Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

aaoldra

Membros
  • Total de itens

    39
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

11 Boa

Sobre aaoldra

  • Data de Nascimento 11-08-1994

Outras informações

  • Próximo Destino
    Buenos Aires, Argentina

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. aaoldra

    Roteiro para viajar para Colombia

    Quando fui pra Colômbia viajei por 30 dias, 5 deles fiquei em San Andres (fui pra ilha de Providencia) e 2 ou 3 dias em Cartagena. Sempre busco adaptar as viagens à minha rotina. Não gosto de museus parados, prefiro coisas interativas. Tente adaptar seu roteiro ao seu estilo também. Não vá num museu ver moedas só porque outras pessoas gostaram, mas porque vai te fazer feliz. Não vejo vantagens nem desvantagens do que fazer primeiro. Vai de você, da última imagem que você quer ter na cabeça. Particularmente não achei lá essas coisas de Cartagena. A cidade murada é linda, vale conhecer, passear, conhecer os artesanatos que são vendidos nos cantos das ruas mas não passa muito disso. Dançar salsa, banho de lama no vulcão (não cheguei a ir mas é uma opção), Playa Blanca (ir com os barcos do porto são sempre uma adrenalina à parte, só imaginava o Titanic quando entrava nas ondas grandes), são algumas atividades disponíveis Cartagena. Já a ilha você encontra diversos passeios para diversas ilhas, passeios de moto, festas, barzinhos. Há a possibilidade de conhecer a ilha de Providencia (maravilhosa), bem rústica, simples, longe apenas 3 horas de catamarã (barco) de San Andres (duma por lá). San Andres tem mais turistas, diversidade, praias maravilhosas de águas claras, animais marinhos e é mais caro. Em Cartagena há bastante turistas e moradores locais, há mais história, mais cultura. Não sai muito da cidade murada para opinar sobre a parte exterior. Em ambas cidades fiquei no Hostel El Viajero, gostei bastante. Pena que você só tem 9 dias e não pode aproveitar mais a Colômbia. Mas precisando estou ai, pode perguntar.
  2. aaoldra

    Tailândia - Fevereiro/2019

    Elas tem data definidas que teoricamente são de acordo com a lua cheia (por isso Full Moon Party). Dá pra ver as datas nesse site: http://www.fullmoonparty-thailand.com/schedules.html
  3. aaoldra

    Tailândia - Fevereiro/2019

    Não curti muito Bangkok, tem bastante templos grandes, mas preferi o ar dos templos "do interior" de Chiang Mai (que é cidade grande na Tailândia). O tempo de deslocamento de Bangkok pras ilhas é grande. Quando fui eu acabei gastando num avião até Koh Samui que é a ilha que possui aeroporto perto das outras ilhas da região: Koh Paghan, terra da Full Moon Party e Koh Tao, terra do mergulho (barato). Em Bangkok você deve encontrar passagem numa low cost (aérea) para Koh Samui e lá você pega um ferry (barco) e chega apidinho em Koh Paghan para aproveitar a Full Moon Party. Para chegar na ilha da Full Moon em bangkok, não lembro ao certo, mas por terra tem que pegar ônibus (e eu não achei nada agradável os motoristas da Tailândia) ou trem (prefira ir com o trem que tem cama, acabei indo no normal por não ter vaga e é um perrengue que vou lembrar pro resto da vida, dormir em banco apertado, sentado, deitado, jogado, em resumo: sem dignidade, hahhaha. Deve durar umas 20h de viagem. Dai pegaria um barco pras ilhas. Dependendo do tempo que você pode ficar lá não vale a pena perder quase 2 dias nessa viagem, fora o cansaço físico. Sobre a Full Moon Party, sou suspeito, é fo**. A full moon é o 5º dia de festa. As festas começam 5 dias antes. Não tem "festa fechada" tudo acontece na praia, você consome as bebidas que vendem nas barracas (famosos buckets). Pula corda com fogo, pula no circulo do fogo, passa por debaixo do pedaço de pau com fogo. Música pra todo lado, de todos os tipos. Existe uma festa fechada chamada "Jungle Party" que se não me engano é no 4º dia, é para quem curte eltrônico. Eu não gostei, cheguei lá e fui embora. Se não me engano custou 70 bah o ingresso. A atmosfera da ilha é demais. Fica esperto, use sempre chinelo, vi muitos se cortarem, se machucarem na festa. É muito caco de lixo nas praias. Durante o dia na ilha existem atividades (apesar de que a ilha meio que para no sol e acorda de noite) como um Slip'n Fly (tobogã que te joga pra cima), passeio nas praias próximas e nos barzinhos com as melhores vistas e até mesmo naqueles infláveis na água dos desafios do faustão e tal. Recomendo, fique os 5 dias, é uma atmosférica única. Mas se for ficar apertado roteiro, a ilha de Koh Phi Phi também é top no quesitos de festa, pool party, boat party, não perde em nada pra Koh Paghan. A diferença é que em Koh Paghan você vai sair de lá com irmãos de outros países, por ver as mesmas pessoas todos os dias. Qualquer dúvida estou ai.
  4. aaoldra

    Tailândia - Fevereiro/2019

    Fui em fevereiro do ano passado. Ta bem corrido teu roteiro mas vou dar algumas visões gerais e você adapta na medida que encaixe no seu perfil. - Eu achei mergulho em Koh Phi Phi (não é muito mais caro) com muito mais vida marinha que Koh Tao (sou mergulhador). Koh Tao é o paraíso do mergulho principalmente por ser mais barato. Em Koh Phi Phi encontrei cardumes e cardumes de peixes. Em Koh Tao uns tubarões e poucos peixes (tive amigo que viu baleia). Se quiser te mando algumas fotos de ambas águas. - Dirigi de moto de Chiang Mai até Pai parando em todo o caminho, viagem inesquecível. Tem uma empresa que leva tua mochila e aluga a moto e você pode deovlver em Pai e voltar de van (essa volta de van foi um dos piores "passeios" que experimentei, curvas fechadas, motorista voando). E recomendo fortemente Pai, não é tão tradicional mas possui muitos turistas, uma feirinha muito legal e várias opções de passeios. Lá você consegue visitar cavernas/águas termais/etc. - As festas de Koh Phi Phi e a Full Moon Party em Koh Paghan são inesquecíveis. A atmosfera dessas ilhas são demais! Quem sabe você não consegue encaixar nesse roteiro se fechar com o perfil. - Em Bangkok e Chiang Mai utilize Uber, é muito mais confiável e barato que os malandros tuk tuk. - Quase não conseguimos sair da ilha de Koh Tao no dia previsto, basicamente compramos o ferry pra Koh Phi Phi de cambistas. Então busque garantir seus ingressos pra Koh Samui o quanto antes já que você não pode atrasar no vôo de volta pro Brasil. Qualquer coisa pode perguntar!
  5. aaoldra

    Roteiro para viajar para Colombia

    Pretende ficar quanto tempo na Colômbia?
  6. aaoldra

    Bogotá - conexão 23 horas

    Meio período da pra visitar Monserrate e no outro passear pelo centro (onde tem os museus que a amiga @NataNL citou em cima). Particularmente não gosto muito de museus, mas adoro ver as praças, as lojas (e comidas) de rua, os artesanatos.
  7. aaoldra

    Câmbio Colômbia

    Verifique as taxas do banco de saque em ATM internacional bem como veja se o valor de conversão do seu banco é bom. Na minha viagem, em 2016, troquei pouco dólar, o que mais valia era sacar dinheiro nos ATM. O Bancolombia permitia o sacar até 600.000 e o limite do Banco de Bogotá (acho que era esse) era só 350.00. Então quando eu ia sacar eu procurava o Bancolombia e sacava o máximo para valer o pagamento da taxa de saque internacional do banco. Meus primeiros pesos colombianos eu saquei no pŕoprio aeroporto quando cheguei.
  8. aaoldra

    Primeira viagem sozinho

    Tailândia. Praias: Koh Phi Phi, Koh Paghan. Bares e baladas: toda orla da praia, Chiang Mai, Bangkok.
  9. aaoldra

    Ajuda em hostel

    Eu costumo dizer que depois que vc se hospeda num hostel não para mais. Viajar sozinho não significa viajar só, você fica muito mais aberto a novas atividades, mudança de rotina, etc. Claro que problemas com ronco e roubo podem existir, não deixe seus bens mais valiosos jogados. Mas se a gente começa a pensar demais a gente não viaja, é muita chance de muita coisa dar errado. Particularmente eu já dormi com um trator no quarto de chegar a ir lá acordar o camarada, mas faz parte da convivência. Eu sempre busco hosteis que mesclem boa localização, bom preço, boas avaliações e que ofereçam atividades de integração dos hóspedes.
  10. aaoldra

    San Andrés

    Não tive uma boa experiência quando fiquei no Blue Almond da ilha de providencia. Falaram que eu não tinha pago o hostel e foram me cobrar em San Andres, me botaram no telefone com a mulher que trabalhava la em Providencia e ela falando que não tinha pago. Expliquei que havia pago mas que não recordava o nome da mulher. Para não me incomodar (havia acabado de pegar o catamarã), deixei o dinheiro com os caras que foram em cobrar (acho que eram os donos do Blue Almond) e falei para apurarem a situação e vierem me devolver o dinheiro se eles detectassem o problema. No dia seguinte eles mandaram um empregado deles com meu dinheiro de volta. Minha experiência com o Blue Almond: só coisa ruim. Mas quem sabe no de San Andres seja diferente, mas eu passo longe.
  11. aaoldra

    Seguro VITAL CARD é confiável?

    Eu sempre viajo com o seguro viagem do cartão de crédito (linhas Platinum) mesmo. Mas eu tenho a consciência de que eles podem não cobrir tudo ou até mesmo não oferecer a quantidade necessária de cobertura. Seguro na minha opinião é sempre algo complicado de se analisar porque é algo que é bom ter mas melhor ainda é não usar. E se usar, ter um bom atendimento, amparo e cobertura da empresa. Não sei dizer e não acho que alguém saiba qual é melhor, mas você pode comparar os preços e os termos da cada seguro (significa ler as letrinhas pequenas) e ter a certeza de que as atividades que você planeja fazer (no caso de esportes) estejam cobertas. No mais, é você acreditar naquilo que a empresa te fala, torcer pra não usar e, no final, se der errado, recorrer ao judiciário. (Pra ter mais segurança, dá uma olhadinha no ReclameAqui e veja a quantidade de problemas e quais são os mais recorrentes de cada empresa)
  12. aaoldra

    MOCHILÃO SEM DINHEIRO SEM DATA PRA VOLTAR

    Amigo, acho que você vai ter mais sucesso na procura de alguém se postar e/ou procurar na área correta. Talvez até encontre outro com a mesma situação. companhia-para-viajar-por-destinos-f623.html
  13. aaoldra

    Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

    Na minha sincera opinião acho que Olimpíadas só vale a pena se você gosta de eventos mundiais e esportes variados. Tudo fica mais caro e a cidade lotada. Prefiro ir "em dias normais" e aproveitar/conhecer melhor o país/cidade. Além de pagar menos.
  14. Depende do local do primeiro mochilão. Se for um local que exige uma mochila mais técnica, pode acontecer alguns perrengues, mas os piores perrengues geram as melhores histórias Eu namoro uma Deuter Traveller 70 mas sou apaixonado pela Osprey Atmos AG 65. Mas são mochilas mais caras, em torno de R$ 1.000,00 reais. Talvez não seja o caso de fazer um investimento tão alto. Defina as necessidades que sua mochila deve proporcionar/suportar e compre a que melhor encaixe no seu orçamento. Se você gostar de mochilar pode começar a melhorar o equipamento.
  15. aaoldra

    Botas femininas para trekking em baixa temperatura

    Procure uma bota impermeável (geralmente Goretex) e capricha nas meias. Infelizmente não conheço muito da linha feminina de botas mas sou apaixonado Garnet GTX da La Sportiva (caso tenha versão feminina), recomendo a marca. No geral, gosto da marca Salomon e a The North Face possui qualidade (apesar do preço alto). Tem uma seção aqui no fórum de equipamentos, você deve encontrar o review de botas de várias marcas lá.
×