Ir para conteúdo

LF Brasilia

Colaboradores
  • Total de itens

    727
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    7

Tudo que LF Brasilia postou

  1. @Dayanafda , será mesmo que está sobrando tempo? E os deslocamentos? 6 dias para 3 cidades na Itália (incluindo os deslocamentos entre elas) me parece pouco. Você pretende voltar a partir da Grécia? Provavelmente vai voltar a partir de alguma cidade em outro paísda Europa, e aí tem o deslocamento também.
  2. Diego, minha ideia em sugerir os relatos foi justamente essa: quanto mais você conhecer o contexto/as pegadinhas/as piores e melhores empresas, menos vai ficar dependente das habilidades de comunicação. Mas é um risco que sempre existe, até porque sempre é possível que o cliente tenha que decidir alguma coisa ali na hora.
  3. @Diogo Souza Fontes , dê uma olhada nos relatos da África do Sul. Muitos viajantes alugam carro e normalmente os relatos têm boas dicas. Por exemplo, este aqui: https://www.mochileiros.com/topic/78774-africa-do-sul-“at-your-own-risk”-–-joburg-kruger-park-capetown-e-muito-mais/?page=4
  4. @Alexandre Handfas , recomendo também que você leve alguma coisa para repor eletrólitos, por causa da perda na transpiração. Teve uma participante do meu grupo que passou mal com início de desidratação e foi ajudada por outra viajante que levava umas cápsulas de sais minerais. Ainda sobre deficiência de nutrientes... no meu caso coincidiu que fiz um check up pouco depois da volta e os exames de sangue apontaram deficiência de zinco. Esse mineral é mais consumido pelo organismo em situações de atividade física intensa, e agora estou fazendo reposição.
  5. Fiz o Monte Roraima recentemente, sem experiência prévia em trilha, faço a atividade física trivial urbana (caminhada e academia) e paguei carregador (ops)... Vou dar meu depoimento: O primeiro dia foi tranquilo. No segundo tem uns trechos mais íngremes e depois de subi-los eu sentia o coração mais acelerado, tendo que parar pra dar aquela descansada e beber água. Não tem lugares com sombra. Mas eu diria que esse dia também foi tranquilo. O terceiro dia é o ataque ao MR. Trilha em mata fechada, é preciso ter as mãos livres para abrir caminho e se apoiar em troncos de árvores. Es
  6. Que aventura, Diego! Senti frio só de ler essa última parte. E a foto 10.1 dá bem uma ideia do vento... o cabelo do Matheus está parecendo um efeito de Photoshop!
  7. Que legal, @Rafael W Ferreira ! Não temos muitos relatos sobre o Semi-árido por aqui, e pelo visto a viagem foi ótima! Você acha que teria ficado muito complicado fazê-la de transporte público? As cidades são bem conectadas por linhas de ônibus, ou só aqueles pinga-pinga que passam de vez em nunca? Espero que suas amigas tenham conseguido/consigam logo outra colocação. Demitidas logo depois da formatura? Aff...
  8. @Eliana Costa de Oliveira : Frankfurt é uma cidade moderna e polo de negócios. Do ponto de vista turístico, dizem que não tem muito o que fazer por lá. De qualquer forma, se você viajar pela Lufthansa e fizer um stopover, aí pode pesquisar atividades para fazer durante esse tempo. Seria aquela história: já que vai passar por lá, né... Se bem que acho pouco provável, já que a Lufthansa costuma ser uma das aéreas com os voos mais caros. Da Alemanha estive somente em Berlim (final de semana) e em Göttingen, onde fiz um curso. É uma cidade universitária com um centro bonitinho de casas e
  9. @Eliana Costa de Oliveira , os outros participantes já deram ótimas ideias sobre o percurso. E sim, é importante definir as cidades. Principalmente no caso da Alemanha, que é um país mais extenso em território. Uma coisa é você passear em Colônia ou Bremen (mais a oeste, perto da Holanda), podendo sair de Amsterdam via terrestre. Outra coisa é explorar, digamos, Berlim ou Dresden - e aí o avião seria o melhor meio de transporte. Ou ainda a região da Baviera, ao sul e mais perto da Suíça no percurso que você deseja fazer. O importante é você evitar percursos doidos em ziguezague. Assim voc
  10. @Eliana Costa de Oliveira , você chegou a simular os preços das passagens aéreas? O ideal seria aproveitar os deslocamentos que você será obrigada a fazer. Ex: se sair mais barato comprar passagem desembarcando em Amsterdam, já ficar na Holanda em vez de pegar um voo para outra cidade europeia e depois voltar à Holanda. Outra coisa: em que época do ano você pretende ir? Que tipo de atividades você prioriza nas viagens? [Ex: lugares históricos, esportes - quais?, etc] Sugiro também pedir à administração para tirar este tópico do fórum "Alemanha" e migrá-lo para esta seção: https:
  11. @Matheus Morcinek , por que você não faz o retorno para o Brasil a partir de Budapeste? Essa viagem a Praga só para pegar o avião me pareceu desnecessária. Quando você pergunta: "com exceção da hospedagem e transporte", você se refere a todo o transporte interno? Ou só as passagens aéreas do/para o Brasil? 50 euros por dia vai ficar apertado em cidades mais caras (ex: Viena e Amsterdam) e possível (mas sem luxos, talvez meio no aperto também) em outras cidades. Se desse orçamento for preciso ainda pagar as passagens, aí já complica. Uma opção em alguns casos seria viajar de ônibus em
  12. Pessoal, nem todos os posts aqui no Mochileiros estão atualizados sobre o tema "bagagem de mão em low cost". A Ryanair está cobrando pela bagagem de mão. Às vezes compensa mais despachar. https://observador.pt/2018/10/29/ryanair-a-partir-de-novembro-levar-bagagem-de-mao-custara-mais-6-euros/
  13. @dinhag , esse orçamento inclui a hospedagem? Ou essa parte você já acertou?
  14. Em relação a Zurique, teria que ver realmente o que você gostaria de fazer lá. Março é um mês de tempo imprevisível. Se você quer ver neve, é possível que nem consiga (ou que ela esteja derretendo); se quer ver céu azul, é possível que também não. Se a ideia é fazer programas a céu aberto na cidade ou no entorno, é possível que você gaste uma grana (já que a Suíça é cara) e não consiga fazer nada. Melhor priorizar outras cidades.
  15. @Dion Cunha , esse é um ponto importante: - quando a empresa aérea vende essa combinação e o passageiro perde o segundo voo, ela tem a responsabilidade de realocar o passageiro - e, dependendo do tempo que ele ficar "de molho", ainda paga hospedagem e alimentação. - Os sites buscadores (Submarino, Decolar, etc) montam suas próprias combinações de voos buscando minimizar o preço total. Mas nem sempre essas combinações são comercializadas dessa forma pela empresa. Muitas vezes o cliente acredita que comprou tudo na mesma passagem, mas na verdade comprou dois bilhetes separados. S
  16. @Dion Cunha , essa combinação de voos foi vendida pela própria empresa aérea? Ou foi montada num buscador? Acho um absurdo quando as empresas fazem esse tipo de coisa. .. certamente você poderia ter sido encaixado em outro trecho nacional. Mas enfim, é como o pessoal expkicou. :s
  17. Scheu, outra coisa: a comprovação de descender de nacionais é um dos requisitos para você obter a cidadania originária do país dos seus antepassados, e vai depender das regras desse país. Uma vez sendo cidadã, você cumpriria os requisitos para viver no país em questão, votar, etc. Ex: a pessoa recebeu registros de "overstay" em seu passaporte brasileiro, mas aí obtém cidadania italiana e quer morar na Itália. Ele é italiano. Como o governo vai impedir um cidadão seu de viver lá? Mas como o Luka escreveu: essa solução (obter cidadania, se for o caso) não anula o problema do overstay
  18. @Sheu , dê uma olhada no item 13: http://www.exteriores.gob.es/Consulados/SAOPAULO/pt/InformacionParaExtranjeros/Pages/Perguntas-frequentes.aspx O problema é que, segundo a informação do site, os trâmites para obter essa carta devem ser feitos no futuro país de residência... onde você tecnicamente não pode entrar. Se for possível fazer os trâmites na embaixada aqui no Brasil, poderia ser uma solução. Minha sugestão é que, após o casamento (se for no Brasil), você valide os documentos para o país em que vai residir (teria que ver com a embaixada os documentos necessários; essa "v
  19. @Meisson , você pode tentar um party hostel, tours guiados, pub crawl, etc. Quem viaja só não necessariamente fica só. A cena mais comum em viagens é ver mochileiros olhando uns para os outros com cara de curiosidade e logo começa um bate-papo. Porém... não exagere a ponto de perder a consciência, por uma questão de segurança mesmo. Principalmente se você viajar só.
  20. @Diego Minatel, sempre gosto de ver como você narra a experiência humana das suas viagens, a marca das pessoas que você encontrou pelo caminho. As fotos ficaram incríveis! E gostei da legenda da foto 2.5!
  21. @Jorge leal Carneiro , vejo que em vários dias vocês programaram sair para a estrada às 8 ou 9h... eu tentaria sair mais cedo (no máximo às 7h), pois assim reduziria o tempo de viagem com sol a pino e teria mais margem para eventuais imprevistos. Você tem ideia de onde pernoitaria no dia 22? Não entendi bem essa parte... vocês chegam a Foz às 14h do dia 22, fazem compras em Ciudad del Este e começam a viagem de volta no mesmo dia?
  22. @miriam.csn , nunca estive na Bélgica nem em Luxemburgo. Considerei mais pela localização mesmo. Sugiro que você dê uma olhada nos relatos. Tem pouca coisa de Luxemburgo. No caso da Bélgica, vejo muita gente fazer Bruxelas + Ghent (esta última como bate-volta); nem sempre os foristas falam desse roteiro com tanto entusiasmo (no que depende dessa avaliações, a impressão que tenho é que deve ser aquele "certinho meio sem graça")... tem outras possibilidades ainda, como Antuérpia (também na Bélgica), que é um importante centro de comércio, e o norte da Alemanha (Bremen, Hanover, Colônia...)
  23. @miriam.csn , as duas ficam meio contramão no seu roteiro. Como você pretende se deslocar? Avião low cost? [Nesse caso um critério pode ser o preço e horário dos voos, hehe] Você não teria interesse em substituir essas cidades por, digamos, Bruxelas ou Luxemburgo? Quais os motivos que levaram você a incluir Praga e/ou Viena no roteiro? Referências históricas? Gastronomia? Etc (para saber mais sobre seus focos de interesse). Você gosta de vida noturna? Das duas, estive somente em Viena. É uma cidade com atrativos históricos interessantes e um ar monumental. Os preços são puxados,
  24. Obrigada pelo relato, @Fe Sugimoto! Detalhado e objetivo ao mesmo tempo. Triste por algumas situações desagradáveis que você passou... ainda bem que no final deu tudo certo!
  25. Realmente o tempo necessário em Brasília vai depender muito dos seus interesses. Além das dicas do StanlleySantos, eu sugeririria: - SQS 308 (a "quadra modelo"), passando pela igrejinha de Fátima - que é logo ali. Essa quadra é considerada uma das mais fiéis ao projeto original da cidade. - Um passeio de metrô até Águas Claras, se você quiser conhecer uma Brasília mais verticalizada; - o CCBB é bem legal também. Antigamente eu via uns ônibus gratuitos indo da região central para lá. Não sei se ainda estão operando. A torre de TV muitas vezes fecha para manutenção, mas a fei
×
×
  • Criar Novo...