Ir para conteúdo

Marcia Rael

Membros
  • Total de itens

    15
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Obrigada, José Eduardo. Eu não fui até a mina. Não curto muito. É um passeio que dura uma manhã inteira. Se você gosta, acho que vale a pena sim. Mas só pela mina... Na cidade não tem nada para fazer... Minha sugestão é que você pegue um ônibus assim que voltar do Salar. Passe a noite na cidade, faça o passeio logo cedo e quando voltar do passeio, já vá direto para Sucre... [WINKING FACE] Se tiver mais dúvidas, mande aí... Boa viagem! Abraços!!
  2. Márcia, como foi realizada essa compra no site da Amaszonas? Apenas com um cartão internacional é possível realizar a compra? Irei viajar em novembro, acha que devo comprar agora mesmo pra aliviar o orçamento da viagem ou deixar pra comprar mais em cima da data pra não correr o risco de alteração de vôos? Agradeço desde já. Oi Dede!! Apenas com cartão internacional mesmo. Fiz o desbloqueio por um dia, pela internet mesmo. Banco Santander. Uma amiga que tem conta no BB precisou ligar na Central de Atendimento. Bolívia é um país com risco de clonagem de cartão bem alto. Daí alguns bancos solicitam um desbloqueio diferenciado. Então, eu comprei com antecedência de um mês. Aliviou bastante no orçamento, tendo em vista que optei pela amaszonas e saiu uns R$350. Nos relatos que li, vi o pessoal falando de atrasos e/ou cancelamentos da BOA. Pelo o que entendi, a empresa faz isso por conta de vôo vazio.. Então, alteração você acaba sabendo só na hora... Os aviões da BOA são do tamanho dos da GOL... TAM... O avião da Amaszonas já é beeem menor. Uma sugestão que posso te dar é fazer um alerta de passagem pelo skyscanner. Quando o valor da passagem altera, você recebe um e-mail. Acompanhe por um período e quando tiver uma baixa de preço, você compra. Sua viagem ainda está longe... Há bastante tempo para conseguir uma promoção... [sMILING FACE WITH SMILING EYES][sMILING FACE WITH SMILING EYES]
  3. Oi Cristiane!! Potosí só tem a mina, né.. Se você não for fã desse tipo de passeio, não perdeu nada! Rsrsrs Carne de alpaca?? [FACE SCREAMING IN FEAR] Eu imaginei que fosse algo diferente, mas não tinha certeza e era bem parecido com bisteca, daí chuteira isso!! [GRINNING FACE WITH SMILING EYES] Mas achei uma delícia!! Quanto ao passeio, não fomos os últimos a sair, mas na volta do cemitério de trens, realmente passamos em uma casa para pegar os suprimentos. Para mim foi tranquilo a comida fria. [WINKING FACE] Então, o motorista nos levou em um lugar aos afastado e tinha bastante água. Mas o tempo estava fechado e não ficou espelhado!! [LOUDLY CRYING FACE][LOUDLY CRYING FACE] Terei de voltar lá para ver isso!! Rsrsrs Mas em compensação, nevou na noite do segundo dia... Daí no outro dia pela manhã, no caminho para os geisers, estava tudo branquinho!! E beeem frio!! Lindo!! [sMILING FACE WITH HEART-SHAPED EYES] Obrigada!
  4. Oi Elaine. Então, acredito que não tenha problema. Nem pediram meu doc para confirmar junto com a passagem na hora do embarque. Mas para não ter problemas, mande um e-mail para o sac da cia aérea! [sMILING FACE WITH SMILING EYES] Boa viagem!!
  5. R$ 1.550 (passeio do salar, hospedagens, alimentação, bebidas). As passagens aéreas já estavam pagas. E também a passagem de Sucre para Uyuni (ida). Potosí e Sucre são lugares mais em conta. Sta Cruz é bem cara e não tem o que fazer.. 2 dias lá consumiu mais grana do que nas outras cidades..
  6. Thamini, o que achei de mais importante já coloquei no relato.. Se tiver alguma dúvida, é só perguntar que te respondo, blz?
  7. Sério Juliana?? Poxa, que diferença!! Vi várias pessoas comentando que as coisas lá eram super baratas e eu não encontrava... Certeza que era por conta do câmbio então!! Uma pena, viu! [DIZZY FACE]
  8. Oi NataNL, fui para Potosí logo no final do tour. Pedi ao guia para me deixar na rua dos ônibus. Cheguei por volta de 16:15 e o ônibus já sairia às 16:30. Segundo o guia, tem ônibus para Potosí toda hora... [WINKING FACE]
  9. ✴✴✴✴✴✴✴✴ Ah, para a galera que vai de Uyuni direto para o Chile, fiquem atentos!!! O guia deu uma informação importante: Se estiver nevando, não há como atravessar a fronteira. Na Bolívia, por ser deserto, os guias procuram o melhor local e conseguem chegar à fronteira. Mas no lado Chileno é asfalto, o que impossibilita a chegada até a fronteira. Quando chegamos à fronteira para deixar alguns integrantes do grupo, o transporte estava atrasado justamente por conta disso. Quando a neve derreteu um pouco, eles conseguiram chegar. Atrasaram por volta de umas 2.. 3.. horas...
  10. Potosí Dias 19 e 20 Chegamos por volta de 20h na praça central de Potosí, 10 de Noviembro. Ficamos hospedados em um hostel bem novinho, por nome de Eucalypto, na Calle 88a. Valor: 100 bolivianos por pessoa. Quarto espaçoso e com banheiro privativo. Ótima ducha e quente!! Tinha wifi e café da manhã. Passeios disponíveis em Potosí - Mina - 120 bolivianos com agência de turismo. É preciso levar folha de coca, água e álcool 98% para os minerados. Duração aproximada de 3h30. - Casa de la moneda - 40 bolivianos - Duração de 1h30. Achei muito longa e auto explicativa. Não havia tanta necessidade de guia. - Igrejas - Museus - Mirantes - Lagura tarapaya A maior parte dos locais fecha entre 12h e 14h30. A tão famosa sesta do almoço!! Ela realmente funciona. Fecham as portas, literalmente. Passei um dia e uma noite na cidade e foi o suficiente para conhecer tudo. Experimente a carne de lhama!! É uma delícia!! Fui para Sucre por volta de 17h. Conseguimos um táxi que cobrou 30 bolivianos por pessoa, para nos deixar em Sucre. Duração de 2h30. Nos pegou na porta do hotel e nos deixou na praça central de Sucre. De ônibus, seria 3h30 e o valor de 21 Bolivianos. Sem contar a ida até a rodoviária. Sucre - Dias 20/21/22 Chegamos por volta de 20h e fomos procurar um hostel. Próximo à praça central, 25 de Mayo, tem vários hostel. E a praça é bem badalada. Sempre cheia!! Depois de procurarmos um pouco, optamos pelo Hostal Patrimônio, calle Grau 154. Muito novo e quartos confortáveis, com frigobar, inclusive. Um casal de amigos pegou um quarto que tinha até banheira... O valor da diária estava bem mais em conta no Hoteis.com . O gerente permitiu que entrássemos no wifi do hotel para efetuar a reserva.. Café da manhã era uma delícia!! Há vários restaurantes próximos. A maioria deles com dose dupla a noite toda. É só escolher. Tanto comida como bebida saem bem em conta. O mercado central é bem feio e cheio de barracas em volta. Uma zona mesmo. Novamente, vendendo de tudo um pouco. O melhor câmbio que encontrei foi na Casa de Câmbio Oasis. R$ 1,00 para Bs 1,80. Melhor inclusive que na mão dos cambistas que ficam na rua. Almoçamos em um restaurante próximo à casa de câmbio, por nome de Grand Hotel. A comida estava uma delícia e uma pechincha. 30 Bolivianos (Salada de entrada, sopa, 3 tipos de prato principal para escolher e sobremesa). Santa Cruz de La Sierra - Dias 22/23/24. Táxi foi de 45 bolivianos até o aeroporto de Sucre. Pegamos o primeiro vôo para Sta Cruz. Depois mais 60 bolivianos do aeroporto até a praça principal, 24 de Setembro. E novamente fomos em busca de hostel. O mais em conta que conseguimos foi Hostal Praza de La Concordia, Calle Bollivian 149. Foi 90 Bolivianos por pessoa, em quarto duplo, com cama de casa para cada pessoa, banheiro privativo e ventilador. Também tinha café da manhã, mas bem fraquinho. Ao lado do hostal tem uma casa noturna. Nas duas noites que fiquei por lá, rolou banda de rock ao vivo. No quarto que ficamos, não atrapalhou a dormir, se fechássemos a janela. Mas tem quartos que devem sofrer um pouco com o barulho. A cidade de Santa Cruz é beeeem mais caras que as demais que tínhamos passado e não tem o que fazer.. Então, sugiro que só passe na praça para conhecer e siga seu rumo para outra cidade. Tem um passei para umas dunas de areia, mas só tem jeito de ir com agência. Duração de 3 horas (1 para ir, 1 no local e 1 para voltar), por US 66. Não achei que valia a pena. Fomos no shopping e as coisas são beeem caras. A ponto de no Brasil ser mais em conta. O Hard Rock Café é beeeem caro. Tinha outros restaurantes próximos bem mais em conta (metade do valor em determinados drinks). Bom, espero que ajude alguém por esse percurso. Caso precisem de mais alguma informação, é só perguntar, que tento ajudar vocês!!
  11. PASSEIO DE 3 DIAS NO SALAR ✴ Primiero Dia ▶ Cemitério de trens ▶ Museu colchani - Barracas pega turista - Banheiro 2 bolivianos ▶ Salar (ojos del água) ▶ Montes de sal ▶ Monumento rally Dakar ▶ Almoço no hotel de sal (quinoa, bisteca, batata, salada, banana, coca cola) (5 bol banheiro) ▶ Fotos em perspectiva ▶ Islã del pescado - 30 bol - banheiro incluso ▶ Pôr do sol ▶ Alojamento diferente dos demais grupos. Havia 5 carros no local. Ducha quente (10 bol). Quarto duplo ou triplo. Fomos recebidos com chá e bolacha. Jantar (arroz, frango, batata, tomate, repolho e cenoura). ✴ Segundo Dia Café da manhã servido às 6:30 (leite de soja, leite em pó, achocolatado, água quente, chá solúvel, pão, manteiga, geléia, doce de leite, ovos mexido, café solúvel. Guia entregou uma garrafa de água de 2 litros para passarmos o dia. ▶ Cueva galáxias - grutas - 20 bolivianos - Não paramos ▶ Salar Chiguana (fotos em um 'deserto de pedras') ▶ Vulcão Ollague (fotos nas lavas vulcânicas). ▶ Quarta cañapa (fotos de flamingo). ▶ Laguna hedionda - maior laguna da região. Banheiro 5 bolivianos. Também tem WiFi. Almoço (macarrão, frango frito, salada e maça). ▶ Laguna honda. ▶ Deserto de siloli ▶ Arbol de piedra (banheiro gratuito mas sem papel) ▶ Laguna colorada Hostel - 15 bol banho quente - precisa aguardar 30 minutos. Lanche (Café solúvel, leite em pó, achocolatado, biscoito Mabel. Jantar (macarrão, molho de tomate, queijo, vinho tinto). Tinha mais três grupos com no mesmo hotel. Caso queira tomar banho quente, quando chegar, já solicite e pague para ficar numa fila invisível. O período para água quente é restritivo (16:30 às 19:00). Umas brutamontes do outro grupo que chegou depois quase nos bateram porque não tinham entendido a fila e queriam tomar banho primeiro. ✴Terceiro Dia Acorda às 4:30. Café às 5h (pão, manteiga, geléia, doce de leite, café solúvel, chá, leite, achocolatado). ▶ Geisers ▶ Águas termais (6 bol - banheiro incluso) ▶ Lagunas polques ▶ Deserto dali ▶ Vulcão lincancabur ▶ Laguna verde, laguna blanca ▶ Fronteira Chile - Bolívia ▶ Almoço (arroz, salada, atum) - Villa del Mar ▶ Vale de las Rocas ▶ Retorno para Uyuni Os almoços eram servidos frios. Não há onde fazer e muito menos onde esquentar. Quando saímos do alojamento, o guia já leva a comida em marmitas térmicas. Vi muita gente reclamando sobre isso nos fóruns. É um lugar ermo, gente!! Não tem luxo!! Não é restaurante!! Se não quiser passar por isso, mude de roteiro... Comer a comida fria duas vezes não vai fazer mal para ninguém... Diferente do que li, a comida estava muito bem temperada!! No jantar do primeiro dia tinha um frango delicioso!! Mais temperado que o que minha mãe faz (que ela não me ouça) Nos demais dias, tempero normal. Com exceção do macarrão, que era apenas cozido na água. Em todas as refeições foi disponibilizado ketchup, mostarda e maionese. As comidas variam de acordo com a empresa de tour, mas no geral, são parecidas.
  12. Boa noite galera!! Procurei em vários locais diferentes até obter informações mais concretas sobre os lugares que iria passar. Pensando nisso, resolvi fazer o relato e juntar todas essas informações em apenas um lugar. Em relação às fotos, todos sabemos o quanto esses locais são incríveis e não faltam imagens para tal. Então, vou me restringir em colocar apenas as imagens que não vemos por aqui... ROTEIRO 16/04 - BSB - SP - STA CRUZ Cheguei em Sta Cruz por volta de 14h no horário local, que é 1h menos que BSB. Passamos pela imigração e chegou a hora de apertar o bendito botão da luz verde ou vermelha. Segundo váááários relatos, a luz vermelha não acendia. Cheguei a pensar que poderia até ser pegadinha, mas não é!! 3 pessoas que estavam na minha frente apertaram o botão e ficou vermelho. Mas o procedimento é bem simples, desde que não esteja traficando nada!! Uma pessoa abre sua bolsa e/ou mochila e revista o que tem e caso não tenha nada demais, te libera. Após esse procedimento, saí do desembarque e fui para o setor de check-in, pois iria para Sucre 2 horas depois. Resolvi pegar o vôo no mesmo dia, pela Amaszonas. Para quem vai para Sucre, sugiro fazer o mesmo, pois o táxi do aeroporto para o centro de Sta Cruz custa uns 60 bolivianos (trecho). Então já economiza esse valor. É uma viagem curta, de 30 a 40 minutos. Escolhi a amaszonas, embora seja mais cara, por ter lido em vários relatos que a BOA geralmente atrasava ou cancelava o vôo. Comprei a passagem pelo site da amaszonas (https://www.amaszonas.com/es-bo/), para não correr o risco de deixar para comprar na hora e não ter lugar, pois o avião é pequeno. O valor da passagem não varia muito. Fiquei acompanhando por uns 2 meses. O único documento que me pediram para o check-in foi o passaporte. O aeroporto de Sucre é bem pequeno. E quando você sai, há uma multidão de taxistas te perguntando para onde quer ir. Fiquei até atordoada. Peguei um táxi para a rodoviária, por 30 bolivianos, pois iria para Uyuni no mesmo dia. Não há taxímetro e esse valor é totalmente negociável. Cabe à pessoa pechinchar. Quando cheguei na rodoviária, assustei . É um lugar muito feio!!! Achei que o taxista tinha me levado para o lugar errado... Ele percebeu que fiquei com medo e me levou até o ‘guichê’ (se é que pode se chamar assim) da 6 de octubro. Pelo que verifiquei por lá, é uma das únicas que faz o caminho direto para Uyuni. Comprei a passagem pela internet também, pois não queria correr o risco de não ter vaga no ônibus. E chegando lá, realmente constatei que não tinha outras vagas. Passagem pelo site é em dólares, US 11,76, semi-cama (http://www.ticketsbolivia.com/). E foi quase uma cama mesmo... Deitava quase que completamente. Como a viagem é bem longa, em torno de 9h, é super válido. Consegui dormi a noite toda. Ah, o banheiro do ônibus não funciona. Então, não abuse de líquidos nesse dia. A saída foi às 20h30, com chegada em Uyuni às 04h30 da madrugada. Para usar o banheiro, paga-se 1,50 bolivianos. É bem simples, mas é mais limpo que muito banheiro de baladas chiques que já fui. Ah, para sair do terminal rodoviário de Sucre, há a necessidade de pagar 2,50 bolivianos. É um guichê antes da saída do terminal. A chegada em Uyuni foi confusa . Ônibus parou no meio de uma rua.. fazia muito frio.. ventava bastante.. e eu não via nenhuma agência de passeios, mesmo que estivessem fechadas. Cheguei até a pensar que não era lá!! Rsrs À espera do ônibus tinha umas 3 senhoras. Falando sem parar e rápido. Depois de ter acordado de madrugada, ser deixada no meio do nada e com frio, o que menos entende é o que elas falam. Mas enfim, você acaba seguindo alguma com a esperança que ela te leve para um lugar quente!! Rsrs A que eu segui, me levou para umas duas ruas de onde o ônibus parou, que era o centro. Ali tinha váárias agências, mas todas fechadas. Ela já queria me vender o passeio. Eu recusei e fui para o Café Nonis. Único lugar aberto àquela hora. Lugar bem quentinho, com café da manhã, banheiro e tomada. Por volta de umas 8h, já há algumas pessoas vendendo os passeios nas ruas. Os valores variam bastante. Bem como os lugares que as empresas te levam. Eu queria uma que passasse pelas partes com água, para as tão famosas fotos com reflexo e também que parasse para o pôr-do-sol no salar. Tinha em mente fechar com a Esmeralda, mas ela não abria nunca e acabei fechando com a Lipez tour. Ficou até mais em conta.. 650 bolivianos. Em Uyuni tem algumas lojinhas 'pega turista' e também uma feira que vende de tudo. Desde roupas até alimentos.. Uma espécie de mercado à céu aberto.
  13. Bolivia/Chile, 10 dias em Julho de 2016

    Consegui montar um roteiro aqui, Hérmenson. Baseada em um site bem bacana que achei... Se quiser, me passa seu email que te disponibilizo .. E você pode se basear para montar o seu... Restante da galera que quiser, é só pedir... Abraços!!
  14. Santa Cruz de La Sierra - Uyuni -- Abril 2016

    Muito boa noite, mochileiros!! [sMILING FACE WITH SMILING EYES] Estarei nessa rota em Abril... Alguém por lá nessa época?? Abraços
  15. Bolivia/Chile, 10 dias em Julho de 2016

    Boa tarde Hermeson. Blz? Estou indo para Sta Cruz em Abril. Já decidiu como chegará em Uyuni? Eu pensei em pegar o vôo de Sta Cruz até sucre, até pela economia de tempo.. Estou em dúvida de comprar a passagem aqui ou direto no balcão... Vi um pessoal comentando que virá e mexe o vôo é cancelado... Abraços...
×