Ir para conteúdo

catagreff

Membros
  • Total de itens

    16
  • Registro em

  • Última visita

Sobre catagreff

  • Data de Nascimento Janeiro 13

Bio

  • Ocupação
    Veterinária

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

Conquistas de catagreff

Iniciado

Iniciado (3/14)

  • Incentivador
  • Colaborador
  • Uma semana de Mochileiros.com
  • Primeiro Post
  • Iniciador de Conversas

Distintivos Recentes

29

Reputação

  1. O StanlleySantos explicou bem é mais ou menos isso, mas me aprofundando mais um pouco sobre a situação lá a Venezuela sempre foi um paradoxo, só indo lá pra você entender o que acontece, quem está fora nunca entenderá infelizmente. Como disse o Stanlley Socialismo de fato nunca existiu, o "socialismo" como o de Cuba que tb é um pseudosocialismo lá nunca foi assim. Mesmo quando o Hugo Chavéz estava no poder alias na época que ele estava as empresas capitalistas tinham mais abertura que com o Maduro, lá sempre teve muito capital estrangeiro mas a inflação sufocou os venezuelanos por muito tempo somada com a desvalorização da moeda chegou ao ponto da miséria coletiva, mas os mais afetados como sempre foram os mais pobres, a classe média se reinventou e sempre continuou trabalhando mas antes ganhava em Bolivares agora (já faz uns 5 anos que o dólar rola por lá no mercado paralelo) ganha em dólares, as empresas estrangeiras voltaram a investir no país, estrangeiros compraram muitos imóveis a preço de banana principalmente a beira-mar, fazendas foram compradas por árabes e outros investidores, a Venezuela sempre foi muito rica e continua sendo, lá não existem impostos massacrantes como no Brasil e a consequência disso obviamente é a falta do básico, mas para quem tem dinheiro para pagar pelos serviços básicos está "tudo bem", a falta de água que acometia grande parte da população foi resolvida construindo poços artesianos na maioria dos imóveis e geradores de energia com placas solares e/ou movidos a gasolina. Como eu disse no começo é muito difícil de entender, mas os mais afetados sempre foram os mais pobres, mas existem em todos os lugares do mundo (o Rio de Janeiro) assim como Caracas é cheio de favelas, São Paulo também, eu sempre digo que somente 10 % da população da Venezuela foi embora, num primeiro momento lá por 2007 foram embora os mais ricos que viram no que ia dar as políticas socialistas, depois foram os da classe média por volta de 2014 e nos últimos anos os mais pobres pedindo asilo em outros paises, não está uma maravilha há muito o que melhorar mas já esteve muito pior, o que se vê hoje é uma retomada da economia, imóveis valorizando empresas abrindo mais do que fechando, o emprego mesmo que informal voltando e principalmente o turismo retomando mesmo em plena pandemia, assiste os vídeos do Canal do Gabriel Herrera e você vai entender melhor o que estou dizendo.
  2. Então eu estive pensando a respeito do tempo para fazer todo o roteiro, e realmente ficaria bem caro ficar 1 mês inteiro viajando por lá, porque agora é tudo em dólar, então para nós brasileiros infelizmente fica bem caro. Mas você me deu uma idéia, e se ao invés de fazer 1 mês inteiro fizéssemos primeiro Monte Roraima, Salto Angel y alguma praia paradisíaca como Tucacas ou Chichiriviche ou as 2 também, porque Los Roques há 3 anos atrás que foi a última vez que eu fui pra lá estava saindo por 1000,00 dólares 2 dias , não fiz a cotação agora mas vou fazer e coloco aqui pra você ter uma ideia, e você poderia fazer com a gente o Monte Roraima e Salto Angel e voltar pro Brasil, montamos um grupo de pessoas que quiserem fazer somente La Gran Sabana (Salto Angel e Monte Roraima) e as pessoas que quiserem seguir para o Parque Nacional Morrocoy (Tucacas, Chichiriviche, Cayos) sigam mais dias. Como La Gran Sabana é pertinho de Boa Vista as pessoas que quiserem só fazer esse passeio fica bom também.
  3. Obrigada, bom eu não recomendo que as pessoas vão sozinhas principalmente se nunca estiveram por lá, por isso me disponibilizei para montar um grupo de aventureiros (porque tem que ter espírito de aventura) que estejam dispostos a passar alguns contratempos, mas quais seriam esses contratempos? o principal problema hoje lá é o desabastecimento de gasolina, para abastecer existem 2 tipos de postos de gasolina: os que são subsidiados, onde se consegue a gasolina mais barata porém as filas são kilometricas, inclusive no vídeo que coloquei no post o Gabriel mostra a fila, e os postos internacionais (eles chamam assim) que você paga a gasolina em dólar sai em média $60,00 encher um tanque de 60 litros o que se for converter para real hoje jogando la em cima a 6,00 reais sai 360,00 reais encher um tanque de 60 lts, em alguns locais do Brasil já está esse valor . Mas em relação ao resto melhorou demais, já não há desabastecimento de comida e remédios, se você tiver dinheiro você compra e bem fácil inclusive, as principais redes de fast food continuam por lá, a insegurança melhorou bastante, eles estão investindo pesado em atrair turístas porque grande parte das rede de hoteis são dos que estão no governo (compraram a preço de banana ou até desapropiaram) então assim sendo bem sincera e olha eu sou bem realista, estou bem segura de ir pra lá em 2022 mas talvez essa segurança venha do fato de ter família lá ainda e eles me darem toda a assistência necessária . Mas fiquei sabendo que há muitos turistas já, inclusive muitos estrangeiros aproveitaram a quebradeira do país e compraram imóveis na beira do mar Caribe a preços bem baixos, não se investe em um país que não tem futuro não é mesmo?. A violência hoje lá em Caracas principalmente depende aonde você vai, assim como acontece aqui em grandes centros, nada de anormal, uma pessoa que mora no Rio de Janeiro ou São Paulo se ambienta super bem, MAS como eu disse eu não iria sozinha, se eu não tivesse o ampara que tenho do outro lado nem cogitaria atravessar a fronteira. Se você quiser dicas ou alguma orientação fala comigo no Whatss eu deixei disponível no final do post, espero que você se anime a ir, ainda mais porque se for para o Monte Roraima é bem mais seguro você nem chega em Caracas, nem em outros locais, é bem pertinho da nossa fronteira e é um lugar super respeitado pelo turismo que oferece.
  4. Pior é ver que ainda existe gente que apoia o maior regime genocida que já se conheceu, te convido ir lá agora ver o que o socialismo fez com a Venezuela, que nos anos 90 quando o teu "saudoso" comandante assumiu era próspera e riquíssima, a Suiça da América Latina diziam alguns, depois do Chavez só restou pobreza, insegurança, falta de serviços básicos como água e luz, são 25 anos desse lixo de socialismo, mas graças a Deus e a força de vontade da população de bem, está conseguindo se reerguer, mesmo com os socialistas no poder que agora são os reis do tráfico e da lavagem de dinheiro, pense bem antes de falar um absurdo desses, a Venezuela é linda porque Deus a fez assim não graças a Chávez nem Socialismo algum.
  5. Me chamo Catarina Greff e estou montando um grupo de viagem para conhecer a Venezuela, sou venezuelana mas moro no Brasil há mais de 20 anos, tenho parte da minha família ainda morando lá e nos últimos 2 anos, apesar da pandemia, a Venezuela se reestruturou em muitos aspectos, principalmente econômico já que os venezuelanos adotaram o dólar como moeda "oficial", ainda circula o Bolívar porém tudo é vendido e negociado em dólar. A crise de desabastecimento sofrida há anos atrás já foi resolvida e hoje quem tem dólar consegue de tudo em mercados e por valores bem razoáveis, vou deixar alguns links do youtube de pessoas mostrando melhor como está a situação hoje (2021), são vídeos bem atuais e bem explicativos. A viagem será percorrendo vários locais turísticos alguns bem conhecidos como o Monte Roraima, e outros secretos como algumas praias paradiasíacas no Caribe venezuelano, assim como também a cordilheira dos Andes na cidade de Mérida onde com sorte poderemos ver neve no famoso Pico Bolívar, todos os passeios serão realizados com guias locais da minha inteira confiança, com agências sérias. As datas ainda não foram definidas mas acredito que a meados de 2022, ainda tenho que ver como conciliar todos os passeios para pegar a melhor época para visitar cada um deles. Como são vários locais será uma viagem longa de pelo menos 20 dias, podendo chegar a 30 dias, tudo e forma econômica no melhor custo benefício, o grupo será pequeno. Maiores informações peço que me mandem Whatssap: 34 99658-0626
  6. Pessoal faz pouco tempo que escrevi meu relato, porém as coisas na Venezuela vem piorando todos os dias, infelizmente. Como o principal objetivo do site é fornecer informações aos viajantes, principalmente quem gosta de se aventurar sozinho, achei importante escrever mais um pouco e fazer alguns alertas. Bom nos últimos meses pouca coisa mudou em relação ao governo, como vcs devem acompanhar nas mídias, mas na economia do país houve uma mudança que foi a substituição do bolívar forte pelo bolívar soberano, porém as dificuldades continuam as mesmas, em relação a dinheiro vivo e tudo mais. Havia dito que alguns parentes haviam se disponibilizado a ajudar os brasileiros que fossem se aventurar por lá e tal, mas recentemente a pessoa que eu mais confio pra fazer as transações bancárias e dar um suporte bacana durante a viagem quem quisesse contratá-la vai embora da Venezuela. Meu primo vai morar no Equador e parte da família vai com ele, então fica impossível prestar esse serviço, tentei contatar outras pessoas, mas sinceramente não acho seguro, não quanto a honestidade mas sim quanto a eficiencia em atendê-los quando for necessário. Pois pra fazer as transferências bancárias é preciso estar mandando msg por whatss ou ligando e como eu disse no relato nem sempre a tecnologia lá funciona, então acho mais seguro para quem ainda for se arriscar por lá, contatar algum guia ou fazer amizade mesmo com alguém de lá que possa emprestar o cartão de débito e fazer o câmbio conforme forem precisando. Mas cuidado com isso ok? O país continua uma panela de pressão com muitas incertezas, então acho que as pessoas estão cada vez mais tensas e sem esperança, pelo menos é o que tenho percebido por parte da minha família que está lá, quanto aos valores que citei no post muita coisa mudou também, recentemente esse primo que vai embora me disse que 100 dólares quando eu fui dava pra passar um mês tranquilo lá, agora não dá pra 15 dias. Tem um grupo no whatss de Venezuelanos em Boa vista que faz o transporte de Boa Vista ou Manaus até dentro da Venezuela, se não me engano até Puerto Ordaz e Ciudad Bolívar, é um taxi compartilhado, não sei valores ok? mas me pareceu uma opção econômica e segura para quem não quer se aventurar de ônibus lá dentro, vou confirmar o número e coloco aqui ok? acho que só falam espanhol, mas nao tenho certeza mas é um senhor bem sério que faz o serviço então podem confiar. No mais gente espero que a situação lá melhore e possa fazer um post futuro sobre uma visita na minha terrinha de novo, abraços
  7. Sim Pedro vc tem razão em ter receio, acho q se aventurar sozinho por lá não é uma boa, e justamente por isso conversei com alguns parentes lá que estão dispostos a prestar serviço aos brasileiros que quiserem conhecer com o máximo de comforto e segurança possíveis, as previsões de quando esse regime é o difícil 😐
  8. Ricardo então agora estou começando a prestar esse serviço de buscar brasileiros na fronteira e disponibilizar um motorista que fique à disposição, organizar toda a questão de quais locais ficar com segurança e disponibilizar um cartão de débito pra que possam ir trocando os dólares conforme forem precisando, são vários serviços se quiser maiores detalhes é só entrar em contato pelo whatss, abraço 😉
  9. Tive que tirar o Post pq não temos como prestar mais os serviços lá dentro, embaixo ainda nas respostas explico o porque ok? Abraços
  10. Caracas - Vista do Hotel VIP Caracas en Altamira Olá gente faz um tempo que quero fazer um relato sobre como está a Venezuela para viajar e tal e como recentemente fui ao casamento de um irmão lá, tenho informações fresquinhas sobre a situação do país e tudo mais, mais do que um relato detalhado da minha viagem vou fazer algumas observações em relação à moeda por exemplo que está bem bagunçado agora, questão de falta de dinheiro (notas), mudança de moeda, entre outras coisas que considerei mais importante relatar ok?, mas quem quiser mais detalhes fique à vontade para perguntar, vou deixar meu whatss no final do post pra facilitar ☺️ Bom sou venezuelana de nascimento, mas moro no Brasil há 22 anos, estive na Venezuela de 22/05/18 a 05/06/18 fui ao casamento do meu irmão e aproveitei pra turistar um pouquinho, recomendo muito ir pra lá principalmente pelos preços, como a moeda esta bem desvalorizada fica pra nós brasileiros muito barato ir pra lá e esbanjar. Só quero fazer uma observação quanto a situação do país atual porque mesmo tendo família lá eu me assustei com as notícias que chegam sobre a Venezuela, e a primeira pergunta que fiz ao meu irmão quando disse que ia fazer festa de casamento lá foi: Mas as pessoas estão passando fome? Como você vai conseguir comida aí? não ta faltando comida e tudo mais? E ele obviamente me disse que a situação não era assim tão ruim como a mídia mostrava, mas obvio que não acreditei e decidi ir ver com meus próprios olhos, então confirmei que há muito exagero na mídia sim, as pessoas que passam fome são as mesmas que passam fome aqui no Brasil e em países subdesenvolvidos, pobres e pessoas que dependem de ajuda do governo, já que a ajuda do governo é basicamente uma caixa de comida por mês, e os aposentados também porque o salário mínimo é hoje 23/06 em torno de 0,50 centavos de dólar, pelo cambio paralelo (falo mais disso la na frente). Então quem for pra lá fique tranquilo que você não vai ver pessoas revirando latas de lixo, nem pessoas assaltando o tempo todo, porque uma das poucas coisas boas que a crise fez foi q com a crise muitos foram embora do país, inclusive os bandidos, eu estive lá em dezembro de 2014 e a situação de segurança estava muito pior, eu me senti mais "segura" desta vez, mas os cuidados a serem tomados em QUALQUER região que vc estiver, são as mesmas dos grandes centros aqui no Brasil, como falar ao celular na rua nem pensar, sair depois das 19 horas NEM PENSAR, a vida noturna de Caracas praticamente acabou, mas ainda se consegue comer em bons restaurantes nas regiões nobres da cidade, e você vai até se esquecer que está na Venezuela. Bom começando com a minha experiência em Boa Vista, resolvi ir por Boa Vista pelo motivo óbvio rsrsr, preço, pois um vôo direto de São Paulo-Caracas Ida e volta está em torno de 6000 reais o mais em conta, bom os motivos pra isso são vários mas o principal é que poucas companhias estão fazendo o percurso, principalmente por causa da inflação que aumenta diariamente, então fica difícil fazer estimativa de preços de passagens e tal. Bom sou venezuelana de nascimento, mas moro no Brasil há 22 anos, estive na Venezuela de 22/05/18 a 05/06/18 fui ao casamento de um irmão, então vou contar um pouco sobre a viagem. Fui por Boa Vista por ser a opção mais barata, uma passagem de avião pra Caracas direto de São Paulo estava em torno de 6.000 reais, ida e volta, e isso estava bem fora do meu orçamento. Então cheguei a Boa vista no dia 22/05 às 3 da manhã, infelizmente os vôos pra Boa vista só chegam e saem de madrugada. Por causa da crise na Venezuela a cidade está um caos, cheio de venezuelanos dormindo no aeroporto e por isso achei melhor esperar amanhecer num hotel, peguei um taxi no aeroporto e pedi q me levasse a um hotel, me levou no hotel farroupilha, que por sinal não recomendo, além de me cobrar 100 reais pra dormir 3 horas, o banheiro não tem nem chuveiro elétrico, que era o mínimo q eu esperava pelo preço, mas enfim foi a opção que tinha no momento. Na volta eu também tive que dormir na cidade então optei pelo airbnb, fiquei na casa do Walber e super recomendo, ele é um policial militar muito gente boa e com certeza é melhor ficar lá que nos hotéis de Boa vista. Levantei e fui pro terminal do Caimbe pegar o taxi para Pacaraima, cidade que faz fronteira com Santa Elena de Uairen, o taxi cobra 50 reais por pessoa e leva 4 pessoas, são bem seguros peguei da empresa cootap mas tem outra e ambas cobram o mesmo. Saem em vários horários, na verdade conforme vai tendo passageiros para levar, fazem a travessia até 19 horas me disse o motorista, então a hora que chegar sempre vai ter alguém pra te levar. Cheguei em Pacaraima onde um primo venezuelano foi me buscar de carro, pra quem não está acostumado com fronteiras na América do Sul vai parecer assustador a quantidade de venezuelanos dormindo nas ruas, têm muitos trocando dinheiro dólar por Bolívar, Real por Bolívar o cambio está 4,1 reais por dólar até sexta 22/06/18. Não recomendo trocar dólares na fronteira, os motivos são vários vou citar os principais: - há pessoas que querem tirar proveito como em qualquer lugar do mundo, mas devido à crise q estão passando tentam ganhar de qualquer jeito, então o meu conselho é levar dólares daqui, de preferência notas de baixo valor, vou explicar o porque mais pra frente; - não adianta ter Bolivares, a não ser uma quantidade muito pequena, a inflação lá ta uma loucura então o bolivar se desvaloriza todos os dias, quando cheguei estava 1 dólar = 1.000.000 de bolivares (sim vc não leu errado um milhão) e quando vim embora estava 2.400.000, como são valores em milhões não há notas suficientes e nem como carregar tanto dinheiro assim, então as pessoas só usam notas para abastecer, porque a gasolina é infinitamente barata então com 500 bolivaresvc enche o tanque Ps: com 500 bolivaresvc não compra nem uma bala lá Gente percebi que o post vai ficar muito grande, então vou resumir e se tiverem dúvidas ou quiserem saber mais detalhes mandem email [email protected] ok? - se não tiver jeito mesmo e tiver que trocar reais por dólares só aceite as notas de 100 dólares, são as únicas que não podem ser falsificadas, masssdifíceis de trocar depois de estar lá dentro - a não ser que tenha conhecidos dispostos a te ajudar, ninguém vai trocar dólares pra vc no preço que está na cotação do dia, vou explicar melhor há 2 cambios na Venezuela o câmbio oficial e o paralelo ou negro, o oficial é o do governo, isto é o que é seguido pelas instituições financeiras, pelas operadoras de cartão de crédito etc, e o paralelo que é o do site dolartoday.com que hoje está 2.951.374, bom mas o que isso significa? A maioria da população segue o paralelo, todas as vendas tipo imóveis, carros são feitas seguindo o dolartoday mas cada pessoa pode barganhar esse valor, mais ou menos isso A cotação oficial é de 96.322, nem preciso dizer que não compensa passar o cartão de crédito internacional na Venezuela né?, pra quem não entender só pedir que eu explico melhor 😉 Bom e como eu fiz com relação ao dinheiro? Um primo me emprestou seu cartão de um banco de lá e eu troquei 100 dólares com ele assim que cheguei na Venezuela, ele deixou em bolivaresdisponíveis nessa conta, tudo absolutamente tudo é pago por débito, como comentei antes não tem notas no país suficientes pros valores praticados, e como tudo está custando milhões, exemplo 1 diaria de hotel custa 7 milhoesimagina carregar tudo isso em notas 🤔 Então em todo lugar aceitam cartão de débito, ah mas eu estou na praia e quero uma água de coco , provavelmente o cara que vende coco tem maquininha de cartão, que lá é conhecido como punto, vc vai ver placas dizendo HAY PUNTO, então se vc tiver alguém que possa te emprestar a conta enquanto vc estiver lá ótimo foi o que eu fiz. Mas há ressalvas, o governo controla a quantidade de dinheiro que vc pode gastar por dia, não oficialmente claro, mas na prática se vc quiser comprar alguma coisa que custe em torno de 100 dólares em bolivares provavelmente vão recusar a transação, então o que os lojistas fazem é dividir o montante em várias vezes e passar várias vezes o cartão, um saco na verdade, mas uma forma de burlar o sistema, pelo menos por enquanto. Outra forma de pagar é por transferências bancárias, é o que mais é feito na verdade, taxistas, lojas, tudo praticamente é pago por transferência bancária, a pessoa q vc esta comprando algo te passa o número da conta e vc faz a transferência e manda o print do comprovante por whatss, bem interessante como o ser humano se adapta a tudo NE.... Mas para quem não tem ninguém lá para emprestar a conta e tudo mais a única opção viável é pagar em dólares, por isso disse antes que o melhor é levar notas de baixo valor, por exemplo um café da manhã numa padaria vai de custar em torno de um milhao e quatrocentos bolivares isso dá menos de 1 dólar mas provavelmente não vai ser todo lugar que vai aceitar notas baixas porque podem ser falsificadas, lembra que eu disse que a única que não pode é a de 100 dólares?, então possivelmente também tudo vai sair mais caro para quem leva dólares porque vão cobrar o preço que quiserem por saber que vc não tem bolivares, é a situação econômica lá ta bem complicada, e pra piorar vão tirar 3 dígitos da moeda, para ao em vez de ser em milhões ser milhares, mas isso só vai acontecer em 3 meses. Bom o que fazer então? Sinceramente não sei, sempre pergunte quanto é em bolivares só fale que vai pagar em dólares em locais fechados e sempre que falar que vai pagar em dólares tome cuidado pra quem estiver em volta, porque sempre há gente mal intencionada e de olho em turistas pra assaltar etc., então o meu conselho é não confie em ninguém, a não ser que vá a casa da pessoa e esta seja de fato honesta. Quanto a viajar de carro pelo país, tenho várias ressalvas também, é complicado pela questão dos policiais serem corruptos, há muitas fiscalizações nas estradas, tipo blitz... e os policiais ganham um salário mínimo, que é em torno de cinqüenta centavos de dólar hoje, então imaginem passar um carro com turistas que eles sabem que carregam dólares, eles fazem de tudo para estorquir, então se for levar dólares leve bem escondidos, eles revistam tudo, reviram as malas, fazem revisão de homens e mulheres, palpam tudo... é bem constrangedor na verdade, a boa notícia é que turistas podem carregar até 10.000 dólares, mas nunca jamais em hipótese alguma faça isso, tenho um primo que carregava uns 5000 dólares e foi parado em uma alcabala (que como chamam as blitz la) e os guardas tiraram 4000 dele porque foi o que conseguiram encontrar, e ele teve sorte que não mataram ele porque a maioria das vezes eles tomam os dólares e levam a pessoa para um “passeio” para bater e tentar tirar o máximo possível de dinheiro, e para não correr o risco de serem denunciados eles matam e pronto, é parece filme de terror mas é assim mesmo. Por isso quanto mais mochileiro você parecer melhor, ou o menos turista possível melhor ainda. Para quem realmente quiser se aventurar de carro, NUNCA JAMAIS EVER dirija à noite, faça os percursos de dia, quando entardecer pare na cidade mais próxima e durma no melhor hotel que encontrar, são muito baratos quando fazemos a conversão, então sempre pergunte quanto é em bolívares e vc mesmo faça a conversão para dólares, e depois pergunte quanto é em dólares e comece a negociar a partir daí. Porque não dirigir à noite, bom além dos motivos óbvios, há trechos na Venezuela que são muito perigosos, um exemplo é a região de Caucagua, uma zona litorânea, que tem uma cidade chamada San José e, que obrigatoriamente temos que passar se vamos atravessar sentido Caracas ou outras cidades nessa direção por exemplo, é tão perigoso que para atravessar o povoado geralmente motoristas esperam a escolta da guarda nacional para passar ali, sim eu vivi isso porque meu primo atravessou essa cidade à noite no percurso que fizemos quando eu cheguei, foi horrível, mas deu tudo certo no final, por isso eu continuo dizendo JAMAIS viajem à noite. Há o risco do carro quebrar, furar pneu ou sei lá o que e vc vai ficar no meio do nada e provavelmente será secuestrado na melhor das hipóteses. Se você for atravessar o país de carro com venezuelanos é mais tranqüilo, deixe que eles dirijam e se for mulher melhor ainda, geralmente não param mulheres nas alcabalas, mas eu disse GERALMENTE. Fiquei em Guatire que é uma cidade próxima à Caracas, cerca de 30 min de carro, porque um tio mora lá e é mais tranquilo que Caracas, fica à meia hora de Higuerote que é litoral então é uma boa opção pra conhecer, como o mar que banha a Venezuela é o Caribe todas as praias são maravilhosas, mas recomendo que vá com pessoas que conheçam porque algumas praias tem muita correnteza e são perigosas na região, tenho um primo lá que pode ajudar quem quiser conhecer a região. Fui a margarita no dia 01/06/18 comprei a passagem lá em Caracas num shopping que se chama Líder, que tem uma agência de viagens de confiança, tenho o contato da moça que me atendeu, o whatss dela quem quiser me pede ok? bom como a questão financeira não está legal, tudo está um pouco louco, tem coisas que são extremamente baratas até mesmo pros Venezuelanos, uma passagem ida e volta pra margarita saiu por 32 dólares saindo de Maiquetia (Aeroporto principal da Venezuela- fica 30 min de Caracas). Para conseguir passagem pra lá recomendo que assim que chegarem em Caracas façam isso, ou então já deixem reservado com essa moça que comentei porque não é fácil conseguir passagens em cima da hora, eu tive sorte que consegui com 3 dias de antecedência, mas não façam isso porque é muito provável que não consigam passagem ok? E finalmente como está Margarita? a situação da ilha é menos ruim do que do resto do país, a ilha é bem grande então não dá pra percorrer a pé, nem de carrinho de golf como em San Andrés, por exemplo, então tudo é feito de carro ou taxis, e aí temos um problema, os táxis só aceitam transferência bancária... acho que tem alguns que aceitam dólares, tenho o contato de um taxista muitooooo legal que nos ajudou muito durante a nossa estadia na ilha, o nome dele é Johan, é o que cobra mais barato é super pontual e também oferece alguns passeios pela ilha. Eu fiquei só 3 dias infelizmente não tinha como ficar mais, mas recomendo que fiquem pelo menos 5 dias para aproveitarem tudo, não vou entrar em muitos detalhes sobre margarita porque o post já ficou longo demais, quem quiser mais detalhes é só pedir ok? Pra quem está curioso sobre quanto gastei ficando quase 3 semanas lá, eu gastei 200 dólares esbanjando muito e ainda trazendo 2 perfumes importados rsrsrsr, gente lá é tudo mais barato então é o paraíso pra comprar mas devido ao problema de dinheiro e das operações financeiras serem bem dificultadas acaba atrapalhando demais trazer muitas coisas, recomendo que levem pouca bagagem e que comprem o que precisarem por lá... é bem barato inclusive em alguns shoppings em Caracas mesmo, os Shoppings de Margarita são mais caros antigamente era o contrário mas como a ilha teve que se dolarizar acaba ficando mais caro. Dicas de hotéis e tudo mais é só pedir blz? Beijos desculpem o post enorme masss é a primeira vez que faço um relato ta bom? PS- Gente embaixo nas respostas tem um post explicando porque retirei os meus contatos ta bem?, abraços. 30/08/18 Isla de Coche - Nueva Esparta Vista do hotel hippocampus Isla de Margarita - Nueva Esparta
  11. Olá faz um tempão que quero contribuir com um relato sobre a Venezuela e chegou a oportunidade. Na verdade não é bem um relato detalhado, se alguém quiser posso fazer um depois com tudo certinho, por enquanto só fiz algumas observações gerais, espero que ajude. Bom sou venezuelana de nascimento, mas moro no Brasil há 22 anos, estive na Venezuela de 22/05/18 a 05/06/18 fui ao casamento de um irmão, então vou contar um pouco sobre a viagem. Fui por Boa Vista por ser a opção mais barata, uma passagem de avião pra Caracas direto de São Paulo estava em torno de 6.000 reais, ida e volta, e isso estava bem fora do meu orçamento ☹️. Então cheguei a Boa vista no dia 22/05 às 3 da manhã, infelizmente os vôos pra Boa vista só chegam e saem de madrugada. Por causa da crise na Venezuela a cidade está um caos, cheio de venezuelanos dormindo no aeroporto e por isso achei melhor esperar amanhecer num hotel, peguei um taxi no aeroporto e pedi q me levasse a um hotel, me levou no hotel farroupilha, que por sinal não recomendo, além de me cobrar 100 reais pra dormir 3 horas o banheiro não tem nem chuveiro elétrico, que era o mínimo q eu esperava pelo preço, mas enfim foi a opção que tinha no momento. Levantei e fui pro terminal do Caimbe pegar o taxi para Pacaraima, cidade que faz fronteira com Santa Elena de Uairen, o taxi cobra 50 reais por pessoa e leva 4 pessoas, são bem seguros peguei da empresa cootap mas tem outra e ambas cobram o mesmo. Saem em vários horários, na verdade conforme vai tendo passageiros para levar, fazem a travessia até 19 horas me disse o motorista, então a hora que chegar sempre vai ter alguém pra te levar. Cheguei em Pacaraima onde um primo venezuelano foi me buscar de carro, pra quem não está acostumado com fronteiras na América do Sul vai parecer assustador a quantidade de venezuelanos dormindo nas ruas, têm muitos trocando dinheiro dólar por Bolívar, Real por Bolívar o cambio está 4,1 reais por dólar até sexta 22/05/18. Não recomendo trocar dólares na fronteira, os motivos são vários vou citar os principais: - há pessoas que querem tirar proveito como em qualquer lugar do mundo, mas devido à crise q estão passando tentam ganhar de qualquer jeito, então o meu conselho é levar dólares daqui, de preferência notas de baixo valor, vou explicar o porque mais pra frente; - não adianta ter Bolivares, a não ser uma quantidade muito pequena, a inflação lá ta uma loucura então o bolivar se desvaloriza todos os dias, quando cheguei estava 1 dólar = 1.000.000 de bolivares (sim vc não leu errado um milhão) e quando vim embora estava 2.400.000, como são valores em milhões não há notas suficientes e nem como carregar tanto dinheiro assim, então as pessoas só usam notas para abastecer, porque a gasolina é infinitamente barata então com 500 bolivaresvc enche o tanque Ps: com 500 bolivaresvc não compra nem uma bala lá Gente percebi que o post vai ficar muito grande, então vou resumir e se tiverem dúvidas ou quiserem saber mais detalhes mandem email [email protected] ok? - se não tiver jeito mesmo e tiver que trocar reais por dólares só aceite as notas de 100 dólares, são as únicas que não podem ser falsificadas, masssdifíceis de trocar depois de estar lá dentro - a não ser que tenha conhecidos dispostos a te ajudar, ninguém vai trocar dólares pra vc no preço que está na cotação do dia, vou explicar melhor há 2 cambios na Venezuela o câmbio oficial e o paralelo ou negro, o oficial é o do governo, isto é o que é seguido pelas instituições financeiras, pelas operadoras de cartão de crédito etc, e o paralelo que é o do site dolartoday.com que hoje está 2.951.374, bom mas o que isso significa? A maioria da população segue o paralelo, todas as vendas tipo imóveis, carros são feitas seguindo o dolartoday mas cada pessoa pode barganhar esse valor, mais ou menos isso A cotação oficial é de 96.322, nem preciso dizer que não compensa passar o cartão de crédito internacional na Venezuela né?, pra quem não entender só pedir que eu explico melhor 😉 Bom e como eu fiz com relação ao dinheiro? Um primo me emprestou seu cartão de um banco de lá e eu troquei 100 dólares com ele assim que cheguei na Venezuela, ele deixou em bolivaresdisponíveis nessa conta, tudo absolutamente tudo é pago por débito, como comentei antes não tem notas no país suficientes pros valores praticados, e como tudo está custando milhões, exemplo 1 diaria de hotel custa 7 milhoesimagina carregar tudo isso em notas 🤔 Então em todo lugar aceitam cartão de débito, ah mas eu estou na praia e quero uma água de coco , provavelmente o cara que vende coco tem maquininha de cartão, que lá é conhecido como punto, vc vai ver placas dizendo HAY PUNTO, então se vc tiver alguém que possa te emprestar a conta enquanto vc estiver lá ótimo foi o que eu fiz. Mas há ressalvas, o governo controla a quantidade de dinheiro que vc pode gastar por dia, não oficialmente claro, mas na prática se vc quiser comprar alguma coisa que custe em torno de 100 dólares em bolivares provavelmente vão recusar a transação, então o que os lojistas fazem é dividir o montante em várias vezes e passar várias vezes o cartão, um saco na verdade, mas uma forma de burlar o sistema, pelo menos por enquanto. Outra forma de pagar é por transferências bancárias, é o que mais é feito na verdade, taxistas, lojas, tudo praticamente é pago por transferência bancária, a pessoa q vc esta comprando algo te passa o número da conta e vc faz a transferência e manda o print do comprovante por whatss, bem interessante como o ser humano se adapta a tudo NE.... Mas para quem não tem ninguém lá para emprestar a conta e tudo mais a única opção viável é pagar em dólares, por isso disse antes que o melhor é levar notas de baixo valor, por exemplo um café da manhã numa padaria vai de custar em torno de um milhao e quatrocentos bolivares isso dá menos de 1 dólar mas provavelmente não vai ser todo lugar que vai aceitar notas baixas porque podem ser falsificadas, lembra que eu disse que a única que não pode é a de 100 dólares?, então possivelmente também tudo vai sair mais caro para quem leva dólares porque vão cobrar o preço que quiserem por saber que vc não tem bolivares, é a situação econômica lá ta bem complicada, e pra piorar vão tirar 3 dígitos da moeda, para ao em vez de ser em milhões ser milhares, mas isso só vai acontecer em 3 meses. Bom o que fazer então? Sinceramente não sei, sempre pergunte quanto é em bolivares só fale que vai pagar em dólares em locais fechados e sempre que falar que vai pagar em dólares tome cuidado pra quem estiver em volta, porque sempre há gente mal intencionada e de olho em turistas pra assaltar etc., então o meu conselho é não confie em ninguém, a não ser que vá a casa da pessoa e esta seja de fato honesta. Quanto a viajar de carro pelo país, tenho várias ressalvas também, é complicado pela questão dos policiais serem corruptos, há muitas fiscalizações nas estradas, tipo blitz... e os policiais ganham um salário mínimo, que é em torno de cinqüenta centavos de dólar hoje, então imaginem passar um carro com turistas que eles sabem que carregam dólares, eles fazem de tudo para estorquir, então se for levar dólares leve bem escondidos, eles revistam tudo, reviram as malas, fazem revisão de homens e mulheres, palpam tudo... é bem constrangedor na verdade, a boa notícia é que turistas podem carregar até 10.000 dólares, mas nunca jamais em hipótese alguma faça isso, tenho um primo que carregava uns 5000 dólares e foi parado em uma alcabala (que como chamam as blitz la) e os guardas tiraram 4000 dele porque foi o que conseguiram encontrar, e ele teve sorte que não mataram ele porque a maioria das vezes eles tomam os dólares e levam a pessoa para um “passeio” para bater e tentar tirar o máximo possível de dinheiro, e para não correr o risco de serem denunciados eles matam e pronto, é parece filme de terror mas é assim mesmo. Por isso quanto mais mochileiro você parecer melhor, ou o menos turista possível melhor ainda. Para quem realmente quiser se aventurar de carro, NUNCA JAMAIS EVER dirija à noite, faça os percursos de dia, quando entardecer pare na cidade mais próxima e durma no melhor hotel que encontrar, são muito baratos quando fazemos a conversão, então sempre pergunte quanto é em bolívares e vc mesmo faça a conversão para dólares, e depois pergunte quanto é em dólares e comece a negociar a partir daí. Porque não dirigir à noite, bom além dos motivos óbvios, há trechos na Venezuela que são muito perigosos, um exemplo é a região de Caucagua, uma zona litorânea, que tem uma cidade chamada San José e, que obrigatoriamente temos que passar se vamos atravessar sentido Caracas ou outras cidades nessa direção por exemplo, é tão perigoso que para atravessar o povoado geralmente motoristas esperam a escolta da guarda nacional para passar ali, sim eu vivi isso porque meu primo atravessou essa cidade à noite no percurso que fizemos quando eu cheguei, foi horrível, mas deu tudo certo no final, por isso eu continuo dizendo JAMAIS viajem à noite. Há o risco do carro quebrar, furar pneu ou sei lá o que e vc vai ficar no meio do nada e provavelmente será secuestrado na melhor das hipóteses. Se você for atravessar o país de carro com venezuelanos é mais tranqüilo, deixe que eles dirijam e se for mulher melhor ainda, geralmente não param mulheres nas alcabalas, mas eu disse GERALMENTE, bom o post ficou mais longo do que eu imaginava e ainda queria falar sobre minha viagem a Isla Margarita y Isla de Coche, então se quiserem mais detalhes comentem e melhor ainda mandem e-mail ou whatss porque olho com mais freqüência e fica mais fácil de responder, bom espero ter ajudado e fico à disposição, abraços. whatss> 3499658-0626
×
×
  • Criar Novo...