Ir para conteúdo

gabrielsp

Membros
  • Total de itens

    35
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que gabrielsp postou

  1. então a fogueira prejudica o meio ambiente e o fogareiro não???? como assim???? o gás vem de onde???? e os metais???? e os plásticos???? não existe natureza intocada. não esqueçam q toda a região do brasil já é habitada no mínimo há 10 mil anos!!!!! e por povos q só viviam e ainda vivem fazendo muita fogueira e preservando muito bem a natureza!!!!
  2. realmente os preços na zona franca não são tão mais baratos do que os preços nos camelôs, mas são mais baratos sim, comparados às lojas. e a vantagem ainda é q lá vc compra com nota fiscal e garantia. comprei um maquina fotografica digital da olimpus (4 mp) por R$ 400 (aqui em brasília estava por R$ 680), mas pesquisei bastante. tb pesquisei ipod e hd, mas não achei tanta vantegem (a diferença máxima chegava a uns 30 reais). áh, tb vi uns dvd´s "genéricos" por R$ 120
  3. então, vcs podem procurar no site do correioweb.com.br que terá algumas dicas sobre eventos, bares, restaurantes e boates. a melhor opção, para quem está sem carro, realmente são os bares (q são nas asas), mas no setor de clubes tem o Arena e o CALAF q sempre têm shows. O uk brasil realmente sempre tem uns shows legais, o azaite é meio playboy ($$$). sugiro tb o Raizes (110N)q, as vezes, aos sábados no fim da tarde, rola uma banda de reggae. Agora tb tem o Por do Sol (408N) q, como o proprio nome já diz, no fim de tarde enche, principlamente com a galera da UnB (esse é boteco mesmo, mas tem um precinho mais camarada). Pra não cansa-los só mais um, por enquanto: tem o clássico Beirute (109S), como o nome tb já diz, tem comidas árabes, mas tb sempre enche no fim de tarde. qq duvida é só mandar!!!
  4. eu estiva lá antes do carnaval, não sei se rola camping, mas conversando acho q dá pra passar uns dias lá. vale muito a pena!!! pra chegar no itiquira (por cima) tem uma trilha que dá pra fazer em uma hora no minimo. No trajeto tem uma corredeira muito boa onde vc se joga e vai sendo levado pelas pequenas quedas do percurso de uns 50 metros. Mas chegando em cima do itiquira (não sei como faz pra chegar até em baixo por esse caminho, daria pra descer e alguém te resgatar lá embaixo) tome cuidado!!! sei de pessoas q já cairam!!!
  5. é patty, disse tudo!!! brasília é bão de mais!!! só não tem mar, pra quem morou 6 anos em floripa isso faz falta, mas como sei q tudo é passageiro, quem sabe ainda não conhecerei outros lugares tão bons qto nossa capital!!!
  6. primeira sugestão seria procurar alguma pousada na w3, pq o albergue é fora de mão!! além do trivial (catedral, congresso, torre de tv, parque da cidade...) tem as opções junto a natureza: parque nacional, onde encontrará trilhas e piscinas (nos fins de semana é muito cheio); a fercal (idem); estação ecológica de aguas emendadas q é um divisor de águas(indo pra formosa). qq duvida é só postar
  7. eae... é marcia eu quiz dizer caiaponia, tb ainda não consegui informações concretas... mas sobre a chapada, faz frio no inverno sim!! as chuvas dependem muito das condições, por ex. fazem 15 dias q não chove aqui em brasília!!!é claro q depois de março/abril quase não chove mesmo. sobre as cachoeiras, não se preocupe em ficar longe delas, tem em todo lugar e, se não me engano, a entrada do parque é em são jorge!! estou programando de ir pra cavalcanti no carnaval, alguma dica???
  8. áh, tem q contar q tb tem o peso das tralhas nas costas e q deslocamentos em grupos geralmente são mais lentos. não?
  9. legal, assim me convenço de q não estou muito fora de forma!! mas chegar a fazer 6km/h, pra mim já é muito!! valeu
  10. eae galera, legal esse tópico, pra eu tentar tirar uma duvida: vcs saberiam qual é um deslocamento mediano andando em trilhas na mata com variações de terreno? uns 3 ou 4 km/h é muito pouco? ...valeu
  11. valeu, esperamos contribuições.... será q ninguém de goiania conhece? perguntarei em outros fóruns
  12. cara, lugar magnifico!!! mas os acessos são muito dificeis mesmo? um gol não aguenta? sabe a distancia de brasília? vc acha q no carnaval terá farofada por lá? valeu!
  13. nem me fale, cumuru é realmente inesquecivel. não sei se foi por causa das experiencias q eu vivi naquela viagem ou tb as energias do pico, foi muito bom!!
  14. levar seu cachorro tb pode ser uma boa opção, além da diversão pode dar uma impressão de segurança!
  15. pra mim ser mochileiro é: se sentir parte da natureza, interagir com o ambiente, a procura do "silêncio que ninguém nunca ouviu", enfim, a luciana resumiu bem mesmo, ser mochileiro é viver!!!!!
  16. é, um paraiso!!! eu estiva lá em 2002. agora parece q já esta mais movimentada. até apareceu naqueles roteiros de férias na tv!!!
  17. áh, faltou dizer onde ficar: quase no fim da vila (q tem um unica rua, paralela a praia), qdo acaba a rua tinha uma pousada (da juliana) bem em conta, mas continuando mais um pouco e perguntando, encontra-se camping. Para comer encontra-se pf servido na casa dos pescadores, se preferir tb tem restraurante com comida típica. Um passeio q deve ser feito é seguindo na direção norte, passa-se por uma grande falésia até chegar na praia do almeida/moreira, exuberante!!!
  18. gabrielsp

    Prado e Cumuruxatiba

    Cumuruxatiba é Natureza Contagiante. Habitada por descendentes de índios Pataxós e famílias de pescadores, esta vila mantém ritmo de vida bastante tranqüilo. Seus encantos e simplicidade, são cercados por coloridas falésias, rios de águas límpidas, mata Atlântica e belíssimas praias. Doravante, Cumurú passa a ser uma forma simpática de referencia a Cumuruxatiba. Um breve histórico A 21 de Abril de 1500, a esquadra portuguesa comandada por Pedro Álvares Cabral encontra ervas marinhas, que indicam haver Terra nas proximidades. A 22 de Abril avistam um Monte, e por ser Páscoa, foi chamado Monte Pascoal. Ao local alcançado chamam por Terra de Vera Cruz. A 23 de Abril, o Capitão Nicolau Copérnico faz o 1º contato com os índios Pataxós, aqueles mesmos que deram à vila, o nome de cumuruxatiba, devido à grande diferença entre a maré baixa e a maré alta. Na década de 1960, para facilitar o embarque de areia monazítica nos navios, o CNEN (Conselho Nacional de Energia Nuclear), incorporou à paisagem local o Pier, cujas madeiras nobres avançam cerca de 1000 metros para o Oceano Atlântico. Atualmente, a economia de Cumuruxatiba é baseada na pesca extrativista praticada nos rios e principalmente no mar, através da captura de peixes, lagostas, camarões e outras espécies marinhas; muito embora a vila também conte com estrutura turística que acolhe com razoável conforto aos visitantes que queiram viver a mesma sensação dos portugueses há cerca de 500 anos atrás. COMO CHEGAR Avião Vôos regulares para os aeroportos de Porto Seguro-BA e Mucuri-BA. Pode se combinar o traslado do aeroporto até Cumuruxatiba com as próprias Pousadas ou com serviços de Taxi. Vale a pena checar vôos para Caravelas-BA. Telefones úteis: AEROPORTO DE PORTO SEGURO: (73) serviço de informações AEROPORTO DE CARAVELAS: (73) serviço de informações AERÓDROMO DE MUCURI: (73) serviço de informações Carro Pela BR 101, entrar sentido litoral em Teixeira de Freitas (viajantes que vem do Sul), ou Itamarajú (viajantes que vem do Norte), até chegar a Prado. De lá, são mais 32km até o Distrito de Cumuruxatiba. Abasteçam seus veículos em Prado, pois o Posto Cumuru está temporariamente desativado. Telefone útil: DETRAN / CONDIÇÕES DE ESTRADAS: (73) 343-2000 (Bahia) Ônibus A viagem é realizada em 02 etapas: pelos ônibus da Viação São Geraldo, chega-se a Itamaraju ou Prado; há necessidade de questionar na compra da passagem, o horário mais conveniente para não perder tempo enquanto espera o ônibus dali para Cumuruxatiba. É possível que na época do verão, a Viação São Geraldo disponha mais carros em seu trajeto. Telefones úteis: RODOVIÁRIA DO PRADO: (73) serviço de informações RODOVIÁRIA DE ITAMARAJU: (73) serviço de informações RODOVIÁRIA DE TEIXEIRA DE FR
  19. é lindo mesmo!!! fiquei deslumbrado com algumas fotos q eu vi do pico!!! será meu proximo destino, mas estou planejando ir subindo pelo pará até chegar em são luis....... será q alguém não topa essa trip????
  20. tb tem uma garrafa da europa que vem com um filtro de carvão ativado. é uma opção não muito barata pq esse filtro é descartavel, mas pra quem vai pra lugares onde a água consumível não é de boa qualidade e não se pode esperar o hipocloreto fazer efeito ou esquentar a água..........
  21. é, mas na ilhabela não tem jeito mesmo. passei sete horas na ilha, da quais, uma indo de barco pra castelhanos, cinco dentro d´agua e uma hora na volta. A unica solução q encontrei foi ficar com água até o pescoço!!!! agora, tem a fumaça tb. faça uma fogueira e qdo já tiver alguma brasa coloque folhas e galhos pequenos verdes, que produzirão mais fumaça ainda....... esse tópico é realmente interessante. áh, e lembrem-se q dependendo do lugar q se vá (centro-oeste ou norte) sempre é bom garantir com uma vacina contra a febre-amarela!!! falou
  22. é, pra proteção da barraca o ideal seria fazer um rodizio dos amigos, ou sempre q sair avisar o tiozinho do camping ou alguém em quem vc já confie (algumas meninas ou alguma família, por exemplo. e é claro sempre levar as coisas de maior valor consigo. já o cadeado chama muita atenção e só da a impressão de proteção. qdo acampei com um amigo numa praia deserta em floripa (mas q sempre tem gente acampando, inclusive pequenos ladrões fujões), deixamos a barraca num local realativamente isolado, mas proximo a praia, fizemos uma sinalização com latinhas, pedras e linhas de pesca. como não tentaram nos roubar não sabemos se realmente funcionaria...... agora, pra proteção pessoal, além de uma boa faca e um bom taco q pode ser achado no local do camping, a melhor indicação é o spray de pimenta, que é infalível a curta distância.
×
×
  • Criar Novo...