Ir para conteúdo

Daniel CostaZoo

Membros
  • Total de itens

    28
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Daniel CostaZoo postou

  1. Legal, vendo a postagem dá saudade do treek que eu, dois amigo e dois alemães fizemos em outubro de 2015 com o Cirilo também. Só que não fomos a montanha colorida e andamos de Tinki a Upis no primeiro dia. Bom saber que ele agora tem cozinheiro e tirou a parte tediosa e cansativa do primeiro dia. Na minha opinião poderia dispensar até a parte de Pachanta a Tinki do último dia e fazer tudo em 4 dias que estaria "de boa". Espero que um dia os governantes tomem atitudes em relação ao parque de Ausangate. Pois em vários pontos a falta de banheiros ou banheiros trancados força os visitantes a fazer
  2. Pessoal, eu fui com um guia de Tinki, contratado previamente por E-mail. Ele buscou a gente em Cusco, colocou num ônibus e fomos parar em Tinki onde um arrieiro irmão dele nos levou a um restaurante e um hostel ambos muito simples. No outro dia de manhã ele chegou com dois alemães que iriam fazer o treekking com a gente, mais alguns arrieiros, cavalos e a tralha toda. Começamos a caminha por Tinki e finalizamos em Pachanta. Sei que pode-se fazer o inverso também e tem passeios de dois a 7 dias dependendo do que está disposto a fazer e pagar. Na minha opinião 5 dias foram suficientes, o primei
  3. Olá Maressa, obrigado pela resposta. Mas já realizei a viagem a muito tempo. Fomos em outubro mesmo e passamos cinco dias nesse lugar que parece que nem existe de tão diferente de tudo que estamos acostumados. Tem lugares tão silenciosos em que se ouve apenas o bater do coração e o vento. A aventura foi muito interessante, sem pre tem um detalhe ou outro mas nada que atrapalhe. Eu aconselharia quem for levar algum tipo de proteína enlatada. O pessoal que organiza os passeios nos entopem de sopas e carboidratos em geral e esquecem quase não fornecem carnes, resultado, emagrecimento da musculatu
  4. Obrigado pela resposta Suelih. Vamos nos prevenir mesmo para não passarmos por imprevistos desagradáveis. Espero fazer um bom trek. Bons treks para vocês!!!
  5. Agradeço mais uma vez pelas respostas Renato e estamos convictos de encarar o desafio mesmo. Desejo ótimos treks para você e seus amigos. Abraço.
  6. Obrigado pela resposta Renato, nós vamos dar uma olha sobre o que fazer então, comprar ou alugar. Mas será que lá em Tinki os cozinheiros contratados não tem nem os materiais de cozinha? Temos que levar isso também? E as barracas para os arrieiros e guias eles mesmos tem?
  7. Obrigado pela resposta Peter, mas será que as agências alugam material sem o pacote do trek ou só alugam se contratamos tudo? Não foi difícil carregar todo esse aparato para o Peru? Se puder dar umas dicas do que comprar tipo qual grau de conforto do saco de dormir, tipo de barraca etc ficamos agradecidos. Um abraço e excelentes trilhas para você e seus amigos.
  8. Muito bom o relato da trek estão de parabéns. Gostaria de perguntar se os equipamentos como barracas, sacos de dormir e coisas em geral já estavam com o pessoal de Tinke ou se vieram de Cusco junto com vocês pela agência. Queria saber isso pois vou com uns amigo em outubro e pensei e contratar o passeio direto em Tinke para não ter que ficar carregando equipamentos do Brasil e fugir das agências de Cusco. Abraços.
  9. Parabéns pelo trek! Inspirador! Vou com uns amigos em Ausangate em outubro e espero que seja uma excelente experiência. Por acaso você já levaram suas próprias barracas e sacos de dormir ou alugaram em Tinke mesmo?
  10. Pessoal, eu e mais dois amigos estávamos vendo as trilhas para fazer em outubro desse ano na região de Cuzco e quando descobrimos Ausangate ficamos impressionados por acharmos tudo o que queríamos numa só trilha e com um sabor de desafio incrível. A úncia questão é que temos pouca informação sobre esse trek. Alguém poderia informar se podemos ir de Cuzco direto para a cidade de Tinke e conseguir alugar barracas, sacos de dormir e comprar mantimentos para a viagem tudo lá? Ou é necessário contratar numa agência em Cuzco? Pelos comentários vi que guias, cozinheiros, arrieiros e animais de transp
  11. A propósito se alguém quiser nos acompanhar devemos ir no 19 de outubro aproximadamente.
  12. Pessoal, eu e mais dois amigos vamos fazer a Salkantay em outubro. Queria saber se alguém já fez nessa época e pode dar alguma dica sobre clima, preços, disponibilidade de vagas para subir as montanhas e indicar alguma agência legal que eu possa contratar em Cuzco que está com bons preços em 2015. Abraços!
  13. Alguém teria experiência com as meias Quechua Bionnasssay Warm? Será que para enfrentar Uyuni e Chakaltay elas são boas ou as Quechua Foclaz Warm seriam mais indicadas. Pela composição aparentemente a primeira é mais quente e mais comprida. Não sei se esse comprimento seria ruim para caminhadas e só beneficie a prática de ski. Tem também a Bionnassay 900 que não tem lã, mas não sei se os outros componentes compensam essa falta. Abraços.
  14. Desculpem, postei a pergunta no lugar errado, vou refazê-la no lugar certo.
  15. Gostei da "cara" da bota. Parece passar confiança e pela composição também. Quero vê-la de perto e experimentar para decidir. Botas de outras marcas tem investido muito no visual e menos na qualidade e mais ou menos em conforto.
  16. Alguém teria experiência com as meias Quechua Bionnasssay Warm? Será que para enfrentar Uyuni e Chakaltay elas são boas ou as Quechua Foclaz Warm seriam mais indicadas. Pela composição aparentemente a primeira é mais quente e mais comprida. Não sei se esse comprimento seria ruim para caminhadas e só beneficie a prática de ski. Tem também a Bionnassay 900 que não tem lã, mas não sei se os outros componentes compensam essa falta. Abraços.
  17. Para quem quer facas de verdade que aguentam o tranco do camping e viagens sem vacilar eu recomendo essas aqui: Faca extremamente robusta, empunhadura firme, pesada, cabo de alumínio desmontável por chave ALE, estilo tático lâmina bem grossa, aguenta porrada igual um machado! http://mercadodozootecnista.com.br/produto/Faca-Tatica-Columbia-K603-Sanjia-aaa-Toda-Em-Metal-aaa-26cm.html Faca em estilo de sabre árabe, ótima para furar e picar coisas, muito forte, estilo tático. http://mercadodozootecnista.com.br/produto/Faca-Sabre-Columbia-Sanjia-Knife-preta-aaa-26%2C5-cm.html F
  18. Comprei a minha pela internet mesmo, no Aliexpress, Deal Extreme ou no Ebay você deve encontrar. Peguei uma de 2200 lúmens dessa vez.
  19. i Sim A Macboot já descartei. Minha dúvida é entre Quechua e Feline.
  20. Estive na Decatlhon antes do feriado e peguei a Symbyum Acess 70 + 10 e estou na fase de "namoro" dos 30 dias que temos para avaliar com a possibilidade de troca ou devolução. Confesso que no início fiquei meio inseguro em pegar uma mochila de 79 litros, achei grande e fiquei pensativo se a qualidade do produto era realmente boa. Bom na verdade ela é grande mesmo, mas eu já fiz muitas viagens com bolsas gigantes e quando era moleque fazia acampamento e levava aquelas pesadíssimas barracas canadenses que destruíam nossa coluna. Como meu principal objetivo é viajar e faz anos que não acampo pens
  21. Também estive pensando na Quechua Folclaz 500, mas fiquei tentado ao ver a a Feline Sabre. Sei que são produtos diferentes, mas fico pensando se no termo conforto se compensaria a Quechua para fazer um mochilão tipo Bolívia-Peru ou se compensa investir mais um pouco e ir de Feline que parece ser mais resistente. Fico com receio da Feline esquentar muito, pois aparentemente é toda de couro e deve reter a umidade dos pés atrapalhando a transpiração. Já tive algumas da Mac Boot e acho um tanto quentes, e já tive coturno militar e sei que é um inferno de quente e no frio gelado igual um picolé. Se
  22. Valeu pelo comentário Otávio, vou dar um pulo na Decatlhon esse fim de semana para ver elas de perto e decidir qual levo. Mas acredito então que valha a pena a Access.
  23. Pessoal, venho compartilhar minha experiência com lanternas de LED. Tive algumas chinesas, americanas e nacionais incandescentes e de LED. Hoje em dia que a tecnologia LED superou as antigas eu tive umas experiências não muito boas com algumas lanternas muito fracas ou de pouca durabilidade. Não adianta ter vérios LEDs ou prometer milhares de Lumens e não cumprir. É o que a maioria das marcas baratas fazem. Bom numa dessas compras eu adquiri uma lanterna da marca ULTRAFIRE e me surpreendi, ela cumpre o que promete. Uma pequena lanterna de 13 cm com pouco mais de 100 gramas e 1600 lúmens efetiv
×
×
  • Criar Novo...