez, eu tentaria colocar mais uma cidade no roteiro. Você vai viajar de avião, certo? Então isso não quer dizer que você precisa separar um dia inteiro só pra se locomover de Paris para Amsterdam, por exemplo. Ainda dá pra fazer bastante coisa nesse mesmo dia! Se eu fosse você, tentaria encaixar Berlin no itinerário. Uma opção seria tirar um dia de Madrid, Barcelona e Paris. Abraços!
  5. Fala Triathleta! Que tipo de revéillon você está procurando? Um lugar com mais festas, mais calmo e relax etc? Dá um pouco mais de informações que fica mais fácil de ajudar! Abraços!
  6. Fala, galera! Lancei o BLOG há pouco tempo. Pretendo postar textos sobre a história dos países, guias de viagem, roteiros e relatos pessoais, focando em países da Am. Sul e África por enquanto. O primeiro post foi sobre a formação das fronteiras modernas da África. Segue o link: Os países da África – A definição das fronteiras modernas pt.1 Quaisquer críticas e sugestões são bem vindas! Um abraço, Victor
  7. Fala, Chico! Eu rodei quase toda a ilha e mesmo nas cidades menos turísticas, não vi nada disso. Em uma escola muçulmana que visitei, as meninas usavam burca, mas os meninos vestiam shorts e camisetas! Quanto às festas, principalmente no norte da ilha e em Stone Town, elas acontecem e são regadas a álcool e lotada de turistas bêbados! Se aconselham maneirar na bebida, essa mensagem não chegou lá ainda No mais, ainda que uma ilha muçulmana, por viver do turismo e ser lotada de resorts e viajantes, eles já estão mais ocidentalizados do que qualquer outra cidade da Tanzânia. Um pouco exagerado esses conselhos do Wikitravel, na minha opinião.
  8. Victor V

    Moçambique

    Eu tirei em Dar es Salaam. O preço variava de acordo com o prazo de entrega. O mais barato eram 5 dias úteis e me custaram, salvo engano, por volta de 80 dólares! Um dica: quando quiser saber novidades sobre vistos, dá uma olhada no blog: http://saiporai.com/2010/06/30/visto-para-brasileiros/ A galera mantem atualizado nos comentários e o Guilherme edita o post.
  9. Faltaram só algumas fotos! Por que escolheu a Romênia? Chegou a pegar alguma balada por lá?
  10. Não tem a ver com o tópico, mas fiquei curioso sobre teu blog. Ainda existe? O link não está funcionando!
×
×
  • Criar Novo...