Ir para conteúdo

Helder Andrade

Membros
  • Total de itens

    75
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre Helder Andrade

  • Data de Nascimento 16-11-1995

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    Uruguai: Montevideo e Colonia
    Argentina: Buenos Aires, Rosario, Cordoba e Mendoza
    Chile: Santiago (2x), Viña del Mar, Valparaiso, Isla Negra, La Serena, Coquimbo, Antofagasta, San Pedro de Atacama e Calama
    Bolívia: Uyuni, Oruro e La Paz
    Peru: Arequipa e Lima
    Brasil (principais): Ouro Preto, Caldas Novas, Balneário Camboriú, Rio de Janeiro e Paraty.
  • Próximo Destino
    EUA, Colombia e França.
  1. 03/02 Acompanhar também em: http://minimochilaoeuropa2017.blogspot.com.br/2017/03/torre-eiffel-arco-do-triunfo-e-v.html O café da manhã aqui no Perfect Hostel vai somente até às 9h30. Hoje perdi a hora: acordei às 9:40. Desci correndo e, realmente, tudo retirado já. Merda!! Como a previsão do tempo para todos os próximos dias está de chuva, quando vi que lá fora estava um tempo lindo sem nuvens e com um solzão, não pensei duas vezes: vou correr para a Torre Eiffel para subir nela com o tempo assim e no caminho como algo. Fiz o mesmo caminho que ontem. Só que hoje, com o tempo aberto, a cidade ficou ainda mais bonita. Fui tirando fotos, claro, mas com o passo apertado, afinal não queria pegar muita fila e o tempo poderia fechar rapidamente, né. Cheguei no pé da torre por volta das 11h. Passa-se pela primeira revista para entrar embaixo dela. Ali tem várias lanchonetes e lojinhas de souvenirs. Eu estava morrendo de fome (não comi nada no caminho). Comprei uma rosquinha tipo Donut por 3 euros. Ali é onde você escolhe: elevador ou escada? Cada entrada em um pé da torre, sendo possível ir de escada somente até a segunda parada, isto é, o topo só se chega de elevador. Paguei para ir até o topo. Como tenho 21 anos, paguei 14,50 euros (até os 14 anos é 10 euros, dos 15 aos 24 é 14,50 e a partir dos 25 anos o preço é 17 euros). Passa-se por mais uma revista antes de subir o elevador e então você sobe. Que sorte que dei! O tempo estava ótimo!!! A primeira parada do elevador é na verdade a segunda parada (ele pula a primeira). Área bem ampla! Era umas 11h30 e já estava lotado - olha que rápido que fiz tudo! Em meia hora já subi e tal. Dizem que no verão a demora é de horas. Que vista linda!!!!!!! Incrível mesmo!!!! Depois de muitas fotos, subi para o topo. Um frio do cão (afinal, são 300m de altura, né), mas vale muuuuito! Não deixem de subir ao topo!!!! Fui embora cerca de 12h30. Maravilhado!!! Tenho uma amiga que namora a distância com um parisiense. Antes de sair do hostel, combinei com ele que depois de sair da torre, eu encontraria um starbucks ou um mc donald's para falar com ele (wifi livre nestes dois lugares) para encontrá-lo. Mas, como o tempo ainda estava lindo, pensei em subir no Arco do Triunfo hoje também. Fui! Cheguei lá por volta das 13h. É bem perto da Torre! O ingresso é 12 euros, mas paguei 9 por ter 21 anos (este valor vale para quem tem de 18 a 24 anos). Subi! Não tem elevador (ou estava sem funcionar). Tem que subir de escada. O Arco, o qual foi feito a pedido de Napoleão conta com uma estrutura é incrível!!! A vista também é linda! Como é bem mais baixo que a Torre, a vista não é tão abrangente, mas você tira fotos de Paris com a Torre, né. O tempo já estava virando quando eu estava lá. Por volta das 14h desci e fui procurar um starbucks. No caminho do meu hostel eu já tinha visto um! Fui até ele na Boulevard Hausmann. Falei com o Vlad (namorado da minha amiga) e ele me encontraria ali depois de uns 20 minutos. Carreguei meu celular enquanto isso. Nos encontramos (eu já o conhecia de quando ele veio ao Brasil). Saímos do Starbucks e começou a chover. Paramos para comer um croissant (4 euros). Então, fomos andar: passamos em muuuuitos lugares e ele sempre me contando a história dos locais. Nada como andar com um local, né. Andamos desde o Louvre (que hoje estava fechado devido a uma tentativa de atentado) até a Ile de Paris (onde fica a Notre-Dame - a fila estava gigante, então deixei para entrar outro dia). Pegamos o metrô umas 16:30 e fomos para a Sacre-Coeur (igreja no ponto mais alto de Paris). Vista linda e basílica maravilhosa! O bairro atrás da igreja existe desde o século X. Inclusive, uma igreja por ali é datada de 1103!! Incrível! Ele me contou várias coisas: desde o sistema de saúde francês que tem decaído ano após ano, ao desemprego recorde e a imigração. Paris tem tido muitos problemas de habitação. Muitos mendigos e pedintes em todo lugar! O metrô continua me aterrorizando! A linha 2 é péssima! Muita gente pula a catraca, muita muvuca (olha que sou de São Paulo, hein?). Até acompanhado me senti inseguro. Muito cuidado nessa linha! Lá na Sacre-Coeur, já ouvi muitas histórias de turista incomodado com os ambulantes agressivos por lá. Sorte que eu estava com um francês e nada me aconteceu. Andamos ali pelo Montmartre. Algumas ruinhas da região são datadas de 1100!! Inclusive, passamos na Église Saint-Pierre, a qual a construção iniciou em 1134. Tomamos um café e umas 18:30 nos despedimos. Que passeio incrível com ele!! Fui pro hostel. Tomei banho (chuveiro muito bom). À noite fui comer em um restaurante ali perto. 14 euros uma lasanha deliciosa!!! Dormi por volta das 23:30. Total gasto: 71 euros (Hospedagem + Alimentação + Passeios. Lembrando que minha meta é gastar até 60 euros por dia, portanto amanhã será dia de reequilibrar as coisas. Hoje foi ok gastar a mais pois fiz 2 passeios imprescindíveis e pagos, né)
  2. Boa noite a todos! Alguns daqui já me conhecem, realizei um mochilão de 70 dias de baixo-custo pela America do Sul em 2015 e postei tudinho aqui. Aos que não me conhecem, segue o blog daquela incrível experiência que incluiu Uruguai, Argentina, Chile, Bolívia e Peru: http://www.umaviagemlouca.blogspot.com Foi uma experiência incrível, claro! E isso me atiçou a curiosidade de desbravar mais deste mundão que a gente vive. Depois de um 2016 sem nenhuma grande viagem, 2017 começa já com uma aventura sem precedentes para a minha pessoa: viajar pelo "Velho Continente" sozinho por 17 dias com um orçamento low-cost e muita sede de conhecer novos lugares. Foi de 01 a 19 de fevereiro. Total gasto: 6300 reais Sendo: - 2000 reais: passagem - 4015 reais: compra de 1100 euros com média de câmbio em 3,65 (eu comprei um total de 1300 euros, porém consegui retornar com 200 euros no bolso - era a quantia "extra" que levei e felizmente não utilizei) - 300 reais: seguro-viagem obrigatório Estou dizendo tudinho aqui no blog: http://minimochilaoeuropa2017.blogspot.com.br/ Tirem a ideia de que Europa é só para gente rica! Eu estou com vontade de matar todos aqueles que sempre me disseram que a Europa é cara! E isso porque eu fui a países que nem são os mais baratos, hein? Claro, sou uma pessoa extremamente econômica e fiquei somente em hostel. Optei por fazer somente viagens rodoviárias durante a noite para não gastar com hospedagem naquele dia e planejei um roteiro que de uma cidade a outra desse para dormir pelo menos 8 horas no ônibus de um lugar ao outro, substituindo assim uma noite de hospedagem. Resultado: voltei com 200 euros em mãos Fui no inverno. A temperatura oscilou de -8ºC durante a noite em Berlim na Alemanha a 13º positivos em Paris durante o dia. Utilizei roupas que já tinha e peguei uma jaqueta excelente de uma prima. Alguns dias passei frio, mas em geral foi bem agradável e nada de outro mundo, mesmo em dias de temperatura negativa. Passei 6 em Paris, 3 dias em Munique, 5 em Berlim e 3 em Amsterdã. Primeira viagem completamente sozinho. Experiência muito válida, mas cheguei a conclusão que sou do princípio que a felicidade é mais completa compartilhada. Entretanto, existem sim seus pontos positivos de viajar sozinho: o principal para mim foi fazer o que queria na hora que eu bem quisesse! Não deixe de ir por medo! É uma experiência que todos devem realizar uma vez na vida. E ah, regra número 1: quando for a Europa, pelo amor de Deus, não seja igual a maioria dos brasileiros que ficam fazendo conversão de tudo! Estipule um valor a ser gasto por dia em EUROS e tente não passar daquilo. Por exemplo, eu estipulei 60 euros por dia. Alguns dias passei e alguns dias gastei abaixo disso. Mas jamais fiquei fazendo conversão de pratos em restaurantes, em mercado etc. Acho válido somente fazer isto para compras em shoppings, para ver se vale a compra (comparando com o preço no Brasil), mas para gastos gerais, JAMAIS converta, pois não faz o menor sentido! Mas enfim, vamos ao que interessa?? Embarquei no dia 01/02 no Aeroporto Internacional de São Paulo. Como eu estava com mochila cargueira de 70 litros, pediram para eu despachá-la no balcão de bagagens especiais. Voo partiu no horário correto e lá fui eu rumo à Paris com conexão em Lisboa. 02/02 Voo de aproximadamente 10h, sem turbulência, jantar bem servido, poltronas razoavelmente confortáveis e serviço de bordo de boa qualidade. Gostei bastante da TAP, indico!! Tem um catálogo enorme de música e filmes para entreter os passageiros. Ouvi muita Rihanna e assisti Gravidade haha Cheguei ao aeroporto de Lisboa às 6 da manhã (4 da manhã no Brasil). Primeira vez na Europa. Li mil relatos sobre alfândegas no Tratado de Schengen. 99% destes relatos foram de que eles nem pediram nada, mas aquele 1% que li que deu problema me deixou cabreiro, então fui super preparado: pastinha na mão com todos os documentos (holerite e declaração de férias, comprovante do Seguro Viagem, limite do cartão de credito e passagem de volta). Uma filinha de 15 minutos e chegou minha vez. - Vai para onde? - Vou para Paris à turismo - Volta quando? - Volto dia 18 - Ok, boa viagem Então o oficial carimbou meu passaporte e fui ao Raio X. Helder, mas foram só essas duas perguntas? SIM! Nem acreditei. Pulei de alegria assim que saí dali "caramba, to na Europaaaaa!!!". Precisava de todos aqueles comprovantes? Talvez não. Mas eles me deram muita segurança e firmeza na hora de passar pela alfândega, então creio que se der para levar, leve sim! 2h de espera no aeroporto até o voo a Paris. Andei ali pelo aeroporto de Lisboa. Aconchegante, espaçoso e bonito. Só não tem muitos terminais para carregar o celular. 7h45 o voo abriu para embarque. Avião não muito moderno, mas bem espaçoso. Pontualmente às 8h15 levantou voo. Como dormi super pouco no primeiro voo, dormi o voo inteiro até Paris. Perdi o lanche oferecido pela TAP. Somente chegando em Paris que acordei. Deu para ver a Torre Eiffel de longe hahahaha Pousamos no aeroporto de Orly (Paris) às 11h30 (10h30 em Lisboa e 9h30 em São Paulo). Como toda a burocracia de imigração foi feita em Lisboa, em Paris foi só pegar as malas e ir atrás do Monotrilho que leva do aeroporto até a linha de trem. Muito bem sinalizado, só seguir as placas ao Orly Val. Comprei o bilhete Monotrilho + Trem + Metrô por 12,05 euros. O cara da bilheteria não falava inglês mas falamos em espanhol e deu tudo certo. Peguei o Monotrilho. Em 10 minutos estava na estação Anthony. Peguei, então, o trem para a Estação Gare du Nord para pegar o metrô. Tudo tranquilo. Gare du Nord é enorme e tem um várias lojas dentro da própria estação. Existe uma conexão subterrânea até a estação La Chapelle do metrô. De lá só mais duas estações até a Anvers (mais próxima do meu hostel). Estação bem mal cuidada, vários camelôs e gente esquisita. Ok, peguei o metrô e primeiro perrengue: dois caras dentro do meu vagão começaram uma briga. Vários chutes e socos na cara um do outro e eu com minha mochila cargueira enorme, o que me impossibilitava ações rápidas. Várias pessoas sairam correndo, eu tive que ficar ali no meio kkkk na próxima estação mudei de vagão, mas cara... Que medo!!!! Desci na Anvers, fui caminhando ao hostel (já tinha memorizado o caminho de tanto ver o Google Maps haha). E mais uma briga: dessa vez um casal brigando de tapas. Dei um tempinho até eles se afastarem e fui ao hostel. 5 minutos andando. Sentimento de medo foi as minhas boas-vindas a Paris. Comecei a pensar "nossa, o que eu estou fazendo viajando aqui sozinho???" kkkk. O hostel chama-se Perfect Hostel. Era meio-dia ainda. Check-in só pode ser feito a partir das 14, então resolvei esperar lá mesmo enquanto usava a internet. Feito o check-in (amei o quarto), bora bater perna!! Primeiro dia em Paris, ainda não acredito que estou aqui! Como cair na real? Indo até a Torre Eiffel hahahaha fui em direção a Torre e no caminho encontraria algo para comer. Pois bem, seguindo o aplicativo de mapas offline Maps.Me (minha super dica, ele é ótimo) passei na frente da La Fayette. Entrei! Lindoooooooooo! Que glamour!! Comi um bolinho lá em uma lanchonete de frente ao alambrado. Amei!! No caminho à Torre já vi vários pontos turísticos: Ópera Garnier, Place de Concorde, Igreja Madeleine entre outros. Tudo aquilo de ruim que vi ao chegar na cidade passou e já me entreguei ao fascínio da cidade. Chegando à Torre, MEU DEUS!!!!!!!!! ESTOU EM PARIS!!!!!! Andei ali em volta boquiaberto. Então subi ao Trocadero e tirei um milhão de fotos. Que emoção!! Ainda eram umas 16h30, então caminhei mais. Passei no Arco do Triunfo e mais em uma porção de avenidas magníficas!! Segui pela Boulevard Haussmann em direção ao hostel. 17h30 já estava ficando escuro. Segui o mapa e umas 18h cheguei no hostel. Tomei banho, dei um tempo lá e umas 20h fui andar de novo. Passei no Moulin Rouge, andei por uma ruas meio escuras. Tive um pouco de medo, mas ao se aproximar de avenidas mais movimentadas o medo passou. Jantei em um restaurante onde vi um rizotto por 15 euros. Não estava tão bom mas deu para o gasto. Voltei ao hostel umas 22h30. Umas 23h30 duas portuguesas chegaram e ficarão comigo aqui no quarto. Simpáticas... Logo caí no sono. Gastos de hoje: 65 euros, sendo 20 de hospedagem.
  3. Eaí? Você teve algum problema com isto? Estou com o mesmo questionamento em minha cabeça. Obrigado
  4. 45º dia: Antofagasta (19/06/2015) (Post extraído do meu blog: http://umaviagemlouca.blogspot.com.br/2015/06/la-portada.html ) Hoje acordamos às 10h. Não havia café da manha posto pra gente como na outra família de couch. Nos trocamos e estávamos prontos para ir a uma padaria até que a tia da nossa couch (surda-muda) chegou e nos deu pão e chá. Fomos então passear. Kalleo foi com o short para entrar na praia pois achou que estava calor o suficiente para isso. Caminhamos pela orla por algum tempo e estávamos falando de ir a lugares longes como La Portada e algumas praias a 30 km de Antofa. Paramos, então, uma moça de uns 40 anos com um carrinho de bebê no calçadão e perguntamos como poderiamos fazer para ir a La Portada. Ela disse que nao há como ir a pé pois são 35 km ida mais 35 km volta e, apesar de ser turistico, não tem ônibus que leve até lá. Então a única forma de chegar ao local é de carro. Ela percebeu que haviamos ficado frustrados de não ser possível chegar lá, então começou a puxar assunto "de onde son?", "que hacen aquí"etc. Até que nos ofereceu uma carona!!!! Ou melhor dizendo, ofereceu-nos um tour por lá, afinal, carona a pessoa nos leva apenas pelo fato de já passar pelo local, porém nesse caso ela nos levou, esperou uns 20 minutos para conhecermos e nos levou de volta ao ponto que nos conhecemos. DÁ PRA ACREDITAR EM ALGUÉM QUE FAZ UMA COISA DESSAS????? A mulher era super simpática! Conversamos o caminho todo. Disse que já foi ao Rio para competir em uma maratona. O lugar é incrível!! E sem a carona dela, não teriamos visitado! Ela disse que nos deixaria de volta no exato local onde nos conhecemos. Até que, já na cidade, quando estávamos passando na frente do shopping, falamos que ela poderia nos deixar ali por iramos almoçar. "Tchau!! Suerte, amigos!!!!!" Que pessoa mais fofa e simpática!!! Almoçamos: essa cidade é caríssima então comemos muito mal!! O Helder em um fast food chinês e o Kalleo no Kfc - tudo em pequena quantidade e CARO! (Nos contaram que Antofagasta é considerada a cidade mais cara do Chile por conta das minas na região). Fomos à procura de uma praia pro Kalleo. As boas praias estão nos arredores da cidade. Em Antofa mesmo só há praias artificiais, como piscinas de água salgada, pois toda a orla é coberta por pedras - As praias artificiais nada mais são que locais que aterraram à beira do mar e removeram as praias. Quando iamos entrar na água, uma pomba fez cocô nos dois kkkkkk Fomos pra casa nos limpar. Em seguida saimos para a rodoviaria. Compramos nossas passagens para San Pedro de Atacama com parada em Calama. Sairemos 5 da manhã da segunda. Depois viemos andando para casa (cerca de 8 km). Paramos em 3 mercados e vimos de uma vez por todas que essa cidade é absurdamente cara (para paulistanos acharem um lugar caro é pq ele realmente é!!). Absurdo! Nada no mercado por menos de 1000 pesos!!!!!! 4 peras asiáticas por 1200 pesos! 1 kg de queijo por 5000!!! Essa cidade é outro mundo!!! No shopping estava tudo fechando então não deu para comer nada também (o que estava aberto era caríssimo!). A cidade estava sem ninguém nas ruas pois estava rolando o jogo Chile x Bolivia que depois acabou 5x0! Fomos em direção ao bairro que estamos! Compramos 4 pães e um patê. Comemos e fomos a um bar! Hoje decidimos meter o pé na jaca e gastar no bar! 2 piña colada por 4000 pesos (promoção pois seria 4000 cada!). Ficamos um pouco lá e já viemos para nosso couch (Hoje o Helder está caindo de felicidade pois a Janet Jackson liberou 30 segundos de seu novo single). Gastos de hoje: 15.650 pesos chilenos (cotação de 185). Aprox. 85,00 reais. *Esta noite ficamos hospedados em uma família de Couchsurfing, portanto nada gastamos com hospedagem.
  5. 45° dia do nosso mochilão que durou 70 dias pela America do Sul: Estamos postando nossos relatos separadamente, mas tambem estamos postando nossos relatos em um post único. Acompanhe como preferir!! Aos que quiserem ver o post geral do mochilão com os preparativos e o dia-a-dia tudo no mesmo post, veja aqui: http://www.mochileiros.com/mochilao-de-70-dias-pela-america-do-sul-5-paises-preparativos-gastos-relatos-e-dicas-t116062.html Post: 19/06 Hoje acordamos às 10h. Não havia café da manha posto pra gente como na outra família de couch. Nos trocamos e estávamos prontos para ir a uma padaria até que a tia da nossa couch (surda-muda) chegou e nos deu pão e chá. Fomos então passear. Kalleo foi com o short para entrar na praia pois achou que estava calor o suficiente para isso. Caminhamos pela orla por algum tempo e estávamos falando de ir a lugares longes como La Portada e algumas praias a 30 km de Antofa. Paramos, então, uma moça de uns 40 anos com um carrinho de bebê no calçadão e perguntamos como poderiamos fazer para ir a La Portada. Ela disse que nao há como ir a pé pois são 35 km ida mais 35 km volta e, apesar de ser turistico, não tem ônibus que leve até lá. Então a única forma de chegar ao local é de carro. Ela percebeu que haviamos ficado frustrados de não ser possível chegar lá, então começou a puxar assunto "de onde son?", "que hacen aquí"etc. Até que nos ofereceu uma carona!!!! Ou melhor dizendo, ofereceu-nos um tour por lá, afinal, carona a pessoa nos leva apenas pelo fato de já passar pelo local, porém nesse caso ela nos levou, esperou uns 20 minutos para conhecermos e nos levou de volta ao ponto que nos conhecemos. DÁ PRA ACREDITAR EM ALGUÉM QUE FAZ UMA COISA DESSAS????? A mulher era super simpática! Conversamos o caminho todo. Disse que já foi ao Rio para competir em uma maratona. O lugar é incrível!! E sem a carona dela, não teriamos visitado! Ela disse que nos deixaria de volta no exato local onde nos conhecemos. Até que, já na cidade, quando estávamos passando na frente do shopping, falamos que ela poderia nos deixar ali por iramos almoçar. "Tchau!! Suerte, amigos!!!!!" Que pessoa mais fofa e simpática!!! Almoçamos: essa cidade é caríssima então comemos muito mal!! O Helder em um fast food chinês e o Kalleo no Kfc - tudo em pequena quantidade e CARO! (Nos contaram que Antofagasta é considerada a cidade mais cara do Chile por conta das minas na região). Fomos à procura de uma praia pro Kalleo. As boas praias estão nos arredores da cidade. Em Antofa mesmo só há praias artificiais, como piscinas de água salgada, pois toda a orla é coberta por pedras - As praias artificiais nada mais são que locais que aterraram à beira do mar e removeram as praias. Quando iamos entrar na água, uma pomba fez cocô nos dois kkkkkk Fomos pra casa nos limpar. Em seguida saimos para a rodoviaria. Compramos nossas passagens para San Pedro de Atacama com parada em Calama. Sairemos 5 da manhã da segunda. Depois viemos andando para casa (cerca de 8 km). Paramos em 3 mercados e vimos de uma vez por todas que essa cidade é absurdamente cara (para paulistanos acharem um lugar caro é pq ele realmente é!!). Absurdo! Nada no mercado por menos de 1000 pesos!!!!!! 4 peras asiáticas por 1200 pesos! 1 kg de queijo por 5000!!! Essa cidade é outro mundo!!! No shopping estava tudo fechando então não deu para comer nada também (o que estava aberto era caríssimo!). A cidade estava sem ninguém nas ruas pois estava rolando o jogo Chile x Bolivia que depois acabou 5x0! Fomos em direção ao bairro que estamos! Compramos 4 pães e um patê. Comemos e fomos a um bar! Hoje decidimos meter o pé na jaca e gastar no bar! 2 piña colada por 4000 pesos (promoção pois seria 4000 cada!). Ficamos um pouco lá e já viemos para nosso couch (Hoje o Helder está caindo de felicidade pois a Janet Jackson liberou 30 segundos de seu novo single). Gastos de hoje: 15.650 pesos chilenos (cotação de 185). Aprox. 85,00 reais. *Esta noite ficamos hospedados em uma família de Couchsurfing, portanto nada gastamos com hospedagem. Originalmente postado em 19/06/2015 no nosso blog: http://umaviagemlouca.blogspot.com.br/2015/06/la-portada.html Dia seguinte: http://umaviagemlouca.blogspot.com.br/2015/06/dia-vazio.html Dia anterior: http://umaviagemlouca.blogspot.com.br/2015/06/antofagasta.html
  6. 44º dia: Antofagasta (18/06/2015) (Post extraído do meu blog: http://umaviagemlouca.blogspot.com.br/2015/06/antofagasta.html ) Hoje, após 12h de viagem, chegamos a Antofagasta. 'Antofa' é uma cidade litorânea ao norte do Chile e é considerada a cidade mais cara de todo o país devido aos muitos mineradores da região. Ao chegarmos, pegamos o ônibus 103 em direção à casa da nossa couchsurfer (sim!!! Conseguimos encontrar uma boa alma para nos acomodarmos nessa cidade caríssima!). Chegamos mais ou menos às 9h na casa dela. Casa grande! A irmã dela tem síndrome de down e a tia sofre de surdez. Muito simpática a Carol (dona do perfil do couch). Tem dois cachorros e seu pai tem um quiosque na Universidade Católica. Fomos até lá com ela logo de manhã para entregar pães ao pai. Em seguida tomamos café com ela e mais tarde saimos. Ela mora a 2 esquinas da praia! Fomos, então, andar pela orla! Muito bonito!!!! Água azul e verde! A orla daqui é bem mais bonita e melhor estruturada que a de La Serena! Andamos pelo centro e ao procurar onde almoçar tiramos a prova de que realmente trata-se de uma cidade cara. Em Santiago e em La Serena estávamos acostumados a pagar de 2 a 4 mil pesos em uma refeição mediana com entrada, prato principal, bebida e sobremesa. Aqui, em todos os restaurantes só se paga mais de 5 mil!! Fomos então ao Schopdog (popular em todo o Chile). Pagamos 3690 em cada prato! Pequeno e sem acompanhamento nenhum! Fomos, então, ao shopping de Antofagasta. Tudo caro! Bem mais que nas outras cidades que estivemos! A cidade é bem bonita ao menos! Umas 16h voltamos à nossa casa e por aqui ficaremos até dormir! Gastos de hoje: 10.690 pesos chilenos (cotação de 185). Aprox. 58,00 reais. *Esta noite ficamos hospedados em uma família de Couchsurfing, portanto nada gastamos com hospedagem.
  7. Início do ano que vem, cara!! De que estado você é?
  8. Boa tarde, galera! Ano passado realizei um mochilão pela America do Sul (5 países em 70 dias) e foi a melhor experiência da minha vida. Em breve pretendo realizar mais um (dessa vez de 20 dias) pela região Norte do nosso país. Pq a região Norte? Pois acredito que seja a região mais peculiar daqui e sou louco pela Amazônia! Preferencia à pessoas GLS: essa segregação é por por eu ser gay e sabemos que curtimos ficar proximos a nossos semelhantes, não é mesmo!? Mas ainda assim, se for uma pessoa bacana que topa tudo etc, fala ae! Caso tenha alguém nessas condições, falem comigo!
  9. 43º dia: Coquimbo (17/06/2015) (Post extraído do meu blog: http://umaviagemlouca.blogspot.com.br/2015/06/rumo-antofagasta.html ) Acordamos às 9h, tomamos café da manhã e saímos do nosso couch às 11h. Foi realmente maravilhoso ficar com eles! Extremamente simpáticos e receptivos! Nos deram a liberdade para tudo, conversaram com a gente, nos deram conselhos etc A mãe da Gabi nos tratou como filhos dela! Até nos deu uma sacolinha com frutas para a viagem e uma sacola grande para abrigarmos nossas coisas soltar! Demaaaais!!! Fomos para La Serena. Pagamos 600 pesos no ônibus cada um! Vimos uma briga por cobrança de passagem no ônibus. Chegamos à rodoviária de La Serena ao meio-dia. Nosso ônibus só sairia às 19:30. Deixamos, então, nossas mochilas lá por 1000 pesos cada mochila. Fomos ao shopping! Ficamos lá um tempo e depois fomos a um subway próximo! Comemos dois lanches de 15 cm cada! Enrolamos no wifi deles até umas 15h. Demos mais voltas no shopping, Helder deu aula de inglês pro Kalleo e depois fomos ao Jumbo. Compramos pães e bolacha maizena para a viagem. Já fomos para a rodoviária! Faltava meia-hora! Nosso ônibus para Antofagasta era da tur bus e estava vindo de Santiago . Ele poderia chegar antes ou depois das 19:30. Chegou às 19:45!! Confortável a semi-cama! 13.100 cada passagem! Deram um lanchinho e uma manta para a viagem. Gastos de hoje: 9.000 pesos chilenos (cotação de 175). Aprox. 49 reais. Entretanto, as passagens de La Serena a Antofagasta decidimos 'distribuir' em 4 dias, fazendo assim com que os gastos totais de hoje sejam de mais 6650 pesos (36 reais). Totalizando 85 reais gastos hoje. Estando em hospedados em Couchsurfing, não tivemos a preocupação de pagar por hospedagem.
  10. 42º dia: Coquimbo (16/06/2015) (Post extraído do meu blog: http://umaviagemlouca.blogspot.com.br/2015/06/caminhando-20-km.html ) Acordamos umas 10h: mais uma vez perdemos a carona que o pai da Gabita (couchsurfer) nos daria até a parte baixa da cidade. Tomamos café da manhã que a mãe da Gabita nos ofereceu e conversamos um pouco com ela. Adoramos muito conhecê-los Saimos umas 11h. Fomos à La Serena de onibus. Pegamos nossos chinelos esquecidos no Hostal. Andamos pelo centro de La Serena. Passamos no Museu Arqueológico, na Igreja Matriz e na Plaza de Armas. Helder cortou o cabelo no Mercado Central por 3 mil pesos. Almoçamos naquele nosso primeiro hostel por 5 mil os dois. Resolvemos ir a Coquimbo pela orla caminhando. Mais de 3 horas de caminhada! E depois ainda tivemos que subir todo aquele morro! Era 18:30 e vimos um traficante em ação! Falávamos brincando que aquele morro parece uma favela mas parece que é quase isso mesmo! Algumas casas boas mas a grande maioria bem simples! E é toda Coquimbo assim! La Serena é bem mais glamourosa e melhor estruturada. Gastos de hoje: 10.020 pesos chilenos (cotação de 175). Aprox. 55 reais. Entretanto, as passagens de La Serena a Antofagasta decidimos 'distribuir' em 4 dias, fazendo assim com que os gastos totais de hoje sejam de mais 6650 pesos (36 reais). Totalizando 91 reais gastos hoje. Estando em hospedados em Couchsurfing, não tivemos a preocupação de pagar por hospedagem.
  11. Concordo plenamente, Carolina Saula!
  12. Caramba, excelente relato! Adorei!!!! Muito bom mesmo!!! Por mais relatos assim! Vocês parecem divertidíssimos!!! Muito obrigado pelas dicas!!! O Mochileiros fica cada vez mais rico com relatos assim!
  13. 41º dia: Coquimbo (15/06/2015) (Post extraído do meu blog: http://www.umaviagemlouca.blogspot.com.br/2015/06/andando-por-coquimbo.html) Camas maravilhosas, acordamos depois das 10! Fomos arrumar as camas e a mãe da Gabita nos impediu "no no no!! Dejame hacer esto!!!". Como pode alguém receber pessoas desconhecidas de maneira tão maravilhosa??? (Conseguimos Couchsurfing em Coquimbo após ver que todos os hostels da cidade estão cheios por conta da Copa America e os que estão disponíveis são absurdamente caros). Tomamos café (farto!!!) e fomos bater perna umas 11h. Ela e a mãe dela são as pessoas mais maravilhosas que encontramos no Chile até agora. Nunca achei que seriamos um dia tão bem tratados em um Couchsurfing!!! Fomos primeiro ao Fuerte de Coquimbo (queríamos, na verdade, ir à Cruz del Tercer Milenio, mas após uma direção errada, vimos que estávamos mais proximos ao Fuerte e fomos então para lá). Lindoooooo!!! Depois de mais de uma hora por lá, descemos ao centro. Passeamos bastante. Almoçamos por 4 mil os dois! Prato não muito bem servido mas deu pra sacear a fome. Fomos à uma mesquita no topo de um morro e depois ao Lider de Coquimbo. Helder perdeu suas luvas lá Voltamos à casa antes de escurecer, como recomendado. Subimos uma escadaria e caminhamos o morro todo por ruas confusas até a casa da Gabi. Bem rústica a cidade. Algumas ruas têm um aspecto bem semelhante às nossas favelas brasileiras. Tinha jogo do Chile então compramos batatas chips para todos! Jantamos com eles e assistimos ao jogo. Chile 3 x 3 Mexico. Dormimos umas 2h. Gastos de hoje: 8600 pesos chilenos (cotação de 185). Aprox. 47 reais. Entretanto, as passagens de Santiago a La Serena decidimos 'distribuir' em 4 dias, fazendo assim com que os gastos totais de hoje sejam de mais 6650 pesos (36 reais). Totalizando 83 reais gastos hoje. Estando em hospedados em Couchsurfing, não tivemos a preocupação de pagar por hospedagem.
  14. 40° dia do nosso mochilão que durou 70 dias pela America do Sul: Originalmente postado em 14/06/2015 no nosso blog: http://www.umaviagemlouca.blogspot.com.br/2015/06/couchsurfer-de-coquimbo.html Estamos postando nossos relatos separadamente, mas tambem estamos postando nossos relatos em um post único. Acompanhe como preferir!! Aos que quiserem ver o post geral do mochilão com os preparativos e o dia-a-dia tudo no mesmo post, veja aqui: http://www.mochileiros.com/mochilao-de-70-dias-pela-america-do-sul-5-paises-preparativos-gastos-relatos-e-dicas-t116062-30.html Post: Acordamos às 11h. Arrumamos todas nossas coisas no quarto para fazer check-out meio-dia. Às 12:01 já estavamos fora. Que hostal horrível!!! Com mochila nas costas, fomos almoçar. Almoçamos por 6 mil pesos os dois: o Kalleo comeu uma Sorrillana e o Helder um Menu Estudante. No wifi do restaurante vimos uma mensagem deixada por nossa couchsurf que só encontrariamos às 17h falando que ela poderia nos buscar no hostal e almoçar conosco. Tarde demais! Ela já tinha saído de casa e não tinha levado o celular. Após almoçar, fomos a um exposição que estava ocorrendo em um parque ali perto. Culinária, cosméticos e cultura chilena expostos! Passamos no mercado Lider e umas 15h pegamos busão pra Coquimbo. São cidades vizinhas, então foi bastante rápido do centro de La Serena até Coquimbo, cerca de 35 minutos. Chegamos na rodoviária de Coquimbo 1 hora antes do combinado. Às 17h (hora q combinamos) estávamos sem wifi e sem nenhuma pista da nossa anfitriã. Fomos lá fora procurar seu carro vermelho e nada! Até que às 17:20: Apareceu, então, a Gabi Nos levou até sua casa! Extremamente simpática!! Nos apresentou sua mãe e ao deixarmos as malas no nosso quarto, fomos fazer um tour com ela pelas descidas e subidas de Coquimbo. Ela nos mostrou muitas coisas para nos dias seguintes irmos com calma. Era dia de jogo do Brasil pela Copa das Americas: 2x1 pro Brasil contra o Peru. Dormimos após um delicioso lanche oferecido pela familia dela. Gastos de hoje: 10.300 pesos chilenos (cotação de 185). Aprox. 56 reais. Entretanto, as passagens de Santiago a La Serena decidimos 'distribuir' em 4 dias, fazendo assim com que os gastos totais de hoje sejam de mais 6650 pesos (36 reais). Totalizando 91 reais gastos hoje. Estando em hospedados em Couchsurfing, não tivemos a preocupação de pagar por hospedagem. Dia anterior: http://www.umaviagemlouca.blogspot.com.br/2015/06/la-serena.html Dia seguinte: http://www.umaviagemlouca.blogspot.com.br/2015/06/andando-por-coquimbo.html
  15. Vejo muitos posts sobre Santiago das pessoas que viajam para lá e já se consideram mochileiras, quando na verdade são mochilões bem gourmets! Minha 1ª vez em Santiago foi bem 'típico de brasileiro fora do país'. A 2ª, entretanto, fui durante meu mochilão! Bastante dicas interessantes para quem está em MOCHILÃO DE VERDADE
×