Ir para conteúdo

Jgrossi

Membros
  • Total de itens

    11
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Jgrossi

    Huayna Potosí

    Obrigado amigo, por falta de agenda livre ainda não fui, porém, está em meu radar como uma das próximas aventuras que realizarei... Com certeza! As informações foram muito elucidativas e tiraram algumas dúvidas que eu tinha. A distância é pouca, o desnível não seria um problema se não fosse acima dos 5K... Certamente caracteriza um grande desafio, terei que estar preparado e no dia certo. Quanto mochila de ataque, concordo contigo, quanto menos peso melhor. Até tenho uma mochilinha compacta que facilitaria muito a questão: https://www.lojaoutside.com.br/mochila-sea-to-summit-ultrasil-d
  2. Jgrossi

    Huayna Potosí

    Senhores, Tenho algumas perguntas acerca da escalaminhada ao cume do Huyana Potosí, se alguém puder me ajudar, ficarei muito grato! 1º - Do acampamento base, onde o pessoal passa a noite na véspera do ataque, qual a distância percorrida e quantos metros de ascensão entre o acampamento e o cume? 2º - Vejo a lista de equipamentos necessários, listados por agências, no entanto, acho que alguns itens exagerados, alguém aqui já se deu o trabalho de listar os equipamentos essenciais para esta empreitada (até o campo base e outra até o cume)? 3º - Na lista de equipamentos relacionadas por a
  3. Estive recentemente em TDP (Novembro/16) e, apesar de não ser responsável pelo tópico, gostaria de poder contribuir com os colegas que tem interesse em conhecer o parque TDP. 1- Não tive problema algum em entrar com comida industrializada no Chile, somente dou um conselho, no formulário entregue aos passageiros no voo para Santiago, informem corretamente sobre tais alimentos, pois, a multa é pesada e caso percebam alguma irregularidade, poderão realizar uma operação "padrão" de verificação. Em meu caso, com comidas liofilizadas e, também, da Vapza, além de itens como queijos, salame, etc,
  4. Pedro, Com ou sem amigos... Vá. Costumo viajar sozinho, apesar de alguns acreditarem que é "chato", sempre é uma grande oportunidade para fazer novas amizades. Quando estamos sozinhos, automaticamente adotamos uma postura mais aberta, mais suscetível a fazer novas amizades... É impossível vc fazer um circuito desses sem conhecer novas pessoas... Acredite, vale a pena arriscar! Abraço. José Grossi
  5. Rafa, Estou partindo para TDP no próximo dia 03/11 ( ). Passarei por Santiago, onde permanecerei por 3 dias, depois, direto para Puerto Natales, onde poderei permanecer por até 11 dias, verei como utilizarei este tempo... A ideia é começar o circuito no dia seguinte ao da chegada. Cara, no seu relato, ficou faltando o "8º dia". Estou curioso para saber qual a solução dada a partir da chegada ao Acampamento Paine Grande... De que forma vcs chegaram até o ônibus para retornar para Puerto Natales, pois, pelo que vi, o ônibus não passa no Acampamento Paine Grande. Vcs optaram por pegar o
  6. Grande RAFALSKY... Não se preocupe com om tempo de resposta, a vida nos cobra demais, tempo livre é um "ativo" raro nos dias atuais! Seu comentário vai ajudar muito... Como vou sozinho, não tenho com quem dividir peso de barraca e utensílios, tenho que carregar tudo sozinho, se bem que tenho equipamentos excelentes (pequenos e leves). Se puder reduzir a quantidade de alimentos que terei que carregar... O farei! O Fato de ter mercearias/mercadinhos nos campings ajuda muito, pois, na pior das hipóteses terei que carregar comida para 1 ou, no máximo, 2 dias. Somente tenho que tom
  7. Juliane, O custo benefício parece ser bastante vantajoso, a barraca possui boas especificações (peso, tamanho, etc) com preço bastante atraente. Somente daria uma pesquisada nos foruns específicos e reviews disponíveis na internet para verificar se a barraca entrega o que promete em termos de usabilidade. Uma coisa que observei é que a impermeabilidade dela é "muito baixa"! Não sei se vc pretende comprar ou alugar, porém, não se esqueça de verificar Isolante Térmico e Saco de Dormir. São tão importante quanto a barraca, principalmente em lugares frios como a Patagônia. Considere o
  8. Rafa, Estou pensando em utilizar este seu relato como base para uma viagem ao TDP, só não consigo me programar com antecedência devido as características de meu trabalho, porém, tentarei evitar período de alta temporada e alta temperatura, pois, me adapto melhor ao frio. Gostaria de saber se existem refeições disponíveis em todos os campings relacionados. É muito interessante ter a opção de não ter que carregar utensílios, fogareiro e os alimentos a serem preparados, mas, só rola de houver refeições em todos os campings. Se puder me ajudar a tirar essa dúvida, ficarei muito grato!
  9. Pessoal, Ao analisarmos as opções para comprar uma bota podemos considerar vários fatores, pois podemos encontrar uma ampla gama de tecnologia, variando muito conforme o fabricante e, até mesmo, os modelos do próprio fabricante. Acredito que o primeira análise que temos que fazer é quanto a utilização da bota, pois, existe uma diferença absurda de expertise e tecnologia utilizada entre os diversos fabricantes. Diria que uma Asolo comparada com uma Thimberland chega a ser desproporcional e, até mesmo, descabida. Em minha opinião, o custo é um dos principais fatores de decisão. No
×
×
  • Criar Novo...