Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Rogpan

Colaboradores
  • Total de itens

    12
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

18 Boa

1 Seguidor

Sobre Rogpan

  • Data de Nascimento 29-09-1982

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    PA, AM, RJ, MA, PI, CE, ES, MG,
  • Próximo Destino
    Planejando

Últimos Visitantes

372 visualizações
  1. show fiz esse fds com minha esposa e um amigo o Label... fomos os únicos o dia todo! GPS até os 14km depois orientação pelas placas... uma hora elas somem mas é só seguir em frente que voltam a aparecer... nesse quesito achei que faltam algumas coisas... trilheiros de primeira acabam desistindo... Os informes dizem que há um restaurante, estrutura...etc o que tem-se la é a casa dos caseiros que servem comida que devem encomendar pra volta... não vendem nada la ( agua...etc...) levem tudo de são joão... e claro encha o tanque!
  2. Fui utilizando o Google Maps mesmo! Localize ainda na cidade após isso no trecho não terá sinal! Dica do lanche - um Posto Ipiranga antes do local tem uma subway...
  3. Para somar no trecho amigo... Label pode ir de boa não há necessidade de Guia! Se for usar GPS o aplicativo te leva até os primeiros 14km o restante é só seguir as placas...passara por algumas porteiras... depois o córrego... e a estrada de terra de fato termina na porta da casa onde moram os caseiros do Label!
  4. Saímos do Posto Flamingo ( ponto de encontro do pessoal nessas trips - localizado no Colorado) as 7:20 da manhã em média até o São João marcamos 1:50 e de estrada de terra marcamos uma média de 10:30h o dia todo fomos os únicos visitantes ( corajosos) pois o tempo estava nublado... porém o sol abriu e nos ajudou! Ficamos até umas 14horas pois preferimos retornar até a São João para almoçar... Recomendo para aproveitar bem que vá cedo pois a tarde pode chover... Roteiro para um dia ou metade dele caso vá com uma equipe de boa andada!!! Existem vários poços como na imagem mas focamos na última e principal queda!
  5. Fale galera...olha estou mapeando a chapada... recomendo mais dias nos roteiros em Cavalcante, Vila de São Jorge e as trilhas dentro do Parque... alguns roteiros levam o dia todo... e as 7 quedas não são uma Cachoeira e sim uma travessia de 2 dias com pernoite dentro do parque... envio o contado do Dyogo da Pousada Casa da Sucupira ( hostel, pousada e camping/redário ) ele também é Guia local...ajuste melhor seu roteiro para apreciar os atrativos...61 99959-6533
  6. Salve! Post legal... Sou de Belém Passei vários fins de ano em Algodoal (desde 1999) e o que nos chama a atenção no local é isso...a rusticidade... locais simples e de bom grado...a vila de pescadores era bem mais rústica agora já esta no formato nutella... com energia elétrica e ao som eletrônico... Agora a visão é o outro lado da Ilha... recomendo! Valorizamos o simples nesse lugar...sem internet... bate-papo, reggae e caminhadas...longas caminhada!!! A essência!!!
  7. Galerinha a trip desse FDS foi na atualmente comentada Cachoeira do Label, aberta a pouquíssimo tempo para visitação na Reserva Belatrix A CIDADE - SÃO JOÃO D'ALIANÇA(GO) Então fomos fazer um confere em São João D’Aliança - GO, a população foi estimada em 2017 em 12 643 habitantes. Localizado na Chapada dos Veadeiros, localizada a 152 km de Brasília. Está no caminho de Brasília para o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, a 105 km da entrada do Parque. A principal via de acesso à cidade é pela BR-020 a partir de Brasília sentido Planaltina ( antes de Formosa no trevo para que divide-se para Formosa e outras localidades, vira-se à direita ( contornando pela rotatória) para esquerda na DF-345 até a fronteira com Goiás, onde a estrada passa a se chamar GO-118 ou BR-010 (Rodovia Belém-Brasília). A estrada é sempre tranquila, o fluxo de caminhões fica bem tranquilo e é só seguir via GPS com uma atenção para a entrada que a frente do ante do segundo posto de gasolina da cidade em uma rua discreta e de terra. HISTÓRICO DO LOCAL O nome Label vem de uma comunidade quilombola que se localizava na região do topo da cachoeira. Ainda existem vestígios da ocupação na área. Segundo o Correio Brasiliense - o local já era vitado por moradores da região desde 1980, a abertura ao público só ocorreu há menos de um mês, em 29 de janeiro: área ganhou trilha, sinalização, restaurante e espaço para camping ( descordei somente do restaurante que na verdade servem almoço o qual você deve, caso queira, encomendar com a senhora que mantém a casa no local) A cachoeira fica na Reserva Bellatrix, uma área Particular do Patrimônio Natural (RPPN) localizada a 26km do município de São João d’Aliança, na região da Chapada dos Veadeiros. A pequena cidade fica a cerca de 150km de Brasília. Apesar de ser visitada por moradores da região desde a década de 1980, a abertura ao público só ocorreu, em 29 de janeiro. A fazenda onde a cachoeira se localiza foi comprada em 2016 e transformada em uma reserva. Nos últimos dois anos, a área ganhou trilha, sinalização, restaurante e espaço para camping, exatamente para atrair turistas. “Protegida pelas matas e grandiosos rochedos da Serra Geral do Paranã, lugar que ainda abriga uma vasta variedade da fauna e flora nativas do Cerrado, essa queda d’água de 187 metros de altura compõe um dos mais belos cenários do Centro-Oeste brasileiro” (fonte: Sítio Amarelo) O percurso total da trilha é de 1800 metros. Logo no início você encontra a primeira piscina. Daí pra frente há outras 4. Ao final dos 900 metros chega-se ao paredão (e que paredão!). Não há foto capaz de ser fiel ao tamanho e imponência da cachoeira. TRETA SOBRE A RESERVA Façam o confere sobre a treta da reserva e conheçam mais sobre a área e o que rolou e apreciem essa foto que ficamos quase 30 minutos esperando os coleguinhas liberarem a passagem: https://www.metropoles.com/brasil/meio-ambiente-brasil/briga-por-terra-veta-acesso-a-maior-cachoeira-da-chapada-dos-veadeiros O ACESSO ATÉ A RESERVA - IMPORTANTE SEJA BOM DE RODA!! Galera as informações que tivemos antes de partirmos era que não é necessário 4x4, realmente carro baixo cumpre a missão, contudo ressalto que tem que ser bom de volante, pois o acesso a partir da BR é por estrada de terra e para quem pretende seguir o GPS utilizando o App do Google Maps tenha cuidado pois por ele marca-se apenas os 14Km iniciais. O acesso também possui muitas subidas PUNKS) e para quem vai em seu 1.0 o carro chora na missão quase pedindo arrrego...rs Atenção se chover algumas curvas são em áreas bem altas então a atenção deve ser redobrada... comparei lá ao nível para quem vai conhecer Santa Barbara ou para quem já fez Ibitipoca porém em um nível acima!!! Por penúltimo tenha cuidado com outros carros pois algumas partes são de curvas fechadas e nem sempre tem como ver ou escutar carros vindo no sentido oposto! Eeeeeee por último cuidado com as pontes deve-se ter por a umas 3 ou 4 ... e clarrooooooooooo uma pequena travessia por um córrego que merece muita ATENÇÃO, tenha experiência nessa hora e envie alguém a frente para verificar a profundidade antes de passar! A TRILHA Ao chegarmos nos deparamos com uma casa simples, dos caseiros que nos receberam muito bem, e nos deram as primeiras informações (valor estava R$20,00 por pessoa e assinamos o termo de de visitação) em seguida partimos. Para os trilheiros que pretendem passar o dia... levem lanche/comida o local é simples e rústico e não possui uma estrutura requintada, não possui venda de água ou outras bebidas...logo recomendo que levem seu conforto. Para tipo 1 o local dispõe de um banheiro na casa para os visitantes. Antes de iniciarmos a trilha fizemos um confere no local super bem cuidado com um árvores frutíferas e plantações mantidas pelos caseiros. No meio do caminho apenas tenham atenção na parte com pedras e com água pois algumas partes ficam escorregadias e podem gerar problemas com crianças, um bom calçado ajuda bastante! A atenção com trombas d'águas também é sempre IMPORTANTÍSSIMO, por isso as informações sobre tempo chuvoso! Os últimos 200metros são mais acidentados porém de longe se pode avistar a quebra imponente do Label, os vários poços possuem identificação ao logo do caminho mas deixaremos para uma próxima visita. Outra atenção começa a partir desse ponto... alguns trechos merecem atenção pois possuem corrimão de cordas e cabos de aço para manter a segurança. Ao final as imagens falam por tudo... Uma importante observação é você levar valores em espécie para facilitar almoço e sua entrada ( também muito IMPORTANTE verificar no posto ou locais sobre o clima ( chuvas recentes etc...). Até a próxima rota! 
  8. Salve Galera! Dessa vez fomos fazer o comentado Poço das Esmeraldas... Aproveitamos a folga do feriado para fazermos esse confere! No sábado partimos cedo saindo da Vila de São Jorge para a fazenda Volta da Serra, quem vai da Vila para Alto paraíso cerca de 7 KM depois da entrada do Vale da Lua, existe uma Placa meio discreta com as informações! Entre nessa estrada de chão e percorra cerca de 7km a 8 km de carro... até chegar na entrada da fazenda, alí poderá estacionar ( um gramado show de bola) e a sua direita verá um parte para atendimento ao público e pagamento da taxa de entrada. Pagamos 25$ por pessoa e o atendente faz algumas orientações bem como lhe coloca uma fita no pulso para controle! Após segue de carro passando pela segunda porteira mantendo um caminho de mais uns 2km até chegar em um "estacionamento" ali começa a Trilha! SÁBADO POÇO DAS ESMERALDAS Antes é bom lembrar de levar água... caso tentem fazer o trajeto completo!!! São 3 Cachoeiras sendo uma de menor queda que resolvemos não ir pois logo no início de nossa trilha encontramos com um senhor que fazia o trajeto de volta e nos informou que a mesma estava sem queda d'agua, talvez pelo período de seca que estamos...resolvemos não ir! Partimos então para o Poço das esmeraldas que daquele ponto ( já tínhamos andando um bom pedaço em parte plana - a outra questão é que a maior parte do trajeto é descampado leve proteção para o sol) pela placa constava de mais 1.200 pela placa de orientação! Trajeto tranquilo... como partimos cedo 7:40 chegamos cedo no Poço e encontramos somente 3 pessoas .... ali ficamos um bom tempo! Aproveitamos para fazer algumas fotos legais e tomar nosso banho... optamos sempre por valorizar o local de forma tranquila, essa foi nossa sorte! As 12h o local estava lotado e sem a calmaria da natureza... seguimos então para a última... CACHOEIRA DO CORDOVIL Quase tiramos no par ou ímpar! Resolvemos seguir em frente... ( dica - em época de secar não vale a pena ir até essa última queda, pois o fio de água é pequeno e o local não favorece bem para ficar com muitas pessoas por haver muitas pedras e sem muitas sombras) Isso nos cansou um pouco a mais... ficamos pouco tempo e seguimos voltando, saímos mais ou menos por volta das 15h sol rachando... O caminho apesar de ser tranquilo, nesse último trecho para o Cordovil é um tanto atencioso por ter muitas pedras ( pedras de cachoeiras pois o caminho o leito do córrego de agua quando se esta cheio... ) como estava seco, fizemos o trajeto de boa.. meio com algumas subidas e descidas em alguns trechos... DOMINGO CACHOEIRA DOS CRISTAIS No domingo resolvemos não voltar cedo e fazer a Cachoeira do Label como era nosso plano inicial, por conta da seca e de algumas quedas sem agua... preferimos não arriscar... Saímos cedo novamente e partimos para a Cachoeira dos Cristais, saimos da Vila de São Jorge e fomos no sentido Cavalcante... a entrada fica cerca de 8 KM depois de Alto Paraíso, bem notável na estrada...entra-se mais uns 4 km de estrada de chão até a portaria... Confesso que fiquei muito surpreso com a estrutura do local, muito legal mesmo! O espaço conta com restaurante, banheiros e um espaço bem amplo com lojinha e etc... Passando dessa parte inicial começamos a trilha que começa com um poço pequeno e muito bom de banho... Ah a cachoeira dos cristais não é uma única cachoeira como imaginamos encontrar... e sim um complexo de várias quedas pequenas... que ao longo da trilha vamos observando e parando até chegar na última! Findamos nossa trip após almoçar no local onde servem um buffet por Kg e aceita cartão! Recomendo1 Terminamos após esse almoço pegando a estrada e voltando para Brasília! Até próxima e boa trilha!
  9. Salve galera, hoje vamos relatar nossa viagem de carro para o Jalapão - TO que fizemos no Carnaval de 2017 (24/02/2017 sexta-feira ) até 28/02/2017 - terça-feira): AJUSTES E PLANEJAMENTO: ( DEZEMBRO ) Começamos a obter as informações em dezembro/2016 (um pouco em cima para quem quer pagar pouco e conseguir estadia), eu e minha esposa avaliamos algumas possibilidade de ir, desde avião, carro, passeio fechado ( pacote ), porém tudo percebemos que os valores estavam super altos, e que tínhamos uma janela muito pequena de tempo para fechar os detalhes. Começamos recebendo várias informações de pousadas lotadas e guias todos agendados. Pesquisamos sobre aluguel de caminhonete, o qual logo descartamos pois seria muito cansativo pelo curto período de tempo. As agências que pesquisamos ( via facebook, instagram, emails e telefonemas ) apresentaram suas propostas e outras ( a maioria ) nos dispensaram.. Então viemos pesquisar no Mochileiros e par nossa sorte achamos um incrível relato que nos deu muitas dicas importantes, inclusive o da Pousada que nos atendeu super bem e nos tirou todas dúvidas então acabamos fechando com a Dona Lázara da POUSADA PLANALTO. Fechamos um pacote pernoitando em Ponte Alta e saindo no sábado de manhã (25FEV SÁBADO de Ponte Alta para Mateiros) - Pernoite de sábado para domingo em Mateiros na POUSADA SANTA HELENA ( a única que tinha vaga pelo período ). Pesquisamos muito sobre a estrada e sobre o melhor caminho a seguir, pois até então só tínhamos ido até Alto Paraíso ( Chapada dos Veadeiros ). Traçamos a Rota e fomos para a última parte. Convidamos um casal de amigos que vindos diretamente da nossa cidade, Belém ( avião ) para fazer essa trip juntos. Como já estávamos com o roteiro praticamente pronto ( apresentado pelo pacote feito com a Dona Lázara), fechamos uma compra de poucos itens e preparamos o carro ( Siena 1.0 fire ). ROTEIRO - CARNAVAL 2017 (24/02/2017 sexta-feira ) até 28/02/2017 - terça-feira): (FEVEREIRO ) 1º Dia 24/02/2017 sexta-feira - ESTRADA ATÉ PONTE ALTA Dia programado para chegar na Pousada em Ponte Alta - TO. Programamos paradas a cada 4 horas, fomos em 4 pessoas porem 2 dirigindo. 06:00h → hora programada para Saída de Brasília-DF ( um leve contratempo nos pegou pois o vôo de nossa amiga Bea ( velha ) atrasou e perdemos umas 2 horas nesse meio, acabamos saindo por volta das 8/9 horas. Completamos o tanque no posto flamingo em Sobradinho, onde também reforçamos o café da manhã seguimos tranquilo passando por Planaltina. Seguimos mais na frete pela estrada que dá acesso à Chapada dos Veadeiros que por sinal é muito bem sinalizada: passamos por São João da Aliança – Alto Paraiso – Teresina de Goiás (Completamos o tanque) – Campos Belos – Arraias - Conceição dos Tocantins ( Completamos o tanque -esse merece MÁXIMA ATENÇÃO pois como a entrada é deserta em sua maior parte do tempo, NÃO POSSUI POSTO AO LONGO DO TRECHO SENDO O PRÓXIMO SOMENTE EM – Chapada da Natividade (MESMA SITUAÇÃO OCORRE NA VOLTA PARA BRASÍLIA - DEVE-SE COMPLETAR O TANQUE NESTA CIDADE) - Pindorama (no posto BR na entrada de Natividade pegamos uma dica com o frentista, como já era cerca de 18h ele nos deu a dica de ir pelo atalho até a cidade de Pindorama então nsse trecho tinha 65 km de estrada de chão razoável, caso fosse pelo caminho de asfalto seria por Porto Nacional dando cerca de 230 km até Ponte Alta ( não recomendo esse trecho por porto naciona a noite a estrada possue trechos com buracos e há informes de assalto). Resolvemos encarar IMPORTANTE ( PERGUNTE PARA OS LOCAIS SOBRE OCORRÊNCIA DE CHUVAS NOS DIAS ANTERIORES, POIS CASO O TEMPO TENHA SIDO RUIM NÃO É RECOMENDADO PEGAR ESSE ATALHO DE CARRO BAIXO. Seguimos e chegamos ao nosso objetivo por volta das 20 para 21 horas - Ponte Alta do Tocantins. DICA SOBRE PONTE ALTA A NOITE: Fomos para a Pousada e logo saímos a pé para comer algo e tentar descansar, o que observamos foi que o Turismo ainda está sendo organizado em Ponte Alta e ainda possui suas carências em negócios locais não encontra-se uma diversidade de opções, principalmente de comidas noturnas, e os que funcionam acabam cedo. Por sorte achamos um espetinho próximo a ponte, onde pudemos comer um belo espetinho ( muito bem servido ). 2º Dia 25/02/2017 sábado - Atrativos em Ponte Alta (1º de passeio) Acordamos por volta das 06:00h tomamos um generoso café fornecido pela pousada e seguimos para conhecer alguns atrativos. Cânion Susuapara Cachoeira do Rio Soninho Como nosso roteiro era saindo de Ponte Alta indo para Mateiros fomos orientados pelo Guia João da Tour Jalapão a levamos alguns lanches, água, frutas etc, isso foi fundamental, pois não tem onde comer no percurso e ganhamos tempo para outros atrativos. Mirante da Cachoeira do Rio Soninho Pedra Furada Aqui ficamos para apreciar um dos mais perfeitos pôr do sol. Aproveitamos para fazer um rápido registro com nosso drone, alguns guias recomendaram o vôo de longe pois parece que nas proximidades existem abelhas africanas então para não causar barulhos para as abelhas e trazer problemas para os outros visitantes fizemos um vôo bem rápido e fomos curtir o pôr do sol do outro lado da Pedra, segue-se por uma trilha até uma parte (um platô) onde pode-se sentar e apreciar. 3º Dia 25/02/2017 domingo - Ponte Alta Para Mateiros - Dunas (2º de passeio) Continua...
  10. Nossa Trip foi bem louca galera! Primeira vez que resolvemos fazer o Mirante, confesso que foi uma das melhores e mais sinistras...rs No dia 30SET resolvemos comemorar meu niver fazendo uma bela trilha, um bate e volta dos bons... Como estava recebendo uma grande amiga em BSB Ariadne Rodrigues ( amiga de velhas cervejas )... fechamos a equipe convidando nosso grande amigo Reis ( conhecido nas redes sociais das trilhas). Partimos então para a Vila de São Jorge - GO e claro direto para a trilha! O acesso dar-se ao final da Vila de São Jorge no caminho para a antena de telefonia e seguindo um caminho não muito demarcado, como trata-se uma área particular apenas se chega de carro até uma área onde deixamos os carros e seguimos a pé por uns 1500m até a entrada onde fica o Sr Graciliano, senhor simples e de boa prosa... a trilha não tem mapa, é demarcada em partes ( talvez por conta dos guias e dos aventureiros que não curtem pagar ) então as orientações são de total conhecimento de quem já foi pelo menos uma vez e do Sr Graciliano. Início da trilha Chegando próx a Cachoeira do Abismo Cachoeira do Abismo Platô antes da Janela Reis fazendo um registro irado Registro no Mirante da Janela Após um café com Sr Graciliano Paga-se em média um valor de R$15,00 a R$20,00 por pessoa (em espécie) para visitação ao local dando direito a visitação na Cachoeira do Abismo ( fácil acesso ) e no Mirante da Janela ( médio a difícil). Neste último é comum muitos visitantes voltarem sem achar o mirante pois na parte final da trilha as demarcações foram retiradas, e acabam muitos se perdendo, o que muitas vezes é acionado o Corpo de Bombeiros local... Assim é importante ter em mente as orientações do Sr Graciliano ou ir com alguém que já foi. Dica: na última parte, ao achar uma espécie de circulo de rochas, mantenha a sua direita contornando este círculo, descendo um pequeno trecho onde tem como marcação um aste de madeira fincada e contornando pela direita novamente chega-se ao Mirante. Recomenda-se também voltar antes de escurecer ou levar lanternas para não perder o caminho de volta. Já fiz esse trecho a noite e é um pouco ruim o acesso. Boa Trilha!
  11. Galera fizemos um confere em Formosa-GO onde visitamos o respeitado Salto do Itiquira. Vez ou outra fazemos esse bate e volta por ser bem próximo e achamos legal descrever um pouco para quem procura algo em família. O Salto do Itiquira é uma queda de água de 168 metros de altura, localizada no município de Formosa, em Goiás. Aqui seguem algumas informações. O trajeto de Brasília até o Parque demora em torno de 1 hora e 30 minutos, onde ao chegar em Formosa passamos pelo centro da cidade que é bem estruturada e possui vários lugares para almoço e comprinhas. Continuando pela principal ( via GPS ou perguntando todos explicam o trajeto além de ter placas indicativas ). Ao terminar a cidade continua-se em outra via por mais 30 Km até chegar na entrada do Parque ( isso a pista termina literalmente na entrada do parque) ao Paga-se um valor na época ( MAR2018 ) pagamos 12$ de entrada e o estacionamento(NÃO PRECISA PAGAR) fina na frente do parque, tudo muito bem organizado. TRILHA ATÉ O TOPO Para os mais aventureiros o parque tem uma Triha que vai até o topo da cachoeira, recomenda-se ir calçado e precisa assinar um termo de responsabilidade em baixo com um dos informantes do parque, existe também horário para fazer esse trecho. Outra recomendação além do tempo é ter um moderado preparo físico pois a subida é bem puxada. ONDE ALMOÇAR Sempre que vamos no Itiquira procuramos almoçar em lugares diferentes o caminho de ida e dentro da cidade recomendo um bom lugar e com baixo custo "Restaurante Casarão" ele fica bem na frente da praça principal onde situa-se a Catedral Imaculada Conceição que também é um dos maiores pontos turísticos da cidade, vale a pena conferir. Serve balança live (15 a 20$) e no peso (25$) valores bem baratos com churrasco simples, lugar bem organizado e atende muito bem. Outro lugar que super recomendo é o Dom Fernando Restaurante Rural este lugar vale super a pena se você estiver com um tempinho a mais... lá custa em média 50$ por pessoa com buffet livre ( sem balança) a gastronomia é estilo de Fazenda. O melhor desse lugar é o ambiente que te proporciona um cochilo dos melhores nos redários que possuem por lá, e não precisa levar rede... rs Caso optem na saída do Parque do Itiquira também tem um restaurante muito bom que serve sem balança também, este não tenho como descrever o local pois ainda não entramos mas é uma das opções.
  12. Galerinha eu e minha esposa estamos há 2 anos morando em Brasília e resolvemos ajudar a catalogar alguns lugares. Resolvemos compartilhar com os mochileiros nossas trips... A CIDADE Então fomos fazer um confere em Mambaí - GO que é uma cidadezinha no interior de Goiás, quase na divisa com o estado da Bahia. A cidade é simples, rústica e tem apenas 8.000 habitantes. É um dos points de ecoturismo por aqui. Está a cerca de 310 km de Brasília, situada na Área de Proteção Ambiental (APA), nas nascentes do Rio Vermelho. A estrada é super de boa, depois da saída de Formosa-GO o fluxo de caminhões fica bem tranquilo e é só seguir via GPS passando por Lago Azul e Alvorada do Norte ( logo após esta cidade atenção na saída para Mambaí). O QUE FIZEMOS NA CIDADE? Como era nossa primeira ida em Mambaí e seria por somente um final de semana, optamos por fechar com uma agência de turismo local a Cerrado e Aventura onde fechamos alguns passeios, trilhas com caverna, pêndulo e tirolesa ( a melhor parte ). o carro é importante, todos os roteiros dependem de carro para chegar nas posições mais próximas, o guia acompanha o grupo dentro de um dos carros! o material de segurança é disponibilizado pela agência. Durante os passeios podemos encontrar uma diversidade enorme de belezas naturais, como cachoeiras, cânions e cavernas em meio ao cerrado. No entanto, a descoberta do potencial turístico ainda é recente e a cidade carece de infraestrutura para receber uma quantidade significativa de visitantes. Recomenda-se visitá-la fora de temporada (e foi o que fizemos ) para garantir melhores condições e visuais mais surpreendentes. ONDE FICAMOS? Ainda existe um esforço da cidade para se desenvolver e se preparar, na medida do possível, para recepcionar os turistas da maneira mais adequada e satisfatória. Não encontramos muitas opções para comidas e saídas noturnas, a cidade fica bem pacata porém muito segura... Pode-se achar alguns barzinhos legais e depósitos de bebidas para comprar e ficar pela pousada. E por falar em Pousada ficamos em uma super bacana O Luar encantado Pousada e Camping, muito diferente de outros lugares que fomos, o clima lá é super família e bem aconchegante. No terreno da pousada a dona tem uma horta onde podemos apreciar de tudo um pouco... mais ao fundo do terreno (60M) podemos desfrutar de um gostoso banho em um córrego de nascente com água bem relaxante. O café é incluso na estadia da pousada e é super bem servido, aproveitamos para fazer um vôo com Drone e deixamos de presente algumas imagens para a dona da pousada. Pagamos em torno de 150 para um quarto para 3 pessoas. Os valores variam dependendo da época! Os valores de Camping gera em torno de 30 a 50 por pessoa e a estrutura é muito boa! INFORMAÇÕES IMPORTANTES É importante deixar o pacote montado antes de ir pois os guias são ajustados de acordo com o que seu grupo irá fazer, fechamos tudo por whatsapp/e-mail e fomos muito bem atendidos, a agência também te da a opção de pagamento em cartão e crédito ou dinheiro. Uma importante observação é você levar valores em espécie para facilitar almoço ( também muito IMPORTANTE deixar encomendado via a agência em algum dos poucos lugares que trabalham nessa parte). Até a próxima rota!
×
×
  • Criar Novo...