Ir para conteúdo

vikvasconcelos

Membros
  • Total de itens

    3
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

7 Neutra

Sobre vikvasconcelos

  • Data de Nascimento 01-03-1986
  1. vikvasconcelos

    Foz do Iguaçu

    Resolvi criar este tópicos com o intuito de passar algumas dicas para quem se interessa em estar por Foz do Iguaçu em alguma oportunidade. É uma cidade muito boa de modo que dá vontade de morar. Primeiro pela calmaria e segundo pelo custo de vida bem acessível e pela praticidade de mover-se pelo centro (tudo se interliga e você "se encontra" com facilidade). O clima é agradável e as pessoas são bem educadas. Tive a oportunidade de estar de 10 a 13 de fevereiro de 2018 (carnaval) de modo que, pelo pouco tempo, deu para tomar algumas coisas como importantes não apenas para repassar para viajantes como para planejar minha próxima ida à Foz. Se nesse momento você está planejando viajar pra lá com amigos, sozinho, com família ou em viagem romântica este tópico pode lhe servir muito! As dicas estarão separadas de modo a facilitar: DICAS DE TRANSPORTE EM FOZ DO IGUAÇU (BRASIL) Eu fui de avião então tomei um táxi apenas do aeroporto para o hotel e do hotel para o aeroporto. Como NÃO TEM UBER ou outros aplicativos de transporte na cidade, o TAXI custa caro até mesmo para pequenas distâncias. As corridas que mencionei custaram 70,00 e 55,00 respectivamente mas foram necessárias por causa das malas. Para ir aos destinos turísticos (Cataratas, Parque das Aves, Paraguai e Argentina) utilizei os ônibus coletivos sem nenhuma dificuldade e com muita praticidade. Logicamente alguns ônibus estavam cheios de gente justamente por causa do período de carnaval e muitos turistas também estavam utilizando dessa forma de transporte. Se você for, por exemplo, visitar as Cataratas ou o Parque das Aves, cada trecho de ida e volta custa R$ 3,45 por pessoa! Os trechos dentro de Foz no Brasil são baratos. Se você quiser pegar um TAXI apenas pelo ar-condicionado e porque estará sentado, pagará entre 40 a 60 reais (nesse caso pode até valer a pena desde que você "rache" o preço com outras 3 pessoas para ocupar o TAXI inteiro. Mas mesmo assim, eu pegaria ônibus pela economia. O terminal de ônibus é MUITO perto da Av Brasil. DICAS DE TRANSPORTE PARA A ARGENTINA Você poderá tomar um ônibus no centro de Foz do Iguaçu diretamente para a Argentina (free shop). É um ônibus que vem escrito no letreiro (FOZ DO IGUAÇU - ARGENTINA) e a passagem custa 5,00 por pessoa. São ônibus humildes (sem ar condicionado) e cadeiras tradicionais como as do Brasil. Porém, paga-se pouco e chega-se logo. O ônibus para exatamente na frente do Free Shop de Puerto Iguazu que fica ao lado da Aduada para entrada na Argentina. Dependendo do período que você for à Foz, pode ter trânsito intenso pela alta demanda de turistas além dos próprios moradores de Foz e do Paraguai que transitam por ali todos os dias. Para voltar da Argentina à Foz você pode tomar um ônibus na rodoviária de Misiones que custa também 5 a 8 reais por pessoa mas em ônibus mais confortáveis (ar condicionado e poltronas acolchoadas). Atente-se aos horários dos ônibus! DICAS DE TRANSPORTE PARAGUAI No mesmo ponto de ônibus já mencionado (em frente a igreja da Av. Jorge Sch...) tomei um ônibus paraguaio (há muitos) com o valor de R$ 5,00 por pessoa.Há muitos ônibus paraguaios que fazem a rota Foz - Ciudad del Este. Basta perguntar na cidade qual vai direto e o valor mas sái em média 5 reais por pessoa. Também há (claro) ônibus de volta do Paraguai para o Brasil pelo mesmo preço mas você deve se atentar aos horários! ORGANIZAÇÃO DE PASSEIOS PRIMEIRO DIA: Por ter chegado em Foz ao meio dia, peguei o restante do primeiro dia para ir logo ao free shop da Argentina. Fiquei em um hotel na Av Brasil, que facilita o acesso à tudo. Subindo à pé até a avenida Jorge Schimmelpfeng (em frente a igreja), tomei um ônibus (já mencionado anteriormente) e fui. Foi uma viagem curta por um preço muito acessível: um TAXI cobraria 70 reais só pra isso. Passei pouco tempo nesse free shop pois o dólar estava alto na cotação do dia e comprei pouca coisa mas também tirei fotos em volta do shopping (que é muito bacana). Aproveitei para passar pela Aduana e segui à pé. O primeiro ponto de parada foi o Casino logo no início: dá pra tirar fotos e otimizar seu tempo, jogar não é aconselhável, lógico (você perde tempo e dinheiro). Na entrada principal da cidade (logo após o Casino), dobrei à direita e encontrei uma Vinõteca muito simpática ao lado esquerdo onde praticamente tudo era a preço de custo! Lanchei ali, fui super bem atendido pela vendedora e pelo dono e recebi boas dicas! Como estava chovendo, peguei um taxi por 10 reais até o centro de Misiones-Puerto Iguazu. Neste centro você tem: a feirinha, o freddo (sorveteria) o bar da cerveja Quilmes, a rodoviária (para voltar, claro) e algumas feiras de artesanato e produtos regionais. Na feirinha (o principal) aproveitei pra comprar Alfajor e alguns temperos de cozinha que são muito bons, em boa quantidade e a excelente preço (que no Brasil seriam MUITO CAROS). Sobre alfajor: há uma marca que vem numa caixa branca com 24 unidades por 25 reais. Há outras marcas como Milka que são muito bons mais são unidades pequenas a 25 reais e apenas 15 unidades. No fim das contas, Alfajor tem o mesmo sabor! Você encontrará muitos potes grandes de azeite, salame e principalmente azeitonas (muitas) expostas sem proteção e isso eu não recomendo. Ah...nessa feirinha também tem restaurante mas como já havia comido, nem liguei. Passei pela sorveteria Freddo (pedi o sorvete pequeno de doce de leite, claro) e continuei o trajeto pelas outras lojas na Av Brasil deles e de lá fui pra rodoviária pegar o ônibus de volta para Foz a 5,00 por pessoa (com ar e poltronas muito boas)! Se for à Argentina, lembre-se de não ir apenas ao free shop e deixe pra comprar Alfajor nessa feirinha já mencionada: sái mais barato! SEGUNDO DIA: O segundo dia aproveitei para fazer dois passeios por serem ambos próximos: CATARATAS + PARQUE DAS AVES. Como um é do lado do outro literalmente, vale a pena conhecer logo esses dois em turnos distintos, claro. Eu optei pelo Parque das Aves a manhã inteira e as Cataratas à tarde. Acredite, você vai cansar e no final do dia estará exausto mas VALE A PENA! Você pode comprar os ingressos das Cataratas pelo site deles até mesmo antes de viajar! Nas Cataratas o passeio custa em média 36,00 e no Parque das Aves 45,00 (valores por pessoa). No Parque das Aves, se você for estudante (com carteirinha) ou professor (com comprovação) paga meia entrada a 22,00 mas nas Cataratas o valor é inteiro para todos. Há um restaurante muito bom dentro do Parque das Aves onde fui muito bem servido com um cheesebacon gormet e um chopp artesanal em tulipa com 27 reais (e satisfaz). Nas Cataratas também tem, mas não comi porque já estava cheio. Optei por jantar num restaurante muito bom na Av Brasil no primeiro quarteirão perto do hotel onde estive (Rhema). Come-se bem, barato e satisfaz (mas não lembro ao certo o nome do local). TERCEIRO DIA: Aproveitei para ir ao Paraguai. Já que comprar leva tempo justamente pela altíssima demanda de lojas e produtos no país e, também, pelo trânsito MUITO INTENSO (toda hora) tanto para entrar como para sair daquele país, fiquei o dia todo focado nisso. No mesmo ponto de ônibus já mencionado (em frente a igreja da Av. Jorge Sch...) tomei um ônibus paraguaio (há muitos) com o valor de R$ 5,00 por pessoa. Há muita (mas muita) gente o tempo todo circulando, ambulantes vendendo de tudo e muitas barracas em torno dos shoppings e prédios comerciais. (LEMBRE-SE DE LEVAR SUA CARTEIRA E CELULAR SEMPRE NOS BOLSOS DA FRENTE...VOCÊ CORRE RISCO DE SER FURTADO SEM PERCEBER, SE DER BOBEIRA). Os camelôs vendem algumas coisas muito baratas e outras nem tanto. Os ambulantes, obviamente tentarão lhe vender coisas a preço de banana, principalmente meias, calcinhas e cintos. Meu conselho: compre apenas lembranças (artesanato, tipo chaveiro) para dar de presente a amigos nesses camelôs. Deixe para fazer as suas compras de preferência no SHOPPING PARIS (onde fica no último andar o SHOPPING CHINA). O Shopping Monalisa é muito divulgado mas tudo é muito caro, os únicos andares de coisas boas são os últimos (coisas originais) mas os vendedores são rudes. O Shopping China já é mais organizado, tem uma variedade muito maior em um mesmo espaço e tem muita coisa etiquetada em promoção (comprei perfume, roupa, acessórios e até whey protein) nesse shopping! Os restaurantes do centro da Ciudad del Este são "fedidos a mijo e outros odores", cheios de formiga e insetos, são amontoados de gente mas são baratos e, claro, NÃO RECOMENDO! O Shopping Paris dispõe de uma praça de alimentação com excelentes opções de comida a preço bom, mas o atendimento do povo paraguaio parece padrão: rude, irônico e esnobe! Para voltar ao Brasil, devido ao trânsito e o cansaço, optei por tomar um TAXI paraguaio dentro do Shopping Paris que cobrou-me 50 reais até o meu hotel em Foz. Ele pegou um baita atalho, não demorou tanto e fui com um pouco mais de conforto para o hotel. No entanto, os carros são velhos, muitos são batidos e os paraguaios também dirigem como na Índia. Por falar e Índia, alguns amigos me disseram e eu lembrei que Ciudad del Este lembra bem a Índia por motivos óbvios. E lembre-se: no Paraguai não é tudo que vale a pena comprar primeiro pelos preços e, claro, pelo risco de falsificação (algumas extremamente grosseiras). Outra dica que lhes dou: alguns paraguaios vão lhe parar na rua perguntando o que querem. Não dê muita importância e dispense logo! Se disser o que quer eles irão lhe seguir até a loja onde eles querem que você vá com a conversa de que "meu patão vai ficar feliz sabendo que lhe trouxe" e lhe esperam dentro da loja e lhe seguem de volta! Já de volta ao Brasil, optei por jantar em um barzinho chamado O BOTECO na Av Jorge Sch. Fui muito servido de comida e bebida (uns pastéis de creme de frango e milho + um senhor pão de alho + 1 chopp de 300ml + 1 caipirinha + 1 chopp de 1 litro). A conta saiu a preço de custo a uma excelente refeição, lugar muito aconchegante com música ao vivo, boteco requintado e descontraído e super bem atendido! E o local não cobra os 10% do garçom. QUARTO E ÚLTIMO DIA: Com o voo de volta previsto para as 18:00 pude ir apenas ao templo budista! Fui e voltei de ônibus coletivo brasileiro saindo do terminal a 3,45 cada trecho. O templo não cobra a entrada e as fotos são maravilhosas! É excelente para fotos! O ambiente, as obras, as estatuas, esculturas, o jardim, o silêncio...o conjunto da obra encanta e vale a pena! É um passeio que não demanda de tanto tempo justamente porque só se tratam de fotos então você acaba tendo tempo para conhecer outro ponto da cidade. Pelo tempo apertado em virtude do voo, só pude conhecer este. Tomei um lanche na CONFEITARIA MARIAS & MARIA que fica na própria Av Brasil. É um conceito de padaria e restaurante. Eu fiquei com a opção de almoço mas também comi alguns quitutes da padaria. Todos os dias eles oferecem uma excelente opção de almoço (sem bebida) por 15,00 por pessoa cada prato já feito por eles. Come-se bem, em um ambiente MUITO BOM e é SUPER BEM ATENDIDO. Além disso, os pratos e demais produtos são bons! Você pode optar por comprar alguma coisa ali para levar de volta pro hotel ou pra acompanhá-lo em seus passeios. É uma viagem que preciso fazer novamente não apenas para repetir alguns (ou todos esses passeios) mas para conhecer o Marco das 3 Fronteiras e outras atrações que não deu tempo. No geral, foi uma viagem que considero ter sido super bem aproveitada, custeada muito bem e bem servida de passeios e atrações para uma viagem curta. Busquei passar as dicas de ônibus pois, como a cidade não tem UBER acaba tudo sendo focado em TAXI e pode sair mais caro do que você planejou. A cidade é pacata (pelo menos me pareceu) e andei tranquilo.
  2. Bom dia a todos! Pretendo ir a Argentina (Buenos Aires) em meados de agosto (mais ou menos a partir de 17/08 a 19/09) e pretendo ficar entre 5 a 10 dias. Esta será minha primeira viagem internacional. Para tanto, já estou pesquisando maneiras de montar meu próprio pacote (aéreo, hostel ou pousada, onde trocar moeda e quanto levar...entre outras coisas) para usufruir ao máximo da viagem com o máximo de custo-benefício. Alguém estará lá também por este período? Seria bom novas amizades desde o Brasil. Sou de São Paulo mas moro em Fortaleza.
  3. Luciana, bom dia! Também pretendo ir a Argentina de férias entre 7 a 10 dias. Estou pesquisando pacotes pela CVC ou DECOLAR para poder comparar com o esquema de mochileiro a parte (hostel + aéreos + moeda a se gastar por Buenos Aires). Enfim... Pretendo ir sozinho posto que estou de férias por 20 dias a partir de 17/08 até início de setembro. Assim, deverei ir sozinho já que enquanto estou de férias todos os meus outros amigos estarão a trabalhar... Sou de Fortaleza e estou mesmo planejando com certa ânsia esse meu primeiro desafio internacional. Já tem data certa para ir? Beijo!
×
×
  • Criar Novo...