Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Diogo Silva

Membros
  • Total de itens

    32
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Outras informações

  • Ocupação
    Técnico em Edificações atualmente cursando Engª de Agrimensura e Cartográfica.
  1. Saindo de Pucon, acho que pra chegar em Bariloche, passar pelo menos trajeto que saindo de Puerto Montt. O onibus passar por Osorno (a cidade) e ai vai em direção a Argentina. Saindo de Puerto Montt, eu paguei 9.000 pesos (18 dolares) numa viagem de 6 horas.
  2. Eu prefiro conversar mesmo. Quase toda viagem tem alguem que tambem ta viajando por turismo, então sempre rola uma conversa. Fora isso, MP3 player ou discman. Se quiser ler, não senta na janela. Pelo menos comigo, se eu sento na janela, rola um enjoo.
  3. Eu tenho uma Trail Dust I e acabei de voltar da Patagonia, onde usei ela direto. Realmente, aqui no Brasil, ela escorrega muito em chao de pedra molhado. Tu tem que ser muito mais cuidadoso do que quando utiliza um sapato comum. Porem nas trilhas ele e otimo. Eu nao tenho grandes reclamacoes. O unico problema mesmo e que ele nao tem material impermeavel, entao quando molha, demora muito tempo pra secar. Mas se trocar a meia, mesmo com o sapato molhado, o pe fica seco. Eu inclusive fiz o circuito completo do Torres del Paine e ela foi otima. O unico problema foi quando eu atravessei uma ponte, cai na agua e molhei o pe. Fora isso nao deu problema nenhum.
  4. Opa. Acabei de voltar da Patagonia, inclusive fazendo o circuito completo em Torres del Paine, onde eu tive que usar muito fogareiro. Eu nao tenho nenhum. Mas viajei com um grupo que conheci la mesmo (Inclusive o Roberio aqui do forum tambem tava la) e tinha dois fogareiros. Um era um MSR Whisperlight. Muito bom. Cozinhava 500ml de agua em 3 a 4 minutos. E gastava muito pouco combustivel. E a benzina blanca usada la no Chile e muito barata, 1500 o litro, o que equivale a 3 dolares. O outro era um propano butano da Doite. Tambem muito bom, mas bem inferior ao MSR. Eu REALMENTE recomendo que se compre um fogareiro no Chile ou Argentina. Um MSR international la em Puerto Natales ta por 70.000 pesos chilenos, o que equivale a 140 dolares. Aqui no Brasil ta 600 contos. E os fogareiros da DOITE tambem sao muito baratos e muito bons. Um razoavel de propano butano, extremamente pequeno e leve por 12000 pesos, o que equivale a 24 dolares. Portanto, quem for pro Chile, compra por la mesmo. E quem for pra Punta Arenas, passa na Zona Franca, onde tem canivete suico por 100 reais que aqui no Brasil custa 300.
  5. Tem da Doite e da NorthFace de pena de ganso. Os equipamentos da Doite no Chile sao muito baratos, entao se alguem passar por la, compra. Eu comprei o meu em Bariloche, duma marca totalmente desconhecida chamada Bajo Zero. Pra -6/-12, paguei 340 pesos, o que equivale a cerca de 117 dolares, 240 reais. E valeu a pena. Vem com fita compressora, sarcofago, pesa mais ou menos 1kg, bolso interno, mantem temperatura mesmo umido. O unico problema e que ele e meio grande e fofo, o que torna ele bem grande e dificil de guardar. Eu vi um de pena de ganso de um americano que tava no meu grupo em TDP, e realmente e muito leve e facil de guardar, sem contar que e muito confortavel e quente. Porem, se molhar, ferrou, e perde toda a capacidade termica. E pra quem tem experiencia e uma barraca boa. Por falar em grupo, um dos caras que tava conosco era um brasileiro de Recife que tinha o T&R Super Pluma Gelo, e o cara passou muito frio. A tal ponto que ele nao conseguiu doprmir algumas noites. Portanto, nao recomendo pra ninguem que for pra Patagonia. So pra vcs terem nocao, no acampamento Las Torres em TDP, por causa da trans´piracao dedntro da minha barraca, criou gelo; Sim, gelo, e isso que erea um dos campings mais quentes, pra quem faz o W. Eu fiz o Circuito Completo em 9 dias, e sem saco de durmir nao da. O cara que levou o Super Pluma teve que alugar saco de durmir quase todo dia.
  6. Hahahahaha engracado como o cara pode aprender tanto em tao pouco tempo. Agora mesmo to aqui em Puerto Natales, saindo pro Torres del Paine amanha. Ja fiz muita trilha no Chile e Argentina. Vo colocar uma lista do que eu considero indispensavel pra quem for vir aqui pra Patagonia e quer fazer trekking. Anorak impermeavel. Simplesmente indispensavel. O da Trilhas e Rumos è muito bom. Barato, confortavel e bonito. Muitos gringos aqui ja elogiaram. Abrigo de Fleece. Eu so tenho um, mas acho que ter dois è uma boa. Nao precisam ser grossos, mas e bom que tenham gola alta e abertura ate o meio do peito. Digo que e bom ter dois porque o circuito completo no Torres e de 7 a 10 dias. Thermal Underwear. Otimo pro frio. Camada bem colada ao corpo que ajuda muito no frio. Camiseta de manga longa e tambem uma calca. Calca impermeavel. Eu recomendo uma que possa ser usada encima das outras. Nao precisa ser nada especial, mas è totalmente indispensavel, ja que chove direto aqui. Bota impermeavel ou parcialmente impermeavel, com pelo menos cano semi-longo. Luva impermeavel. Tambem indispensavel. O frio no Perito Moreno è simplesmente demais, e em trilhas em El Chalten e em Torres del Paine, o frio è muito foda. A mao congela muito facil. Gorro, oculos solar e meias grossas. Os oculos solar nao sao tanto pela umidade. E mais pelo vento que traz muitas impurezas e prejudicam teus olhos. O gorro ajuda muito pra manter a cabeca quente. Casaco, calca e luvas impermeaveis sao totalmente indispensaveis, nao esquecam. Da pra comprar no Chile e na Argentina, mas pode sair mais caro do que comprar no Brasil. Mesmo assim, recomendo que se compre equipamento em Bariloche, è muito barato.
  7. Comprei ela por 28.900 pesos aqui no Chile. Isso equivale a 60 dolares, ou seja, entre 120 e 140 reais. E nao e bem uma barraca mesmo, tava brincando com o pessoal aqui que e um saco de dormir um pouco maior. Mas nao da nada, ela pesa 800 gramas e vou usar ela aqui em Torres del Paine. TO saindo amanha. Se ela resistir, vai passar pelo teste. Mochila eu vou deixar na barraca de um dos caras que vai comigo.
  8. Eu nunca fiquei em albergues no Brasil, mas aqui na Argentina e Chile eles sao muito bons. Alem de baratos, sao relativamente confortaveis. Muitos deles oferecem toalha, lencois, sabonete, internet gratis, TV com cabo, cozinha liberada. E muitos tem cafe da manha tambem. O melhor de tudo e que tu tem uma facilidade muito grande pra conhecer outras pessoas. Quando tu nao faz muitas excursoes (forma mais facil de conhecer gente) e faz muito trekking sozinho, é bom voltar pro albergue e falar com a galera. E e bem mais seguro do que tu imagina. Muitos tem locker, e tu pode pegar um cadeado emprestado, e eles cobram uma quantia que devolvem quando tu retorna o cadeado. Um dos unicos problemas é banheiro. Alguns albergues tem muitos, outros, pouco. Entao pode ser dificil usar o banheiro pra tomar banho, fazer a barba etc nos horarios de pico. Mas a coisa mais foda é quando tem alguem roncando ou mechendo no equipamento no meio da noite. E sacola de plastico faz um barulho muito alto, sem nocao. Tambem é ruim se tu tem que acordar muito cedo e tem que usar despertador. Mas e questao de alguns segundos, ninguem vai ficar irritado por causa disso. Albergue e show, mas as vezes e bom pegar um quarto so pra ti. Da pra gastar mais tempo com higiene pessoal, tirar tudo da mochila e ficar na boa so relachando.
  9. Quer dizer que a Doite é uma boa marca? Vale a pena pegar uma das barracas deles? Eu encontrei a Doite Zolo por 340 pesos argentinos. Ou seja, cerca de 113 dolares, uns 230 reais. Esse modelo: http://www.elrefugio.com/webapp/commerce/command/ExecMacro/elrefugio/macros/proddisp.d2w/report?prrfnbr=136009&prmenbr=272 Vale a pena, pra usar aqui na Patagonia? Pesa 0,8kg, aguenta 5.000 de chuva, porem parece que mal cabe a mochila dentro quando tu tambem estiver. E North Face tambem? Se achar talvez compre.
  10. Poutz, acabei de comprar um saco de dormir pra 0 graus achando que ia ser suficiente pra Torres del Paine. Pelo jeito me ferrei. Vou tentar retornar ou vender pra alguem e conseguir outro. ALguem sabe uma boa marca das que rolam aqui na Argentina¨? (estou em Bariloche).
  11. Diogo Silva

    Parka DryTech

    Eu tenho um. Peguei chuva e granizo fraco com ele subindo o Otto Meiling aqui em Bariloche. Nao entrou uma gota, e isso que eu peguei 8 horas combinadas de chuva forte em 2 dias. Eu recomendo. Porem, como ja falaram, ele demora pra secar internamente. As mangas podem ficar bem molhadas se tu utilizar uma camiseta manga curta. Eu ate recomendo usar uma camiseta thermal underwear ou dryfit por baixo pra pegar o suor, e fazer com que fique seco mais rapido.
  12. Fivela pode ser um pro ou contra. No caso de usa-la pra trekking, isso pode ate ser uma vantagem, porque assim tu pode prender mais objetos. Se for usar so pra viagem, talvez nao seja uma boa.
  13. Eu tenho uma, 49 litros, o que eu considero muito pouco. Ela ja me foi muito util, mas nao è grande o suficiente pra uma viagem de muitos dias. Ela è de otima qualidade, assim como todas as mochilas da Kailash. A qualidade de acabamento realmente e otima, mas os precos nao compensam, pelo menos pra mim. E 65 litros è satisfatorio eu acho, pelo menos pra uma mulher. Eu tenho uma Trilha e Rumos de 72 litros e to sentindo falta de uns 10 litros a mais. Mas isso porque trouxe muita roupa. Infelizmente nao da pra comprar nada pra levar pra casa porque nao tem espaco.
  14. Diogo Silva

    [[Template core/front/global/prefix is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]] Pucón

    Vou aproveitar e colocar mais algumas informacoes. Cotacao em Pucon ta em 500 pesos por dolar. Em Santiago tu consegue entre 515 e 522. Isso no final de fevereiro de 2006. Todas as outras cidades tambem tinham cotacao de 500 pesos por dolar. Inclusive Puerto Montt, que è a capital da X regiao. Comida em Pucon è uma merda. Nao to brincando. E cara, simples e com pouca sofisticacao. Tipo, se tu pedir um hamburguer, vem apenas o pao, a carne e uma fatia de queijo. Isso por 2500 pesos. Se tu quiser maionese, alface, presunto ou qualquer outra coisa, tem que pagar de 300 a 500 pesos. Ou seja, quase 1 dolar a mais so por maionese, que aqui na Argentina e Brasil saem de graca. Eu recomendo cozinhar muito em Pucon. E comer em lugares fora da rua principal. So come na rua principal se estiver com muita fome, for com amigos ou estiver afim de torrar grana. Pra comer razoavelmente bem tem que gastar entre 3000 e 5000, sendo que em Santiago por esse preco tu come em um restaurante otimo e muito bem. Um detalhe. O aniversario da cidade è dia 27 de fevereiro. Ou seja, rola uma grande festa na cidade, com direito a desfile. Praticamente a cidade inteira participa do desfile, desde o lixeiro ate o capitao da policia. Ou seja, muita gente. È bem legal, tambem tem a presenca do exercito, e infelizmente, como nao poderia faltar no Chile, a presenca de um padre que faz um longo descurso. Vale a pena. E em Pucon eu recomendo que se alugue uma bicicleta por pelo menos 2 horas. 1 hora è 1500 pesos, 4 e 4000 pesos e o dia inteiro e 6000 pesos, se eu nao me engano. Da pra chorar e conseguir 2 horas por 2000 pesos, o que eu considerei satisfatorio. E facam questao de ir no Cassino. Eu nunca tinha ido em um, e curti muito. Deu ate pra jogar e ganhar cerca de 8 dolares nas maquinas. Se nao souber como jogar, pede ajuda pra algum dos caras que troca as fichas, eles te ajudam e mostram as maquinas mais baratas. Se alguem quiser ganhar bastante grana, encontra um tiozao ou velha que esteja ganhando muita grana e acompanha ela, e assim aprende como se joga. Eu fiz isso em Puerto Varas, e jogando da mesma forma que eles, consegui ganhar 80 dolares. Valeu a pena. Tem um hostel que parece ser show chamado Ecole, que è da Hosteling International. Ele è bem famoso na Europa, entao dificilmente rola lugar. Recomendo que se reserve, porque o lugar parece show. Eu durmi no Residencial Sonia, que oferece varios quartos com pouca cama e acesso a cozinha. Paguei 6.000 pesos em um quarto so pra mim, com banheiro no corredor. O quarto era minusculo, mas relativamente barato. Encontrar quarto com duas camas e bem mais dificil do que encontrar lugares em dormitorio. Se alguem estiver indo na alta temporada, faca questao de reservar.
  15. Diogo Silva

    [[Template core/front/global/prefix is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]] Pucón

    Da pra fazer Rafting e Trekking em Pucon sim. EU fiz o rafting pela Trancura. Foi OK, mas hoje eu nao faria com eles. Deu alguns problemas, como demora, e o onibus que estragou na volta (causando mais demora). Faz o Alto, è muito show. Custa 18.000 pesos mais ou menos. Treking tem no parque Heurqueue ou coisa parecida. Fica a uma distancia razoavel da cidade, entao nao da pra ir a pe. E possivel pegar um onibus pela JAC que leva em 4 horarios todos os dias, e custa 3.000 pesos. Se tu nao quiser ou perder os onibus, pode pegar um minibus local ate a base da montanha. O minibus local nao leva ate o parque, mas te deixa a 14km dele. Custa 600 pesos. De la, tu pode andar (subir 14 km e dose), ou pegar carona. Passa muita gente, e è facil pegar carona. Na descida a mesma coisa, pegar carona pra Pucon ou pegar o bus da Jac.
×
×
  • Criar Novo...