Ir para conteúdo

ogum777

Membros de Honra
  • Total de itens

    2.159
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que ogum777 postou

  1. aqui tem mais infos: manual-de-sobrevivencia-na-selva-e-ou-ambientes-hostis-t36049.html
  2. equipamento de exérico normalmente não é bom, é desconfortável, ou de baixa qualidade. exércitos compram em grande escala seguindo determinados requisitos que nem sempre são os do chamado aventureiro. é só comparar coturnos com as atuais botas de trilhas e escaladas, que estão a mil anos na frente em matéria de qualidade. usei coturnos durante anos - sou ex-aluno de escola de milico - e jurei pra mim qu enunc amais usaria um troço desses na trilha no dia em que estava com água no peito, atravessando um rio, e as solas dos meus coturnos simplesmente se soltaram, e eu sai da água descalço! o ex
  3. é possível pedalar e escalar? sim. no pedal, chamamos de escalada a subida de estradas muito íngremes, e escaladores os especialistas em subidas. subir pedalando não é apenas uma questão de força física o/ou estar com as relações certas na bicicleta, uma série de outros fatores influenciam. bom escaladores são leves e possuem longos fêmures que ajudam na pedalada... marco pantani, um dos maiores escaladores dos últimos tempos, era um cara com 1,72 de altura e apenas 57 kg... para comparação, este que vos escreve tem 1,70 e cerca de 90 kg.... hehehehe e então surgiu dna lsita da bicicle
  4. não existe "acampamento selvagem". o que existe é acampamento em locais delimitados e acampamento em locais não delimitados ou até mesmo proibidos. a tua sensação de que as informações estão indevidamente espalhadas é por achar que exista esse troço aventureiro do tal acampamento selvagem. nós passamos por diversas situações, as mais esquisitas, pelos mais diversos motivos. normalmente os ditos perrengues são resultado de mal planejamento ou de mudanças repentinas de condições, como acidentes ou mudanças climáticas. vc cria bolahs no pé, passa a andar mais lento e tem que acampar no m
  5. Ogum, Esse modelo aqui ? esse mesmo! só que sem o acendedor. acho que o acendedor é jogo pra quem vai acender esse troço em temperaturas abaixo de zero, quando fica difícil tirar a luva pra usar um isqueiro ou fósforos. mas o povo da área diz que esses acendedores, não importa a marca do fogareiro, logo quebram. se importarem esse troço pro brasil, vai custar os olhos da cara....
  6. eu desisti de procurar. comprei um da curtlo, saiu 30 pilas, tá em uso até hoje....
  7. o cartucho tek gás é o baixo, largo, que dá pra botar o fogareiro em cima. o campgás é aquele que parece um tubo de mata-mosquitos, ou desodorisador, ou laquê... se tiver o campgás, usem esse!
  8. a questão da altitude tem a ver com pressão. como o fogareiro a gás vem com a pressão no cartucho, isso não é problema.... seu único problema seria o frio, mas opovo aquece o cartucho e pronto..... aquece urinando em cima, ficando com ele na jaqueta e até comuma velinha embaixo - método mais perigoso. o ideal seria fogareiro a 100% de propano, né? até tem, mas são mais robustos, e o cartucho de propano precisa ser pesadão, de modo que não é tão usado. eu sei que tem um cartuchoi grindo com 40% de propano e o resto de isobutano, mas não lembro qual é e não tem na américa do sul. o i
  9. Fala Ogum, Porque esse lance de aquecer o cartucho debaixo da roupa ? Qual o efeito do frio e do calor nessa mistura propano x butano ? Quanto mas propano, melhor para o frio, certo ? Abs. vamos lá. basicamente se usa propano: liquefação a menos 40. isobutano - é mistura - liquefação a -12 butano - liquefação a 0,5 positivos. o tekgás da náutika é bom pra frio: 30% de propano, e 70% de isobutano. o campgás da nautika e os da doite são mais baratos e menos bons pra frio: 20% de propano e 80% de butano. vc só terá problemas com esses cartuchos se eles estiverem mui
  10. Marcos, Esse fogareiro, neste mesmo modelo, eu encontro fácil em Puerto Natales ou Punta Arenas ? Outra coisa. Você disse que comprou em Santiago, as companhias aéreas não proibem o transporte destes fogareiros na bagagem ? O cartucho de gás que já vem nele é suficiente para os 8 dias de trekking em TDP ? Abs. marcio, transportar o fogareiro não é proibido, proibido é transportar o comgbustível por avião, o cartucho de gás. então vc terá que comprar lá. e como a mistura que vendem nos andes é equivalente aop do campgás da náutika, use das técnicas de aquecer o cartucho, an
  11. o meu kit custou menos de 10 pilas, pois o garfo velho eu tinha em casa. uma folha de alumínio na casa de construção custou uns 3 reais, e a caneca/panela de 800 ml custou menos de 5. as duas espiriteiras fiz de lata. 175 gramas para: garfo, panelinha, tampa, duas espiriteiras, pára-vento. mais leve e prático q qq outro sistema à venda no mundo. mais infos no tópico de espiriteiras.
  12. Ogum, Tirar da caixa já ajuda. Acha volumoso mesmo assim ? Se compararmos com os saquinhos de sopa realmente é, pois são levíssimos. Sandro, Por sua causa eu vou passar a comer feijão nas trilhas. hahahahahaha Abs. marcio, eu acho as porçoes grandes. costumo fazer trilha sozinho.... dá pra três refeições cada porção dessa....
  13. pagou quanto nessa mochila? é confortável com muita carga?
  14. é, pulando de 500 pra 584, a diferneça pros 640 do saco da quéchua minui muito. e a diferença de preço é de 50%....
  15. aqui nesse texto: http://www.crazyguyonabike.com/doc/page/?o=rzyi&page_id=30206&v=9k temos fotos de stealth camping - o camping disfarçado, invisível - com redes. tem duas fotos que são impressionates. na primeira aind adá pra ver o toldo da rede, na segunda não dá pra ver, e se o cara não escrevesse que tá bem no meio, eu ia achar que er auma mera foto da trilha. a rede engana bem pq tem o espaço embaixo por onde a vista passa vendo o chão além da rede. isso confunde a gente....
  16. de rede é fácil: arma-se a rede longe dos grupos de barracas, até por necessidade: locais de camping são abertos e sem árvores, e de rede vc precisa de árvores. então a rede se presta muito, mas muito bem ao acampamento furtivo. eupenduro num saco que é pendurado na árvore. pra abrir o saco vai balançar a rede. agora, nos sacos de bivaque, pelo tamanho deles, eu, que tenho 1,70 de altura, caibo dentro junto coma mochila... hehehehe calculo que a turma deixe a mochila bem perto da cabeça, debaixo do toldo. mas o segredo é evitar os locais mais muvucados, sempre.
  17. a discovery mountain é 4 estações. agora, gente, o que pega mesmo é a resistência a vento. dá pra usar manaslu 3 estações com os estabilizadores das barracas de 4 estações, em qualquer lugtar. é o caso da minha, que a barraca interna é da discovery light, e o sobreteto é da mountain, com duas janelinhas de respiro a mais. quem te protege do frio não é a barraca, é o saco de dormir. a barraca protege de chuva e vento, mas ela não isal muito não, nem pode, pq senão aumenta muito a umidade interna e em frio extremo isso vira neve DENTRO da barraca. barraca tem que respirar, e muito! m
  18. puts, me deu saudades do início da minha vida de trilheiro... foi aí nesse caminho que, numa vez, numa única vez, minhas calças rasgaram forte nos joelhos (voltei de bermudas), meus coturnos soltaram as solas (um colega, não se sabe o pq, tinha levado um par de botas comander - hit na época - de reserva e eu usei aquilo pra voltar), e passei pelo rio com a mochila na cabeça pra não molhar e esqueci a carteira no bolso da calça.... hehehe, meu rg é torto desde então... ah, e minha mochila desmontou-se, tive que improvisar um saco estilo alpino com um saco plástico grosso e um pedaço de cord
  19. ogum777

    Mochilas NAUTIKA

    alexandre, da próxima vez , por favor escreva em minúsculas. dá uma olhadinha aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Netiqueta
  20. na trilha inca vão carregar tudo pra vc. em TDP, nunca fui, sei que alugam equipos, mas não sei se vc terá que carregá-los. acredito que sim, confira no tópico de TDP. o adam já respondeu em parte: se for econômico ao carregar as coisas, não tiver que carregar equipo, souber administrar roupas, 60+10 é um tamanho versátil. se é o primeiro mochilão, pegue algo maior, pq invevitavelmente vai carregar tranqueiras. acredito que seja, pq já começou contando o tempo que vai passar na estrada, e não oq ue vai carregar, pq talvez não tenha muito idéia. faz parte, no início é assim. eu suji
  21. não tem melhor. qq sistema que deixe um espaço entre os tecidos do costado da mochila e suas costas permite ventilação. eu irei um sistema de ventilação na minha alpina 70 litros simplesmente curvando as armações. ela toca no meu corpo na cintura e no apoio nos ombros. mais ventilada só se eu estivesse sem mochila. aliás, faço em todas nas quais a armação permite que se faça. um desses sistemas da deuter são pra mochilas pequenas, outro pra mochilas grandes. mochila grande apóia na cintura, mochila penquena fic anas costas. é mais difiícil fazer umammochila de ataque de 30 litros s
  22. andré, o negócio aqui é inventar! se vc vai fazer o rango individual - eu só faço miojo e parecidos e água quente pra café - não precisa de algo tão elaborado. uma forma de empada de alumínio pode ser a coisa mais confiável domundo - é que nem trocador de quadro: não é o mais complexo, mas nãoquebra, não falha e funciona de qq jeit com qq roda... hehehehe
  23. leia os post anteriores, já respondida essa questão.
  24. ogum777

    Mochilas EQUINOX

    Tenho uma Alto Estilo Verglass 55L - Já acho que ela parece ter bem mais que 55 litros. - Acontece a mesma coisa comigo em relação a barrigueira, acho que também sou "chassi de grilo". Ainda não é o que eu quero em termos de mochila, queria trazer uma Osprey de fora. Outro dia pensei em uma Alpine 45 litros, mas o fato do capuz não ser flutuante não me agrada, já tive mochila assim e não gostava, porque limitava muito a carga, tipo carregar um capacete para escalada ou um casaco volumoso por fora, embaixo do capuz. Já 70 litros é muito grande pra o que eu quero. chassis de
×
×
  • Criar Novo...