Ir para conteúdo

flor.na.estrada

Membros
  • Total de itens

    41
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra

Outras informações

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Fuja do óbvio e conheça um outro lado de Berlim: https://flornaestrada.wordpress.com/2015/02/02/berlim-roteiro-alternativo-pela-capital-alema/
  2. Claro que, depois de ter rodado quase todo o país, eu ia dar uma paradinha em Berlim. Mas, como vocês puderam ver no post sobre Dresden, como fiquei por lá mais uma noite, minha estadia na capital da Alemanha foi reduzida a uma noite e um dia já que, tinha que pegar o voo de volta para Porto às 20h. Em 2007 eu morei em Berlim por dois meses, estava por aqui com meu pai, então, digamos que os principais pontos turísticos da cidade eu já conhecia e queria aproveitar essa minha passagem vendo um outro lado da cidade, algo que não tivesse conhecido e, pesquisando, encontrei o Alternative Berli
  3. Vote e escolha o próximo destino que o Flor vai divulgar dicas e sugestões! O país mais votado vai ganhar um post mega especial com tudo que você precisa saber para ter a viagem dos seus sonhos! Mas corra, a enquete termina daqui uma semana! https://flornaestrada.wordpress.com/2015/04/10/quiz-viagem-dos-sonhos-europa/
  4. Conhecer Dresden pode ser uma bela surpresa na sua viagem pela Alemanha, além de estar pertinho de Bastei, local com formações rochosas diferentes de tudo que você já viu: https://flornaestrada.wordpress.com/category/destinos-internacionais/alemanha/dresden/
  5. Como expliquei no post sobre Dresden, eu queria utilizar a cidade como base para chegar em Bastei. Mas, Lys, o que diabos é Bastei? Podemos definir como formações rochosas que me deixaram boquiaberta pois jamais imaginaria encontrar algo do tipo na Alemanha. Com certeza pessoal, posso dizer que a chance de “atravesar” um país de faz ver tanta coisa, comparar o estilo de vida das diferentes cidades, ver coisas incríveis e Bastei foi exatamente isso. Foi o ápice do fora da caixinha que fiz na Alemanha, nunca vou esquecer aquela trilha coberta por folhas secas e o frio que até fingia que não
  6. Se pensa em visitar Munique, na Alemanha, não deixe de conhecer Neuschwanstein, castelo que inspirou Walt Disney e a cidade de Dachau, onde fica o primeiro campo de concentração nazista: https://flornaestrada.wordpress.com/category/destinos-internacionais/alemanha/munique/
  7. Depois de uma estadia intensa em Munique, era hora de ir para Dresden, cidade que eu nunca tinha ouvido falar e que iria usar de base para conhecer Bastei, assunto do próximo post. Para chegar até a cidade decidi que iria de ônibus, uma viagem de seis horas pelas estradas alemãs e coloquei na minha cabeça que o ônibus sairia da estação central às 8h30. Como da casa da Lissy até a estação eram 20 minutos, decidi que teria que sair de casa às 7h45. O problema foi que, na manhã da ida, eu acordei às 7h45, saí correndo em direção a estação de metrô (sorte que tinha arrumado minha mochila na no
  8. Veja como foi a visita ao Neuschwanstein, castelo de conto de fadas na Alemanha: https://flornaestrada.wordpress.com/2015/01/26/neuschwanstein-como-chegar-alemanha/
  9. Meu segundo dia em Munique foi dedicado a visita de Dachau, cidade que abriga o primeiro campo de concentração e que é um lugar que todos deveriam visitar para refletirem a crueldade humana. Essa visita está disponível em outro tópico aqui do site, segue o link: tour-segunda-guerra-mundial-t108446.html
  10. Conhecer o castelo que inspirou Walt Disney foi um sonho realizado: https://flornaestrada.wordpress.com/2015/01/26/neuschwanstein-como-chegar-alemanha/
  11. Logo que comecei a montar meu roteiro pela Alemanha a ida ao Castelo de Neuschwanstein estava entre as prioridades e o vilarejo de Hohenschwangau, onde está o castelo, fica a, mais ou menos, uma hora e meia de trem de Munique. Por isso, na manhã seguinte da minha chegada a cidade, lá fui eu para aquela paisagem de conto de fadas. Para chegar ate Hohenschwangau é preciso pegar um trem na estação central de Munique em direção a Fussen e de lá pegar um ônibus que deixa ao pé do castelo. O custo de ida e volta de trem sai por 44 euros, mas, e isso aconteceu graças a expertise do Tim, meu ami
  12. Entenda pq Colônia, na Alemanha, pode ser um destino dispensável no seu tour pela Alemanha: https://flornaestrada.wordpress.com/2015/01/24/colonia-alemanha-o-que-visitar-catedral-e-nada-mais/
  13. Muito se fala da Catedral de Colônia, mas, tentarei com este post fazer você entender que, se a grana estiver curta, não vale muito a pena ir até a cidade só para vê-la. Comecemos com a chegada até a cidade. A Alemanha, ao contrário de Portugal, tem uma economia bem equilibrada, uma das maiores da Europa e consequentemente isso se reflete no preço das coisas. Uma viagem pelo país não costuma sair barata e digo isso pois estava a 40 minutos de trem de Colônia, em Wuppertal, e tive que gastar 22,60 euros ida e volta de trem para conhecer a Catedral. Passei mais tempo no trem do que dentro da
  14. Minha primeira parada na viagem por 10 dias na Alemanha, em novembro de 2014, foi Wuppertal. Conheça um pouco sobre essa cidade e nas dicas sobre todas as outras cidades visitadas neste tópico! Foram dois meses morando em Berlim em 2007, conheci kebab, peguei inverno de -12ºC, engordei 4 kilos, comi bolacha e haribo como nunca e fiquei com aquela vontade de voltar para a Alemanha e conhecer um pouco mais desse país muitas vezes deixado de lado pelos turistas brasileiros. Durante o intercâmbio surgiu a oportunidade de passar 10 dias na Alemanha e lá fui eu, num voo não muito confortav
  15. Wuppertal, uma cidade da região do Ruhr, na Alemanha, que vai te surpreender: https://flornaestrada.wordpress.com/2015/01/19/wuppertal-regiao-do-ruhr-alemanha/
×
×
  • Criar Novo...