Ir para conteúdo

Witxel

Membros
  • Total de itens

    9
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre Witxel

  1. Bolívia de carro via Corumbá-MS

    Obrigado! Serviu de experiência para as próximas viagens rsrs
  2. Intercâmbio NY Março/2017

    Alguém interessado em fazer intercâmbio em Nova Iorque? Meu contato é 88 9 9605 3065
  3. Nova York 2017

    Topa ir em março?
  4. Estou buscando alguém que tope fazer intercâmbio em Nova Iorque de meados de março a meados de maio de 2017. Se alguém tiver interesse em fazer um período menor podemos combinar também. Meu WhatsApp é 88 - 9 9605 3065.
  5. NY em março 2017

    Estou indo também nessa data, mas quero fazer um intercâmbio de 8 semanas.
  6. Bolívia de carro via Corumbá-MS

    A volta foi sossegada.
  7. Intercambio em Miami em Março 2016

    Pretendo fazer intercâmbio de 2 meses em NY e depois passar uns dias em Orlando. Alguém se habilita? Seria mais ou menos em abril/maio/junho de 2017.
  8. NY -Out ou Nov 2017

    Oi. Estou querendo o mesmo. Mas planejo ir em maio/junho de 2017.
  9. E aí pessoal. Estive recentemente na Bolívia e tive alguns probleminhas que tenho de relatar para quem quiser se aventurar por lá. Meu destino foi apenas Santa Cruz. Fui de carro entrando pela fronteira de Corumbá. Inicialmente você deve passar na imigração da PF e preencher um formulário simples. Só que ninguém avisou que teríamos também de passar pela imigração boliviana, o que gerou um grande problema que relatarei mais à frente. Fomos abastecer o carro na primeira cidade após a fronteira, Porto Suarez. No posto a frentista disse que não poderíamos abastecer carro com placa brasileira. Ficamos putos sem entender. Ela disse que só poderoa encher galão, mas não tínhamos nenhum. Fomos então atrás de um vendedor clandestino de gasolina numa quebrada de lá. Parecia até que estávamos comprando drogas pelo lugar. O preço era muito barato, menos de 3 reais por litro. Seguimos viagem e passamos num pedágio que custou 11 reais, mas que serve para toda a estrada até Santa Cruz, uns 650km. A estrada é muito boa, ampla, reta e bem sinalizada. As cidades no caminho são muito distantes uma da outra e muito pequenas e pobres. No meio do caminho fomos completar o tanque. Os postos bolivianos tem 2 preços. Um para bolivianos que custa menos de 2 reais o litro. E um preço internacional para nós brasileiros que custa mais de 4 reais o litro. É revoltante isso, mas em todo posto tem militares para garantir que os preços sejam vendidos como manda o governo. Mas como ouvi que na Bolívia tudo tende a dar errado, deu mesmo. Após dirigir quase 600km, quase chegando em Santa Cruz, tem um posto improvisado de fiscalização e lá fomos barrados. Não pudemos passar de lá porque não tínhamos uma autorização para andar na Bolívia com o nosso carro, e não tínhamos como conseguir essa autorização em Santa Cruz, mas somente na fronteira, que absurdo! Tivemos que deixar nosso carro numa cidadezinha lá e seguirmos para Santa Cruz de táxi, era isso ou voltarmos para a fronteira. Morremos de medo de deixar o carro num lugar desconhecido, mas assim fizemos. Santa Cruz é uma cidade legal, mas com poucas opções turísticas. Táxi e hospedagem são bem baratos. Na volta, 3 dias depois de chegarmos, encontramos nosso carro são e salvo, confesso que orei muito para não roubarem ele. No resto tudo transcorreu bem. Apesar de ser muito pobre, não me pareceu ser um país perigoso. Boa sorte para quem for se aventurar pela Bolívia. Abraços!
×