Ir para conteúdo

EduCapuano

Membros
  • Total de itens

    37
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra

Sobre EduCapuano

  • Data de Nascimento 17-12-1992

Bio

  • Ocupação
    Estudante
  1. A minha viagem ainda não saiu do papel Não criaram grupo no whats, mac.rodrigo. Vlmauricio, acredito que alguns sites que postei tem informações atualizadas. O do Vietnã é quase certeza.
  2. Desculpem a demora para responder! Phrizz: eu não tenho o nome das cidades aqui comigo, mas tem trens que saem de Bangkok até uma cidade na fronteira, são algumas horas de viagem. Dessa cidade, você passa pelos postos de imigração, lida com as situações do visto e segue até Siem Reap de ônibus. De Siem Reap a Phnom Pehn também é de ônibus - 6h30 de viagem e 12,00 dólares a passagem. Há ônibus de PP a Saigon (HCMC) tb baratos e com viagem de poucas horas de duração. Robison: pois é. Tenho pensado muito nos trajetos de Van alugada, principalmente de Hoi An a Hue, e de Hue a Danang, seguindo para Hanoi de trem ou avião. Também pensamos em alugar um carro - caso o grupo seja maior que 3 pessoas - de Hanoi a Ha Long...
  3. Nosso interesse no Golfo foi pelo mergulho e pela FMP tbm. Os vistos você tira na hora, nos aeroportos mesmo, acho que custam entre 20 e 40 dólares, mas é legal entrar nos sites das embaixadas e fazer o pré-cadastro, pra não perder muito tempo nos aeroportos, como o FernandoIto fez
  4. Caraca, que foda! Eu to querendo pegar um trip parecida pelo sul da África, mas só em 2017! To lendo os relatos e ficando louco aqui. Parabéns pela viagem, mano!
  5. fffabreu, curti teu roteiro! Focou mais nas praias, o que é um grande desejo meu! Kkkk Escolhi ficar do lado do Golfo da Tailândia mesmo e, talvez, ir somente à Phi Phi do lado do Índico, ainda não sei. Eu li sobre o cruzei em Ha Long e dizem que é fantástico, mas ainda não decidimos sobre ele, é mta coisa pra conhecer em pouco tempo Pro pessoal que não conhecia Kho Pha Ngan, é a terra das festas, não tem só a Full Moon, tem a Half Moon, Black Moon e muitas outras festas menores, mas sempre badaladas. O público é do mais variado, e dizem que é o point jovem da Tailândia - apesar de todos serem.
  6. Vou utilizar uma mochila de 60L tbm. Acredito ser melhor, até pq vou acabar passando noites em trens e ônibus, e não quero deixar a bagagem correr risco... Me deixe informado sobre sua viagem e vamos nos comunicando! Qualquer coisa, meu fb é esse: https://www.facebook.com/eduardo.capuanonery
  7. Entendi! Eu até procurei por reboques na internet, mas não achei nada significativo. Ainda estou iniciando no mundo do cicloturismo e tal. Por enquanto, bicicleta só facul-casa rs! Mas planejo começar em julho/15 alguns trechos com MB pelo Centro-Oeste ou Sul, aí to pesquisando aos poucos. Se puder me passar especificações de como encontrar um reboque adequado, eu agradeceria muito! Os que encontrei me pareceram estranhos e extremamente caros Obrigado!!
  8. Ah! Agora que vi que você tirou um dia de Chiang Mai. Deixei mais um dia na cidade por conta dos passeios para a fazenda de elefantes e para o Tiger Kingdom - que cá entra nós, não me parece mais tão atrativo - e pelo festival. A região, dizem os visitantes, tem muitos atrativos...
  9. Oi, Fernando! Já estava sentindo falta desse tópico! Kkkk Quanto ao lance dos vistos: acredito que seja possível tirar na hora, mas eu preferiria ir com pré-cadastro já por segurança. Me deram dicas de levar as fotos tbm, pq me parece que eles n tiram na hora! Melhor dar uma olhada nos sites das embaixadas. Hospedagem: minha sugestão seria reservar agora em locais avaliados que não cobram pela reserva e, caso encontre um mais barato no destino, apenas cancele. Me parece que existem vários hostels e hoteis na indochina que não cobram reserva e nem cancelamento, basta dar uma olhada no tripadvisor. Também vi uma dica interessante de uma colega que passou três meses pela américa do sul: ela dava uma olhada em 5 ou 6 locais para se hospedar em cada parada, anotava os dados, endereços e preços, criava um "ranking" de preferência e, ao chegar, visitava os escolhidos; se estivesse mais barato que pela reserva on-line, ela se hospedava. A colega em questão levava o dinheiro da reserva on-line (com um pequeno excedente para eventuais aumentos de diária e emergências) e, caso estivesse mais barato na hora, economizava a grana . Minha ressalva quanto à isso: o preço dos trajetos entre os locais de preferência. Indicaria isso para cidades em que você pudesse caminhar de um para o outro e/ou escolhesse locais próximos. Em Bangkok dizem que os hostels mais baratos ficam nas ruas que tangenciam a Koh San Road, e não na própria... Ainda não fui muito a fundo em hospedagem, visto que vamos só ano que vem, mas essas são as minhas dicas...
  10. Estarei acompanhando seu blog a partir desse momento! Haha Excelente iniciativa!!
  11. Adriana, você comentou que prefere reboque à alforjes. Há algum motivo em especial? Não fica mais puxada a pedalada? Estou iniciando no cicloturismo, e pretende fazer umas viagem por GO pelo ano que vem para me preparar para coisas mais longas.
  12. Sugiro que vá de avião da Espanha para a Itália, suba para a França, siga para a Inglaterra e depois volte para o Brasil, pois acredito que voos ITA - ING sejam mais caros que FRA - ING, mas há muito não acompanho tarifas aéres europeias.
  13. Trem e Avião, na Europa, são competidores de peso! Você encontrará preços acessíveis para os dois! Dependendo do orçamento, recomendo trens noturnos por economizarem uma noite de hotel. Existe uma categoria de companhia aéreas chamada de Low Cost. São companhia com passagens baratas e bagagens cobradas diretamente. Você não pode levar acima de um limite máximo - baixíssimo diga-se de passagem - e acaba pagando horroooores do excesso, mas se forem econômicos nas bagagens, as recomendo. Como RyanAir e AirEuropa. Uma outra dica: recomendo que reutilizem roupas, para facilitar a diminuição do peso, e deixam para comprar itens mais pesados no último destino. Para reutilizar roupas: as lavem no hotel mesmo, ou em uma das várias lavanderias europeias. Um site que compara tarifas aéreas mais útil que qualquer outro que temos o costume de usar no Brasil é o http://www.farecompare.com/ - Utilize-o para comparar as tarifas de companhias lowcosts na Europa. Trens costumam sair em um preço acessível, porém lhe tiram uma boa quantidade de horas. Serei sincero: não sou o tipo de viajante que prefere aviões à transportes terrestres, pois o avião te aproxima do seu destino, mas te afasta da realidade interiorana do país. Ônibus são confortáveis e às vezes param em alguas cidades por um tempo, mas ele te dá uma vantagem: vc pode fazer uma viagem pingada, parando em pequenas cidades que podem lhe proporcionar visitas muito ricas no caminho. Carro: recomendadíssimo se você estiver disposto a se estressar um pouco, gastar bastante dinheiro, mas ter a liberdade de ir e vir a qualquer momento! A maioria dos centros históricos europeus não aceitam carros transitando em seu interior, mas não se preocupe, para conhecer as cidades, sem dúvida, colocar o pézão na rua e percorrer tudo até ficar com bolhas é uma experiência muito mais cultural! Não sei se é a primeira viagem internacional de vocês então farei recomendações básicas: frascos não podem ter mais de 100mL e eles devem estar TODOS dentro de um saco transparente para a averiguação dos agentes do aeroporto. Alguns voos saindo do aeroporto do Galeão são mais baratos, então sempre pesquisem por lá. Alguns países tem um Health Control para a vacina contra a febre amarela. Minha primeira ida a Europa não foi socilitada, já na segunda - fui durante o surto de H1N1 - me pediram, então é bom dar uma olhada nessas especificação. Não é necessário nenhum tipo de visto para percorrer a União Europeia, mas é extremamente recomendável que você leve algum tipo de documento que comprove sua intenção de voltar para o Brasil e sua capacidade de sustento durante os dias de estadia. Valência é uma cidade linda, assim como Sevilla e, ambas, representam uma Espanha diferente da Madrileña e da Catalã.
×
×
  • Criar Novo...