Ir para conteúdo

Daiane82

Membros
  • Total de itens

    18
  • Registro em

  • Última visita

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

Conquistas de Daiane82

Novo Membro

Novo Membro (1/14)

5

Reputação

  1. ola Rhayanne voces ja compraram as passagens? ja tem data definida? estarei de ferias de 4 a 30/3 e tb estou pensando em ir pra europa.
  2. na ida desci no aeroporto de jeri, ai é meia hora ate a vila. Na volta fomos até fortaleza, por isso a diferença. Mais se for so pra jeri, pega voo de ida e volta do mesmo aeroporto, a unica coisa é que nao tem voos diarios, as vezes tem que ficar um dia a mais entende...
  3. Entao, existe a forma de ir com aqueles carros tipo caminhao no qual eles colocam bancos em cima e a galera vai... é bem mais em conta e o povo local usa muito. Parece nao ser seguro mais é bem legal. Ai tem que pesquisar, pois como estavamos em 4 e todas optaram em querer ir de carro mesmo.
  4. Relato e gastos gerais: passagens: ida azul (navegantes - jeri) - 439,29 volta avianca (fortaleza - navegantes) 479,90 Hospedagem: Hostel Jeri central - 220,00 - 4 diária quarto feminino com banheiro e cafe da manhã. Hostel dragão do mar - 2 diárias quarto feminino e café da manhã - 80,00 Dia 15/9 (sabado) - Chegamos ao aeroporto de jeri e é necessário pegar um transfer para vila. O transfer é feito em caminhonete 4x4 e o custo foi de 60,00 por pessoa em carro com 4 pessoas. O tempo é de 40 mim de percurso. Como estavamos em 4 foi tranquilo, mais se não é necessário dividir com outras pessoas. O hostel Jeri Central fica na rua são francisco e é muito bem localizado. O transfer deixa na frente do hostel. A vila de jeri é super simples e linda. A ruas são repletas de areia fofa e você pode andar descalço ou ir com o chinelo se afundando. Nem pensar em calçados fechados ou saltos. Fomos conhecer a vila e arrumar um lugar para jantar. Nesse dia fomos no restaurante sapão que fica na rua sao francisco e tem pratos a partir de 29 reais bem servidos. Atendimento foi bom e rápido. Após fomos procurar e fechar um passeio de buggy para o dia seguinte. Por indicação fechamos com o pessoal da Trilha Maluna, recomendo. Eles tem uma barraquinha na rua principal onde vendem os passeios. Fechamos o passeio do litoral oeste por 80,00 por pessoa em 4 pessoas = 320,00. A noite como era sábado, fomos no forro do restaurante Dona Amélia. Lá começa pelas 23:30 e tem banda. A entrada custa 20 reais por pessoa para turistas e moradores pagam 5. O forro foi bem fraco e não curti muito. Quando chega as 2hs da manhã o forro acaba e todo mundo segue pra padaria São francisco que fica na rua são francisco comer o famoso pãozinho doce. O pãozinho e não tem nada de especial e as outras opções também mais agradaram os paladares, resumo, não recomendamos a visita. Dia 16/9 (domingo) - acordamos, café no hostel, simples porem bom, e saimos as 9hs para o passeio. O buggy nos pegou em frente ao hostel. Passeio maravilhoso, muito sol, calor, dunas e muita areia na cara. Voltamos do passeio as 16hs. Super recomendo o passeio com a equipe da Trilha Maluca. Nosso motorista foi o Mazinho, muito querido e atencioso. Final de tarde fomos ver o por do sol na famosa Duna. Vale a pena, realmente muito bonito e mais dale comer areia A noite ficamos pela vila e fechamos o passeio para lado Leste, o custo foi de 55,00 por pessoa x 4 pessoas Dia 17/9 - segunda o passeio iniciou as 9hs da manha e finalizamos as 16hs. O passeio desse lado é completamente diferente do lado oeste, sendo que tivemos mais tempo de ficar na lagoa paraiso. Por unanimidade nos gostamos mais do passeio do lado Oeste. Final de tarde fomos na tapiocaria Tia Angelita que fica na rua principal. Muito bom. A noite jantamos no Naturalmente creperia que fica de frente para praia prox a rua principal. Excelente. Vale a pena ir la. Depois caipirinhas pelas baraquinhas. Dia 18/9 - terça Hoje pegamos o transporte coletivo, o custo foi de 20 reais o trecho, ou seja 40 ida e volta, e fomos para a Lagoa Azul. Passamos o dia inteiro la, curtindo a praia a aproveitando. Muito Bom. A noite jantamos em um restaurante no início da rua sao francisco, pedimos o camarão tropical (camarão com abacaxi), muito saboroso. Dia 19/9 - quarta Pegamos uma carro 4x4 no qual fomos para fortaleza, a viajem dura 4hs e fomos para o mercado central da fortaleza. Mercado maravilhoso, cheio de coisas boas e baratas, super recomendo passar uma dia la vendo as lojas. Preços: castanhas sairam a 55 o kilo, cangas de praia 35, camisetas de 10 a 30, bolsas 30, sapatilhas com couro de bode 35. Lembrancinhas de todos os preços e pra todos os gostos. Apos fomos para o Hostel Dragão do mar que fica proximo dali, no caminha passamos pela catedral, bem bonita. As outras meninas foram para o aeroporto para seu retorno. A noite pegamos um uber e fomos para feirinha da beira mar. Tambem otima, mais tudo que tem no mercado tem na feirinha. Jantamos num dos restaurantes na beira mar e depois comemos o sorvete na 50 sabores. maravilhoso e gigante. Recomendo. Voltamos de uber para o hostel. dia 20/9 quinta fechamos um passeio com a Ocean Wiew de 3 praias. http://www.oceanviewturismo.com.br/ Ocean View (85 97871212 – Whatsapp) Fizemos a reserva pelo whats direto com a empresa. O passeio foi legal, a empresa é otima, porem apos passar por jeri, qualquer passeio de buggy não tem a mesma graça que lá. E o passeio se torna cansativo e tudo muito rápido. Saimos as 7hs da manha e retornamos as 18hs. A noite por recomendação fomos no bar do varjota. Muito legal. Um bar cuja cerveja é super gelada, e no dia a banda era sertaneja e foi muito animado. Gostamos muito. Fomos e voltamos de uber bem tranquilas. dia 21/9 sexta acordamos, cafe e aeroporto para o retorno. O uber em fortaleza funciona super bem e super rápido. Recomendo.
  5. Relato de viagem para Bogotá, Medellín e Cartagena realizada por um casal. A viagem inicia dia 01 de fevereiro de 2017 e encerra dia 16 de fevereiro. Bogotá - Dia 01 (quarta) - saímos de Florianópolis as 10:20 com destino a São Paulo (GRU) e depois Bogotá. A passagem custou 1899,83 reais. O voo foi tranquilo e com um atraso em SP de uns 40 min. Chegamos às 19:45 em Bogotá, na passagem pela alfândega foi tranquilo, porém tinha uma fila imensa. Só perguntaram nossas profissões, o motivo da viagem, para onde iriamos, os nomes dos hostels e quanto tempo ficaríamos ali. Após você chega na aduana, onde tem alguns guichês antes, onde você preenche um formulário simples e entrega. Ok chegamos! Ali na saida já procuramos o primeiro cambio para trocar algum dinheiro. A cotação ali estava 1 real = 800 pesos colombianos. Trocamos um pouco e saimos. Nosso hostel fica na candelaria então fomos procurar o ônibus até o portal El Dorado. O ponto do alimentador é perto da porta de saída do aeroporto, em frente a uma placa verde com um ônibus desenhado. O ônibus também é verde e na frente está escrito El dorado. Você entra no ônibus e não paga nada, só vai pagar para entrar no terminal, que é o ponto final. O ônibus faz algumas paradas mas o ponto final é o terminal. Quando você chegar ao terminal, é só comprar o bilhete para entrar, se quiser já pode comprar mais passagens para usar outros dias, o cartão custa 3000 e a passagem 2000, ai vc só vai recarregando o cartão conforme for usando. No terminal é bem confuso, o mapa do ônibus também, mas para ir para candelaria você pega o ônibus J6, que vai do terminal até a estação las aguas. A estação museo del oro estava fechada no momento. Os ônibus são bem confusos e os terminais tem várias plataformas o que fica pior ainda. Pegamos o ônibus e descemos na estação universidades, de lá é só seguir andando por um caminho chamado de transbordo que sai na las aguas. Lá vc está na candelária, porém até sair do aeroporto e fazer tudo isso, já eram quase 10hs da noite. A estação las aguas fica numa praça da cidade onde ficam vários andarilhos e gente esquisita andando pra todo lado. Enfim, tentamos achar a bendita rua do hostel que é a Carrera 3 n. 11 - 32, mas foi impossível, falta sinalização nas ruas e até chegamos perto do hostel mais achar não foi possível devido ao horario e a quantidade de andarilhos ficamos com um pouco de medo. Então paramos um taxista que nos deixou na frente do hostel (pagamos 6000). Basicamente estavamos a duas quadras do hostel, mas não iriamos conseguir achar a noite. No hostel que haviamos reservado pelo booking o atendende informa que o valor da reserva não estava correto, e que ele daria um desconto para ficarmos. Acabamos ficando essa noite para decidir o que fazer. Só furadas hoje, mas enfim chegamos. A primeira impressão foi de um cidade grande e bem bagunçada.. vamos ver amanhã… Uma coisa importante é baixar o mapa do local e deixar salvo off line no google maps, assim quando vc chega no lugar consegue se achar. Nesse dia não fizemos isso, ou seja ficamos perdidos e sem direção por isso não chegamos ao hostel. Com o mapa com certeza conseguiríamos nos localizar. Bogotá - Dia 02 (quinta) - acordamos e depois de pesquisar o valor dos hostels da região optamos por ficar nesse mesmo, o valor ficou em 58000 a diária para o casal com quarto duplo privativo com banheiro coletivo. O hostel é o SC House, os atendente são bons e atenciosos, os banheiro com agua quente e digamos em ordem, os quartos simples e sem luxo e algum. Como sou meio digamos “chata” achei que no quesito limpeza deixa a desejar, mas isso é minha opinião. A localização é muito bom, perto de tudo e tranquilo de se locomover. Saimos do hostel e pegamos um mapa e fomos caminhando.. as ruas são cheias de ambulantes chatos, o que enchem o saco, eles ficam o tempo todo vendendo e oferecendo coisas, no primeiro dia já da vontade de mandar todo mundo a merda… pq eles realmente são chatos e insistentes… Andando, paramos para comer algo, sanduíche e refrigerante saem por 2000 a 3000 cada. Continuando passamos pelo Museo Botero que é grátis e bem legal, vale a pena ver as obras do artista, após chegamos a Plaza Bolívar, que é bem movimentada e onde tem a catedral e o palácio da justiça. Apos seguimos pela Carrera 7 que é uma rua onde não passam carros, ali tem muitos ambulantes e lojas, após chegamos ao museu do ouro, porém resolvemos não entrar, pois voltaríamos a Bogota e preferimos deixar para depois. Almoçamos pela rua mesmo, na rua as opções são empanadas, arepas, espetinhos etc. A tarde fomos para o cerro de monserrate. O cerro fica bem perto da candelária para ir caminhando.. no dia a única opção para subir era de teleférico (que seria nossa escolha), o valor é de 18000. Chegando lá você tem a vista da cidade, a catedral, e uma feira de artesanato e depois várias barraquinhas com venda de comidas. Ali comemos nossa primeira bandeja Paisa para experimentar. A bandeja nada mais é do que uma travessa com arroz, salada, banana, feijões, carne de porco, boi e linguiça. Não achamos nada de especial… Apos algumas fotos, descemos e voltamos ao hostel. A segunda impressão continua de uma cidade meio mal sinalizada e como toda cidade grande com ruas sujas e vários pedintes e andarilhos perambulando e encomodando o tempo inteiro. Realmente você cansa de falar “no gracias” e tem vontade de manda pra put… que pariu… rsssssss A noite fomos na Carrera 4 na BBC (Bogota Beer Company), uma cervejaria de Bogota, com varias opções de cerveja, e drinks, além de petiscos ótimos. Vale a visita, porém o preço é meio salgado comparado as outras opções…pedimos uma pizza para dois por 22000 e mais uma porção de machos po 23000. A cerveja é vendida em copos, canecas e jarras de 3,5 litros, os preços são a partir de 9000 os copos. Meio salgado, brincando gastamos uns 170000. Bogota - dia 03 (sexta) - acordamos e nosso destino é a catedral de sal que fica a 50km de Bogotá. Para quem vai de ônibus o passeio começa na estação de ônibus Transmilenio de Las aguas, caminhando fizemos o transbordo para estação Universidades, ali pegue a linha B74 sentido Portal Norte, o ônibus começa a funcionar a partir das 9hs, você vai descer na última estação que é a Portal Norte esse primeiro trecho custa 2000 pesos e dura uns 40 minutos. No Portal Norte, você sai ejá vai ver placas indicando os ônibus para zipaquira, ai foi só atravessa a catraca e ja tinha o ônibus para lá. Esta escrito na frente do ônibus Zipaquira e tem uma pessoa na frente gritando tb, só confirmamos e entramos. A ida custou 10200 para dois. A viagem dura 1 hora e eles te deixam bem no centro de zipaquira, num cruzamento de rua, ali o rapaz do ônibus nos indicou o caminho e atravessamos a rua, caminhamos um pouco e chegamos num posto de informações turísticas. La tem um mapa para chegar a catedral de sal. O caminho é cheio de lojinhas, e ambulantes, resolvemos ir caminhando… não tem muita sinalização e perguntamos para pessoas na rua e em 15min chegamos a entrada da catedral. La você encontra a escadaria com a famosa linha branca que lhe leva ate a entrada e a taquilla (bilheteria). A entrada para estrangeiros é de 50000 o pacote básico. Tem mais opções que incluem trabalhar como um minerador ou um passeio pelo centro da cidade, ai é só escolher…. Na catedral a visita é guiada e achei bem legal, vale a pena.. no caminho eles vão contando a história de sua construção. O passeio dura 1:30hs. Na volta, voltamos a pé pelo mesmo caminho e o ônibus de retorno para Bogota você pega próximo onde ficamos na ida, só do outro lado da rua, no mesmo cruzamento. Não se preocupe pois os cobradores ficam gritando o tempo todo para onde vão. Passagem de volta mais 10200 para dois. Voltamos ao hostel, banho e sair para jantar. Optamos por comer coisas baratas na rua,,, comemos pollo frito (musle) coxa de frango frita, e hambúrguer. Os preços da comida simples é muito bom, 3000 um pedaço de frango, 7000 um hambúrguer gigante ou 3000 arepas recheadas. A cerveja na rua tb é muito barata, 2000 Águila ou Club Colombia. Nos restaurantes as mesmas saem por 5000 a 7000. Depois disso começamos a entender pq o povo fica todo na rua, bebendo e comendo qualquer porcaria, pois o preço é muito diferente. Bogota - Dia 04 (sábado) - descemos para tomar um café na padaria de rua. Lá as coisas são super baratas, tomamos café e comemos salgados por 10000 para duas pessoas, após voltamos, arrumamos as coisas e saímos do hostel meio dia. Almoçamos pelo caminho, enrolamos um pouco e fomos para o aeroporto, pois hoje vamos a Medelin. Sobre Bogotá, durante o dia você tem as 4 estações do ano, de manhã é fresco com sol, de repente o tempo fecha e venta, ai cai uma pancada de chuva, ai fica frio e você tira o casaco e assim vai, bem inconstante o tempo. Os vendedores chatos, bem, são muito chatos.. vá preparado, pq realmente é um saco! A candelária tem sua beleza, mas juro que esperava mais… Medelin Medelin - Dia 05 (domingo) - o aeroporto de Medelin fica em um cidade próxima, na saída no aeroporto você ja encontra uns ônibus, a galera forma uma fila e os ônibus vão encostando e a galera entrando. A passagem custa 9500 ate o centro de Medelin, demora cerca de 1 hora. O ônibus para perto da estação de metro parque berrio. Na saída do ônibus puxei papo com um senhor que nos ajudou para irmos para o metro. O ônibus para numa rua paralela ao parque berrio (onde tem as esculturas do botero), a praça é uma zona, cheio de vendedores, e barraquinhas, tivemos sorte que esse Sr. nos guiou ate o metro e foi nos mostrando inclusive pontos turísticos, super gente boa, e como era caminho dele, ele foi nos levando. No parque berrio a passagem custa 2300 e você também pode comprar mais de uma, para não pegar fila. Em medelin o cartão do metro não é pago, pois quando você zera o cartão insere na catraca. O metro em medelin é super fácil e tranquilo, basta ter o mapa do metro e você vai para qualquer lugar. A direção é indicada pelo nome da ultima estação, muito fácil. Enfim descemos na estação Poblado e de lá fomos caminhando até o hostel. Com a ajuda do google maps fomos nos localizando e chegamos la. Ficamos no Panela hostel, na Calle 9, 43b-68. Custou 220.000 (4 diárias) com quarto privativo e banheiro coletivo. Bem localizado e próximo a um grande mercado chamado Exito. Apos deixar as coisas no hostel fomos sair para comer e dar uma volta no bairro, lá achamos a Medelin beer factory e comemos um porção com costelinha de porco barbecue, asas de frango e batatas e bebemos de leve, pois o preço era normal cerca de 27000 a porção e 9000 os copos de chop. Saimos andando e nos deparamos com várias mini baladinhas…. E paramos num tal Chupa Shots que é um bar que prepara shots (uma infinidade), vende cervejas e tipo frozens alcoólicos… Bem divertido e cheio de turistas. Bem, a região é toda cheia de baladas e bares, com infinitas opções para todos os gostos e bolsos. A rua principal é a Calle 10 e nos arredores tb tem diversas opções em especial ao redor das praças onde o povo se reúne. Como sempre a galera bebe na rua, compra as cervejas em espécies de conveniências que são bares com grades na frente onde você pede e paga ali mesmo. Ha um observação, na Colombia você não pode beber em locais públicos, só nos estabelecimentos, mas você ve a galera bebendo.. enfim, coisas que não se explica. Medelin - dia 05 (domingo) – acordamos, fomos tomar cafe no mercado Exito, lá tem varias opções, pegamos o desayuno omelet, custa 7000 e vem um omelete grande, um pãozinho e café ou chocolate quente. Apos fomos para o metro ate a estação de acevado – após cable K, e L e chega no parque Arvi. O Cable é uma atração a parte, é um bondinho aéreo que passa por um bairro pobre da cidade, cabe umas 6 pessoas e com um tiquete de metro de 2300 você anda nele, super legal, fiquei super impressionada com a facilidade. Iriamos ate o parque Arvi, mas como não tínhamos interesse em entrar no parque e só iriamos para conhecer, acabamos indo até o final da estação K e voltando. Vale a pena passear pelo Cable! Ele em si é uma atração. Na volta paramos na estação Universidad e lá você tem o Parque de los deseos, Jardin botânico Joaquim, Planetário de Medellín e Parque explora. Optamos por ir no parque explora, a entrada custa 25000 e vale a pena. Ficamos a tarde inteira lá, são muitas coisas diferentes, tem um aquário bem legal, após a parte dos anfíbios, e várias salas com atividades interativas e lúdicas, como a sala da mente, a sala do tempo.. bem legal e interativo para adultos e crianças. Após demos uma passada rápida no parque e no jardim, lá também ficam vários ambulantes e vendedores de comidas. Comemos o que não sabemos o que é, mais era bommmm, um banana frita com queijo em cima, arepas e raspadinha de gelo e suco. Só porcaria rssss… Apos retorno de metro para poblado. Medelin - Dia 06 (segunda) – Hoje novamente cafe no Exito e seguimos para o metro Parque berrio. Lá tem o Museo de Antioquia que não entramos, o Parque botero (com as esculturas das gordinhas), Parque Bolívar, Catedral basílica metropolitana. Resolvemos seguir a pé pelo centro da cidade meio sem rumo, nos guiando pelo google maps e chegamos ao Parque de las luces – Plaza de cisneros, Centro cívico, Plaza mayor. Almoçamos pelo caminho e comi um tal de “ajiaco” uma sopa de frango, milho com acompanhamentos, custa 15000, bem gostosa. Nesse dia tambem fomos visitar o estadio de Medelin, fomos de metro desce na estação em frente ao estádio. As visitas acontecem somente a tarde e são guiadas, porem como tinha mais gente lá o segurança liberol nossa entrada e de outras pessoas. O estadio é bem legal, a lojinha do time fica junto ao estadio mais do lado de fora. Continuamos andando e seguimos para o Cerro nutibara, o caminha é fácil porem sem sinalização ai você tem que ir perguntando, mas chegando lá você sobe uma escadaria e chega no topo. La você consegue ter uma vista da cidade e ao lado tem o Pueblito paisa (pequeno povoado que foi montado para mostrar como o povo Paisa vivia), junto a varias lojinhas e vendedores ambulantes. No final de tarde retornamos ao hostel e comemos a noite pelo poblado. Medelin - dia 07 (terça) – resolvemos caminhar pelo poblado, conhecer as ruas, fomos pesquisar coisas diferentes no mercado e resolvemos ir ao Centro comercial Santa Fe, um shopping grande, fomos caminhando e conhecendo as coisas. O shopping tem lojinhas famosas de grife, porém com os preços do Brasil. Medelin - dia 08 (quarta) - dormimos ate tarde e depois rumo ao aeroporto sentido cartagena. Para ir ao aeroporto, novamente pegamos o metro, descemos na estação parque berrio e após pegamos o ônibus no mesmo lugar sentido aeroporto. Passagem 9500, duração de 1 hora. Bem, medelin me surpreendeu muito, sistema de transporte público excelente e super fácil, várias atrações, tem algumas linhas que vão anunciando inclusive as atrações que tem em cada parada, super facil e tranquilo e com muitas coisas gratuitas para se fazer, o poblado é bem turístico e tem diversas opções, inclusive achei as pessoas mais receptivas com os turísticas. A saga dos ambulantes chatos continua, eles insistem em querer nos vender qualquer coisa…rssss… Cartagena - dia 08 (quarta) chegamos no aeroporto que é bem diferente, digamos meio tropical, ai fomos tentar achar um onibus. Bem perguntamos para várias pessoas e nada, saimos na rua principal e parecia que ninguem sabia de nada. acabamos pegando um taxi e fomos parao hostel. Hotel marlin que fica na Calle De La Media Luna #10 - 35, Getseman. Pagamos 15000 pelo táxi. No hotel tudo ok, pegamos um quarto com banheiro privativo, 500.000 as 5 diárias. Chegamos deixos as coisas e fomos buscar algo para comer. Bem proximo tem varias opções de mercadinhos e lanches pela rua. Prox tem um praça, onde a galera fica noite e acabamos comendo por la. Cartagena - 09 (quinta) - acordamos, tomamos café na rua e fomos caminhando sentido Castillo San Felipe: o castelo fica fora da Cidade Velha, é bem bonito, a entrada custa 25000, mas não entramos. Após seguimos andando e fomos na praça no monumento Los Sapatos Viejos. Estava muito quente, o sol insuportável entao resolvemos voltar. Na volta paramos no Centro comercial mall plaza, e lá tem o famoso Crepes & Waffles no qual almoçamos. Otimo custo beneficio, uma delícia e um prato custa uns 20000. Bem mais caro que na rua, mas a qualidade, excelente. Recomendo. Após passeamos por esse shoping e voltamos para sair mais tarde pois estava muito quente. Saímos final de tarde e fomos em direção a cidade muralhada. Antes passamos no muelle e compramos o passeio de barco para playa blanca e oceanário para o dia seguinte. Custou 50.000. Após na cidade murada ficamos passeando e curtindo o lugar, muitas ruazinhas para você se perder fácil e é uma delícia, cada rua é uma descoberta. Além de várias lojinhas e ambulantes. Fora várias pracinhas fofas e o tempo todo charretes fazendo passeios de cavalo pelas vielas. Bem legal. Cartagena - dia 10 (sexta) fomos para o passeio de barco. Chegando lá eles identificam vc e vão chamando para os barcos. O passeio começou tranquilo, mas depois foi o caos. Mar mexido demais, muita agua dentro do barco, nossa juro que senti medo. A primeira parada é no oceanário onde voce pode visitar ou fazer o mergulho. Após 1:00 parados fomos para Playa blanca. Muito linda, areia branca e mar maravilhoso. O almoço estava incluso, e era um peixe frito, arroz de coco e salada, bem gostoso. Após ficamos curtindo a praia ate o barco sair. Na volta de novo, mar mexido e passar medo. Saí de la arrependida pq tava muito ruim. Odiei, pq senti muito medo e nao curti nada no barco. Depois do passeio voltamos pro hostel para banho e a no fim de tarde fomos cafe del mar. De lá a vista da cidade é muito bonita. A noite fomos no hard rock café de lá. Bem grande e legal. Cartagena - dia 11 (sábado) - hoje fomos passear pelos arredores do Getsemani, passeando meio sem rumo e no final passamos por outra entrada na cidade murada. Fomos em Las Bóvedas: pra quem quer comprar lembrancinhas e artesanatos, são várias lojinhas uma ao lada da outra. Ficamos andando pelas muralhas, e curtindo a paisagem. Na cidade murada tem várias pracinhas e só andando pra descobrir. Cartagena - dia 12 (domingo) - dia livre, dormimos ate tarde, e passeamos sem rumo. Cartagena - dia 13 (segunda) - hoje vamos pegar um voo para bogota. Aproveitamos para dar a última passeada e pegamos um taxi até o aeroporto. Voo tranquilo, chegamos muito tarde a bogota e o metro já estava fora. Ai pegamos um taxi ate o hostel na candelaria. Ficamos no Iku hostel, calle 12f por 153.000 as 3 diárias com cafe da manhã e quarto com banheiro compartilhado. Bem localizado e gostamos muito desse hostel. Sobre Cartagena, o legal é a cidade murada, acho que vale a visita, porém nada de muiiito especial. Ha todos os relatos que li falam pra ficar em Getsemani, mais acho que vale a pena pegar um hostel dentro da muralha. Vi vários e são muito legais e acho que ficar la dentro tem seu encanto. Sobre o mar e a praia, realmente Playa blanca é linda mais tivemos azar no passeio de barco. Bogota - dia 14 (terça) resolvemos pegar o ônibus e ir para bairro Usaquem passear meio sem rumo. Descemos e fomos nos guiando pelo google maps e fomos caminhando e nos perdendo e nos achando, fomos caminhando em direção a zona T e acabamos no Andrés Carne de Res DC onde almoçamos. Bem legal, ambiente show porém meio caro. Mas vale e visita. Depois paramos num mercado Exito para ver se tinha algo diferente, ai compramos cafes Juan valdez. No Exito é mais barato que qualquer lugar. Após pegamos um ônibus e voltamos para candelaria. Curtimos a noite por lá. Bogota - 15 (quarta) fomos novamente explora a candelaria e dar aquela passeada bem light, comprar umas lembrancinhas na carrera 7 e comer o que tínhamos vontade e gastamos nossa última grana pq amanha cedo será nosso voo de volta. Bogota - 16 (quinta) acordamos cedo, pegamos metro e fomos para aeroporto pegar nosso voo para SP. OBS: desculpe se alguma foto esta fora de ordem, mais é meio chato e complicadinho fazer as postagens aqui... Sobre alguns gastos: passagens: Latam - florianopolis a bogota (ida e volta) 1899,83 reais voos internos pela viva colombia: Bogota - medelin - 107,98 reais Medelin - cartagena - 85,77 reais Cartagena - bogota - 194,72 reais Seguro viajem pela Real seguros, custou 190,00 para duas pessoas. A cotação fiz por aqui, mas na internet tem varios sites de busca. https://www.seguroviagem.srv.br/?agency=505 Hostel: Bogota SC house - 247,72 reais - 3 diárias Medelin Panela hostel 2 - 237,00 reais - 4 diárias Cartagena Hotel Marlin - 542,00 reais - 5 diárias Bogota Iku hostel - 167,00 reis - 3 diárias Além disso levamos em torno de 2000 reais para gastos com alimentação, transporte e ingressos e foi o suficiente.
  6. ola galera, estou indo pra la no prox mes (fevereiro). Da pra levar real tranquilamente? ou melhor levar dolar? é tranquilo trocar o real? estou com receito de perder grana ao ter que trocar real por dolar e depois la trocar por peso. Quem ja foi pra la? o real é aceito tranquilamente? grata
  7. ola, lembro que é em dolar sim, ai converte pela cotação do cartao, mas da iof nao me recordo nao... se precisar de mais alguma ajuda so escrever, bjs
  8. O roteiro inicia em SP GRU onde embarquei as 03:30hs do dia 06/01/16 com destino a Bole. A passagem ida e volta comprei no site melhores destinos por 2973,60 já com as taxas inclusas. Comprei a passagem no més de novembro, pois antes disso nas simulações que fazia as passagem passavam de 5000 reais. Ai em novembro entrou a promoção e não perdi tempo. Chegando em Bole na Ethiopia fiquei umas 3 horas para a próxima conexão. O aeroporte de Bole é horrível, lotado de gente, tudo muito caro, não tem wi fi grátis, só pagando nas lanchonetes que tem, mas acabei não pagando pois achei super caro, 10 dolares para usar. Uma água custa 2 dolares. Acabei só comprando uma agua e esperando o voo. Alem de tudo o embarque atrasou e lá é tudo meio confuso. Fiquei andando pra lá e pra cá porque mudaram o portão de embarque e não colocaram nos monitores. Bem desorganizado, mas no fim deu tudo certo. Dia 07/1/16 - Cheguei no aeroporto de Suvarna em Bangkok as 13:15hs. O aeroporto é grande mais bem fácil. Dentro do avião você ja recebe o formulário da imigração, já preencha e leve pronto. Chegando vá seguindo o fluxo e pare no Health control. Lá você preenche um outro formulário sobre suas condições de saúde e entrega junto com seu passaporte e carteira de vacina contra febre amarela e mais o papel da imigração. Estando tudo ok, eles carimbam seu papel da imigração e você segue. Apos você vai pra fila maior que é o da imigração. É meio tumultuado mais até que é rápido. Lá você apresenta o formulário já preenchido e carimbado no Healt control (preencha tudo e assine) e pra mim não perguntaram nada. Mas pra muitos que não preenche eles pedem o endereço de onde você vai ficar hospedado (hotel, etc). Bem tranquilo, depois você segue para saída e aproveita já para parar no cambio e trocar dinheiro. A cotação tava 1 dolar para 35 bath (moeda da Tailândia).. na rua você consegue a 37 mais gira em torno disso…Troquei 200 dolares na hora e depois fui pegar um taxi. Paguei 500 bath ate o hotel que fica perto da Khao San road. Sempre negocie o valor antes de entrar no taxi, inicialmente ele me pediu 700 ai eu chorei e consegui mais em conta. Fiquei no hotel Green house que fica na Rambutri Street, rua paralela a khao san. Infelizmente esse foi o único hotel que peguei sem ar condicionado. Não da pra ficar sem esse luxo por la. Muito calor. Tinha ventilador mais eu sofri muito. E por azar tinha um bar bem próximo com musica ao vivo ate umas 2 da manha.. ou seja, noite péssima. Esse quarto assim como os outros fiz reserva pelo Booking, paguei R$ 39 quarto individual com banheiro compartilhado. Nesse dia apos o check in tomei um banho e fui dar uma volta a pé pela Rambutri e pela Khao san.. muitas barraquinhas de coisas para vender e comer. Pesquise, o preço varia muito. Nos restaurantes um prato de pad thai custa 100, 120 bath.. na rua custa 30, 40, 50 bath… o dobro. Não ligue muito para higiene, pq se você olhar muito nao come.. mais eu comi e não passei mal. A noite jantei e tomei umas cervas pra dormir melhor.. o fuso horário mata! Dia 08/01/16 - Acordei pelas 11hs e arrumei as coisas e segui para o aeroporto Don Muang para pegar o voo as 14:50 para chegar as 16:05 em Chiang Mai. O taxi paguei 400 bath e a passagem paguei 130 reais. Comprei antecipado pela internet pela empresa air asia. A pesquisa de passagem fiz pelo site skyscanner. Bem legal e da pra comparar a passagem mais barata. Chegando la peguei um taxi que custou 150 bath e fui pro hostel Yellow House, que fica na 5 Ratchamanka Road que fica na cidade antiga (old city ou cidade murada) paguei R$ 213 por 3 noites com quarto individual com banheiro privativo e ar condicionado. No horário que cheguei os templos ja estavam fechando ai acabei caminhando pela cidade antiga e fui numa feirinha de comidas que fica na Bumrumg buri rd. La é super barato comer e tem bastante coisa estranha. Paguei 40 bath por um prato. Cerveja e água e petiscos eu sempre comprava no 7 eleven pro ser 24hs e ser bem mais barato. Dia 09/01/16 - Nesse dia ja tinha comprado pela internet um Passeio no Elephant Nature Park (1,200 bath). A van passa e pega você no hotel, depois passamos no escritório para realizar o que falta do pagamento. È feito um deposito antecipado de 3600 bath e o restante paga antes de ir no passeio (4,800 bath. Escolhi esse passei por ser uma reserva e não ser um lugar onde voce simplesmente anda em cima dos bichos. Adoro animais e prefiro ve-los livres. O passeio dura o dia todo e inclui translado de ida e volta, água, almoço bem gostoso, alimentação dos elefantes, passeio com eles, banho de lama e rio. Vale a pena . Cheguei no hotel as 7 da noite podreeee.. mais valeu a pena. Tomei um banho e fui a pé na feirinha de comidas jantar. Viciei no pad thai de legumes que tem la. E a atendente super simpática. E na volta passava no 7 eleven para pegar uma chang geladinha pra relaxar. Na volta encontrei uma agencia aberta e tinha transporte para o tiker kingdom por 100 bath (o equivalente a 10 reais) ai comprei para o dia seguinte. dia 10/01/16 - A van me pegou as 9hs para ir no Tiger Kingdom. Fui para ver qual é, mais é muito caro pelo que é…o mais barato é 500 bath com os tigres grandes, preferi pegar o de 700 bath com os bebes.. mais é tudo muito rápido e muito mecânico. Você entra bate as foto e deu.. 10 mim e tchau… da pra passar a mão neles e tals.. mais só… ai depois você pode passear e olhar as outras jaulas mais pelo lado de fora… muito caro pelo que é... Voltei com a van e fui almoçar. Ai nessa tarde aproveitei para conhecer os templos e dar uma volta maior a pé. Chiang mai é muito fofa com suas ruas estreitas e seu transito esquisito, mais adorei o lugar. Tem muitas opções de passeio que podem ser feitos… desde as mulheres girrafas, cobras, templos e muitas outras coisas. Tive que selecionar pq como o tempo era curto não da pra fazer tudo. Apos ir nos templos que são vários, fui a noite no the night market, um mercado de rua. Na real la vende as mesmas coisas que vedem em qq outro lugar… estatuas, roupas, souvenirs em geral… nem comprei nada pois prefiro comprar antes de ir embora… ai passeie muito, jantei e fui pro hotel Pedi para o pessoal do hotel ligar para um taxi para mim pois meu voo para krabi era muito cedo e fiquei com receito de não achar taxi na rua. dia 11/01/16 - as 5hs o taxi me pegou e paguei 250 bath devido ao horário. Fui pro aeroporto e de la peguei o voo para krabi. Foi novamente pela air asia e custou 250 reais. Chegando la vi que tinha um onibus de tranporte mais em conta. Custou 150 bath e la eu desci numa garagem que ficava próximo ao hotel, fui a pé de boa. Fiquei no Cube Hostel Krabi, na rua 34 Maharaj (1 dia com quarto individual com ar mais banheiro compartilhado R$ 49). Cheguei no hotel cedo e fiz o check in mais fui dar uma volta, pois só podia entrar no quarto a partir das 11:30… ai fui comer na rua e dar umas voltas… fui ate a beira mar, e achei um templo lindo! Depois voltei pro hotel tomei um banho e capotei.. estava podre… dormi ate o final da tarde e depois sai pra ir no night market. La só tem comidas, nao curti muito, e acabei jantando em um restaurante bem de boa. Comida delicia Em Krabi tem muitas coisas pra fazer se quiser ficar mais tempo recomento ir as outras praias e no the Grotto, Rayavadee Cave Dining (se tiver $). Voltei pro hotel e la mesmo comprei a passagem de barco para phi phi island. Paguei 350 bath ida e ja comprei a volta pelo mesmo preço. dia 12/01/2016 - a van me pegou no hotel as 9hs e fomos em direção ao Pier para pegar o barco e ir para para Phi phi island. O passeio de barco dura 2hs e é bem tranquilo. Chegando la desci e como ja tinha hotel passei reto pela galera que fica no pier. La tem muita gente vendendo quartos e carregadores de mala. Como eu tava de boa fui caminhando. Ao entrar em phi phi island voce paga a taxa de preservação que custa 20 bath logo na entrada. La na ilha as ruas parecem labirintos, ruas estreitas cheias de gente andando pra la e pra ca, muitas opções de bares, comidas, hoteis e coisas para comprar, tudo misturado… Fui caminhando meio sem rumo ate que achei um mapa e deu pra me localizar… Fiquei no Lucky Guest House, paguei R$150 por 2 noites no quarto com banheiro individual e ar. O hotel fica bem pertinho do reggae boxing bar, um bar que tem um ringue de luta e de noite rola lutas por troca em bebida.. bem doida… mais nao recomendo ficar ali pelo barulho… como meu quarto ficava nos fundos eu nao me incomodei, mas o melhor é ficar longe de bares barulhentos.. e vou te dizer ali onde fiquei era a muvuca dos bares, a noite tinha uns 3 bares que ficavam lotados e cheio de gente doida… se voce seguir mais adiante sai da muvuca e fica mais de boa.. Mais nao se preocupe, lá é tudo perto e voce faz tudo a pé bem de boa. Cheguei deixei a mala e fui caminhar, ai almocei e resolvi ir para praia. A Ilha tem dois lados… no pier onde voce desse que é onde ficam os barcos e o lado oposto onde da pra ir pegar uma praia bem de boa… A agua é super limpa e mansa, voce anda e nunca chega no fundo…. tomei um banho e fui caminhando pelas ruazinhas.. ai decidi ir no view point 360. Lá na real é a rota de fuga em caso de tsunami. Pra chegar la é so acompanhar as placas de rota de fuga que voce chega numa escadaria.. a subida demora uns 20 mim.. começa com uma escadaria que fica cada vez mais ingrime, ai la em cima voce paga uma taxa para entrar por ser uma area particular, nao lembro ao certo mais foi algo tipo 20 ou 30 bath. Vale a pena pagar… ai voce continua caminhando e chega no no famoso point. Realmente muito lindo e uma vibe maravilhosa. Cheguei bem no entardecer e foi show. Depois voltei pro hotel, jantei no meio do caminho e fui dar uma volta. A ilha é show, tem lugares para todos os gostos e bolsos. Tem uns restaurantes que os peixes e crustaceos estao dentro de um aquario e voce escolhe o que quer comer, ai o cozinheiro pega no aquario e prepara na hora. Muita diversidade de frutos do mar. Vale a pena degustar tudo. A noite passei por uma agencia e fechei um pacote de passeio de barco de meio dia (half day) que custa 350 bath. dia 13/01/2016 - Acordei mais tarde e fui almoçar… o passeio começa as 13:10hs onde na agencia um guia vem e nos leva no local de embarque. Fui com um barquinho pequeno com 15 pessoas e o valor incluia agua, lanche, snorkel e mascara. A primeira parada foi monkey beach onde a atração são os macacos… a água é cristalina, a areia branca.. lindo demais… depois fomos pra maya baya e mais umas 3 praias que eu nao lembro o nome…Na Maya bay voce paga uma taxa de preservação para entrar na ilha.. 350 bath o mesmo valor do passeio de barco!.. achei um verdadeiro absurdo…. mais tudo bem...Todos os lugares são paradisíacos, águas limpíssimas e cristalinas, você tem vontade de ficar horas e horas olhando o fundo do mar… é maravilhoso. Na volta ficamos admirando o por do sol. Lindo demais.. Alem desse passeio com mais pessoas voce pode ir direto com os barqueiros e alugar um barco.. se voce tiver em umas 4 pessoas eu recomendo.. dai você faz o seu roteiro e vai onde quiser e combina o tempo direto com o barqueiro. Eu nao tive o que reclamar desse passeio, o barqueiro que estava com a gente era super atencioso e nao tinha presa de ir embora… foi bem tranquilo. Na volta fui no hotel tomar um banho e sair pra jantar e tomar umas changs e ver a luta no ringue. Tem lutas de homens e mulheres.. todos com equipamentos de proteção e tal… e o ganhador leva um baldinho de bebida. Tudo na base da brincadeira.. mais tem uns q batem de verdade… Fiquei com vontade de ir… só nao fui pq tava sozinha e sem torcida...rsssssss dia 14/01/2016 - Acordei e fui direto para o pier pegar o barco para krabi. Como ja havia comprado a passagem de volta no hotel paguei 350 bath.. em phi phi island achei por 300 bath o mais barato… Mais 2 hs de barco e cheguei em krabi.. de la dentro do barco ja comprei um passagem de van ate o aeroporto por 150 bath…. chegando la ja entrei na van e em 30 mim estava no aeroporto.. de la parti para bangkok novamente pela air asia e paguei 150 reais. Chegando em bangkok no aeroporto de Don muang peguei um onibus que ia para khao san road e paguei 150 bath na passagem. O onibus parou em uma pracinha bem perto… ai so andei um pouco e cheguei no hotel Sawasdee na Chakkapong Road, paguei R$ 229 por 4 noites no quarto individual com banheiro e ar. Deixei as coisas e fui dar uma volta na Rambutri e na Khao San Road. Ja passei nas agencias e fechei o passeio para Ayutthaya para o dia seguinte incluso agua, van e almoço. A noite fiquei pela Khao san onde jantei, andei e bebi umas… dia 15/01/2016 - as 7:30hs a van me pegou no hotel e fomos para Ayutthaya.. a viagem demora quase 1:30hs… e chegando la fomos em todos os lugares turísticos. Vale a pena passar o dia la… é bem legal.. e voce ve coisas diferentes. Paramos para almoçar num restaurante bem simples mais a comida bem boa… tudo muito bom.. só o calor era infernal… o sol la é muito quente e você literalmente derrete. Retornamos as 6 da tarde.. podre.. Tomei um banho descansei e sai pra jantar. Nesse passeio conversei com um casal de brasileiros e fui perguntando sobre os lugares que pensei em ir… Eu havia anotado para ir nos shoppings siam square, silon, MBK. Eles haviam ido e me falaram que não tem nada de diferente. A cidade em si é cheio de lojinhas e barraquinhas para voce comprar as lembranças que quiser e la no shopping continua a mesma coisa segundo eles.. e as lojas de grife mesmo são caras… entao ja abortei a missão. Tambem conversamos sobre os templos dos tigres que eu pensei em ir.. mais segundo eles são umas 2 hs de viagem para chegar la e bater foto com os tigres… o que eu ja fiz em chiang mai. Abortei tb. dia 16/01/2016 - acordei cedo e fui a pe para o Grand palace. Tiver azar que estava lotado! dificil de andar e de ver as coisas. A entrada é 500 bath e vale a pena… você perde algumas horas para ver tudo… é muita coisa… Depois que sai dai fui ate o pier que ficava perto e decidi fazer um passeio de barco. Paguei 900 bath um passeio de 1:30hs pelo rio passando por templos a beira do rio e mercado flutuante. Vale a pena fazer. Na volta fui passando por outras ruas que nao conhecia. Lá apesar de ser um lugar grande é muito tranquilo de andar. Fui sempre me guiando pelo google maps e ia passeando sem rumo pelas ruas. dia 17/01/2016 - Acordei e fui a pe visitar o Wat pro (templo do buda reclinado) e outros templos… nesse templo paga 200 bath e ganha um vale agua mineral. Vale a pena, é bem bonito. Tb fui passeando sem rumo passear e curtir.. passei por ruas diferentes das que faziam parte do meu roteiro… e comecei a comprar as lembrancinhas e pesquisar os preço que variam muito. Como a khao san road é muito turísticas as primeiras lojinhas sao caras, ja as mais do final e das ruas paralelas sao bem mais em conta…. mais o que voce vai encontrar é sempre as mesmas coisas… estatuas de buda, elefantes,quadros, roupas, bolsas, e todo tipo de pinduricalho possivel,.. mais nada muito diferente do que temos aqui… Achei um mercado grande e aproveitei pra comprar umas coisinhas para levar para o Brasil….o preço de algumas coisas são bem mais em conta. Passei o dia perambulando pelos arredores. Comi o que eu nao tinha comido e bebi o que eu nao tinha bebido.. rs….. nao pode faltar na lista pad thai de todos os sabores (legumes, camarao, frango etc ) e o fried rice. Eu adorei e so comia isso, pq pra mim considerava super barato e realmente mata a fome. Sobre bebidas fiz questao de experimentar todas as cervejas e vale a pena… eu preferi a chang. dia 18/01/2016 - fiz questao de dormir muito e ficar bem relax… acordei fui comer… dormi de novo e nao tava afim de fazer nada a nao ser ficar no ar condicionado. Sai do hotel as 16hs e peguei um van por 150 bath em direção ao aeroporto savarna. Chegando la iniciou a maratona de volta para o Brasil… 8hs em um voo mais 12hs no outro…ate sao paulo. Enfim tudo certo. Na ida eu nao despachei a mala, mais na volta despachei e foi tudo certo e tudo estava tudo lá. Bem povo esse vou o meu roteiro, espero poder ajudar quem esta planejando em ir pra Tailândia. Vale muito a pena conhecer aquele pedaço de paraiso.. se tiver alguma duvida podem me mandar um email [email protected] abraços
  9. Ola Paula valeu mesmo... muito muitooo muito obrigada!!!! voce me deu um rumo e seu relato de ajudou muito... vou registrar tudo para qdo voltar registrar aqui tb e ajudar o pessoal com interesse de ir bjss
  10. Olaaa gostei muito da sua sugestao.... pelo que vi os passeios posso deixar para fechar no dia ou no dia anterior? a principio vou deixar certo passagem aerea e hoteis... e o restante fechar la neh? Gostei tb que vc deixou BKK para o final... assim posso deixar para comprar lembrancinhas so na volta mesmo... Entao sobre Phucket... tb li que la não vale muito a pena.... por isso pensei em Krabi.. mais a sua sugestao é legal... pois passo nos dois lugares.... se lembrar de algo mais de avisa.... valeu mesmo pela orientacao... Bjs
  11. ola, estou chegando na tailandia dia 7 e saio dia 18... vai estar por la?
  12. ola... chego em BKK dia 7/1 as 13:15hs no aerporto Don Muang e a volta é dia 19/1 as 01:35 do Don Muang entao terei dia 7 metade do dia que devo estar podre.. rssss e dia 18 o dia todo.. pois meu voo eh na madrugada.. se tiver alguma ideia.... agradeço
  13. Ola Paula adorei seu relato... estou de passagem comprada para la em janeiro.... so tem um problema... vou ficar 12 dias la ... ai estou fazendo meu roteiro agora... gostaria de sua opiniao e ajuda se possivel de onde realmente vale a pena ir... e o que fazer... pensei inicialmente em ficar uns dias em bangkok e depois ir para o sul... praias e ilhas.. pois devido a correria ir a chiang mai seria muito atribulado...... ai fico na duvida.. quanto ao passeio dos elefantes vi que tem em um praia do sul... ai pensei em fazer la... pensei em ficar uns 3 dias em bkk, depois ir pro sul... krabi ou phuket e phi phi e outros passeios... e na volta mais uns 3 dias em bkk para pegar o mercado de final de semana... o que vc acha....? ou vale a pena ir pra chiang mai? nao sei do teu orcamento mais tb queria saber mais... se nao for abusar e vc quiser me mandar por email te agradeço.... pois ja li muito sobre la... e ja me sinto la.. mais infelizmente vou ter que ser meio seletiva de onde ir... sobre o mercado no rio.. uma colega tb foi e nao gostou.. ja tireii fora do roteiro...pois nem quero perder tempo com o que na vale... no aguardo [email protected]
×
×
  • Criar Novo...