Ir para conteúdo

xmday

Membros
  • Total de itens

    19
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

2 Neutra

Bio

  • Ocupação
    Engenheiro
  1. Olá amigos Nesse curto post, vou resumir a dica de como fazer a visita à usina de Itaipu pelo lado paraguaio a custo zero, já que eles não cobram absolutamente nada. Eu já fiz a visita à Itaipu do lado brasileiro em 2012 (na época 20 e poucos reais) e em 2019 retornei à Foz do Iguaçu. Me assustei com o aumento do preço (42 reais) e resolvi pesquisar como ir na Itaipu paraguaia, já que ia passar um dia em Ciudad del Este. É muito fácil ir à Itaipu paraguaia, mas antes pesquise os horários das visitas no site: https://cti.itaipu.gov.py/es/node/20 1. pegue o ônibus internacional que faz Foz do Iguaçu x Ciudad del Este. Desça próximo do ponto final e vá ao micro terminal de ônibus urbano de Ciudad del Este O terminal é pequeno e há muitos ambulantes dentro vendendo de tudo, rs. https://www.google.com/maps/place/Terminal+Bus+Urbano/@-25.5101438,-54.6162558,16z/data=!4m8!1m2!2m1!1sterminal+ciudad+del+este!3m4!1s0x0:0xd2de0bcc4d38d8f4!8m2!3d-25.5101438!4d-54.6162558 2. pegue um ônibus para Hernandarias. O boleto custa 3000 Gs (cerca de 2 reais). O ônibus vai fazer +/- o percurso abaixo. Calcule pelo uns 45min de deslocamento (ônibus + caminhada) + o tempo de espera do ônibus para Hernandarias. Desça no ponto de ônibus do lado oposto ao posto de gasolina da Petropar (o ponto de ônibus da volta fica colado ao posto). Aguardamos uns 10min apenas para pegar o ônibus e o deslocamento durou menos de 30min. Ponto onde vc vai saltar: E o ônibus segue para Hernandarias.... 3. caminhe 650m até chegar no centro de recepção de visitantes da Itaipu paraguaia Só seguir as placas Chegamos 4. Para voltar, pegue o mesmo ônibus no ponto colado ao posto de gasolina Petropar Aproveito para protestar sobre o alto custo da visita à Itaipu brasileira rssss
  2. Gastos Rio para Sta Cruz pela Gol: 16k milhas + uns 120 reais de taxas, passagem comprada em janeiro Vôos internos na Bolívia: cerca de 300 reais Comida, hospedagem e passeios: cerca de 450 dólares Total => cerca de 1500 reais Sta Cruz Achei o aeroporto Viru Viru top, pequeno mas bem organizado. Não fui incomodado em nenhum momento, sem assédio de taxistas. Tem wifi liberada. O micro para o centro fica parado em frente, logo na saída. Linha 153. Custou 6bs. Fiquei no Hostel Loro Loco, reservado via hostelworld. Comi o famoso Pacumuto por 36bs numa boa churrasqueria: Descobri o shopping Ventura Mall novo, grande e lindo (fica no 4o anillo), muita loja de marca mas achei tudo caro. Passeio pelo centro incluindo a praça central. Enfim, Santa Cruz não tem muito o que fazer! (ou então não achei) Mas foi um bom início. Sta Cruz para Sucre: entre 12hs de ônibus ou 30min de avião, fiquei com o segundo. Comprei um vôo por 294bs pela BoA dias antes do embarque (parece que é preço fixo independente da antecedência). Gostei da BoA, vôo saiu um pouco atrasado mas o avião estava em bom estado e bem limpo. Táxi Hostel Loro Loco até o Viru Viru por 50bs (inicialmente pediram 60bs). Não há mais aquela taxa de 15bs do aeroporto. Havia o seguinte aviso: Para os aeroportos de La Paz, Cochabamba e Santa Cruz a taxa aeroportuária está incluída no bilhete a partir de 03/03/2014. Sucre Fiquei na casa de uma prima e juntos visitamos alguns museus no centro, o mirador da cidade e o cemitério (muito interessante, parece com o da Recoleta em Bs.As.) Fomos também nos mercados central e campesino. Tem que comer as saltenas e sta clara no El Patio. Comi também o Pique a lo macho em um bom lugar por 48bs. De Sucre para Potosi Ônibus Trans Villa Imperial +/- saiu 15min atrasado e custou apenas 20bs. Viagem durou cerca de 3:30 com paisagens lindas. Estrada asfaltada. Potosi Preparar para altitude pq em Potosí é 4200m. Me hospedei no Hostel Koala, 50bs por um quarto coletivo sem reserva mesmo. Passeio na praça central pela noite, maravilhosa, muitas luzes, linda. Café da manhã top, muito bom. Comprei o tour para as minas na Cristal Tours por 70bs (barato!). Infelizmente eles atrasaram e só chegamos na mina por volta das 10hs. Emprestaram todo o equipamento. Passeio difícil ok? (como já disseram aqui). Cerro rico: O passeio terminou por volta das 13hs. Todo mundo saiu imundo! De Potosi a Uyuni paguei 30bs no ônis, saímos 14:30 e chegamos por volta das 18:30. Uyuni Fui ao Hostal Vieli, também sem reserva. Fica na calle Sucre perto da esquina com Colón. Quartos individuais pequenos por 50bs. Banheiros coletivos mas bons. Negativo: não havia café da manhã. Lembrar de comprar a passagem de Uyuni para La Paz (ou qualquer outro lugar) antes de sair para o salar! Passeio no salar Comprei com a Empexia por 700bs (chorei um desconto de 50bs) que era uma das poucas que não vi reclamações. Mas quando chegou o dia nos colocaram num carro da Tours y Bol. Ou seja, não adiantou escolher. Carro razoável, ótimo motorista, que também era o cozinheiro. Cemitério de trens (divertido mas nada demais), o salar (muito legal), isla del Pescado (não paguei para subir pq achei chato). Comida bem saborosa. Não fiquei com fome em momento algum (os biscoitos que levei sobraram). A 1a noite no hotel de sal foi boa, quartos coletivos e cama razoável com várias cobertas. Mas que hotel rústico/tosco! Hahahaha O banheiro era uma droga, muito ruim. Para água quente tinha que pagar 10bs. Levar também papel higiênico próprio. A dica que deram aqui dos lenços umedecidos também é ótima. Levar também óculos escuros, protetor solar e labial e (claro) roupas de frio e 1 garrafa água. Na boa: sacos de dormir, muitos lanches, muita água... não fez falta. Como já disseram aqui, proteja sua câmera e baterias do frio. As minhas baterias chegam a durar só a metade se eu as deixo no frio. Café da manhã com pão, manteiga, geléia, nescafé, leite em pó, achocolatado e chás. O 2o dia (lagunas e arbol de piedra) foi complicado. Muita poeira mesmo. Estrada de terra ruim, o carro balançava muito. O hostel que fiquei era em frente à laguna colorada. Sem tomadas elétricas (só tinha luz), custava 5bs para recarregar celular e 10bs banho quente. Hostel bem melhor que o 1o porém chuveiros em outro prédio que não estavam funcionando! Claro, quartos também coletivos. Antes de dormir, aproveite para olhar para o lindo céu estrelado (se suportar o frio!!) 3o dia foi terrível: acordar 4:30 não foi fácil com o frio de morrer. Fomos aos gêiseres, muito legal! Depois para lacuna verde que não estava verde (disseram pq não havia vento). Depois rumo à fronteira chilena. Paramos no controle boliviano, quem ia pra San Pedro desceu e voltámos rumo à Uyuni. Muita poeira no caminho, estava chorando barro e cuspindo tijolos. Sinceramente? Dava para fazer esse passeio em 2 dias, bastando sair cedo no 1o dia e chegar mais tarde no 2o dia! Chegamos em Uyuni por volta das 16:30. Procurei um baño/duchas público e achei na própria av. Ferroviaria. Custo: 10bs. De Uyuni para La Paz pela Panasur, paguei 120 bs e o ônibus saiu 20hs, chegando por volta das 6:30. Viagem horrível, apesar do ótimo ônibus: estrada de terra e muitas curvas. Quase não dormi. La Paz Fui direto para o hostel (Wild Rover), táxi da rodoviária por 15bs (mas peguei na rua, não em frente). Deixei a mochila no depósito, tomei café no próprio hostel (que é simples: café, leite, chás, pão, manteiga e umas geléias). Passeio pela praça Murillo, mercado de bruxas, igreja são francisco, etc. Seguindo as dicas daqui queria fechar o passeio de bike na Barro Biking. Paguem 450bs (10% de desconto) pela bike dupla suspensão, com direito a CD e camiseta. Comprei também um city tour (60bs) e a luta livre das Cholitas em El Alto por 50bs (somente aos domingos). Já estava cansado de altitude e montanhas por isso cortei Chacaltaya. Queria ir ao Tiwanaku mas tb cortei só tinha o domingo e não chegaria a tempo para ir na luta livre. O city tour passou pelo Valle de la Luna e ali fica parado por 20 min (entrada = 15bs). Notei que há vários micros que passam ali, então parece fácil ir/voltar por conta própria. No dia seguinte, domingo, luta livre das Cholitas. O onibus saia 15:30 (de fato só saiu quase 16:30), chegamos na arena em El Alto por volta das 17:30, já escurecendo. A luta é muito divertida, todos deram boas gargalhadas: Dia seguinte passeio de bike e a Barro Biking pisou na bola: o horário de saída era 7:30 e só passaram no meu hostel 9:00 (liguei várias vezes para eles pq jurava que tinham me esquecido). Ao chegar o funcionário se desculpou e explicou que houve problemas, blá, blá... mas quando chegamos (cerca de 1hr depois) a La Cumbre ainda tinha outras agências também chegando. Equipamento fornecido é bom (mas não novo), deu pro gasto. La Cumbre é lindo, paisagens belas com um pouco de neve. Passeio muito radical, adrenalina total, tombos iminentes, necessário ter juízo senão pode até morrer! Olha aí: O passeio acaba por volta das 15:00 num hotel, onde ficamos enrolando até eles lavarem as bikes, embora eles digam que é tempo pra ir na piscina - sabe de nada, inocente . Último dia, acordei cedo e voei La Paz p/ Santa Cruz pela Amaszonas. Paguei cerca de 650 bs comprando com umas 2 semanas de antecedência. Para fazer o checkin, ter em mãos passaporte/identidade e o cartão de crédito usado na compra. Táxi Hostel Wild Rover até o Aeroporto El Alto por 60bs (inicialmente pediram 70bs). O avião é um bombardier que estava limpo e em bom estado: Bagagem em mãos, tem uma funcionária que verifica a bagagem com o cartão de embarque (ótimo!). Fiz hora em Viru Viru aguardando meu vôo Gol para o Brasil. É isso aí. Abs! Bolivia, um belo país! Bolivianos, um povo fraterno!
  3. Entendi Ana... obrigado pela resposta. Li por aqui que alguns hotéis do salar sofreram uma reforminha e a coisa ficou um pouco melhor. Queria ter certeza que pagar mais caro daria um pouco mais de conforto.
  4. xmday

    La Paz

    que vídeo legal!!
  5. Ana Cristaldi 87, poderia explicar a diferença entre o tour de 800 bolivianos e o de 600 da Sandra Tour? Como saber diferençar? quais perrengues o pessoal de 600 passou? Agradeço muito pois li vários relatos horríveis por aqui de "hotéis" muquifos e muita gente escreveu dizendo que não havia diferença entre pagar mais caro ou mais barato, todos eram uma droga.
  6. 1 dias se for visitar Jésus e Trinidad (que é a maior e tem show noturno gratuito - mas só em uma época do ano). Acho que precisaria de um outro dia para visitar as ruínas San Cosme y Damián (não fui). Qdo fui não havia guia nas ruínas paraguaias, só nas argentinas. QQ coisa veja meu relato: 10-dias-cataratas-iguacu-ciudad-del-este-asuncion-ruinas-missoes-jesuitas-argentina-e-paraguai-t79208.html
  7. Acho que 1 dia em cada país basta para conhecer as ruínas... se for visitar as ruínas de San Cosme y Damián aí deve precisar de mais tempo já que longe. Posadas é maior, o centro da cidade tem umas coisas legais de ver.
  8. Agradecimento Usei muito tópicos aqui para montar esta viagem. Agradeço a todos que postaram informações úteis, principalmente nos seguintes tópicos: 8-dias-em-foz-do-iguacu-e-vizinhancas-parte-3-ciudad-del-este-t68188.html paraguay-assuncao-e-encarnacion-e-cataratas-viagem-super-economica-9-dias-menos-de-r-600-00-t53829.html http://somaisumacoisa.wordpress.com/2010/06/15/assuncao-paraguai/ http://www.projetolatinoamerica.com.br/resistenciaasuncion/ http://www.viajenaviagem.com/2010/02/pra-la-de-iguacu-missoes-paraguaias-e-argentinas-por-dani-s/ missoes-jesuitas-perguntas-e-respostas-t20763-30.html bate-volta-cataratas-do-iguacu-bra-cataratas-del-iguazu-arg-t66107.html Roteiro Foz do Iguaçu - só passagem Ciudad del Este - compras + passagem Asunción - 3 dias para visita Encarnación - passagem Posadas - 1 dia para ruínas argentina Encarnación - 1 dia para ruínas paraguai Ciudad del Este - manhã para compras Puerto Iguazú - 2 dias para visita e Cataratas Foz do Iguaçu - 2 dias para Itaipu e Cataratas Resumo Asunción Cidade uns 20 a 50% mais barata que no Brasil. Achei meio sem graça, mas achei seguro. Ruínas argentinas Há bons guias mas só San Ignacio Míni compensou. O passeio noturno é pago a parte mas no Paraguai é de graça. Ruínas paraguaias Não há guia. Trinidad é show e o passeio noturno é de graça (quinta a domingo). Ciudad del Este Achei tranquilo andar e comprar. Qualquer um acostumado com centro de cidade grande não deveria se assustar com o movimento. Só tem muito vendedor de suco, cueca, chapéu.... que ficam te oferecendo na rua. Puerto Iguazú Cidade menor, hospedagem mais barata e comida normal. A dica é trocar dinheiro no Paraguai que a cotação é "blue". O transporte e a entrada das cataratas argentinas são mais caras mas tem mais coisa pra ver. Foz do Iguazú Cataratas brasileiras também são legais mas dá pra visitar em uma manhã. Pra fazer o passeio panorâmico de Itaipu é melhor fazer do lado paraguaio que é de graça. Detalhes Quinta - 31/01/2013. Foz Parti de tarde para o Aeroporto Galeão. Custo BRL 12,75 (onibus normal + frescão). Cheguei ainda durante o dia a Foz. O ônibus para o centro para praticamente em frente ao aeroporto. Como não conhecia a cidade reservei um hostel perto do TTU (terminal urbano). Desci lá e andei umas 3 quadras apenas. Hostel e Pousada El Shaddai. Custo = BRL 35. O hostel é misturado com uma pousada. Fica muito próximo ao terminal de onibus urbanos (TTU). O quarto tinha 5 camas (não eram beliches), TV e ar condicionado, mas não havia armário. Havia apenas um banheiro para 4 quartos. Como havia poucas pessoas não foi problema, mas poderia ser se houvesse muitas pessoas. O café da manhã foi muito bom, frutas, pães, presunto, queijo, etc. Sexta - 01/02/2013. CDE -> Asunción Fui para CDE cedo. Custo = BRL 3,60. A diferença de 1h entre Brasil e Paraguay, então cheguei cedo lá. Desci na imigração para carimbar o passaporte porque ia ficar no PY. Fui direto pra uma casa de câmbio. Escolhi a CAMBIOS CHACO pq já tinha mandado e-mail perguntando as cotações. Troquei por USD (para comprar as coisas), PYG (cotação 1940) e ARS (3,30). Ou seja, fica aí a dica: se forem na AR, comprar ARS no PY que a cotação é “blue” (paralela) Comprei uma câmera nova pra viagem. Não achei tão bagunçado como diziam. Qualquer um acostumado a grandes centros não deve estranhar tanto. Só tem muitos vendedores te oferencendo bebibas, meias, cuecas, etc. nas ruas. Peguei outro onibus e fui pra Terminal de CDE. Os ônibus urbanos no PY são na sua maioria bem velhinhos. Mas há bons ônibus de larga distância, inclusive 2 andares como na AR. Lá comprei um boleto pra Asunción. Custo = PYG 65k (La Santaniana). Me disseram que era direto mas era pura mentira, parou muito mesmo no caminho, muitos vendedores oferencendo coisas, uma bagunça. Depois descobri que todos dizem que é direto, a única maneira de descobrir é comprando o boleto mais caro. Parece que a Nuestra Señora de la Asunción tem mais onibus diretos. Após umas 7h de viagem (para 350km de muitas retas), cheguei em Asunción. Numa rua perto da Terminal peguei um coletivo que ia pro centro e me deixou praticamente na porta do hostel. Boleto custou PYG 2100. Black Cat Hostel Custo = USD 13.90 (quarto pra 8 com ar condicionado, que é vital pq estava muito quente) Good location (downtown), very nice staff. But breakfast wasn't that great, just bread, butter, coffee, milk, yogurt and artificial juice. There's a cat but it isn't black (actually it was white and black). Sai pra dar uma volta, há vários bares e restaurantes no centro, vi até pubs e boates. Tive uma sensação grande de segurança pois havia polícia praticamente em todo o lugar. Sábado - 02/02/2013. Asunción Fui cedo ao Museo del Barro mas estava fechado para reforma (no site não dizia nada). Aproveitei que estava nessa região da cidade e fui ao Shopping del Sol, lá há lojas de várias marcas. Comprei tênis que estavam mais baratos que aqui no BR (como era de se esperar...) Almocei e voltei pro hostel pra dormir pois durante a tarde fez um calor absurdo. Queria passear pela região (lá é perto do barrio Carmelitas), há muitas mansões e tudo é bonito, mas com aquele calor não deu. Passei no Turista Roga (fica na calle Palma ou Estrella) mas não vi nada que me interessou pra fazer. Andei mais para conhecer e passei num mercado pra comprar lanche. Há um refri local Pulp que é gostoso, tomei o de pomelo e naranja. Domingo - 03/02/2013. Asunción Fui nos museus: La Estación de Ferrocarril - PYG 10k Centro Cultural da República e Museu do Cabildo - gratuito Palácio de Los lopes - só por fora pois estava fechado. Almocei e fui dormir. Lá pelas 19hs fui pro Passeo Carmelitas, estava bem vazio, fui comer no TGI Fridays, custou PYG 70k. Quando fui embora, por volta das 21:30, esperei mais de 30 min e nada de ônibus. Tive que voltar de táxi, que durante à noite cobrarm 30% mais caro. Segunda - 04/02/2013. Asunción Fui visitar a Casa de la Independencia (gratuito). Pedi no hostel para ficar até a noite (pq o check out era 12hs) e deixaram sem problemas. Almocei num restaurante simples mas que tinha churrasco por G$ 10k, muito barato. Ele fica na quadra das calles Palma com O´Leary. Voltei pro hostel pra dormir. Depois lanchei e parti pra Terminal mas só tinha onibus para Encarnación 00:30. Viajei de La Encarnacera a G$ 85k e desta vez o onibus foi direto mesmo. Fiquei lá esperando e novamente me pareceu tudo muito seguro e ninguém te importunando. Só uma vez passou uma senhora vendendo bala mas sem ficar enchendo. Terca - 05/02/2013. Encarnación -> Posadas Cheguei em Encarnación umas 5:30, ainda estava a noite e estava um pouco frio! +/- 20° o que era frio perto do que fazia em Asunción. Como nao levei agasalho até bati os dentes, hehehe... Em frente á Terminal de Encarnación se pega o colectivo que vai a Posadas, custou PYG 7k ou 8k, nao lembro. O dia foi amanhecendo e fomos avancando, quando chegamos na bela ponte estaiada (puente internacional) comecou a haver fila de veiculos... e era cedo. Bem no início fica a imigracao paraguaia, acho que era para eu ter descido e passado lá mas nao fui! Ou seja, esta indo pra Argentina sem ter saído do Paraguai, potencial de dar merda enorme... mas nao deu... A imigracao argentina é toda correta, param tudo e todos. Aí entendi pq pareceu que esta ponte é mais congestionada que a ponta da amizade... Havia um onibus esperando as pessoas (nao sei se era o mesmo que eu estava), subi e continuamos. Estava com o mapa de Posadas e consegui me localizar bem, saltei no centro mesmo e fui andando até o hostel. Cheguei por volta das 8hs e perguntei se já podia deixar minhas coisas, etc. o dono deixou de boa. Ruínas Santa Ana Tomei banho e arrumei a tralha, fui tomar um colectivo pra ir na Terminal de Omnibus (21, 24 ou 28). Passou um rápido, chegando lá fui tomar café. 1 empanada com café con leche, 14 pesos (achei meio carinho...) Comprei um boleto pra ir pra Santa Ana, comprei na Rio Uruguay por ARS 18 mas muitas empresas fazem este percurso. Todos onibus confortáveis, de 2 andares. Falei pro fiscal do onibus que ia saltar pra ir nas ruínas e deu +/- 1hr de viagem. Ele me avisou direitinho e saltei em um ponto de onibus perto do acesso da cidade. Aí eu quase me perdi feio pq continuei andando no sentido do onibus, entrei perto de um posto da YPF e vi uma estrada que achei que era a que ia pras ruínas. Sorte que perguntei pra confirmar e me avisaram que estava indo pro lado errado, era pra eu voltar (ou seja, voltar até o ponto de onibus que saltei e continar andando até ver uma estrada) Perdi uns 40 minutos na brincadeira que sob o sol escaldante foi fogo... levem chapeu, óculos e protetor!!!! A dica entao é que a estradinha que vai pras ruínas ficam ao lado de uma fábrica de yerba mate! Ali entrando andei uns 20 minutos e cheguei. A entrada para latinoamericanos custo ARS 60. As ruínas estao bem acabadinhas mas a guia foi muito boa. O roteiro durou +/- 1hr. Fiz amizade com 2 francesas e elas falaram que havia um colectivo local pra San Ignacio 12:30. Fomos pegá-lo, atrasou um pouco mas passou. Custo = ARS 8, durou +/- 45min. No meio do caminho ele desviou e foi a Loreto. As francesas disseram que as ruínas de lá eram ainda piores que Santa Ana entao nao quis parar. Descendo em San Ignacio fomos almocar (lá os restaurantes pareceram mais caros, minha comida ficou em ARS 49). Me despedi e fui pras ruínas, essas sim estao bem conservadas. Mas o calor estava de matar, sob o sol devia estar uns 45°, muito quente, mas na sobra estava suportável pq ventava fresco. Apresentei o boleto e fui direto pra visita, que durou também +/- 1hr. Depois fiquei um bom tempo, tirando fotos, descansando... Lá pelas 18hs fui embora. Perguntei sobre o jogo de luzes noturno que há em San Ignacio, mas era pago a parte e custa ARS 60 também! Deixei pra lá. Fui andando até a terminal que fica fora da cidade, do outro lado da ruta. Lá comprei um boleto pra Posadas pra um onibus que passaria em 20 minutos. Custo = ARS 23. Também era Rio Uruguay, a viagem durou talvez 1:30 e houve servico de bordo! Chegamos na terminal de Posadas, peguei um colectivo (ARS 3) pro centro, comi e fui pro hostel. Hostel Vuela el Pez Foi o único hostel que achei, estava muito vazio, o café da manhã era bem fraquinho e não era tão barato (ARS 85) Quarta - 06/02/2013. Posadas -> Encarnación Passeio centro de Posadas durante a manhã. Aproveitei a manha pra passear, tentei ir a alguns museus mas não achei (apesar de estar marcado no mapa). Visitei a praça da Cadetral e a Cadetral, que são bonitas. Almocei, voltei pro hostel, arrumei minhas coisas e parti para o PY. Chegando na imigração paraguaya o agente viu que não tinha o carimbo da saída, ele não encrencou e disse para fazer a saída quando saísse do PY. Reparei que há muito comércio en Encarnación perto da fronteira com a AR. Disseram que se encontra de tudo, mas a zona franca em CDE é maior. Fui pro hostel relaxar e dormir (pra variar, muito calor). Lá pelas 18hs fiz amizade com os colegas de quarto e fomos passear na praia (praia de rio). Bem bacaninha e cerveja a um preço bom (garrafa de 600ml da Brahma a PYG 6k). A noite teve assado (churrasco na grelha) no hostel, custo PYG 20k. A carne paraguaya é boa, mas não diria que é melhor que a nossa. Kerana Hostel A nice hostel, everything brand new, building, furniture, etc. Kitchen well equipped and good breakfast, including natural juice and fruits. The price was a little high but worth given the good qualities of the place. Quinta - 07/02/2013. Encarnación Fiz um passeio pelo centro mas sem muita empolgação. Almocei cedo e fui dormir. Lá pelas 15:00 arrumei minhas coisas, fiz check-out e pedi pra deixar na recepção. Depois fomos (eu e mais outros 2 caras que conheci) pra Terminal pegar o ônibus para Trinidad (custo do boleto: PYG 10k). Segui a dica que peguei aqui, chegando lá fiquei perguntando quando seria o próximo pra Trinidad. Descemos no acesso a Jésus e lá havia um táxi coletivo. Há várias placas informando o caminho a serguir. Fechamos a ida a PYG 8k por pessoa. Visitamos as ruínas, que não é grande e não há guia. Custo = PYG 25k. Você fica sozinho andando, achei ruim. 45min foram suficientes para ver tudo. Voltando o táxi estava lá, fechamos a volta por PYG 10k por pessoa. As ruínas de Trinidad são incríveis. Muito grande e bem conservado. Fomos informados que haveria show de luzes e sons às 20:30 (de quinta a domingo). Meus amigos preferiram voltar mas fiquei passeando até dar a hora. O show de luzes e sons foi muito bom. Havia um guia, vestido de frei e tudo. Durou cerca de 1:30. Para voltar caminhei até a rodovia e fiquei esperando alguns ônibus para Encarnación. Um paraguayo me orientou a esperar perto de um posto de controle, que era iluminado e mais seguro. Cerca de 30 min de espera e peguei o ônibus (Beato Roque), custo = PYG 8k. Por dificuldade de acesso já tinha decidido de não ir nas ruínas San Cosme y Damián. Embora fiquei sabendo que lá há construções com teto. Não pude checar se procede. Voltei pro hostel, perguntei se podia tomar banho mesmo já tendo feito check-out. Me troquei, despedi do pessoal, passei numa lanchonete e comprei um lomito que tava muito bom (ou era a fome então...) e fui pra Terminal pegar o ônibus para CDE de 00:00. Sexta - 08/02/2013. CDE -> Puerto Iguazú Cheguei por volta das 6:00 na Terminal de CDE. Troquei alguns guaranis e lanchei (uns PYG 10k). Aproveitei e comprei uma guampa, bombilla e yerba para téréré (tudo por uns PYG 10k editado: custou 20k), tinha esquecido de fazê-lo antes mas achei os preços bons. Peguei o ônibus para Puerto Iguazú (PYG 10k) e pedi o boleto pq ia descer na imigração. Quando desci voltei pra zona franca para comprar mais umas coisinhas e voltei pra fazer a saída do país. O agente desta vez encrencou pq eu tinha entrado na AR sem sair do PY e disse que não poderia fazer nada. Ou seja, só tenho o carimbo de entrada no PY, não tenho o de saída. Tomei o colectivo pra Puerto Iguazú, entreguei o boleto que tinha, desci pra fazer a imigração na AR, sem problemas. Fui pro hostel que ficava perto da Terminal. Depois fui almoçar, não achei comida por menos de ARS 35. Choveu um pouco e estava mais fresco. Residencial Noelia Hostel Bom preço, diária a ARS 70, quarto para 6 com banheiro dentro e AR. Só achei a cozinha ruim. Sábado - 09/02/2013. Puerto Iguazú Saí por volta das 8hs pra pegar o onibus pras Cataratas Argentinas. Quase caí quando me disseram que o preço do boleto era ARS 30 (aumentaram em 01/01/2013, antes era menos de 10). Bom, está no inferno, abrace o diabo. A entrada para Mercosul estava ARS 90. Gostei do parque, organizado, sem muvuca, o trem dá um charme bacana. Como cheguei cedo, fiz os 3 percursos com calma e até repeti a garganta del diablo e pedaço do circuito inferior. O preço da comida estava justo, empanadas a ARS 9, sanduíches a ARS 30 e buffet a ARS 55 (acho). Voltei a Puerto Iguazú por volta das 17hs, fui ao hito 3 fronteras, muito bonito e bem feito. Comprei caixa de 12 alfajores das cataratas para recordação (ARS 25) Voltei e passei em um supermercado maior que havia visto para comprar alfajores "normais". Pra meu espanto várias gondolas esvaziadas e nem alfajor tinha. Fui então pro mini mercado de ontem e lá comprei lanche e os alfajores (caixa de 6 a ARS 22). Domingo - 10/02/2013. Puerto Iguazú -> Foz Acordei cedo, tomei café e fui pra Terminal pegar o ônibus internacional para Foz (custou ARS . A partir de agora é hora do Brasil (1 a mais que PY e AR). Cheguei ao Hostel Paudimar por volta das 10hs, deixei minhas coisas no guarda volume e fui procurar um caixa eletrônico do BB. Achei super perto, num posto da BR perto do MacDonalds mesmo. Depois fui em um supermercado (Super Max) também perto comprar água e lanche. Depois tomei o coletivo pras Cataratas (é o mesmo do Aeroporto) que custou BRL 2,90. Cheguei lá por volta das 11:30 e estava muito lotado... perguntei pra um funcionário quanto tempo ele achava que seria a espera e ele me disse talvez 1:30! Credo, horrível... sem contar que a fila esta à brasileira, ou seja, meio bagunçada. Desisti e deixei pra ir na segunda. Enquanto comia meu lanche aguardei o onibus pro TTU pra depois seguir pra Itaipu. Chegando lá, também fila e pouca organização, mas bem melhor que o Parque. Não aceitaram meu documento de meia entrada (sou estudante de pós) - disseram que no PR meia só vale até graduação. Paguei BRL 22 pelo passeio panôramico (o completo custava 56 mas era preciso estar de calça). Perde-se 30 minutos vendo um filme - perde-se pq é o mesmo filme que passa na sala de espera e como demorou já tinha visto. Achei legal mas fraco pelo preço. A dica é ir pro lado paraguaio que lá é de graça. Só não fui pq o tempo estava curto. Segunda - 11/02/2013. Foz Acordei, fiz check out, deixei minhas coisas no guarda volume e saí por volta das 9:00 pras Cataratas. A entrada para brasileiros custou BRL 24,30. Embora menos charmosos os onibus têm vista panorâmica no 2o andar e têm maior frequência que os trens argentinos. Desci e fiz o passeio, é mais curto que o argentino e gastei +/- 2hs pra visitar tudo. Voltei ao hostel e estava chovendo muito, esperei passar peguei minhas coisas e fui pro aeroporto.
  9. Ah, deixando minha dica: muitos já sabem como o peso está desvalorizando e o esquema de comprar na cotação paralela (até comentei lá no tópico de Bs.As. no ano passado). Pois no Paraguay é possível comprar na cotação paralela em casas oficiais. Achei esta daqui: http://www.cambioschaco.com.py/ Reales y Peso Argentino 3,3175 (compra) 3,578 (venda) Ou seja, melhor que os 2 e alguma coisa da cotação oficial.
  10. Ótimo relato de viagem! Ajudou muito... Vou agora neste final de semana fazer um roteiro muito similar de 10 dias: Rio -> Foz (só pernoite) -> CDE (passagem) -> Asunción (3d) -> Encarnación (passagem) -> Posadas (2d) -> Encarnación (2d) -> CDE (passagem) -> Puerto Iguazú (2d) -> Foz (1d) -> Rio Realmente pelas contas dá para curtir muito sem gastar muito!
  11. Olá pessoal, Cheguei em Buenos Aires hoje (vindo do Uruguai) e gostaria de agradecer muito as dicas sobre o dólar paralelo!!! Agradeco principalmente a Rosiane Vital e vcoelho pelas dicas da agëncia de turismo na esquina da Cavalle com Florida. Consegui trocar 1 USD = 6 ARS o que vai ajudar muito pq as coisas aqui estao caras (comida, supermercado...), é nossa velha amiga a inflacao. Claro que fiquei ressabiado mas nao tive nenhum problema com as notas, já gastei muito. Agora deu para perceber que os arbolitos estao tomando muito cuidado, direto tem operacao da policia, etc. Troquei um pouco dos dolares e quando senti confianca para trocar o resto tinha algum fiscal na area e eles pararam de atender. Perguntei baixo pro cara se podia voltar depois ele disse que sim, ai sim consegui trocar tudo (250USD). Nesta segunda vez ele abriu a porta da agencia e disse algo como "tudo bem troca pra ele pq ele ja passou aqui antes e esta limpo". Operativo de la AFIP contra los "arbolitos" de la calle Florida http://www.lanacion.com.ar/1505790-operativo-de-la-afip-contra-los-arbolitos-de-la-calle-florida Quem quiser va por sua conta e risco... se prefere o mais seguro, troque na cotacao oficial mesmo.
  12. Segue dica que parece muito boa: En la calle Florida, una de las casas de cambio más frecuentadas, Metrópolis, paga 6,70 pesos por dólar y 5,59 pesos por euro. En la zona, los “arbolitos” del mercado paralelo compran la divisa norteamericana y la europea a 6,00 y 5,30.Esos precios superan los de Global Exchange por más del 30%. http://taringa-z.com/estafa-a-los-turistas-en-ezeiza-con-precio-de-dolares/
  13. Porque vc vai trocar dólares pra depois trocar por pesos?? É melhor trocar direto real-peso. Troquei neste local e recomendo: Calle Lavalle, n° 623, bem na esquina com a Calle Florida. Fica em uma galeria, subindo a escada é a primeira agência de turismo a direita. É bem seguro, pois eles carimbam o dinheiro deles comprovando que não são falsos. Essa é minha dica. Olá, vc trocou com a cotação "paralela"? Qual foi? Obrigado! Obrigado pela dica!
  14. ótima dica, estou atrás de lugares confiáveis (ou um arbolito) para trocar dólar usando cotação dólar blue. vc poderia dar mais detalhes de onde vc trocou? obrigado amigo, vc sabe se é possível com o mesmo cartão pagar passagem para 2 pessoas? (como é possível com o rio card e em outros lugares) obrigado
×
×
  • Criar Novo...