Ir para conteúdo

raelmiranda

Membros
  • Total de itens

    21
  • Registro em

  • Última visita

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

Conquistas de raelmiranda

Novo Membro

Novo Membro (1/14)

0

Reputação

  1. Pessoal, estou programando uma viagem de motorhome pela Argentina e esse tópico está sendo de muita utilidade, apesar de ter quase 10 anos! Sempre escutei horrores sobre a policia caminera de Entre Rios e não sabia da reportagem do ZH. Vibrei pela denúncia e o afastamento dos mau-caráteres, mas também me entristeci por perceber que a história parou nisso e portanto deve ter havido muita impunidade. Interessante também reparar que nos últimos 5 anos a quantidade de denúncias (e também posts nesse tópico) diminuiu bastante, me levando a crer que houve uma moralização entre os camineros. Será? Alguém aí tem uma história nova sobre a Rota da Coima? Saudações, Rael
  2. Rapha, no feriado do dia do trabalho eu fiquei no camping Kalabura, achei bem legal, limpo e com estrutura.
  3. Amigo, o que você me diz desse guia Footprint? Ele tem as estradas, mapas, etc? Posso confiar num desse pra rodar pela Patagonia? Obrigado.
  4. raelmiranda

    DF Selvagem

    Olá, amigos. Tive a iniciativa de abrir este tópico para concatenar informações especializadas sobre LOCAIS DE trilhas selvagens, excursionismo, bushcraft, campismo selvagem, etc. na região do DF. Não há necessidade de discussão de técnicas de bushcraft ou marcas de barracas ou mesmo qualquer informação não relacionada aos LOCAIS e ACESSOS aos locais. Queremos trocar tracklogs, mapas, campsites, fotos, experiências, relatos, em resumo, o que faz parte da experiência de voltar ao estado humano mais selvagem idealizado por Thoreau, não necessariamente longe das luzes da Capital Federal (afinal, a exuberância da natureza em toda a região não torna necessário se afastar tanto). Creio que o primeiro passo seja compartilhar aqui um tesouro que eu descobri recentemente, que são os blogs dos também usuários do fórum, Andrea e Fabio, http://www.mochileiros.com/member/Andrea%20e%20Fabio/. Os blogs são: http://www.excursionismoplanaltocentral.blogspot.com http://www.montanhasdoplanaltocentral.blogspot.com Lá encontrei mapas detalhados, imagens deslumbrantes e relatos inspiradores para desbravar esse cerrado! Também existem informações muito boas na wikiloc do finado Grupo de Caminhadas Brasília - DF: http://www.wikiloc.com/wikiloc/user.do?id=478023. Apesar de não se encontrarem informações recentes do grupo há alguns anos, escavei as profundezas da internet até conseguir um retrato do que o grupo foi, e só tenho a agradecer a essas pessoas que gravaram tracklogs de seus passeios e compartilharam na rede suas aventuras, imagens e trilhas para inspirar quem viesse depois. Agora, uma dúvida: Os veteranos de Cerrado têm alguma dica de morro ou trilha pra se fazer em apenas um final de semana, com pernoite selvagem, dentro do "quadradinho do Goiás"? Abraços a todos, Rael Schiffler
  5. weversonp cara, acabei vendo tarde demais teu post. Como minha esposa está grávida, ela acabou me convencendo de não fazer um trekking tão forte com pernoite selvagem e acabamos fazendo trilhas do Parque Nacional e Vale da Lua mesmo. Meio frustrante, mas trilha na chapada é que nem pizza: é bom até quando é ruim ! Esse fds quero fazer um pernoite no alto de um morro, o que você recomenda? Só não tenho experiência em escalada vertical, mas de resto tiro de letra. Abraço, Rael Schiffler
  6. Olá HeloisaF. Fica tranquila, em São Jorge você vai ter maior oportunidade de "sentir o clima" da Chapada. Não precisam de guia pra nada, dá pra fazer todos os passeios sem guia. Qual data está pensando em ir? Oi Raelmiranda! Sim! Dia 01 a 05 de agosto. Bora? Também estou preocupada porque ouvi muitos relatos dizendo que carro é essencial! E nós vamos de ônibus... Bom, vou abrir o jogo contigo pra você saber exatamente o que esperar de São Jorge. São Jorge é um VILAREJO, um lugar com aproximadamente 500 casas (estou chutando), sem asfalto (o asfalto termina exatamente onde termina a rodovia -semana passada estava um tapete, diga-se de passagem- e começa a Vila). Apesar disso, é um vilarejo histórico, com casas antigas e você vai reparar logo de cara que o local vive do turismo, e conta com restaurantes dos tops aos pé sujos, pousadas idem, dezenas de campings, etc. Você inclusive vai a pé da Vila até a entrada do Parque Nacional, o que faz com que você não precise de carro se for visitar o Parque (principal atração e sustento da Vila). Há outras atrações como o Vale da Lua, dezenas (centenas?) de cachoeiras e trilhas em propriedades privadas que aí sim demandariam um veículo pra serem visitadas. Por outro lado, dá pra contratar esses passeios nas agências de lá mesmo (pagando o preço que eles acham correto cobrar, não que você vá concordar ). Resumindo, não precisa de carro. Talvez seja mais econômico estar de carro caso você queira visitar outros lugares, mas dependendo de quantos dias você vai ficar, nem vira sair visitando outros lugares, já que os circuitos de 1 dia no parque giram entre 10 e 15 km, o que já consome bastante energia, e o circuito das Sete Quedas são dois ou três dias, com camping selvagem na trilha, e aí se você fez 3 circuitos lá dentro já foram 4 ou 5 dias. Em agosto se marcar eu topo chegar lá em São Jorge sim, estou doido pra fazer as Sete Quedas, até lá a gente vai se falando. Abraço.
  7. Guilherme, achei teu perfil com os tracklogs na wikiloc, mas alguns estão bem confusos. Qual você indica pra um trekking de 2 dias saindo de Cocalzinho?
  8. Que massa a tua travessia, guilhermemslima. Você fez um tracklog? Se sim, teria como disponibilizar? Quero ir pra lá esse feriadão, mais alguém topa? Mas já aviso que meu condicionamento físico pode não estar nos melhores. Abraços, Rael Schiffler
  9. Otávio, andei pesquisando e vou tentar subir um morro nesse feriado pra acampar em cima e ver o sol nascer. O morro da Baleia sempre me encanta, mas vi que a trilha de lá é bastante frequentada, alguma outra sugestão pra um bate-volta de fds? Quero inclusive testar meu físico pra uma viagem mais dura que vou fazer em junho pro sul da Patagônia em pleno inverno...
  10. Olá HeloisaF. Fica tranquila, em São Jorge você vai ter maior oportunidade de "sentir o clima" da Chapada. Não precisam de guia pra nada, dá pra fazer todos os passeios sem guia. Qual data está pensando em ir?
  11. Caramba, cohelio, preciso bater um papo contigo. Estou indo pra Ushuaia agora em junho também e, só de ler diversos "relatos de viagem" feitos por turistas deslumbrados e doidos pra abrir a carteira, já saquei que eles arrancam dinheiro com força da galera pra alugar raquetas e vender como se fosse a realização de um sonho possível apenas pagando o preço certo pra empresa. Meu estilo de viagem é mochila nas costas e pés pra frente e atrás. ME dá essas dicas boas que você tem guardadas aí pra gente economizar o suado dinheirinho se divertindo muito no fim do mundo. Vou passar 14 dias lá e depois mais 3 em El Calafate.
  12. Parabéns, Matheus. Curti demais teu relato. Estarei por lá agora em junho também, mas vou passar 2 semana em Ushuaia e depois 3 dias em El Calafate. Vou tentar anotar preços de tudo pra postar aqui e ajudar a galera também. Muito ski e snowboard pra todos os mochileiros do fim do mundo nesse inverno! Abraços.
  13. Essas 2 seconds da Quechua são absurdamente volumosas, quando assisti o vídeo de divulgação pela primeira vez fiquei me perguntando que tipo de campista usa essas barracas, mas é bom lembrar que muita gente viaja de carro/trailer e de fato pra esse perfil de campistas uma barraca automontável é muito mais prática. Como imagino que você seja mochileira, procure a linha T2 ou Arpenaz da Quechua, que são de alta gama e um custo/benefício excelente.
  14. gabizes, eu tenho uma Quechua, da Decathlon, pra 2 pessoas, que aguentou uma noite inteira de uma tormenta desesperadora na Chapada dos Veadeiros sem vazar uma gota sequer pra dentro da barraca (eu e minha noiva quase nos arrependemos do passeio, não fosse pela sensação de segurança que a barraca transmitiu). Vou testar ela na neve em Ushuaia em junho, mas estou confiante, porque li relatos de pessoas que testaram essas barracas até no Himalaia sem reclamações. Paguei 158 reais nela em 2013 numa Black Friday. Recomendo a marca Quechua da Decathlon, pois sou amante de esportes de inverno e posso afirmar que nunca me decepcionei com a marca, além de ser o melhor custo/benefício do mercado. Apesar disso nunca testei essa linha 2 seconds (acho o volume delas absurdamente grande pra mochileiros, ela serve mais campistas de carro/trailler).
×
×
  • Criar Novo...