Ir para conteúdo

Bárbara Fachinelli

Membros
  • Total de itens

    191
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Bárbara Fachinelli postou

  1. Achei ótima a ordem! Eu fiz uma viagem exatamente Munique > Salzburg > Viena > Praga. As informações estão no meu relato, caso queira se aprofundar Dá para fazer o contrário também, começando por Berlim e terminando por Munique. Quanto aos dias, concordo com o João. Munique (4, 5 se quiser incluir o castelo Neuschwanstein um dia, da Cinderela), Salzburg + Hallstatt (2), Viena (3), Praga (3), Dresden (1), Berlim (4). Isso sem contar o deslocamento
  2. Oi Renato, recomendo começar lendo os relatos de viagem da Europa aqui no fórum. Assim você terá uma ideia das cidades que te interessam visitar para, então, tentar colocá-las numa ordem lógica (geralmente de deslocamento), dentro do seu período de férias. Lendo os relatos você também passa a ter uma noção de valores, adequando o seu orçamento aos destinos selecionados. Só você quem saberá qual o melhor roteiro, de acordo com seus gostos pessoais
  3. Complementando o que o João falou, se comprar com antecedência os transportes entre as principais cidades, não tem muita diferença de valores em ir de trem ou de ônibus. Innsbruck e Dresden podem ser feitos como bate-volta em um dia, partindo de Munique e Berlim/Praga, respectivamente. Ou pode fazer um pit-stop entre Praga e Berlim em Dresden, pernoitando lá. Salzburg você consegue conhecer os principais pontos em um dia, já que irá em junho, e um dia para Hallstatt também é suficiente. Assim, recomendo duas noite em Salzburg. Innsbruck, Nove Hrady e Lipzig não conheço, então não posso opinar...
  4. Vish Vivian, das cidades que você vai, conheço apenas Berlim e Munique. Indicar hospedagem é muito pessoal, pois depende se você quer mais conforto, mais privacidade, pagar menos etc.. Geralmente nos relatos aqui no fórum o pessoal comenta sobre as hospedagens. Considero também a nota que o estabelecimento recebe no booking.com e no tripadvisor. Da minha experiência, eu adoro ficar em hostel, muito porque viajo sozinha, sendo uma forma de conhecer pessoas e pagar mais barato em estadia. O ponto ruim, mas que não ligo, é menos privacidade no quarto coletivo. Berlim te indico o The Circus Hostel (tem a versão hotel) ou outro hotel/hostel próximo de alguma estação de metrô. A cidade é grandinha e eventualmente vc acabará utilizando o transporte público. Munique, acho que a melhor localização é perto da estação central (hauptbahnhof), tanto para hotel quanto para hostel. Os que fiquei e recomendo são Euro Youth Hostel e Wombats (grudado neles tem o Jaegers tbm). Fiquei no Meiniguer uma vez, mas achei um pouco distante das atrações. Novamente, procure ficar perto de alguma estação de metrô para facilitar o deslocamento
  5. Nunca tive problemas com as reservas realizadas por meio do booking.com nas viagens que fiz à Europa. Todos foram com a opção de pagamento na chegada do hostel. Também não há qualquer problema em mandar um e-mail para o próprio hotel solicitando a confirmação da reserva
  6. Para ir à Áustria (e talvez para Rep. Tcheca) você tem que comprar um adesivo para colar no vidro do carro, como se fosse uma forma de pedágio. Não sei bem ao certo o que é, mas quando fui de carro a Salzburg partindo de Munique paramos num posto de gasolina com loja de conveniências, próximo da fronteira, e lá compramos esse adesivo. Dê uma pesquisada aqui no fórum ou pergunte sobre isso à empresa que locará o veículo. A placa do carro que usamos era da Alemanha.
  7. Oi Renata! Tem um app chamado Tandem (aparece depois como HelloTalk) que é bom para esta finalidade. Você define com o seu parceiro linguístico a forma de aprendizagem. Veja também se na sua cidade há centros de línguas, vinculados à universidades, que normalmente têm programas nesse sentido também.
  8. Oi Ludmilla, pelo período de viagem de vocês e as cidades que mencionou, tem algumas que poderão pesar no orçamento, a exemplo de Munique em época de Oktoberfest, como foi ressaltado nas mensagens acima. Algo que encarece a viagem é o deslocamento, então pode ser mais proveitoso e barato ficar mais dias em uma cidade do que ficar pouco tempo e pular de cidade em cidade.
  9. Igor, achei bem tranquila a chegada em CK. Fui com o ônibus da Student Agency (aprox. 3h de viagem) e comprei a passagem no escritório deles em Praga, no dia anterior. Dá para comprar pela internet também. A moça foi muito atenciosa, me explicando a estação em Praga num mapa que tinha. Ele não sai do terminal de bus mais famoso (perto da estação chamada Florenc), mas sim de um atravessando o rio, próximo da estação Anděl (metrô da linha B, amarela). O local se chama “Na Knížecí”. Em CK, o bilhete indicava descer na estação "AN" (conforme o mapa). Então é só seguir as placas que indicam o centro da cidade, a pé mesmo. Não sei se tem locker na estação de CK, mas pelo que me lembro ela era bem precária...
  10. Debora, acho que está legal o roteiro, mas as considerações dos meninos são bem relevantes em relação ao tempo nas cidades. É uma boa estudar a possibilidade de tirar Viena, já que não é uma prioridade para ti. Veja a data de início da Oktober, pois ela começa em setembro. Aí caso não tenha comprado as passagens, seria de se pensar em começar por Munique.
  11. Munique é demais!! e tem bastante coisa para fazer, porém, assim como Viena, é uma cidade cara.
  12. Oi Raphael! Tenho algumas dicas para te dar, com base na minha experiência, e espero que ajudem. O clima em setembro é fim do verão europeu, então provavelmente não pegará temperaturas muito baixas nem muito altas. Basicamente será um clima ameno. Procure ver no site do Accuweather as temperaturas médias desse mês nos anos anteriores para as cidades que pretende visitar. Primeiramente, o que sugiro de adequar no seu roteiro é o trecho Viena > Dresden > Praga, pois Dresden fica na metade do caminho de Praga a Berlim, o que faria ser mais lógico vc fazer Viena > Praga > Dresden > Berlim. Dresden e Cesky Krumlov podem ser feitos como bate-volta partindo de Praga. Acredito que seja mais fácil (e barato) encontrar transporte de Praga a Berlim do que de Cesky Krumlov a Berlim. Também sugiro dar uma pesquisada sobre Cesky Krumlov.. não tem muuita coisa para fazer lá. É passear pelas ruas da cidade mesmo e visitar o castelo. Quase todos os trechos são legais de fazer de trem, pois não são tão longos e é uma experiência diferente que não temos no Brasil. Achei a distribuição de dias boa para as cidades. Desconheço os valores de Budapeste, mas Viena também é uma cidade cara. Berlim e Praga são relativamente mais baratas para alimentação e estadia. Como vc vai sozinho e tem 26 anos, a recomendação é ficar em hostel para conhecer outros viajantes, além de economizar na estadia (porém isso é algo muito pessoal, que reduz a privacidade e tals). Sugiro pesquisar nos sites booking.com e hostelworld.com. Quanto às atrações, acho que só se pretende ir à ópera em Viena ou em Praga que seria bom comprar o ingresso antecipadamente, caso seja uma apresentação que corra risco de lotar. É possível comprar na hora ingressos também, às vezes bem mais em conta. Ah, meados de setembro é época da Oktoberfest em Munique! Se te agrada, é de se pensar em dar um pulo por lá
  13. Sugiro dar uma pesquisada sobre Dresden! É possível fazer tanto bate-volta de Berlim, como um pit stop entre Praga e Berlim. Sou suspeita para falar, mas eu gostei da cidade e em um dia dá para ver bastante coisa. Até encontrei um artigo do Viaje na viagem: http://www.viajenaviagem.com/2015/01/dresden-bate-volta-berlim-pit-stop-praga-roteiro Dando um google sobre bate-volta partindo de Berlim também aparecem outras opções
  14. Oi Bruno! Acho que a divisão de dias está muito boa. Não está corrido e poderá descansar um pouco nas cidades. Como disseram, o que é cansativo é ir de uma cidade a outra, fazendo mala, check-in e check-out... Só não fui a Budapeste, mas nas demais cidades posso dar alguma sugestão com base no que experimentei. Se tem interesse de ir à ópera, há a opção de Praga também! Ela é bem servida assim como Viena. A programação e compra de ingresso você pode fazer nesse site http://www.bohemiaticket.cz/ Outro site de pesquisa de hospedagem além do booking é o hostelworld.com. Praga é relativamente mais barata que as demais cidades para estadia, então se eu fosse optar em ficar em um hotel em uma das cidades, seria em Praga. Quanto ao seguro viagem, é obrigatório ser de no mínimo 30.000 euros, por conta do tratado Schengen. Fiz pela Porto Seguro Seguros nas duas vezes que viajei, plano Europa (mas como não precisei usar, não posso falar se é boa ou não). O custo, pelo menos, achei bem razoável e atendia às exigências mínimas.
  15. Acredito que não haverá problemas, pois até onde sei não é obrigatória a reserva de lugar. Em todas as vezes que andei com a Bahn (até em alta temporada) nunca peguei vagões cheios e em alguns trechos também não fiz reserva de poltrona. Basta procurar uma que não tenha um trecho escrito.
  16. Siim! Lendo outros relatos, as perspectivas são muito diferentes. Eu te incentivo a ir no inverno para pegar neve, rkoerich! São cidades totalmente diferentes nessa estação e, particularmente, as achei mais bonitas do que no verão. Perde-se, infelizmente, em relação aos grandes jardins de palácios. Se fizer, não deixe de fazer o registro fotográfico por aqui! Sou fã de seus relatos
  17. Já experimentei levar em espécie e no VTM. Preferi levar tudo em espécie, pois é discreto e super seguro utilizar a doleira por debaixo da roupa. Guardava um pouco de dinheiro na carteira para as atividades dos próximos dias e o resto ficava comigo na doleira junto com o passaporte. Em termos de custo/benefício, acredito que o VTM perde por conta do câmbio (deve estar batendo quase R$ 0,50 a mais do que se paga para trocar euro em espécie, pois também incide IOF, salvo engano) e em certos estabelecimentos eles não aceitam o cartão. Quando aceitam, podem cobrar uma taxa. Para realizar saques nos ATM também costumam cobrar uma pequena taxa, em torno de 2,50 euros. Acredito que seja vantajoso se for levar uma quantidade considerável de valor.
  18. Gustavo, seu roteiro está muito bom!! Dará para ver com calma bastante coisa das cidades. Deu até vontade de viajar junto hahaha Concordo com todas as colocações da julia.. duas noites em Krumlov acho que é muita coisa. A cidade pode ser explorada tranquilamente na parte da tarde do dia que vocês chegarem (21), aí descanse e na manhã seguinte (22) vá a Salzburg. Com dois dias livres em Salzburg, sugiro fazer o bate-volta a Hallstatt. Minha opinião: Hallstatt foi uma das cidades mais bonitas que vi. Inclusive eu gostei mais do que Cesky Krumlov! Em Praga, se gostar, veja a possibilidade de ir à ópera. A programação é mais atrativa do que em Viena e é possível comprar o ingresso pela internet.
  19. Gabi, vai tranquila que você está escolhendo cidades muito seguras e super tranquilas para andar! Também visitei esses mesmos lugares sozinha e foi sensacional Em Munique sugiro você ficar nos hostels próximos da estação central (hauptbahnhof). Fiquei em dois ali próximos e ambos são excelentes. Chamam-se Wombats City Hostel Munich e Euro Youth Hostel. Não há qualquer problema em ficar em quarto coletivo, misto ou feminino. Só não tem taaanta privacidade assim, mas considerando os poucos dias que você ficará, o custo-benefício é bom. Leve um cadeado para trancar o armário e você vai adorar a experiência de conhecer pessoas novas (muitas viajando sozinhas tbm). Em Salzburg eu não tenho uma indicação super top de hostel, pois o que eu fiquei achei bem distante do centro da cidade (chama-se Meininger Salzburg City Center). Parece que tem um ponto por onde passa o ônibus 150 para ir a Hallstatt bem próximo, mas eu peguei ele no ponto inicial, perto da estação central, então o hostel ficou bem distante. Dá uma pesquisada nos tópicos aqui, no booking.com ou no hostelworld.com. Tem opções para todos os gostos.
  20. Como em Munique e Salzburg você está dando preferência para os bate-volta, achei que estão bons para o total de dias disponíveis. Só tem que torcer para a previsão do tempo ser boa! Berlim desta forma dá para conhecer bastante coisa. Uma pena mesmo é Munique. Viena, se der uma apertada no passo, dá para ver o principal nesses dois dias. Caso a previsão do tempo não esteja boa, sugiro redimensionar um dia de Berlim para Munique ou Salzburg.
  21. Julio, quase todas foram tiradas do celular (Motorola Moto G 3ª geração). Apenas esta última que foi da máquina, acho que uma semi-profissional, de um dos brasileiros que estava comigo e uma da GoPro no castelo Neuschwanstein.
  22. Parabéns pelo relato, Carla! Gostaria de saber como você se locomoveu até os pontos turísticos do centro e qual a forma mais segura que achou para andar na cidade, de maneira geral.
  23. Oi Ana! Parabéns pelo relato. Com quem você fez o câmbio? E quanto gastou no total com a CVC?
  24. Depende da política de cada hostel, informada na hora da reserva. Por exemplo, as reservas que fiz pelo Booking para hostels na Europa todos informavam que o pagamento integral seria na hora do check-in e os dados do cartão foram solicitados apenas para efetivar a reserva por meio do site. Isso é bem lógico quando você reserva em um lugar que te possibilita o cancelamento grátis antes de uma certa data.
×
×
  • Criar Novo...