Ir para conteúdo

Adren-Aline

Membros
  • Total de itens

    143
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    1

Tudo que Adren-Aline postou

  1. @victorprado Fala meu caro. Olha essa informação me foi passada pela equipe do Morgado, mas não verifiquei! Como a diferença entres os valores não era tão grande, preferi não arriscar.
  2. Oi Babi. Que show vc ter fechado com a Aiming, qd a empresa é boa precisamos divulgar rs. Tremedeira faz parte rs. Eu fiz o seguro com a Worls Nomads, tb recomendo muito, tive todo suporte, desde o resgate até a entrega no hotel após alta do hospital. Inclusive o casal de brasileiros que encontrei no hospital tb estavam segurados por eles. Com relação ao mal da montanha, tem alguns paliativos que podem ser feitos, eu por exemplo tomei diamox. Vc tb pode subir gradativamente até o corpo ir se acostumando. Já sobre medicamento pra dormir o que me foi recomendado é que nenhum dos m
  3. @victorprado Compensa sim comprar e/ou alugar roupas por lá. Não sei se vc vai encontrar de tudo para alugar, na loja que estive tinha apenas casacos pesados e saco de dormir para aluguel. Então leva uma grana extra para compra de segunda pele, meias, gorro e etc. Mas já vá sabendo que são mais em conta que comprar no Brasil. Minha mala não estava boa, tiraria alguns itens dela, principalmente as camisas de manga curta dry fit. Usei apenas uma durante os 6 dias, sendo que levei 5 unidades. Minha próxima trip será com a Swiss tb, são 32kg de bagagem despachada né? Vc vai ultrapassar
  4. "Essa história não começa aqui..." Confúcio Fala meus queridos padawans, resolvi dividir o relato em 2, a parte 1 que conta os percalços do Everest estava ficando muito grande. Então eis-me aqui para dar continuidade a viagem de 33 dias que fiz em março e abril de 2019. O foco aqui é a Índia! Quem quiser saber o que rolou antes, vou deixar o link no final procês. Luz, câmera, ação" Índia foi um acidente na minha jornada. Meu foco era chegar ao Acampamento Base do Everest, e os voos para o Nepal estavam absurdamente caros, então resolvi comprar um com destino a Deli sem nem ao
  5. Blza Wilson?? Super recomendo, inclusive fiz a avaliação dela, mais atrás. Em algum momento creio que retornarei ao Nepal para acabar o inacabado rs. E não tenho dúvidas de que será com Bikal e sua equipe. Pontuais, responsáveis, comida saborosa, atenciosos... pra ficar perfeito só precisavam falar português O link para entrar em contato com Aiming Adventure é www.aimingadventure.com o email [email protected] e o zap do Bikal +977 984-9211457
  6. NADISMO - Pra quem não sabe, trata-se de uma arte milenar de não fazer nada durante o dia todo em todos os espaços possíveis. Sou exímia praticante dessa arte, mas tento ao máximo evitar praticá-la em território estrangeiro. Então comecei a analisar as possibilidades, mas vou logo adiantando que não foram muitas e nem sempre de qualidade (isso pq para os que me acompanham desde o início sabem que o "ouro" já havia sido feito na chegada a cidade). Garden of Dreams - Bem tranquilão, bom pra ler livro ou levar os muleki para brincar. Rafting em Pokhara - Com transporte, almo
  7. Onde foi msm que eu parei?? Ahh... resgate! Achei o voo de helicóptero demorado, acho que durou uns 45 minutos sem contar a pausa que ele fez no aeroporto de Lukla. A vista é incrível, acho que mais ainda do que no teco-teco. Chegando no aeroporto já havia uma ambulância me aguardado que me levou direto para o hospital onde Bikal também já estava me esperando, pra dá um apoio psicológico. Depois de alguns procedimentos que eu não sei do que se tratavam, apareceu meu segundo anjo, o Paulo. Paulo é um brasileiro que estava como acompanhante da esposa no mesmo hospital, ela havia t
  8. Fala Juliana, blza? Apesar dos pesares foi incrível. Até penso em fazer novamente aumentando os dias de aclimatação. Quando ao seu problema de saúde dá uma conversada com Bikal +977 984-9211457 pelo Whatsapp, ele pode te ajudar a decidir como fazer. Espero ver alguma foto sua por lá! Bjs
  9. Oi Kelly Olha... a água era potável sim. Mesmo assim eles fornecem um potinho de purificador, que eu usei durante todo o percurso. Diego que estava comigo bebia sem por cloro.
  10. Dia 5 - Aclimatação em Namche Bazaar (3440m) Esse dia é dedicado a aclimatação, e não se trata de ficar de boa no logde de perninhas cruzadas esperando o corpo se acostumar com a altitude. Fazemos uma caminhada de aproximadamente 3 horas até um museu e depois até o Everest View Hotel que fica a 3880 metros de altitude. Por azar o tempo se fechou e não tivemos a vista "prometida". Se ainda faltar algo na mochila é aqui que deve ser comprado. O preço é um pouco maior que na Thamel, porém ainda vale. Aqui a nossa equipe já estava reduzida, eramos agora 1 carregador, o guia, o mexicano e
  11. Pera Victor rs. Cheguei hj ao Brasil. Vou voltar a escrever o relato jaja. Só adianto que não conclui. Acabei sendo resgatada e passei 3 noites no hospital.
  12. Dia 4 - Phakding para Namche Bazaar (3440m) O café da manhã ocorre geralmente as 7:30. As malas já devem estar prontas para a partida. Esse dia foi mais puxado que o anterior. Mas a paisagem compensa. A todo momento somos obrigados a parar pra "mode" dá passagem aos animais, na sua maioria cavalos e burros. Eles possuem um sino no pescoço para alertar os transeuntes a sua chegada. Outra coisa surpreendente que encontramos no caminho são os carregadores. PQP como essa galera consegue carregar tanto peso e ainda sorrir? Um dos nossos guerreiros foi abatido nesse tre
  13. Dia 3 - Kathmandu para Lukla (vôo 40 min) e Lukla para Phakding (2652m) Depois de um mini infarto pela medo de perder o voo para Lukla por conta do atraso dos coleguinha da Indonésia chegamos no aeroporto de katmandu. O voo estava marcado para as 6:30 e a recomendação era tentar sentar do lado esquerdo e na frete. Ou seja, this is sparta , corre cambada. Consegui a quarta posição do lado esquerdo. Ahhhh existe um limite de bagagem estipulada em 15kg total, acima disso paga-se por quilo extra. O avião tem capacidade para 15 passageiros, mais dois pilotos e uma aer
  14. Olha eu de volta! Isso não é um bom sinal como vcs já entenderão. Dia 1 O grande dia chegou. Depois de 4 vôos sou recebida pelo Manu, meu guia de trekking durante os próximos dias, no aeroporto de Katmandu. Engraçado que acreditei até o último instante que o Manu era um representante da empresa não o guia, pelo porte pequeno (preconceito, podem me apedrejar). Deu um certo trabalho de encontrá-lo, o nome na placa estava muito pequeno. Fui conduzida para o hotel Thamel Park, que fica na rua thamel, ótima localização, tem tudo que vc precisa por lá. Se faltou algo para o trekking tenha
  15. Oi Elisa. Valeu pelas dicas. Acabei de entrar em contato com a agência de Dubai para ver se l os preços são acessíveis. Quanto ao pacote do Everest e da índia já fechei. Vou avaliar as empresas assim que retornar da viagem. Bjs
  16. Oi Babi Está incluso sim é pq eles chamam de casa de chá de montanha. Pq não chegam a ser hospedagens. Muitas vezes não há possibilidade nem de banho. E nada de calefação nos quartos. Quanto ao preparo físico é só não sair do foco! bjs
  17. Aqui vai o resumo do roteiro: Dia Roteiro 1 Saída do aeroporto de Salvador para Guarulhos no fim da noite 2 Saída do aeroporto de Guarulhos com destino à Dubai 3 Saída do aeroporto de Dubai com destino a Nova Delhi / Nova Deli com destino a Kathmandu 4 Kathmandu 5 Trekking Everest /
  18. Oi Victor! Respondendo sua pergunta e já dando continuidade ao pré-relato(se é que isso existe)! Agência Depois de descartar a possibilidade de fazer com o Morgado, resolvi buscar maneiras alternativas de chegar até lá. Vi que existem basicamente duas formas: indo por conta própria ou contratando uma agência. A primeira descartei desde o primeiro momento. Sozinha não rola! Sei que são muitas variáveis a serem controladas. E se eu passar mal com a altitude como já aconteceu na Colômbia? E se eu me perder? E se eu reservar o vôo pra Lukla e o aeroporto fechar por conta do
  19. Condicionamento físico Sei que aqui só tem atleta! Mas precisamos falar sobre Kevin. Serão 12 dias de caminhada. Que durarão de 5 a 8 horas diárias, numa altitude que varia de 1360 à 5545 metros de altitude. Com a disponibilidade de oxigênio sendo reduzida a cada passo, até culminar em 50% se comparado ao nível do mar. Então “papai” bora treinar! Estava gordinha. Ahhhh pára de tentar suavizar a situação. Aline você estava O-B-E-S-A. Partiu movimentar o esqueleto com atividades aeróbicas e musculação. Até o momento lá se foram 16 quilos. Mas confesso que não sei se e
  20. Tudo começou numa linda manhã de sol do dia 29 de setembro de 1986... Nasci ! E no meu DNA veio escrito o seguinte código genético EBC (confesso que, biologicamente falando, não sei se faz sentido, achava as aulas de biologia enfadonhas). Para quem não sabe, EBC, é como o Acampamento Base do Everest é conhecido pelos íntimos. Que ainda não é meu caso, mas em breve será. Diferente de todos os relatos de viagem que fiz até o momento, resolvi começar esse previamente, 33 dias antes da partida pra ser precisa. Pq? Quando descobrir conto! Mas suponha que seja a ansiedade, talvez seja uma
  21. Lógico que na África não ia perder a oportunidade de refazer uma das cenas que marcaram minha infância. XiaoYing_Video_1510791994470_HD.mp4
  22. Bem, retorno a escrever esse texto, 9 meses após começar, creio que realidade e fantasia já devem ter se tornado um único ser, então... acredite nele quem quiser rs ---- Após passar pela AVIS e sair de lá com um minúsculo carro, Polo Hatch Volkswagen. Iniciamos o teste drive no próprio estacionamento. Muito tranqüilo, como pode ser visto na foto abaixo. Junto com o aluguel do carro adicionamos um GPS, que não funcionou nunca. Além do valor cobrado pelos dias de uso, vc tb arca com um seguro que equivale ao dobro do valor. A soma é cobrada apenas em cartão de crédito, e dia
  23. Oi Josi Vou te ajudar respondendo apenas duas perguntas rs. 2) Existe maneira de se contratar um guia que fale no mínimo espanhol? Sim, inclusive é o que pretendo fazer, já tenho 2 contatos de guias que falam espanhol e 1 que fala português. 11) ALGUÉM QUER COMPANHIA? Simmmmm, estou em busca de companhia para Índia. Costumo mochilar sozinhas mas a Índia está me assustando rs. Vou em março de 2019, tenho o roteiro quase montando. Pretendo fazer Agra - Jaipur - Delhi - Varanasi. Além disso chegamos no famoso festival Holi. Se quiser colar me chama no Whatsapp 75 98874529
×
×
  • Criar Novo...