Ir para conteúdo

brunoale

Membros
  • Total de itens

    16
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

7 Neutra

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Em cidade pequena, rola montar barraca e rede em qualquer cantinho. Ache um lugar discreto e já era. Em Maresias montei numa rua de pouco movimento. Em Caraguatatuba montei na praia. Na entrada de Ubatuba montei quase no acostamento da estrada... Cada lugar vai apresentar uma situação. Com o passar dos dias você vai ficando com o olhar treinado e com o sexto sentido aguçado. Em cidades maiores, o Couchsurfing é uma solução. E tem os abrigos públicos, que eu já usei e me ajudou muito.
  2. A lanterna parece boa mesmo, mas 160 reais achei pesado. Fui ontem na Decathlon e pretendia comprá-la, desisti pelo preço.
  3. Se alguém tiver depoimentos sobre a Cirrus 2, posta aí também, por gentileza. Tô cogitando ela ou a Pro Series. Vi um review no youtube onde um cicloviajante diz que a Cirrus deixa entrar muito vento e que o material é frágil. Gostaria de saber se isso é verdade.
  4. Durma em qualquer canto que se mostrar razoavelmente propício. Eu já dormi embaixo de passarela na Via Dutra, já montei barraca na cara de pau em calçada, já dormi no mato, em posto de gasolina... Use a criatividade e aguce o senso de reconhecer possíveis locais. A necessidade faz o inventor. Aí cabe a você avaliar se aquele local é seguro, se vale o risco. Algumas cidades tbm possuem abrigos públicos pra quem vive na rua.
  5. Alguém tem conhecimento dessa linha Pro Series da Naturehike? Creio ser nova no mercado, pois não acho bons reviews nem em inglês.
  6. Alguém conhece a Naturehike Pro Series 2p? Não encontro reviews dela, pelas especificações parece uma barraca interessante.
  7. Adorei o post, me fez recordar o dia em que me joguei na BR com 20,00 no bolso, um saco de dormir, um fogareiro de latinha e o coração explodindo de felicidade. Dormi embaixo de pontes, dormi em abrigos públicos, dormi em calçadas... reitero tudo o que tá escrito sobre a paciência, a gratidão, a solitude e o revisar de valores. Passar fome na BR e precisar bater em portão pra pedir resto de comida, pegar legumes do lixo em CEASA, mudou tudo o que eu achava que sabia sobre a vida. Precisa nem ir tão longe, só de achar uma fonte d'agua pra tomar banho depois de caminhar 20, 30 km no dia anterior
  8. Também quero saber se alguém tem essa barraca e o que pensa dela. Parece mirar o público que quer algo razoavelmente técnico mas não tem tanta grana pra gastar nas melhores marcas. Até aí ok, só que tá MUITO barata... tem site vendendo a R$200. As especificações parecem honestas, mas a Nautika ñ tem tradição nesse nicho de barraca, então a gente fica com o pé atrás né... Se alguém tiver algo a dizer sobre ela, ajudaria muito. Uma barraca de 200 pilas com coluna d'água 2500mm, autoportante e pesando 1,9kg tá sedutor demais.
  9. brunoale

    Barracas Importadas

    Eu dei umas pesquisadas nessa Naturehike e as características dela me agradaram. Só tenho o pé atrás quanto a falsificações, já vi reviews na internet de pessoas dizendo que a barraca quebrou com pouco tempo de uso, que o acabamento era ruim, etc, possivelmente são falsificações rolando por aí. Quanto à gambiarra na Minipack, genial hehehehe
  10. Tava pesquisando aqui, vi que a Hubba Hubba NX tem ridículos 1200 mm de coluna, é isso mesmo? Eu tava maravilhado com a relação peso/espaço dela, mas 1200 mm pro sudeste brasileiro é inaceitável. Otávio, tua Hubba é do modelo antigo? Antes de virar NX? Acho que nessa reconfiguração eles baixaram a coluna.
  11. brunoale

    Barracas Importadas

    Em relação a autoportante.... que mania! Vcs fazem questão de autoportante pra que? Pra barraca ficar de pé sem espeque? Bate um vento e leva a barraca voando montanha abaixo pq ela tava armadinha como um paraquedas e presa a absolutamente nada.... Autoportante pra que? Autoportabilidade é fundamental pra mochileiros que mesclam ambientes naturais e urbanos e precisam com frequência acampar em chão de cimento como postos de gasolina, rodoviárias, escolas, bombeiros etc. Na verdade a autoportabilidade é o primeiro quesito que exijo numa barraca, pelo fato de quase todas as minhas trip
  12. Procure por Pamella Marangoni, da página "100 frescura e 1000 destinos". Depois procure Dwanne Almeida, da página "Por uma vida sem arrependimentos". Elas são duas entre várias (várias mesmo, mais de 10) mulheres que viajam assim sozinhas e mantém páginas na Internet, sempre leio seus relatos e me chama a atenção o fato de que todas, sem exceção, dizem que ser mulher não impede em absolutamente nada e é bem menos perigoso do que os telejornais fazem crer, basta seguir pequenas precauções básicas, nada demais. Os riscos na estrada não são diferentes dos riscos da vida cotidiana na cidade
  13. Nessa faixa de preço eu recomendo uma Quechua, tem vários modelos, vai da sua preferência por peso, tamanho, presença ou não de avanço, etc. Particularmente acho as da linha Arpenaz um custo benefício excelente.
  14. Nessa faixa de valor, recomendo a Arpenaz, da Quechua. Pode ser a Arpenaz 2 ou Arpenaz 2XL. Ambas são confiáveis, mas a 2XL tem avanço, a 2 não. Em compensação, a 2XL é mais pesada. Só são vendidas pela Decathlon.
  15. brunoale

    Praia do Sono

    Réveillon é verão né... época de chuva. Eu já passei um réveillon no Sono que num dos dias caiu uma tempestade braba, com muito vento. Entrou água em muitas barracas.
×
×
  • Criar Novo...