Ir para conteúdo

abc121212

Membros
  • Total de itens

    20
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    1

abc121212 venceu a última vez em Abril 3 2018

recebeu vários likes pelo conteúdo postado!

Reputação

23 Excelente

1 Seguidor

Bio

  • Ocupação
    Advogado

Últimos Visitantes

568 visualizações
  1. abc121212

    Egito Janeiro 2019

    Boa tarde galera Estou indo para o Egito saindo de zanzibar chego no cairo dia 09/01/2018 e fico até o dia 19. alguém estiver por lá nessas datas ..
  2. Fala Galera, dei uma sumida! Já estou a todo vapor pela nova trip que farei fim do ano novamente! huuuhuuuu Ah, o Instagram permitiu repostar os storys antigos...então tem alguns da viagem, quiser dar uma olhada.. uaiguilhermee 17° DIA -Quando descobri que iria passar o réveillon na Tailândia, fui procurar oq tinha de melhor para fazer por lá. Dai a primeira busca que aparece é a FULL MOON PARTY, comecei a ver os vídeos no youtube e decidi! É para lá que eu vou! -Mas quanto mais procurava a respeito, mais dúvidas surgia se valia a pena ou não ir para full. pq muitos relatos falavam pontos bem negativos por lá, como: super lotação, sem estrutura, muita drogas, sem banheiros e por ai vai. Bom, nada disso estava me desanimando, exceto pelas acomodações, hosteis só aceitavam diárias acima de 5 dias e os hotéis um absurdo de caro! - Com isso, me fez abrir a possibilidade de passar em outro lugar que não fosse por lá, uma possibilidade seria PhiPhi, mas como eu chegaria por lá, não iria rolar. Como na Ásia praticamente não se comemora o ano novo em virtude da religião, só em alguns lugares que tem alguma comemoração, mas nada grandioso, fazem apenas em virtude dos turistas. Então minhas opções basicamente eram: Singapura – um dos lugares mais caro da Ásia, mas é considerado um dos 10 melhores réveillon do mundo, até interessei, grande queimas de fogos na marina bay e tals, mas não teria aquela agitação que eu buscava. HongKong – outra opção, que tb se comemora o Ano novo (mais para turistas) grande queimas de fogos e tals, mas tb não teria muita agitação..haha Filipinas – Boracay, esse tinha a agitação que eu queria, mas não estava sendo fácil encaixar no roteiro. - Bom, no fundo eu queria passar o Réveillon na FULL mesmo🤩, não tinha jeito, coloquei na cabeça, então seria lá mesmo. Nisso a Fernanda já tinha combinado de passarmos o réveillon juntos. Como as hospedagem se esgotam logo, recomendo garantir uma acomodação quanto antes, foi oq fizemos, alugamos um quarto triplo no Coral Bungalows que ficava uns 10 minutos da festa na praia de Haad Rin em Koh Phagan. - vamos lá, para chegar na ilha de koh phagan não foi nada fácil, por ser final de ano tudo estava caro e com poucas opções, e olha que reservei tudo com a maior antecedência possível! Voltei para Bangcoc do Vietnã chegando as 11h da manhã e pegaria o próximo voo para Surat Thani as 17h, voo com um pouco mais de 1h e meia de duração. Como chegaria já a noite, preferir dormir por lá mesmo. Ou seja, esse dia foi todo perdido. ah, como não tinha nada para fazer por lá, fiz uma massagem lá perto, sem orr, foi uma lady boy que me atendeu..hahah eu já havia falado que não falava inglês direito, mas ela quando descobriu q eu era do brasil danou um converseiro de uma tal de sara jogadora de volei da qual não fazia ideia de quem era 🙄 pegou um tablet e ficou colocando video de jogo para eu ver e estava tão interessado 😵 * Para chega na festa: existe voos de bkk – Koh samui a maior ilha do Golfo da Tailândia, e de lá pega um barco que dura menos de 20m e já estará lá, a opção mais fácil, porem a mais cara tb... *transfer de busão de bkk até surat + farry, mais barato e mais cansativo * tem opção que utilizei, avião de bkk – surat + farry OBS: Os Farry saem as 10h -12h -15h, e duram umas 2:30h +- comprei tudo na hora, no próprio hostel em surat, uns 700b que foi van + farry 18º DIA Nesse dia peguei o primeiro horário do farry para ir para Koh Phagan, o percurso da cidade até o porto onde saem as balsas não é perto, cerca de 1:30h. logo sai do hostel umas 7h e cheguei no porto, mostrei o ticket e o cara colou um adesivo na minha roupa e embarquei. - O mar estava bem agitado, pois peguei um pouco de chuva, mas coisa rápido, mesmo sem sol, estava lindo o mar, bem azul turquesa, o barco é muito grande, tb levam carros e tals.. tem uma lojinha de conveniência por lá... - Chegando no porto, vai ter um monte de gente oferecendo transfer... tudo tabelado, como estava com cara de chover, nem pechinchei, peguei um que já estava saindo, se não me engano por 100b e deixa praticamente no hotel. E a Fernanda já estava me esperando por lá, já que chegou um dia antes. - cheguei no hotel e já fui explorar a ilha com a Fernanda, e passamos o dia na praia, Já a noite tinha um pool party no próprio hotel, ficamos por lá - No outro dia pegamos um passeio no próprio hotel, que nem lembro qual foi, sei que explorava toda ilha praticamente, não sei pq, mas n passei bem com esse passeio, era tipo uma caminhonete com bancos atrás e coberta em cima, mas aberto nos lados, tipo safari, n sei se era pq as ruas eram muita subida e descida, mas fiquei bem enjoado, algo que nunca tive, nem avião, barcos e fui ter logo em carro..bizarro! Fora isso tudo bem.. o passeio passava pelas melhores prias, cachoeira, elefantes e no final no mirante. **** Essa parte da história foi a mais sinistra, lembram que falei que havíamos reservado um hotel para 3? Então, nessas vidas de grupos de whatsapp conhecemos o 3 integrante que ficaria conosco. Combinamos tudo, me passou o dinheiro adiantado, tudo certinho, acontece que no dia que ele chegaria na ilha não chegou. -Bom, depois que chegamos desse passeio, havia um recado colado na porta pedindo para procurar a recepção. Um só olhou para a cara do outro e falou é FULANO... Dito e certo, ao chegar lá, o pessoal da recepção perguntou se a terceira pessoa que chegaria era fulano, nos confirmamos e a pessoa falou que a polícia havia ligado, falando q fulando foi pego com drogas, sem dinheiro e muito bêbado, mas cheio de informações desconexas, uma fora falava que foi drogas, outras bêbado, não sabiam direito explicar e que havia perdido o celular tb... - Mandei mensagem para ele, e não chegou nada, nisso um dia anterior, ele havia mandando um monte de fotos para mim fora de contexto, umas fotos mais nada a ver, já pensei que deveria estar bêbado, a Fernanda e eu não sabíamos oq fazer, já que a recepcionista disse que o pessoal voltaria a ligar. - Com isso voltamos para o quarto, tomamos banho, e comemos no próprio hotel (o restaurante desse hotel foi ótimo, vários pratos e com preços justo). A noite iriamos encontrar com uma amiga da Fernanda na praia onde acontece a full, chegamos lá, e rapidinho lotou tudo compramos bebidas a parte e bebemos muito nesse dia! Ou seja, queimamos a largada, serio, cheguei muito ruim no hotel ao ponto de ir rastejando pelas escadas hahahah, lembro de mim mexendo com todo mundo que via na rua kkkkk que vergonha. Isso tudo um dia antes do réveillon e já tinha valido a pena ter ido para koh phagan. -O esquema de Hadd Hin é o mesmo praticamente de phiphi, com vários bares rolando músicas, só que eu preferi hadd hin do que phiphi, achei a vibe mais minha cara, mais jovens e mais animação, não sei se foi o fato de ter bebido igual uma égua né hahah -No outro dia acordamos mortos, a Fernanda só a ressaca já havia vomitado (fraca haha) e eu apesar da ressaca estava de boa...não queria comer nada, parecia que havia comido o mundo. O tempo estava bom, então resolvemos ficar na piscina do hotel e tomando coca ( coca ajuda demais na ressaca). -Depois fomos comprar algo para passar o Réveillon, já tinha muitas lojinhas, tintas, tattoos, e como eu havia levado o mínimo de roupas possível, tratei de comprar um look p réveillon hahha. Votamos p hotel, e fomos na recepção para tentar informação do FULANO. Ai que confirmaram que ele havia sido preso com drogas e tals em krabi do outro lado da Tailândia, região de phiphi. Não podia fazer muita coisa, pois nem sabia onde ele estava de fato, nisso soltei o caso nos grupos de whtas caso alguém estivesse na região para tentar algum contato. Não restou outra opção senão eu tentar encontrar a família dele pelo insta e facebook. Achei o Facebook dele, e fui caçar alguém certo para jogar a bomba, tinha um cara que sempre comentava as coisas dele e parecia bem próximo, o abordei e o perguntei oq ele era de fulano, acertei logo no irmão, já era mais velho e tals, perguntei se ele tinha notícia, ai ele falou q estava dias sem contato com fuluno e que estavam todos muitos preocupados, se eu soubesse de alguma coisa q pelo amor de deus falasse. Depois de ouvir tudo, já fui falando para ele, olha não vou fazer rodeio, vou contar tudo... falei tudo que a gente sabia e infelizmente soltei a bomba no colo dele, a final não poderia fazer muita coisa. Fiquei com um aperto no coração, mas antes eles saberem oq aconteceu do que ficar sem noticias nenhuma. Passei todas as informações, inclusive da mulher do consulado do brasil por lá, que não ajudou em nada. O irmão falou que não foi a primeira vez que ele apronta, logo já estão acostumados, triste isso na família... -Bom, passado isso, fomos para full, estava extremamente lotadoooo! Diferente do dia anterior, havia como se fosse uma entrada e tinha q pgar 100 ou 10b não lembro ao certo. Por isso a fila estava gigante, todo mundo espremido tentando entrar. E as horas? Já era mais de 23h e estávamos longe da entrada ainda! - Enfim entramos, e fomos tentar achar o grupo de brasileiros que contatamos pelo grupo de whatsapp... como estava lotado demoramos achar, e nisso deu meia noite vi uns 5 foguetes e pronto, acabou kkkkkkk confesso que achei bem bosta!!!kkkk . depois descobrimos que havia um letreiro todo enfeitado e tals no lado oposto que ficamos, pq qdo entramos viramos a direita, e o ponto era para esquerda, mas ta bom. -Cara foi o melhor réveillon da minha vida! Bebemos moderadamente dessa vez hjahah, pegamos um pouco de chuva (acho que choveu, ou foi na outra noite haha), fizemos amizades com todo mundo... foi uma vibe incrível! Todo mundo se enturmava e quando assustava estávamos em uma rodinha dançando com pessoas de várias nacionalidades diferentes. Ficamos até o sol nascer até 7h da manhã e se deixasse ficaria mais tempo ainda. Hahah foi tudo incrível e faria novamente! -Depois que voltamos para o hotel, dormi pouca coisa e já iria embora, pois meu voo de surat para o próximo destino sairia muito cedo, peguei o ultimo ferry( fechei no próprio hotel um dia antes indo para o aeroporto farry + van) , 3h da tarde rumo a surat novamente, estava lotado de gente bêbada e morta na ressaca hahah. 19º DIA -Passei a noite no mesmo hostel, nesse dia tinha uma tailandesa por lá, que estava de férias, estava indo para koh samui no outro dia. Foi muito bacana conversar com ela, jantamos juntos, ela era do norte de chiang may, sabe aquelas pessoas de alma pura? Então, era ela, passamos horas conversando, isso com todas as dificuldades devido eu não ser fluente em inglês, volta e meia eu usava o tradutor hahha, mas a conversa fluiu muito, ela trabalhava em uma reserva de elefantes por lá e tiram apenas 1 semana de férias por ano! Gzuisss - bom, queria ter feito tanta coisa por lá, mas o tempo estava meio fechado então não arriscamos a ir em ko tao, dizem que lá é incrível, um dos lugares mais barato para fazer curso de mergulho no mundo e tem grande diversidade marinha. O ruim de fazer um roteiro corrido é por isso, infelizmente temos que sacrificar alguns destinos incríveis que está do nosso lado por falta de tempo. OBS: A Full Moon Party, acontece em todas as luas cheias, e recebe milhares de mochileiros em Koh Phagan exclusivamente para a festa da Lua cheia. É uma espécie de confraternização mundial de jovens turistas, que dançam e curtem a festa até que a Lua se despeça. A festa acontece na praia de Haad Rin em Koh Phagan. bom, duvidas elogios ou sugestões só da um alô no instagram uaiguilhermee hahah
  3. 14º dia. Nesse dia fui cedo para o aeroporto pois o avião sairia as 7:00. Rumo a Hanói capital do Vietnã. Fiz um lanche rápido pelo caminho mesmo em uma 7/11 (no aeroporto tem uma tb). - na hora do check in a atendente exigiu um comprovante de saída do Vietnã, como já tinha o voo de volta com a mesma cia, só mostrar sem grandes problemas. Nesse embarque tb foi pesado minhas mochilas e tinham incríveis 6k hahha... nisso fui com as blusas de frio na mão é claro. E uma bolsa estilo saco que estava a gopro, carregadores essas coisas que ajuda a diminuir o peso. *obs: Brasileiros precisam de visto para entrar no Vietnã. Sendo possível tirar no brasil através da embaixada que fica em Brasília, o processo parece tranquilo, mas se vc não mora lá acho que fica mais caro. Outra forma de tirar é em alguma outra embaixada, muitos tiram em bkk quando estão por lá, demora uns 3 dias úteis, se for sua opção programasse. Eu escolhi tirar na hora da chegada no aeroporto, sendo só possível se não me engano entrando no pais pelos aeroportos de Hanói e Saigon. Porem é necessário uma “cartão convite”, alguns hosteis, passeios oferecem essa carta, bom certificar com o seu. No meu caso eu utilizei uma que alguém disponibilizou nos grupos http://visadovietnam5usd.com/ custa 5 dólares, e eles te enviam um formulário via e-mail e vc já leva preenchido no dia da chegada vc a mostra e paga a taxa do visto, sim, tem que pagar mais, se não me engano foi 25 dólares (leve sempre trocado os dólares) mais foto 4x6 (eu levei 4x3 e aceitaram de boa). -confesso que foi a entrada que mais fiquei meio receoso sem nenhum motivo específico, não sei se são os históricos de guerras ou o grande numero de militares no aeroporto, mas fiquei com um leve medo ao entrar no pais. Mas para minha felicidade não teve nada demais na entrada. Cheguei, apresentei a carta e uma delas estava sem preencher, me deram outra lá na hora e preenchi na hora sem grandes problemas depois a entreguei junto com o dinheiro e passaporte e fiquei aguardando até aparecer meu nome no monitor e estar liberado. O visto vem pregado no passaporte bem bacana. - Para sair do aeroporto eu havia cotado o transfer pelo hostel mas achei meio caro 20us, já que não vi nenhuma informações sobre transporte público, alguém no grupo havia falado que tinha pegado o grab (uber asiático) para sair do aeroporto e foi o que fiz já que no aeroporto tb tem wifi grátis. Troquei alguns dólares na moeda local, acho que uns 50 dólares e fui para o hostel. - a viagem do aeroporto ao hostel foi tranquila, percebi que o ceu estava bem cinzento e não nublado logo imaginei que seria poluição, tentei conversar com o motorista, mas ele não falava inglês tb. Hahaha fui apenas admirando as paisagens que diga de passagem não eram nada bonitas hahah. -cheguei no hostel Old Quarter View Hanoi, de longe um dos melhores hosteis que fiquei, muito bom, fiquei com quarto de 4 camas com banheiro dentro. Como cheguei cedo, deixei a mochila por lá e fui explorar a cidade. Um caos a cidade, com aquelas centenas de motos passando, os chapéu tipo deles, gente que não acabava mais. -cara, a cidade não tinha beleza, tudo muito cinza, sem cor, não havia muito beleza por ali, mas foi uma das cidades que mais me encantou! Eu andava por todo canto sem que as pessoas ficassem me abordando oferecendo tudo por ser turista. Simplesmente as pessoas viviam a vida deles como se vc não estivesse ali. -nesse dia fui em alguns pontos turísticos perto do hostel mesmo, como o pais é católico tb, havia alguns enfeites de Natal, mas nada tão exuberantes... fui na catedral de pedra e em outros lugares por lá e a noite essa foi minha ceia hahahha 15º dia -Minha ida para o Vietnã era exclusivamente para conhecer o halong bay que está localizada a 160km de Hanói, no norte do pais. Declarada Patrimônio Mundial da UNESCO, Halong Bay está presente na lista das 7 Maravilhas da Natureza. Com cerca de 1.969 ilhotas de calcário que se elevam das águas, é a mais conhecida baía do dragões. -Pois bem, ao pesquisar vi que tinha alguns cruzeiros por lá na faixa de 80 a 120us por pessoa para 1 noite e 2 dias com tudo incluso. Era o que eu iria fazer até então, acontece que a Fernanda não conseguiu ir para o Vietnã por conta do visto, enfim, tinha que me virar. - Tinha visto que existia passeios de bate e volta de hanoi a halong no mesmo dia por 35 a 70us. Eu havia desanimado de passar a noite no barco, tipo fiquei imagino como seria essa noite, já que estaria frio, sem net, tv e sem poder muito interagir com o restante do pessoal por faltar da fluência em inglês. Acabei optando pelo bate e volta mesmo e não me arrependi, no capote estava incluso o transfer, almoço, caíque e volta. - fechei o passeio no próprio hostel, não quis ficar rodando pela cidade procurando por mais baratos, mas acredito que consiga pagar valores melhores, eu optei por um de 60 us por indicação do hostel (obviamente o mais caro rsrs já que tinha de 40 e 50 us tb..) 16º dia -No outro dia a van veio pegar o pessoal no hostel com um pequeno atraso umas 8:30, fomos até halong em uma viagem de umas 4h. no início da viagem já é servido o almoço no barco. O barco é muito bom, o próprio guia que acomodava o povo nas mesas para o almoço, como eu estava sozinho fiquei com uma família do Paquistão, a mulher estava sentada aí o guia pediu para eu sentar do lado dela o marido falando em árabe e eu nem precisava entender árabe para saber que ele não gostou da esposa do lado de outro homem, mais do que de pressa a fez mudar de lugar e sentou ao meu lado. Hahahha ele falou alguma coisa em inglês comigo, mas n entendi muito pedi desculpas e falei que meu inglês era ruim, mas ele quis continuar conversando perguntou de onde eu era foi nítido a felicidade dele em conhecer um brasileiro a primeira coisa que falou foi churrasco não sei pq ou simplesmente não entendi o pq mesmo hahahah - O passeio começou logo em seguida pela baia dos dragões, estava bem frio nesse dia, já que era inverno nesse ano por lá, a vista já era incrível mesmo um pouco nublado, com sol então deve ficar ainda mais lindo. - em um momento paramos para andar de caíque quem quisesse, e o medo de cair na agua já que estava bem gelada hahah... um dos motivos que optei pelo tour de um dia era o fato de estar frio e não poderia entrar na agua, logo ficar 2 dias ali só dentro do barco não me pareceria muito bacana. -depois de algumas horas navegando paramos em outro lugar onde havia uma caverna muito bacana, o efeito das luzes a deixa ainda mais bonita... -depois de horas navegando, cheguei já tarde no hostel. Como não havia reservado esse dia no hostel tive que mudar de quarto para um de 10 camas, esse foi tenso, toda hora entrava alguém, mas nada que atrapalhasse 17 º dia -no outro dia amanheceu chovendo para minha felicidade, ainda bem que não fechei o passeio de dois dias, pensa ficar no barco na chuva não seria legal. Não iria ficar no hostel por conta da chuva, então comprei uma sombrinha por lá mesmo e fui rodar, cai em um shopping gigante e acabei passando umas boas horas por ali.. em virtude da chuva acabei molhando bem minha calça jens, a única que havia levado hahaha... então sai à noite para procurar alguma para comprar de moleton. -depois de muito rodar, achei uma calça que gostei muito da Nike, nem precisa dizer q era falsificada hahah uns 20 reais. Nessa calça jeans que havia levado, havia pregado uma doleira na barra para esconder dinheiro nela, já que não é bom deixar todo dinheiro em um só lugar, havia deixado uma nota de 100 dolares dentro, já que havia comprado outra calça, resolvi tirar a noite e deixa-la secando pendurada na cama. No outro dia arrumei e fui para o aeroporto de grab novamente, no meio do caminho lembro da calça... já era...ficou para trás, minha calça preferida, mas não voltaria por ela heheh só se não tivesse tirado meus 100us que graças a deus eu o peguei! -queria muito ter ido em outros destinos no Vietnã, mas pela época de inverno no norte tive que deixar sapa de fora, onde tem os arrozais nas montanhas, queria muito ter ido. Outro lugar que gostaria de ter ido era em Hoi na, na parte central do pais, região muito turística, por lá era período de chuva nessa época. Então quando forem preparar o roteiro, atente-se a isso, que o clima é diferente em cada região do pais. Continua..... Insta: uaiguimg caso tenha duvidas
  4. então, se eu tivesse inglês curtiria mais pelo fato de poder interagir facilmente com as pessoas... mas se seu medo é a falta do ingles, não pense duas vezes e se joga!!! baixa um google tradutor off-line e boa viagem..hahah
  5. 12º Dia Bom, esse dia tirei para ir nos templos, e já era dia 23 de dezembro! Por se tratar de um pais de maioria budista, não se via praticamente nada de enfeites de nata...Nessa altura da viagem, já estava totalmente por fora de datas e nem sabia mais que dia da semana era, estava apenas vivendo o momento sem nada para preocupar... bom seria se pudéssemos sempre viver assim..rsrs Antes da viagem, havia feito vários cronogramas do que fazer em BKK, ( na vdd a gente faz os roteiros e chega na hora vê tanta coisa nova q acaba nem seguindo tudo.rsrs). como de costume, tinha já o mapa em off-line baixado no celular, após tomar café na 7/11, já fui para o templo mais próximo de onde eu estava e cair no WAT PHO, a entrada custa se não me engano uns 50bt Logo em seguida peguei um farry (custa muito barato, acho que é uns 5 centavos e não dura nem 5m a travessia) para ir no templo Wat Arun que fica do outro lado da margem do rio... dizem que esse templo é lindo para ver no pôr do sol. Nesse templo eu tive a sorte de verem os sacerdotes cantando uma espécie de mantra, fiquei com medo de filmar, mas acabei filmando um pouco de longe.. Muito bacana, apesar não ter ideia do que estavam falando. -Depois de visitar esses dois templos confesso que já deu uma canseira, pq o sol estava bem quente nesse dia, segui em direção para o próximo templo o The Grand Palace, considerado o principal da Tailândia. Acontece que estava extremamente lotado, a entrada estava igual quando vc vai pegar o busão no fim do trabalho. Então, acabei desistindo hahaha... estava com fome e o sol estava muito quente, havia comprado um saquinho de mangas fresca pelos vendedores ambulantes pelo caminho. -Fui em direção ao hostel, mas algo me chamou muito a atenção de longe. Uns monumentos que brilhavam igual ouro, mas tinha muitas arvores tampando. A curiosidade bateu mais forte que acabei indo. Se tratava de onde ocorreu cremação do Rei da Tailândia depois de um ano de luto. Como a entrada era grátis, resolvi entrar. O custo total do altar foi de 90 milhões de dólares e demorou 10 meses para ficar pronto! O antigo Rei da Tailândia é muito querido pelo povo. Qualquer ofensa feita a ele, poderá leva-lo a cadeia. Então muito cuidado ao falar sobre ele. Depois da visita resolvi voltar para o hostel, acho que era umas 2 da tarde. Comi em algum lugar pelo caminho mesmo, não lembro oq, pra variar....rsrs Depois de tomar um banho e descansar um pouco resolvi ir explorar a agitada Bangcoc. Fui para a região dos shoppings em Siam. Fui andando mesmo para poder ir explorando a região com calma... nossa cansei, nesse dia andei por volta de uns 17km hahahha. Os shoppings são bem modernos e tem tudo... vi iphone x por lá, com preço melhor que o brasil, mas não estava disposto a comprar não heheh...fui só para olhar mesmo, mas acabei comprando alguns shorts de praia que estavam com bom preço. Pelo caminho tinha uma feirinha de rua com muitas opções tb, e muita comida local, foi onde eu comprei um sorvete de coco natural dentro do coco! Nossa, melhor sorvete da vida!!!! Ainda mais no calor que estava. Não deixem de experimentar! Já de volta para o hostel, tinha um grupo de brasileiras por lá, galera bem animada. Fui para a kao san pra tomar uma de leve. Lá é uma loucura, a rua dos mochileiros... muitos bares, massagens na rua, onde acabei fazendo pois como andei o dia todo e foi a melhor coisa que fiz! Cara é tipo ter um orgasmo essas massagens hahahahah 13º dia Nesse dia iria sair desse hostel e voltar para o que ficava perto do aeroporto pois no outro dia iria pegar mais um voo cedo. -nesse dia voltei pela kao san na parte da manhã d novo pois queria comprar algumas tranqueiras.rs.. dava para ter ido nos templos que não visitei no dia anterior, mas a preguiça não estava cooperando. Fiquei na região mesmo perambulando até dá a hora de fechar o hostel e ir para o outro. Ainda fiquei conversando com o grupo brazuca um pouco e depois Fui de Grab para o novo hostel perto do aeroporto. - nesse dia eu iria à noite na região RCA significa Royal City Avenue. É a rua das danceterias e clubes. Só que meu voo no outro dia era as 7h. achei melhor sossegar um pouco... resumindo esse foi um dia perdido. Continua... obs: as fotos perdem muita qualidade por aqui.. já postei algumas no insta uaiguimg e ainda falta muitas para serem postadas...
  6. que bacana cara que está curtindo! queria ter ido para o Laos, só que meu roteiro já estava bem apertado, tive que tirar! de uma olhada nas chuvas no vietina, pq tem alguns lugares que tem chuva nessa época...
  7. hahha pra falar a vdd eu não sei bem qto ficou.rsrsr mas entre 10/15k ... da pra economizar mais
  8. 10º dia Camboja - 10 dias fora de casa (na verdade já era mais de 13 dias por conta de todas as conexões para chegar na ásia.rss), caramba, nesse curto espaço de tempo, posso garantir que vivi para uns 10 anos com toda informação que absorvi, toda a cultura, toda aprendizagem e a viagem nem estava só na metade ainda... - OBS: no dia anterior havia pedido para lavar minhas roupas no hostel, era 1 dólar 10 kilos algo assim...muito barato, mas em compensação as roupas voltaram mais sujas do que foram kkkkk mas bem cherosas..kkkk - continuando, depois que voltamos p hostel, fechei um tuk tuk para o aeroporto, despedi da Fernanda e lá vai eu em minha jornada sozinho novamente... no mesmo tuk tuk tinha um alemão cheio de bandeirinhas coladas na mochila gigantesca dele...rs. Ele acabou puxando assunto, consegui entender algumas coisas outras não. Não sei se posso dizer que houve um diálogo mas ao menos de onde ele era eu consegui saber..kkkk - já no aeroporto, na parte de embarque já bem moderno por lá, cheio de lojas para poder passar o tempo, mas como tinha acesso a área vip, acabei indo para lá para poder aproveitar os comes e bebes né rsrs... OBS: antes de viajar queria muito conseguir algum cartão de credito que desse direito a salas vips nos aeroportos. (Cara, antes que vc pense que seja um luxo, já digo de cara que não é! Sério! Me ajudou muito). Cartões que tem esse privilegio são os das categorias black para cima, obviamente que não era meu caso, pesquisei muito para tentar achar uma solução, pois em algumas salas vips tem até chuveiro para poder tomar banho e como eu saí de SP no dia 10 e cheguei na china somente no dia 13 eu queria poder tomar um banho decente! Nas minhas buscas encontrei o PriorityPass, basicamente é um plano que do direito ao acesso em mais de mil salas vips no mundo. A parte ruim? Muito caro! Paguei cerca de 800 reais para ter acesso a 10 visitas grátis e após isso cobraria acho que 36 dólares por acesso. Com toda sinceridade, se vc for fazer vários voos em sua viagem, eu recomendo e muito, alguma forma de vc poder ter acesso as salas vips. vc come a vontade, pode tomar banho, tem salas com pc e impressão, avisa início do embarque e muito mais! Ahh se eu pudesse ter isso sempre na vida! Rsrsars... Pesquisem sobre o cartão de credito Dners, parece que ele atende bem, não o consegui na época. - Do Camboja voltei para a Tailândia, mas dessa vez para a caótica Bangcoc. Quando eu estava pesquisando sobre a Tailândia, separei vários lugares que eu queria muito ir, e um deles seria no templo branco que fica ao norte do pais perto de Chiang Mai, na cidade de Chiang Rai. Acontece que eu não tinha tempo para poder explorar o pais ao norte, pq meu mochilão já estava bem corrido. Lembram do AseanPass? Então, depois que eu decidir todo roteiro e marcar todos os voos, estava sobrando um passe, aí que eu tive a loucura de fazer um bate e volta na cidade para Chiang Rai só para ir no templo branco. - sempre via as pessoas falando que faziam o bate e volta de bkk para Ayutthaya, antiga capital da Tailândia destruída pelas guerras.. Todos os templos em Bangcoc são as réplicas dos templos originais que existiam na antiga capital. Já que tem a replica para quê que eu iria ver os originais sendo que poderia ver outra coisa no lugar? Rsrs - Por conta disso reservei um hostel ao lado do aeroporto de bkk, já que no outro dia iria cedo para Chiang Rai, fiquei no Sleep Owl Hostel por 33 reais. Como era do lado do aeroporto fui andando até lá. Nossa, demorei uma vida para poder sair do aeroporto, fui seguindo o GPS mas chegava uma hora que tinha q atrevesar uma ponte e eu não via essa bendita ponte... até que cheguei em uma espécie de córrego cheio de barracos como se fosse uma espécie de feirinha... bem feio, criei coragem e fui assim mesmo, isso que já era mais de 7h da noite. Cheguei no hostel, achei bacaninha nada a reclamar, para uma noite estava ok. Lá perto tinha uma 7/11 e fui para lá comprar meu lanche e depois voltei para o hostel para descansar... 11° DIA -Nesse dia acordei cedo já que o avião para chiang Rai sai as 8h. levei minhas mochilas pq na volta ficaria em outro hostel. Tomei café na 7/11 novamente uns 40bh por um misto e um achocolatado tipo todinho numa versão maior. - na hora do embarque já fiquei esperto para ficar entre os primeiros, afinal, agora tinha duas mochilas e mais uma vez não pesaram nada. O voo de pouco mais de 1:30 com algumas turbulências, mas nada demais, enfim cheguei. - la estava levemente frio, por volta de uns 16 º graus, para quem passou por um -7 na china 16 era nada kkkk....bom não sabia ao certo como chegaria no templo branco já que na cidade não tem transportes públicos eu acho, pelo menos não um que ligasse ao aeroporto, e o templo era bem longe de lá. Com isso abri o aplicativo GRAB uma espécie de Uber asiático só que com preços levemente melhores e bem mais presente tb! -Achei um motorista do grab disponível e a rota estava dando uns 300bt se não engano, pra variar um motorista bem loko. Ficou perguntando se a gente já havia conversado antes por um aplicativo doido lá e ficava rindo para mim do nada, e eu oi???? Ignorei como estava seguindo a rota era oq importava, até ai tudo bem. Só que ele ofereceu para me levar de volta para o aeroporto e falou que me esperaria em uma loja de conveniência lá perto e pediu para tirar foto da placa dele. Concordei e fui para o templo. - De longe vc já se começa a ver a beleza do templo, Aquele telhado todo brilhante e espelhado.Para variar estava meio cheio de chinês! Todo canto que vc for, acredite, vai encontrar com algum! Se eu não me engano cobra-se 50bt para entrada. -O templo é bem loco todo branco ( deve ser por isso que chama-se templo branco né zé rsrs) mas com espelhos em vários lugares que produzem reflexos do sol e o deixa ainda mais magnifico. Na verdade, para mim ali estava longe de ser um templo! Rsrsr pois tinha várias coisas bizarras por lá, por exemplo umas arvores com cabeças de super heróis penduradas e uma mistura loca de elementos das tradições budistas e hindus, dai vc imagina a sala de frutas que era esse templo. - o templo ainda está em fase de construação, isso que ele começou a ser construído em 1998 e a previsão para sua finalização só em 2070, só espero estar vivo para poder ver esse templo todo completo, pois se já nesse estado é impressionante imagina finalizado. - O templo principal fica no meio de toda loucura. Sendo ele todo branco com muitos detalhes reluzentes que simboliza a sabedoria do Buda que brilha sobre a terra. - Porem, para chegar até a luz, primeiro precisa passar pelo purgatório, uma espécie de purificação. Foi a parte que achei mais legal, com dois guardiões na ponta e embaixo uma espécie de poço com várias mãos para cima meio que agonizantes, bem impressionante de se ver. - Já no templo principal, após passar pelo “purgatório” vc entra no santuário, lá dentro é proibido tirar fotos e tb em todo templo não se pode voltar, sempre tem que continuar a andar para não atrapalhar o fluxo das pessoas. Bom dentro do templo em sim, tem uma imagem de buda grande e a parte bizarra vem agora, tem um mural com Michael Jackson, Batman, Darth Vader e até o Kung Fu Panda e alguns Angry Birds entre outras bizarrices... segundo o autor, represente que nenhum super herói é capaz de nos salvar. Tão tá né! Rsrs - Já em outra parte, onde ficam os banheiros, foi construído como se fosse um templo e não banheiro, mas esse todo dourado, e com o sol refletindo sobre ele, fica incrivelmente bonito. - fiquei horas por ali admirando tudo que nem vi as horas passarem! Sai de lá umas 14h e fui almoçar lá perto, onde havia várias lojinhas... nem lembro oq eu comi, deve ter sido bom, pq se tivesse sido ruim jamais esqueceria kkkk - bom, lembra que havia combinado com o cara do grab para me levar de volta para o aeroporto? Então, havia combinado com ele as 15h, fui para o local que ele havia determinada e o FDP simplesmente não apareceu! Tentei achar algum outro disponível no aplicativo e não tinha! Meu voo era as 18h mas o trajeto era de 1:30 +-, nisso já estava começando a desesperar pois não passava um taxi se quer, e quando passava estava ocupado! Como assim? O principal ponto turístico da região não tem nada perto? Perguntei um tio lá perto se ele era taxi ele disse que não, ai ele ficou olhando e perguntou para onde eu iria, ai falei que estava indo para o aeroporto. Ele perguntou que hora era meu voo, e quando falei, ele esboçou uma cara de preocupação ( pensei, me f*&¨*¨%) ai ele saiu perguntando uns caras nas vans se não me levaria, até q um filho de Buda disse que me levaria por 300bt, aceitei na hora e agradeci muito o tio. O cara da van ainda ficou falando que talvez não desse tempo por conta do transito essa hora poderia estar mais engarrafado, que bacana ele hein, nem para poder mentir um pouco para falar que daria certo. Hahah... mas como sou uma pessoa abençoada, cheguei a tempo....uffa - dessa vez voltaria por outra cia, já que usei o credito do aseanpass só para ida, vim pela Nok Air, e achei bem legal ela, até melhor que a air asia... para vcs terem ideia de como são essas low cost, sabe a Azul e Gol aki no brasil? Então, a mesma coisa ou até melhor rsrsrs - cheguei a tempo no aeroporto, tempo suficiente para fazer compras hahaha... vi uma chaqueta dessas impermeáveis de frio com capuz por 50 dólares, achei muito bom o material dela e o preço ok, já que uma dessa no brasil dificilmente acharia menos de 500 reais. Por outro lado, mais uma tralha para encher a mochila, que agora já são duas...hahah - cheguei no aeroporto de bkk e troquei alguns dólares, toda pesquisa que vc faz sobre troca de dolares as pessoas indicam uma casa de cambio x ou y, mas quer saber? a diferença é tão pequena que nem compensa vc ficar rodando caçando essas casa de câmbio... -já na área de desembarque, fui atrás de um busão que deixa na Khao san. Para quem está sozinho existe uma opção mais em conta e bem eficiente o limobus. São ônibus confortáveis que saem regularmente de ambos os aeroportos em direção à Khao San e custa 150 bahts (15 reais). Fui nesse e achei bem confortável. - fiquei no D Hostel Bangkok por 89 reais para 3 noites. Gostei muito dele, fica alguns quarteirões da khao san (essa rua é onde ficam a maioria dos mochileiros, com muitos bares e pubs). Os principais templos tb ficam nessa região, de forma que dá para ir andando. -cheguei já era um pouco mais de 20h, sai para comer por perto e fui dormir pois já estava morto de cansado. Continua no próximo episódio hahah
  9. que ótimo que esta curtindo! minha memoria não é das melhores, então já viu kkkk mas é bom escrever para poder me sentir novamente na viagem!
  10. que bom que esta curtindo o relato! nunca imaginei que escrever fosse tão difícil!kkkkk mas a intenção é essa mesmo, encorajar as pessoas que é sim possível viajar sozinhas e se divertir muito!
  11. 8º dia – CAMBOJA -No dia seguinte, bem cedo, segui para o aeroporto umas 5:00 da manhã, já que meu voo partia as 6:20 para Siem Reap no Camboja. O voo durou + - 1h, bem tranquilo e mais uma vez pela Air Ásia utilizando os créditos do Asean pass, e custou apenas um credito. Dica: se vc estiver indo de mochilão e não forem despachar bagagem, quando iniciar o embarque, seja os primeiros a entrarem, pois, a galera exageram e acabam entrando com uma geladeira nas costas e não despacham e com isso corre o rico de vc ficar sem lugar para guardar sua mochila...todas as cias low cost cobram bagagem para despachar e tem 7k grátis para ir na cabine... dificilmente pesam, mas o valor é bem caro se exceder os 7k. levem o mínimo possível, serio! Tudo é muito barato por lá. Se tiver de dois um faz o check in enquanto o outro fica com a bagagem, ai dá pra despistar..rsrs -Para entrar no Camboja brasileiro precisa de visto e pode ser tirado na entrada dos aeroportos ou nas fronteiras terrestres. Tem possibilidade de tirar no e-visa online (36 dolores), dai vc imprime e apresenta no aeroporto, eu fiz isso e tinha pouquíssimas pessoas que fizeram online, logo minha entrada não demorou nem 5m. - Saindo do aeroporto, bom, quando sai não vi nada, tinha um monte de gente oferecendo tuk tuk 8 dólares, taxi 10 dólares. Estava achando meio carinho, resolvi esperar um pouco pra ver se saia mais gente, como eu fui praticamente o primeiro a sair do aeroporto e os que saíram já tinham transfer de seus hotéis com as plaquinhas nas mãos. Acabei pegando o taxi mesmo pq tinha um guinche lá na saída com o preço já tabelado. Foi uma chatura esse taxista! Ficou o tempo inteiro se oferecendo para ser guia nos templos, isso que eu falei que não falava inglês, mas ele gesticulava, mostrava um panfleto enorme e uma pegação na minha perna (aquelas pessoas que conversam pegando, sou meio cismado mas né..kkk) que não via a hora de chegar no hostel. No final, quando viu que não iria fechar com ele os tours fechou a cara e parou de conversar, estava cobrando 45/50 dólares para acompanhar... -Cara saindo do aeroporto tive a impressão que estava indo para uma favela! Muito pobre tudo, várias casas tipo barracos, ruas sem asfaltar, (o pais é muito pobre devido as inúmeras guerras que tiveram com os países vizinhos no passado). Por segurança, tracei a rota até hostel no GPS pois havia baixado o Googlemaps offiline e com isso fui acompanhando. - Cheguei no hostel era nem 9h da manhã, como a entrada era a partir das 12h tive que esperar até o quarto ficar liberado. Fiquei no Onederz Hostel Siem Reap por 65 reais para 3 noites. Achei bem legal, bem limpo, com piscina e perto da Pub street (sempre escolha a hospedagem perto dessa rua). Nesse dia a Fernanda chegaria, a conheci nos grupos de WhatsApp da Ásia. Ela vinha de uma longa viagem da Europa e tentamos coincidir nossos destinos na Ásia. Como ela vinha de busão de Bangcoc, chegaria mais tarde. -Resolvi dar uma volta por perto do hostel, a cada caminhada batia um certo arrependimento! Cara oq estou fazendo aki? Deixei aquele paraíso da Tailândia para cair nessa favelona?? Pois bem, sai andando sem rumo e cada vez mais ficava frustado. Entrei em um supermercado (se tem uma coisa que adoro em um pais é visitar supermercados, adoro ver coisas diferentes que tem por lá) comprei uns chocolates e alguns bestagens e voltei para o hostel. -Deu o tempo de eu poder entrar no quarto e lá fui eu. Peguei novamente um com 4 camas, mas não vi ninguém por lá, sei que estava ocupado por conta das mochilas... fui tomar um banho que estava morto e esperei a Fernanda chegar. Ela chegou por volta das 13/14h. -graças a deus nos demos super bem, pois ainda teríamos vários destinos que nos encontraríamos, dai imagina não ir com a cara da pessoa e ter que viajar juntos? Nada bom né! Saímos novamente, mas para dessa vez almoçar. Rodamos e caímos em um restaurante arrumadinho. Ela adora experimentar as coisas, já eu sou bem chato pra comer.kkk - Nesse restaurante o cardápio tinha umas opções bem bacana visualmente é claro, como eu não entendia quase nada, mas com a Fernanda por perto, até que enfim teria alguém para traduzir pra mim sem precisar decidir oq comer apenas pela foto! Kkkk... Nesse restaurante acabei escolhendo um macarrão com frango muito saboroso. Acontece que depois que fizemos os pedidos, me deparo com uma espécie de jarra com agua dentro e alguns talheres e aqueles palzinhos que esqueci o nome orientais, logo presumir que teríamos que comer com um daqueles! Jesus! Lembra da parte q sou chato pra comer? Já que não tinha pra onde correr foi o jeito comer com os talheres dentro d’água. Confesso que fiquei com nojo mesmo, mas o que não nos mata nos fortalece não é mesmo? rsrsrs - cara comida e bebida por lá é muito barato, cerveja por apenas dólar e meio apenas daí vc imagina o estrago que pode ser se vc for uma pessoa que beba muito. - voltamos para o hostel já no finalzinho da tarde e fomos ver o passeio nos templos para o dia seguinte e fechamos por lá mesmo já que estávamos com preguiça de ficar pechinchando. Basicamente quem vai para o Camboja, é mais pelos famosos templos do complexo de Angkor de milhares de anos. Fechamos o tuor de tuk tuk mesmo por 15us, lembra que o taxista queria 50us? Está certo que de taxi deve ser bem mais agradável, mas é uma experiência tão legal e diferente andar de tuk tuk e não pensamos duas vezes em fechar com eles. -Já a noite fomos para a pub street e o night bazar. Cara foi muito legal, me surpreendi muito com a noite do Camboja, tudo se transforma e a cidade que parecia feia e pobre, do nada se enche de luzes e gente tornando uma cidade totalmente diferente da que conheci horas antes. No mercado noturno tem muita opção de compras, como roupas, suvenir, bolsas tudo que imaginar! Já nos Pubs cada um mais legal que o outro foi incrível a noite. 9° dia -nesse dia acordamos cedo para ir para o passeio dos templos, além da fé e eu, foram mais duas meninas no mesmo tuk tuk com a gente, uma Argentina e a outra era de algum lugar da Europa que não me lembro..rsrs. - Primeiro o tuk tuk nos leva para onde são vendidos os ingressos, tem a opção de 1,2 e 3 dias. Valor da entrada aumentou para U$ 37 por 1 dia. Acho que de 3 dias é U$62 e é preciso apresentar o passaporte. São bem rigorosos com tudo, precisa fazer uma espécie de carteirinha com a foto tirada na hora. DICA: Se você tem apenas um dia para explorar a área, concentre-se no chamado pequeno circuito, onde estão o Angkor Wat (de lá é possível assistir a um belíssimo nascer do sol), o Angkor Thom e o Ta Prohm - o templo da floresta. Não quis acordar tão cedo assim.rsrs -logo depois da compra dos ingressos, a gente seguiu para os templos, e estava bem calor e fui vestido de regata, bermuda e havaianas, aconselho a levar uma mochila pequena com comida e agua. O tuk tuk só nos deixa na porta do tempo e fala o tempo que é para a gente permanecer por lá.. tinha a opção de guia e logicamente eu não iria contratar primeiro que não sei inglês e segundo não gosto de ficar preso a ninguém me seguindo... gosto de sair vendo as coisas e imaginando oq aconteceu, admirando tudo com calma e depois pesquiso na net oq de fato aconteceu rsrss - Na entrada de cada templo é preciso mostrar a carteirinha feita anteriormente, são bem rigorosos e tem multa se perder ou se for pego com ingresso errado. Já no primeiro templo, achei incrível ver aquelas construções gigantes de mais de mil anos atrás. -fomos para o próximo entrei mas depois de caminhar um pouco veio uma mulherzinha falando alguma coisa e apontando para minha regata (tenho uma tatuagem de dragão no ombro não sei se foi isso tb). Mas por sorte levei uma camisa de manga dessas fit que não esquenta ( foi a melhor coisa que fiz em toda viagem foi ter a levado, me salvou várias vezes) a vesti e ficou tudo certo. - passamos por vários templos no calor dos infernos e já estava começando a cansar... e achando tudo a mesma coisa..kkkkk até que chegamos no ultimo templo para ver o por do sol. Lá tiramos todas as guloseimas e fomos comer enquanto o sol se punha. A visão foi muito bacana, mas nada de extraordinário... Em um desses templos acabamos encontrando um mexicano que falava português, rafael que por sinal falava muito bem e não saiu de perto da gente...rsrsrs muito gente boa tb.. ele vinha da Russia se n me engano. OBS: como disse, o Camboja é um pais muito pobre, então todo canto verá crianças vendendo chaveiros, lenços e tudo que imaginar pra ganhar dinheiro. É de partir o coração tamanha pobreza. Uma criança lá nos surpreendeu que sabia falar inglês e espanhol e tinha apenas 9 anos! Meu deus eu com meus 29 mal sabia o português! Então se puder, leve balas para darem para as crianças, elas gostam muito! - bom se vc é do tipo de pessoa que se cansa fácil e não tem muita paciência em ficar visitando vários templos, aconselho a comprar apenas um dia do passeio, que para mim foi suficiente. Apesar de não ter ido no templo principal do Camboja onde toda pesquisa que vc faz sobre os templos sempre aparece a primeira foto a dele.. não sei que diabos aconteceu, mas achei q esse passeio passaria por lá, mas tudo bem...rsrs - já a noite, fomos curtir a pub street novamente, paramos em um bar com banda ao vivo bem bacana duas orientais cantavam p caramba (bendita hora que inventamos de sentar ali rsrsrs), teve uma parte q a mulherzinha chamou uma mulher no bar pra escolher uma música, ai quando assusto a mulherzinha estava cantando juntas uma música chinesa que por sinal eu adorei..hahahha... até ai tudo bem, a cantora depois pediu para o pessoal oferecer músicas para ela cantar, ai eu sismo de falar Michael Jason de longe, cara nem sou fã dele assim, mas eu a imaginei ela cantando um triler da vida que estava na vibe do local...engano meu, ela não sabia nenhuma do Michael, ai para minha felicidade ela pegou a letra pelo celular e me pegou pelo braço pra cantar juntos! Puts, sou bem tímido, nunca fiz isso no brasil e fui inventar isso lá do outro lado do mundo! Sabe que musica ela escolheu ainda? WE ARE THE WORD, puts logo uma música calma e que eu não fazia a mínima ideia de como cantar! Não teve jeito ela me deu a letra pelo celular e começou a cantar e arrumou outro microfone para mim, mesmo eu falando que não falava inglês cantei os 5 minutos mais longos da minha vida!! Kkkkkkk e a fernanda? Bom ela ficou lá na mesa gravando toda a vergonha que eu passei. Mas foi uma experiência bem legal, no final me divertir muito! 10° dia - no outro dia saímos cedo pra comprar besteiras, fui numa das lojinhas e comprei uma mochila pra mim, pois a que eu tinha ido para Ásia, havia comprado com as dimensões de cabine achando que eles eram mais rigorosos, daí comprei essa bem maior e de boa qualidade. Ai acabei comprando algumas regatas por lá por 1us kkk...mas não espere um tecido de boa qualidade.rsrs -Depois fomos almoçar pois já iria embora as 15h, já a Fernanda continuaria, pois iria para as praias no sul do Camboja que por sinal são lindas tb! Se tiver tempo, tente colocar no seu roteiro. Continua....
  12. eu deixaria menos dias para bkk, 3 dias inteiros são suficiente em minha opnião diminuiria na região de phi phi e acrescentaria a região de ko samui...
  13. - Bom, não deu para eu ir para a muralha da china, mas deixo a contribuição de como chegar até lá de transporte público! entrei em um grupo de whatsapp e varias pessoas utilizaram esse métodos ai! aconheço ver alguns videos no youtube Indo para Grande muralha Como chegar a partir do Aeroporto Internacional de Capital Pegue o metro Airport Express para Dongzhimen dentro do próprio aeroporto saia e mude para a linha 2 do metrô para Jishuitan (saída B2) e, em seguida, vá para o leste por cerca de 600 metros (550 metros) até Deshengmen para pegar o ônibus nº 877. O ônibus 877 é um ônibus sem parada de Deshengmen para Badaling. Quando o ônibus chega na colina de trás de Badaling, você ainda tem que dar uma caminhada de 20 minutos até a bilheteria e depois começar sua caminhada até a Grande Muralha de Badaling *** Existe outro parte da muralha que está mais conservada e vc sobe de teleférico e desse de tobogã ( se vc quiser é claro) Saindo do aeroporto 1- Terminal 3 até a estação Dongzhimen 2- Chegando lá, seguir as placas para “Bus Transfer Hall”, de onde sai o ônibus para Huairou, a cidade mais próxima de Mutianyu. 3- Ao chegar no bus transfer hall, seguir as placas para o 916 Express Bus (916 快) e vai até Beidajie North Street (北大街 ) em Huairou District (descer na 15a parada, São 20.) 4- Daí até Mutianyu, há diversas alternativas: taxi, minivan ou micro-ônibus (h23, h24, h35 ou h36). Não pegar o ônibus 980 e nem descer em outra parada Dicas: No caminho da estação de metrô Jishuitan para Deshengmen, existem muitos ônibus falsos 877, que se parecem com os oficiais. Os vendedores de bilhetes também usam "uniformes". Ignore-os. Recomendamos que os visitantes tomem os oficiais dos lotes de estacionamento. Se é um ônibus oficial, geralmente há muitos passageiros em uma longa fila esperando para embarcar; Ninguém está tentando convencê-lo a entrar no ônibus; Os ônibus oficiais estão equipados com um leitor de cartão, os passageiros podem pagar em dinheiro ou cartão de transporte. Dica: ao invés de comprar o bilhete unitário de 25CNY (referente apenas ao trecho do Aeroporto até a cidade), compre o metrocard, também conhecido como Yikatong, e carregue nele o tanto de créditos que estima usar em sua estadia em Pequim. Caso sobre algum valor, é possível reaver o saldo em dinheiro mediante a devolução do cartão. Nós não devolvemos, preferimos ficar com o Yikatong de souvenir! Dica: uma forma de tentar driblar o Firewall da china (sistema de bloqueio de conteúdo) é baixar um app de VPN que basicamente serve para mentir sua localização. Usei e deu certo algumas vezes...mas lembre-se de ativa-lo antes de chegar na china. Visto de transito Sobre como obter, existe no aeroporto internacional de Pequim e Shangai um guichê de imigração específico para o visto de trânsito, chegando lá se faz necessário apresentar o passaporte, formulário de entrada no país e a passagem de saída pelo mesmo aeroporto com data e horário dentro do período de 72h...o processo no aeroporto internacional foi bem simples e rápido. Ainda no avião você precisa preencher um cartão de embarque e desembarque, com dados pessoais, sobre o passaporte e a estadia na cidade. O único dado que, obviamente, ficará em branco é sobre o visto. O cartão deve ser entregue para o oficial da imigração.
  14. bom depois de muito pesquisar nesse site para me programar com meu mochilão no sudeste asiático, nada mais justo que deixar minha contribuição! Segue meu insta @uaiguimg até mesmo para contatos mais rápidos caso precise.. Vamos lá, tudo começou em janeiro de 2017 quando teve um bug pela Turkish Airline com passagens de ida e volta a 670 reais ida e volta de sp a Bangcoc! Se acham que peguei esse bug? Não, fiquei com medo e esses valores eram apenas para os meses de junho e julho onde é temporada de chuva por lá, além do mais em fevereiro iria para Cancun, viagem que já estava deixando um Rim... Pois bem, fui pra Cancun em minha primeira viagem internacional com uma amiga, tudo perfeito dispensa comentários.... depois que cheguei de lá fiquei já imaginando a próxima viagem para onde seria, então fui pesquisar a Tailândia. Quando comecei a pesquisar vi um vídeo do festival das lanternas que acontecia sempre em novembro em uma cidade ao norte da Tailândia, Chiang Mai, logo que vi, já não deixou duvidas que a Tailândia seria meu próximo destino! Mas não ficaria por ai, já que quando vc começa pesquisar sobre o sudeste asiático vc vê que é possível colocar outros países que estão ali próximos e são incríveis tb! Dai comecei a pesquisar pesquisar e pesquisar, e descobrir o Full moon party, que é uma festa que sempre acontece na Lua cheia em uma das ilhas da Tailândia Ko Phagan, fiquei tentando ao ver um vídeo da festa do réveillon, foi então foi ai que mudei os planos e decidir que lá que eu queria passar o fim de ano. Ai que ta, quem vai comigo? Bem, meus amigos não animariam muito um destino tão exótico ou teria disponibilidade na época, logo comecei a matutar como faria, já que nem inglês eu tenho, mal mal o básico! Com muita pesquisa, vi que muitas pessoas se aventuravam sozinhas e deus, pra falar a verdade bem mais do que eu imaginava. Pensei: se eles podem, eu tb posso. Depois de finalmente convencido, hora de comprar as passagens, foi o primeiro baque! preços altíssimos! coloquei alerta em todos buscadores Googleflights, Kaiak, skyscanner e nada de promoções tudo acima de 3 mil reais. Nessa altura já era julho e eu estava começando a ficar com medo de subirem ainda mais os preços. bem, depois de muita procura vi o menor valor indo de SP a Singapura por 3.100,00 só que a data para esse valor era para dia 10/12 a 17/01/2018 quase 40 dias!!! Meu deus 40 dias na Ásia sozinho e sem inglês, será se dou conta? Bom, depois de muito pesquisar sobre a Ásia eu já não me via viajando para outro lugar, logo então acabei comprando. Comprei no próprio site da Air China. Aí começou outro medo, gente vou viajar com um avião chinês??? Um chinguiling? Será se chego inteiro? Puro preconceito, pois era um dos aviões mais modernos que há, comida boa, bom atendimento sem reclamações... (comprei a 3.100, porém tem o bendito iof, e o cambio flutuante, que fecha o valor na data de fechamento da fatura, dois dias depois de comprar teve o escândalo do Temer com os áudios lá que fez o dólar disparar que quebrou minhas penas, de 3.100 para 3.550!!! começando bem a viagem...) Bom, o preço estava sendo um dos melhores, mas em contrapartida a viagem em si uma das mais demoradas! Quase 40 horas, pois faria escala em Madri e depois em Pequim e só depois Singapura. -Vamos lá então, tentarei postar tudo que eu lembrar pois minha memória não é das melhores Pequim – Grande muralha 1º dia - Bom, de toda a viagem para Ásia, sem dúvida Pequim foi minha maior frustração! Como faria escala por lá, procurei a escala mais demorada possível em Pequim para aproveitar a cidade, chegaria por lá 5:50 e voaria para Singapura as 00:10, ou seja, um dia inteiro para aproveitar a cidade. E nas pesquisas descubro que era possível ir na grande muralha da china um antigo sonho que jamais imaginei realizar! Quando comecei as pesquisas descubro que não seria nada fácil, ou nem tanto, descubro que todas redes sociais e apps da Google eram bloqueadas na china!! Ai que começa meu desespero pois eu uso muito o google maps off-line e oq iria fazer agora? -Depois de muita pesquisa acabei achando um site de turs que faria o percurso aeroporto – muralha, só que bem caro cerca de uns 110 US. Por mais que estava bem relutante em ir assim, acabei mandando um e-mail para a empresa para saber como funcionava. Porém, eles responderam falando que sairia um carro as 8 da manhã, mas que provavelmente eu n teria tempo,pois os tramites do visto no aeroporto não seria tão rápido e talvez eu não conseguiria sair antes da van partir. Bom depois de ver que não seria possível ir de taxi privado mas se não me engano seria mais de 200 dólares e não estava disposto a gastar tanto assim! Comecei a pesquisar se era possível ir de transporte público, e para minha felicidade tinha como ir sim. Parecia não ser complicado, mas ai vc para e pensa vou usar transporte público em uma cidade com uma das maior populações do planeta??? Loucura mas já que está na chuva é pra se molhar... -Mais uma vez começa meu medo, e se eu me perder? Não vou ter como pedir ajuda a ninguém, não sei inglês não tem googlemaps e aí? Ai a gente pesquisa tudo para não se perder no caminho..rsrsrs -Bom lembram que falei que essa era a maior frustação de toda viagem? Então, depois de muito me programar, ver vídeos no youtube, prints de tela do maps e tudo mais.. meu mundo acabou no desembarque remoto, quando abriu as portas do avião começou a fazer frio, muito frio, bem eu havia viajado com uma mochila apenas, um moleton ( minha cidade é muito quente 35º graus aqui é fichinha, logo não tenho tantas roupas de frio, já que iria pra praia) tava com uma toca e um cachecol, estava frio mas suportável, mas quando cheguei na porta começou a sair fumaça da minha boca e comecei a tremer involuntariamente, fui descendo até entrar no ônibus para o aeroporto... serio nunca tinha passado tanto frio na minha vida! Quando fui checar a temperatura estava -7 Graus!!!! -7 Gente! Isso que a sensação térmica deveria estar uns -15 sério! Como eu nunca havia pego temperaturas negativas, acho q a menor temperatura que havia passado seria uns 12 graus. Dentro do ônibus já bateu um desespero, passando todo um filme na cabeça, pois havia visto que estaria frio, mas achei q seria suportável. Já no aeroporto, depois de passar por todos tramites, comecei a procurar por roupas de frio, mas só tinham roupas de marcas ( tommy, calvin Klein..) e eu não iria pagar 400 dólares em um casaco para depois descarta-lo. Pensei muito em desistir, mas cara, estou do outro lado mundo, cheguei muito longe para poder desistir aqui! Troquei um pouco de US p moeda chinesa e fui comprar o cartão de transporte público (serve para metro e ônibus), pensei que no centro acharia algo perto do metro para comprar roupas de frio! Pois bem, no caminho estava suportável o frio, cheguei na bendita estação. Cara, sou muito burro ou não sei oq, mas fiquei horas tentando sair dos inferno da estação! Rodava rodava e não achava a saída, depois de muito custo consegui sair e para minha alegria batia aquele vento gostoso que que fazia arrepiar até os cabelos que não tenho hahahha. Ao sair vi prédios gigantescos pra todo lado e não sabia para onde ir, estava fazendo muitooooo frio, parei em um lugar que tinha um solzinho pra tentar me esquentar um pouco e pensar no que fazer. Havia baixado o mapsme (offilne) mas como sempre usei o google mps n sabia muito me orientar por ele... vi uma galeria perto da estação, mas era mais uma praça de alimentação, cheio de comidas estranhas Bom, com muito pesar, depois de ter rodado um pouco perto da estação e não ter visto lugar algum para comprar roupas decidir voltar para o aeroporto arrasado, mas se no centro estava frio assim, faço ideia na muralha onde tudo era aberto... triste fim na china....voltei para o aeroporto, como tinha acesso a sala vip fiquei lá comendo e bebendo era oq tinha pra fazer....rsrs Depois de minha frustação com a china embarco para Singapura em ponto as 00:10 e chegando em Singapura as 6:30 da manhã... bom para definir o roteiro fiquei muito na duvida de como faria, mas como pesquisei e vi que Singapura era o pais mais caro da Ásia, resolvi deixa-la por último, já que teria mais noção de quanto iria gastar ou melhor, não gastar hahahah. Pensando assim, peguei outro voo as 13:00 para Phuket, minha entrada na Tailândia, voo pouco mais de 40 minutos tudo tranquilo pela Air Ásia. OBS: muitos devem achar que meu roteiro deu muitas voltas, e de fato realmente fiz muitas voltas como vcs irão perceber. Mas tudo isso foi devido minha intenção de gastar o mínimo possível nessa viagem para compensar o baque das passagens pela airchina... foi aí que encontrei um negócio chamado AsenPass. É uma espécie de programa de viagem da Air Ásia, nele vc compra 10 ou 20 créditos para viajar nos países pre-determinados descontando os créditos que vc comprou e pagando posteriormente as taxas de embarque. Dessa forma comprei 10 créditos por 116 US, (coloque na moeda da malasia ao comprar, sai mais barato que em próprio dólar) fui para Singapura – Pkuket (Tailândia) por 1 credito. Quanto mais longe a viagem, mais créditos.... 2º dia –SINGAPURA -TAILÂNDIA Chegando em Phuket a imigração foi super tranquila, exigiram o certificado de vacinação de febre amarela e mais nada...na hora de passar pelo scanners de malas os agentes simplimentes mandaram passar e já estava livre pra ir para onde quiser.... tão ta né..rsrs Saindo do aeroporto: já fora, vc vai encontrar varias pessoas oferecendo transfer... praticamente tudo tabelado, não lembro ao certo, mas acho que foi entre 150/300bath o transfer até o hotel..fiquei no hotel Poppa Palace (R$138),como chegaria morto de viagem, queria pegar um hotelzinho melhor, achei esse bem legal, perto de tudo e da praia... cheguei dei uma volta curta e apaguei não era nem 6 da tarde e acordei 5h da manhã hahaha... mas ai sem mais jatlag.... No outro dia fechei um transfer no próprio hotel para Ko Phi Phi, (pronuncia com som de P mesmo ok) foi uns 700bath van( hotel píer +- 1:00h) + farry a viagem ( acho que 2h). 3º dia – Ko phi phi Bom, optei por ficar apenas um dia na ilha, acredito que foi pouco, pois nesse dias ficaria só para curtir a ilha e não faria passeios algum... fiquei no Ibiza hostel mas em quarto privado (R$189) pois havia lido que o hostel era de muita farra e festa na piscina, que por sinal as pscinas são tops.. abertas para o público até das 14 às 22:00h.. na orla da praia todos os barzinhos tem festa tb com atrações de pular corda de fogo, malabarismo e coisas do tipo, bem legal...como sou chato pra comer sempre procurava algo mais abrasileirado rsrs... então minha dieta por lá foi muito fastfood hahah... comida barata e na praia tem um tal de bucket que são uns combos de bebidas( vodkcas, wisk, energéticos) uma espécie de baldinho q vc mistura tudo e chapa os cocos....rsrs.. nesse dia ainda estava meio grog por conta da viagem...então curti de leve a noite - no centrinho de phi phi tem tudo... restaurantes, lojas, estúdio de tatoo em todo canto.. cheio de ruelas que pra variar sempre me perdia...kkkk.. foi lá que comprei o transfer para ao nang por 250bt. 4º dia - AO NANG -No outro dia fui para Ao Nanga, resolvi ficar lá, por nas pesquisas mostrarem que a praia teria mais estrututas de barzinhos, hospedagens, restaurantes e principalmente pelos passeios serem mais baratos - fiquei no hostel Moment (R$88 para 4 noites), achei ótimo, minha primeira experiência em hostel, curti muito... peguei um quarto de 4 camas, cheguei tinha um cara parecendo europeu, um vozinho q parecia morar lá cheio de livros e um oriental louco... - nesse mesmo dia já fechei um passeio de 7 ilhas no próprio hostel que sairia as 13:00 por 700bt O passeio percorreu várias essas ilhas famosas n lembro nome de nenhuma kkk, com várias paradas para mergulho com snorkel em áreas de coral com milhares de peixes coloridos, isso foi sensacional e na última ilha jantamos por lá... começou a chover nessa hora... o mar ficou agitado pensa no medo que fiquei. Mas logo ficou de boa e chegamos todos bem! -depois que cheguei fui dar uma volta a noite... muitas lojas e restaurantes, estruturas melhores que em phi phi 5º dia – Ao nang -No outro dia, acordei cedo e fui tomar café que era incluído no hostel, torrada + café + banana..bem simples... mas acabei indo na 7/11 uma loja de conveniência que tem de tudo, acredite, vcs vão amar essa loja e vão querer sempre ficar perto dela! Os lanches lá são super baratos, então volta e meia estava lá comendo... eles preparam na hora lá no micro-ondas. -Nesse dia fechei o passeio de 4 ilhas, nesse que tinha a ilha de Maya Bay, cartão da Tailândia onde foi filmado o filme a praia com leornado de caprio... bom, pra ser sincero esperava mais dessa ilha pois todas as pesquisas sempre falam dela, e fui com grandes expectativas. De fato, é uma vista incrível com mar incrivelmente bonito, mas a ilha é bem pequena, os barcos chegam e podem ficar só 30m. e acredite todo canto tem um chinês! Brotam da profundeza dos infernos para atrapalhar suas fotos.... Me senti até celebridade lá com alguns me pedindo p tirar fotos.kkkk.. Nesse mesmo passeio fomos na bamboo island, nossa essa sim me surpreendeu com o mar! PERFEITO! No final do tour ainda podia nadar com os planctos, só q n quis pois já estava mais tarde e meio frio e eu sabia que iria fazer mais frio ainda...rsrs povo entrou e n ficaram nem 5m dentro d’água... mas o guia puxou um balde d’água e jogou no chão do barco e deu pra ver os planctos fluorescentes ....nada de extraordinário mas bacana. - de volta para o hostel, sai a noite com um brasileiro q conheci no passeio e q tb estava no mesmo hostel que tb estava viajando sozinho, morava na espanha e estava por lá. 6º dia Ao nang – Railay Beach Nesse dia resolvi ir para Railay beach, considerada uma das praias mais bonita de toda Tailândia! Não achei a mais bonita mas estava sem dúvidas nas primeiras..rsr peguei o barco no porto não muito longe do hostel 200bt ida e volta... o ultimo barco de volta sai as 17:00 -iria passar o dia todo por lá, é uma praia mais tranquila, muito calsalzinhos rsrs...mas tem muita coisa pra fazer...tem rapel pra quem gosta, trilhas, snorkel, caiaque. -aluguei um kaik por 300bt para 2/3h n lembro ao certo... nunca havia andado de caiaque antes hahah..passei uns micos mas logo dominei, super fácil... e foi incrível! Passar por aqueles cenários únicos daqueles paredões submergindo dentro d’água. Foi incrível! -nessa mesma praia que tem uma caverna com um tanto de piroca por lá, todos tamanhos..rsrs símbolo da fertilidade para os tailandeses. - como disse, Railay tem muita coisa a se fazer, mas acho que somente passar o dia por lá deve ser suficiente, visto que lá é mais um ambiente família e tranquilo, muitos casais e não vi muita opção noturna. - depois voltei para o hostel e iria sair novamente com o cleiton brasileiro que havia conhecido no dia anterior... 7º dia –Ao Nang - Puket -Nesse dia iria voltar para dormir em phuket, já que pegaria o avião de lá para o próximo destino. Nesse dia conheci duas brasileiras lindas que tb estavam no hostel e estavam indo para Railay beach, como não iria fazer nada toquei ir com elas para voltar ao meio dia e foi ótimo. Almocei por lá não lembro oq, mas eu gostei..rsrs -indo para Railay já havia comprado o ferry + van para o aeroporto de phuket por 700bt... iria passar a noite em um hostel perto do aeroporto pois no outro dia iria viajar cedo para o Camboja. - a van deixou no aeroporto mesmo e fui andando de lá p hostel no maps parecia mais perto..rsrs mas fui andando a noite já, super tranquilo por sinal...passei em frente de uma espécie de quartel ai tinha um soldado na porta conversando no cel por vídeo ai ele mirou o celular pra mim e falou gringo com quem ele estava conversando eu sorri e ascenei...rs -o hostel em que fiquei foi o The luna (R$58 ) gostei muito dele, limpo e bem privativo.. jantei perto do hostel em um restaurante bem bonitinho primeira vez que comi o tal do Fried Rice e comi dois cornetos depois... tudo bem barato...para minha felicidade não me caíram bem... vomitei e tive uma dor de barriga...hhaha continua...
  15. estive agora na asia e comprei todas as passagens de avião e hoteis através de cartão de credito virtual de bitcoin advcash... oq me fez economizar bastante fungindo um pouco do IOF, entretanto o ADVCACASH bloqueou todos cartões que não sejam da europa, pois a mastercard exigiu, infelizemnte... já na asia não conseguir usar o de debito em nenhum lugar
×
×
  • Criar Novo...