Ir para conteúdo

Felipe.Paiva.RJ

Membros
  • Total de itens

    18
  • Registro em

  • Última visita

    Nunca

Reputação

0 Neutra

Sobre Felipe.Paiva.RJ

  • Data de Nascimento 01-11-1979
  1. Fala Luccas, Tua postagem me ajudou bastante! Muita informação boa! Tô começando meu planejamento, dependendo de como eu resolver a saída do trabalho, início do ano to partindo. Vamos trocando idéia! Abraço!
  2. Obrigado Déia! Se puder me enviar a planilha do seu planejamento, agradeço! Mais uma vez, obrigado!
  3. Oi Déia, tudo em paz? Estou planejando a minha viagem, e estou precisando conseguir mais informações sobre as trilhas, principalmente as maiores. Li os seus relatos, e, pelo que escreveu, as mais curtas não tem muito mistério, mas e em relação as maiores? As travessias de 2, 4 dias... tem idéia onde posso encontrar boas informações sobre elas? Obrigado! Felipe
  4. Boa! Mais uma vez: valeu, e, muito, pelo relato! Abraço!
  5. Valeu Cadu! Ajudou muito, cara! Estou me programando para ir pra NZ em janeiro/2013 e teu post esclareceu muita coisa! Tô pegando a mochila e partindo em voo solo. A night lá é tranquila? A gente entra de boa, ou é igual em SP que você tem que estar todo arrumado? (nada contra SP). Abraço!
  6. Valeu pelo post, Rezinha! Estou me planejando pra ir no início do ano que vem, e as suas dicas vão ajudar!
  7. Oi Bettinna, Tudo bom? Estou planejando minha viagem, e realmente são muitas opções! Vou ter 4 semanas para viajar por lá, e a minha maior dúvida é qual a melhor maneira de se deslocar entre as cidades, os pontos turísticos. Como você fez?? Obrigado
  8. Valeu pelo post, obrigado pelas dicas! Estou me planejando para ir em Fevereiro, e seu post ajudou!
  9. Roma é uma cidade incrível. Com certeza, uma das cidades mais fascinantes da Europa. A hospedagem por lá é cara. Quando fui fiquei em um hostel próximo a estação de trens. O lugar não é dos mais bonitos, mas não tive problema nenhum. E acaba sendo bem central. Fiquei no ALESSANDRO PALACE HOSTEL. Florença não é longe de Roma. O que fiz, e pode facilitar a logística de vocês, é ficar mais um dia em Roma e fazer um bate-volta de trem (há a opção do trem de alta velocidade) saindo cedo e voltando no final do dia. Florença é uma cidade pequena, com uma catedral muito bonita, o museu com as obras de alguém famoso que esqueci o nome, mas que vai fazer vocês ficarem horas na fila para entrar. A ponte que corta o rio também é um ponto turístico. E o sorvete... definitivamente o sorvete mais gostoso que eu já experimentei. É tranquilo de caminhar, com calma, e conhecer a cidade nesse esquema. Pelo menos foi pra mim... A mesma dica vale para Versalhes. Fiquem em Paris. Vocês de metrô conseguem chegar lá com facilidade. Inclusive, faz um tempo que eu estive por lá, mas havia como você comprar as entradas para o palácio na própria estação de metrô. Acreditem, vão evitar uma fila monstra se conseguirem fazer isso. O que posso falar de Paris é que se vocês estiverem próximas a uma estação de metrô, tanto faz vocês se hospedarem "do lado" da Torre Eiffel, ou em algum bairro um pouco mais afastado. Tentei chegar no domingo, porque na segunda-feira vocês conseguem comprar o Orange Pass, ou algo assim. Esse é o passe de metrô para toda semana. Precisava levar uma foto 3x4. Com isso vocês resolvem o problema de transporte por lá. Amsterdan é incrível! Não tem como não gostar. Sou muito feliz por trabalhar em uma empresa holandesa e de tempos em tempos eles me mandarem pra lá. Andem pelos canais, experimentem tudo, e curtam a night. É uma cidade irada, e o holandês é um povo muito gente boa. Tem um hostel, nem tão central, mas legalzinho Cocomama. Uma conhecida se hospedou lá tem uns 2 meses e gostou. Dois dias em Berlin realmente é muito pouco. São duas cidades completamente diferentes, o sul da Alemanha é muito mais "tradicional" que o norte. Talvez por isso, eu tenha gostado mais de Munique. Diria pra vocês, com esses 4 dias, escolher uma, ou outra. Indo às duas, vai acabar ficando muito corrido. Em Londres eu fiquei hospedado no hostel St. Christopher´s Village. Fiquei em um quarto "de frente", então era meio barulhento. Mas o hostel em si, a galera da recepção era muito gente boa! Não sei se já ouviram falar, mas tem um grupo de guias pela Europa, Sandesman, ou o site neweuropetours, que fazem uns "free tours" por algumas cidades que vocês vão passar. Acaba sendo uma boa, e honesta, opção para uma rápida idéia da cidade e pegar umas dicas sobre o que fazer. Para viajar entre as cidades, há opção de trem e, sempre, o avião. Por incrível que pareça, o avião por vezes é até mais barato. Tomem cuidado com os tempos e horários de chegada nas cidades. Voos muito cedo vão gerar um custo extra com taxi, mas vocês estarão em 4 vai ser detalhe. A questão é o tempo de deslocamente até o aeroporto e a antecedência. O trem, apesar de teoricamente demorar mais, normalmente você embarca e desembarca em lugares centrais. O que pode fazer o dinheiro e o tempo valerem a pena. Eu fiz uma planilha que ajuda a organizar as informações. Se quiserem, posso enviar. Enfim, escrevi um monte, mas se precisar de mais alguma coisa... é só avisar! Boa viagem!
  10. Pessoal, Voltei de Israel faz 2 semanas. Passei 5 dias em Jerusalem. Algumas impressões do tempo que estive por lá: AEROPORTO Viajando sozinho, tendo saido de Amsterdam (estava a trabalho lá), passando pela Turquia e chegando em Israel... vá preparado para um longo interrogatório. Um longo e repetitivo interrogatório. Nada diferente do que já foi escrito por aqui, não cheguei a ficar retido em nenhuma sala esperando (foi quase!), mas realmente aconselho a não chegar em cima da hora do voo. Quando você é considerado "apto a revista", para usar um termo bem genérico, além das perguntas, você terá sua bagagem minusciosamente inspecionada pela equipe do aeroporto, além de ser "acompanhado" até o check in. Perde-se tempo para entrar no país, e mais tempo ainda para sair do país. Como exemplo, uso um escapulário, na saída de Israel até o escapulário tive que mostrar e explicar que não era nada. Não me aconteceu nada de ruim, apenas fica a dica de chegar com um bom tempo, e bastante paciência! Pelo menos tem wi-fi grátis no aeroporto!!! Para Jerusalém tem uma van/shuttle que faz o percurso - 62,00 skls, mais ou menos 1 hora. Tem placa na saída do aeroporto, super tranquilo. Se liguem, realmente a van só sai cheia. Não tenham pressa de sair do aeroporto. DINHEIRO Saquei dinheiro normalmente num caixa eletrônico dentro do aeroporto quando cheguei. Apesar do câmbio relativamente favorável (R$ 1,00 vale 2 skl), o custo de vida é relativamente alto. Não consegui usar o meu cartão de débito. Não sei bem ao certo, mas o fato é que não havia a possibilidade de eu digitar a senha do cartão (PIN, cartão com chip) para liberar a transação. Acaba aparecendo para o estabelecimento que o meu cartão era inválido. O cartão de crédito, apesar do chip, funcionou normalmente. Garrafa d´agua (1,5 lt): varia de 6,00 a 13,00 skls Tram: 6,60 skls HOSPEDAGEM Fiquei no Abraham Hostel. Sem dúvidas um dos melhores hostels que eu já fiquei. Estrutura 100%, altamente recomendado no booking.com. Valeu muito a pena. Outra parada que adianta é que ele não fica muito longe da Old City (10 min andando) e a van do aeroporto te deixa na porta. Tanto para chegar, como para sair (hostel agenda no dia anterior a van pra vir te buscar de acordo com o horário do teu voo). O ambiente é ótimo, um espaço enorme para convivência, quarto limpo, com banheiro, ar condicionado, café da manhã de hostel, mas tinha sempre uma fruta, pão, geléia... Eles têm uma estrutura legal para oferecer passeios. Os passeios não são guiados, basicamente eles viabilizam o transporte. O bacana é que você economiza por não ter guia, mas por outro lado você não tem aquele blábláblázinho básico das paradas. Fui, curti, valeu a pena. Na sexta-feira eles fazem a cerimônia do Shabbat (jantar), uma experiência muito bacana. A comida é preparada ali pela equipe do hostel, e pela galera que topa ajudar. Muita gente, muita comida, uma vibe bacana. Antes do jantar eles explicam o que simboliza o Shabbat, bem bacana. Foi justamente no dia que eu cheguei, pude conversar com muita gente, e já pegar várias dicas do que valia, e do que não valia, a pena fazer. Perto do albergue, no sentido contrário a Old City tem um mercado central, tipo mercado de rua, muito irado! Local pra comprar de tudo, uma gritaria, uma confusão, mas os pães, doces e frutas valem muito a pena. Comprei várias frutas para comer durante o dia, e ficavam no hotel. Era época de morango, comprava 1 kg por 7 skls. Se liguem que em Jerusalém as paradas fecham mesmo no sábado. Fica tudo muito mais devagar por lá. Vi que dá pra comer alguma coisa por uns 35,00, refeições bem simples nesse caso. Curti muito o FALAFEL, bom, bonito e barato. Originalmente uma comida árabe, mas já foi incorporada no dia-a-dia do israelense. Depois de um dia inteiro andando, dava uma moral. O grande, com uma coca de 600ml custou 22,00. VESTIR Troquei uma idéia com um guia local logo no dia que eu cheguei. Para os homens, andar de bermuda, desde que abaixo dos joelhos, super tranquilo. Ninguém te para em lugar nenhum, inclusive no Dome of Rock onde fazem uma inspeção rigorosa na entrada. Bíblias, cruxifixos, ou qualquer outro símbolo religioso não muçulmano, fica na entrada. Dica recebida, dica conferida! Sem problemas. Para as mulheres, nada de pernas de fora, ou ombros. Vale também, para o Dome, a necessidade de cobrir a cabeça. Vale dizer que se você quiser andar de short, bermuda, saia, whatever, o ponto é você levar uma toalha contigo e amarrar na cintura quando for entrar nesses lugares. Problema resolvido. COMPRAR Comprar em Israel é um saco, ou um prazer dependendo do que você curte. A dica é: NUNCA aceite o primeiro preço que te derem. Você consegue FÁCIL comprar o que pediu pela METADE do primeiro preço. Chorando, e irritando o vendendor, você consegue comprar ainda mais barato, por menos da metade do primeiro preço. Paciência, e boa compras! O Sandeman (grupo de free tours pela Europa) tem uma galerinha por lá. O free tour diário deles vale a pena fazer. 2 horinhas para você se ambientar em com a Old City, e de quebra subir num prédio com um terraço com uma vista bacana no muro das lamentações e o Dome. Fiz o Holy Tour deles, preço em conta. Valeu o proposto. O Monte das Oliveiras é bem tranquilo de fazer por você mesmo. Tem vários ônibus que te levam lá. Chegando em cima, você vai passando pelos locais principais descendo. No final, chegando no túmulo de Maria, você vai estar bem próximo ao Lion Gate. Para os curiosos pelas histórias da WWII, o Yad Vashem é para obrigatória! É só pegar o tram na direção Mount Herzl, descer na última estação. Fiz a subida do Masada. É uma trilhazinha leve/média com +/- 2km de subida, 750 degraus. O visual do nascer do sol, com o mar morto de landscape é impagável. Para os mais tecnológicos, tem um "bondinho" que te leva até o topo, onde estão as ruínas. O mar morto vale muito a pena de conhecer. Cuidado com a água salgada e divirtam-se com a lama!!! Já o Bem Gedi, uma espécie de parque ecológico, nem vale... pelo menos pra mim não valeu. As empresas aéreas locais: ARKIA ISRAIR EL-AL (usei para ir até Eilat) Espero ter ajudado!
  11. Desculpa a demora em responder, mas posso dizer que cheguei no RJ essa semana. Trabalho, férias, trabalho, viagem para todo lado, amanhã to indo de novo, mas vamos lá. @alexgageiro Por nada! Podendo ajudar com mais algumas coisa, é só falar. Tem muita empresa de balão por lá, realmente não se preocupe. Soube que houve um acidente por esses dias, mas normalmente o balonismo é uma coisa segura. Você vai curtir muito o visual, e o lugar. Certeza que vai! @Gustavo Fiz tudo em tours por lá. Não vi ônibus locais, só taxis, então não sei bem o que o seu amigo francês quis dizer. Em um dos tours que eu fiz, o pessoal leva a gente de van até o início de uma trilha. Super light, mas de um visual irado. O lugar é o Red Valey. Como o tour te deixa na parte mais alta da trilha, o caminho que segue é descendo. Muito tranquilo mesmo, e o visual compensa. Foi por onde comecei na região da Capadócia e valeu a pena. Além do "red", tem outra que é a "green" (essa eu não fiz). Na região você tem 4 cidades principais, ou vilarejos dependendo do ponto de vista: Goreme, Urgrup, Uchisar e Avanos. Peguei um táxi de Uchisar para Goreme e foram 30,00 liras. Havia ônibus entre as cidades, mas a noite eles não rodam. As distâncias ficam entre os 10 km, um pouco mais, um pouco menos. Particularmente, não sou muito fã de excursões e tours, mas me pareceram a melhor maneira de conhecer a região. Principalmente pelas distâncias, falta de transporte (pelo menos não vi), e realmente os caras te levam nuns pontos muito bacana. Sem contar que uma explicaçãozinha básica dos lugares ajuda a completar o visual incrível do lugar. De Goreme você consegue contratar os passeios pela região. Normalmente são passeios de 01 dia. @Ka Demarchi Viajei pela Atlas, o limite de bagagem era de 20kg + bagagem de mao.
  12. Fala Pessoal, Passei pela Turquia (Istambul, Capadocia, Pamukale, Efesus) faz pouco tempo, e to passando aqui para dar uma atualizada. O país é muito bonito, incrível, principalmente o interior. Achei o povo muito solícito, boa comida, bons chás, doces deliciosos... foi um tempo muito bom o que passei por lá. Como não estava com muito tempo para preparar a viagem, acabei optando por fazer o pacote com uma empresa indicada no fórum - BONITA TOUR. Esse foi o meu erro nessa viagem. Apesar das referências anteriores terem sido positivas, no meu caso, não valeu o dinheiro que eu paguei. O atendimento da pessoal de contato lá, Fatih, foi excelente. Tive os meus e-mails respondidos rápido, consegui contato por telefone, mas o serviço entregue não foi legal. Tive problema em todas as hospedagens. TODAS, sem exceção! E olha que naturalmente não sou uma pessoa de me incomodar com hotel, albergue, camping, enfim... Houve um dia em que depois de eu ter enviado as fotos do meu quarto para a agência, o cara me mudou de hotel as 22:30! Enfim, fica o relato da minha experiência negativa com essa empresa. A dica que deixo, para os que querem preparar melhor sua viagem, é pular esse intermediário, porque essa BONITA TOUR é apenas um agente, os translados, guias, nada é feito por eles, e ir direto nas empresas que realmente prestam o serviço. Acredito que vai conseguir uma condição de preço melhor, e um bom serviço. A BONITA TOUR têm os contatos locais, e faz a intermediação. Abaixo seguem os contatos da empresa que fez os meus passeios, e de outras duas que vi em todos os lugares que eu estive, com bons carros e grupos grandes: - CROSSROADS TRAVEL (empresa que eu usei): www.crossroadstravel.com - HERMOSA TOURS TURKEY: www.hermosatoursturkey.com - T4T: www.tours4turkey.com Apesar do meu problema com a hospedagem, a viagem valeu muuuuuuito a pena! De verdade, os problemas não chegaram perto de incomodar a satisfação por ter conhecidos os lugares, as pessoas, tudo. Recomendo muito que vá, quem está pensando em ir!! Quem está pensando em fazer o planejamento de transporte por conta própria, recomendo que pegue um voo para KAYSERI. De lá vai ser rápido para chegar em Goreme. Além da Turkish Airlines (excelente serviço!!!), há uma empresa local chamada ATLAS. Voei com ela para a região da Capadócia. Já foi falado isso no fórum, mas recomendo se hospedar em GOREME. É, com certeza, o local com a melho estrutura da região. O passeio de balão está custando 120,00 Euros. É salgado, mas o visual compensa. Compensa pelo passeio de balão em si, para quem nunca andou, e pela paisagem. Eu já tinha voado de balão antes, mas a Capadócia é surreal!!! Em GOREME há um restaurante, um pouco afastado do centro, que serve uma comida local muito bem feita, e cobra menos que os mais "badalados" do centro. O nome é AYDEDE. Fica a uns 200 metros do "centro" de Goreme. Experimentem o Kebab (não é sanduíche!) Fiquem pelo menos 2 dias na região. O hiking da região é light, e vale muito a pena. Como disse o guia, você vai tirar várias fotos para o Facebook! Em GOREME tem caixa eletrônico, tranquilo para quem precisar sacar dinheiro. Não tive problema lá com o cartão de débito, nem com o cartão de crédito. Ainda em GOREME, tem um lugar na parte mais alta da cidade (não se preocupem em achar, você vai ver) de onde você tem um visual irado tanto do por do sol, quanto do nascer do sol. Basicamente é isso, se eu puder ajudar em alguma outra coisa, entrem em contato! Abraço!!!
  13. Fala Pessoal, Passei pela Turquia (Istambul, Capadocia, Pamukale, Efesus) faz pouco tempo, e to passando aqui para dar uma atualizada. O país é muito bonito, incrível, principalmente o interior. Achei o povo muito solícito, boa comida, bons chás, doces deliciosos... foi um tempo muito bom o que passei por lá. Como não estava com muito tempo para preparar a viagem, acabei optando por fazer o pacote com uma empresa indicada no fórum - BONITA TOUR. Esse foi o meu erro nessa viagem. Apesar das referências anteriores terem sido positivas, no meu caso, não valeu o dinheiro que eu paguei. O atendimento da pessoal de contato lá, Fatih, foi excelente. Tive os meus e-mails respondidos rápido, consegui contato por telefone, mas o serviço entregue não foi legal. Tive problema em todas as hospedagens. TODAS, sem exceção! E olha que naturalmente não sou uma pessoa de me incomodar com hotel, albergue, camping, enfim... Houve um dia em que depois de eu ter enviado as fotos do meu quarto para a agência, o cara me mudou de hotel as 22:30! Enfim, fica o relato da minha experiência negativa com essa empresa. A dica que deixo, para os que querem preparar melhor sua viagem, é pular esse intermediário, porque essa BONITA TOUR é apenas um agente, os translados, guias, nada é feito por eles, e ir direto nas empresas que realmente prestam o serviço. Acredito que vai conseguir uma condição de preço melhor, e um bom serviço. A BONITA TOUR têm os contatos locais, e faz a intermediação. Abaixo seguem os contatos da empresa que fez os meus passeios, e de outras duas que vi em todos os lugares que eu estive, com bons carros e grupos grandes: - CROSSROADS TRAVEL (empresa que eu usei): www.crossroadstravel.com - HERMOSA TOURS TURKEY: www.hermosatoursturkey.com - T4T: www.tours4turkey.com Apesar do meu problema com a hospedagem, a viagem valeu muuuuuuito a pena! De verdade, os problemas não chegaram perto de incomodar a satisfação por ter conhecidos os lugares, as pessoas, tudo. Recomendo muito que vá, quem está pensando em ir!! Falando da parte boa... DINHEIRO Foi tranquilo sacar dinheiro em caixas eletrônicos (cartão de débito), e mesmo usar o cartão de débito para pagamento. Não usei cartão de crédito na Turquia. A cotação do dinheiro turco é praticamente a mesma do nosso. Então você consegue ter uma idéia de quanto está gastando. O custo de vida por lá parece ser menor do que o do RJ. Dependendo da região do Brasil, essa percepção vai variar. Água: garrafa de 1,5 lt - 1,50 Suco de Laranaja (que eles fazem na hora) - vi variando entre 5 - 8,00 TOUR BOSFORO Entrando no barco, tentar conseguir um lugar a sua direita. Todo o barco tem vista, mas para as melhores fotos, e ninguém na sua frente, o lado direito é o melhor. No lado direito você vai estar mais perto da margem. O passeio é de mais ou menos 1:40 hora. COMIDA Experimentem os chás! Eles têm vários, e normalmente estão sempre bebendo o chá preto de lá. Esse chá está para eles como o cafezinho para os brasileiros. Eu, particularmente, gostei do chá de maçã, e alguns outros que tive a oportunidade de experimentar. O Kebab de lá não é aquele sanduíche que estamos acostumados a associar. Comi um kebab muito bem preparado, de frango, com toda aquela preparação na panela lacrada, temperos, enfim... vale a pena! Os doces são muito gostosos. Normalmente no Brasil a gente encontra os doces de lá em mercados árabes. Vale a pena experimentar! A bebida de lá é o Raki. Não achei tão forte quanto a cachaça, mas é bem saborosa. A bebida é originalmente transparente, como a cachaça, mas mistura-se água e ela fica com uma cor leitosa. É feita a base de uva. Uma vez acho que vale a pena experimentar. TRANSPORTE Fujam de táxi, ônibus, e afins... O trânsito da cidade é caótico. E se prepare para passar um aperto no Tran na hora do rush. Não vai ser muito diferente do Brasil! rsrsrs PONTOS TURÍSTICOS Nem vou me alongar nos principais. A Cisterna Romana vale muito a pena ver! O Grande Bazar é um show a parte, mas todos os preços serão "over" por lá. Minha dica é olhar, passear, são muitas lojas, muita gente... O Bazar Egípcio é bem menor que o Grande, mas "mais em conta". Tem ótimos chás e doces por lá. É isso, ae... precisando de alguma coisa, estou à disposição!! Abraços!!!
  14. Valeu Ferlui! Esse final de semana vai ser colocar todas as dicas no papel, e procurar os voos para as cidades! Uma outra questão: o passeio em Halong Bay. Você reservou algum daqueles passeios que mencionou em seus comentários anteriores? Foi tranquilo? Recomenda? Vi no site que há um novo "Emotion Luxury Cruise 2". Pode dar uma luz nessa questão dos passeios por lá? Abraço!
×
×
  • Criar Novo...