Ir para conteúdo

welison

Membros
  • Total de itens

    3
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra
  1. Não tem problema fique a vontade. Vamos lá: Em todas as nossas viajem o maior problema é quanto a comida, como vamos pedir por este motivo é que atualmente estamos dando prioridade a comida japonesa, porque é quase tudo parecido. Também só falamos inglês o básico, lá 80% falam inglês, mas não tivemos problema. Quanto ao Aeroporto o Ben Gurion de Tel Aviv é tido como o mais seguro do mundo, mas demos sorte porque o rapaz da entrevista falava um pouquinho de espanhol, inclusiva disse a gente que conhecia o Brasil/Recife, resumindo pra sair é mais complicado do que pra entrar, se VC tiver o voucher do hotel, já bote junto com o passaporte. Quanto ao dinheiro eu levei euro daqui do Brasil e todo dia eu trocava em casa de câmbio, são muitas e eu achei que vale a pena, teve algumas contas em restaurante que eu paguei com cartão de débito. Agora na cidade velha os comerciantes vende tudo em dólar, mas aceita o shekel e o euro. Vá tranqüilo vai dar tudo certo.
  2. Existe transporte público saindo de Jerusalém para a maioria das cidades, não fui até Nazaré porque no dia que resolvemos ir, já era um pouco tarde. O hotel que nós ficamos o Zion é também 3 estrelas e custou R$ 300,00. Quanto a comida é que nós demos mais prioridade a comer comida japonesa e chinesa. Comemos uma única vez na cidade velha e já achamos muito caro, também só dá turista. Jerusalém é muito legal, gostamos muito, quase todos os dias íamos a Igreja do Santo Sepulcro que é o maior símbolo da religião católica. Se vcs são cristãos também vão gostar, só em pisar naquele lugar que Jesus pisou é uma grande emoção que sentimos e vcs vão sentir também. Boa viajem e aproveite.
  3. Fiz este passei com minha esposa em novembro/15. Tivemos que dormir em Tel Aviv porque é o aeroporto de Israel. No outro dia cedo fomos ao terminal de bus com destino a Jerusalém, tudo muito fácil, porque também contamos com a simpatia e atenção de algumas pessoas que pedimos informações. Chegamos no terminal e entramos no bus sem ticket, porque nos informaram que adquirir o ticket dentro do bus é mais barato, não me lembro di valor mas posso garantir que não foi caro. Chegamos rápido a Jerusalém, daí em frente ao terminal pegamos um tram (ônibus elétrico) em Jerusalém só tem dois destes tram um sobe outro desce, saltamos no 3° ponto e logo depois de uma pequena caminhada minha esposa avistou o hotel Zion onde ficamos que já estava reservado pelo hotéis.com, hotel muito bom, principalmente na localização, pois a gente caminhava uns 3 quarteirões e já estava na cidade Velha, no portão de java o principal portão. Passamos 5 dias em Jerusalém, só fizemos um bate e volta até Belém de bus que VC pega em frente ao portão de damasco, não esqueçam de levar o passaporte pois na volta a Jerusalém o Bus para e sobem alguns policiais e pedem o passaporte, quando eles viram o meu do Brasil, perguntar logo por Neymar, daí eu tinha gravado no meu celular um gol de Neymar e mostrei pra eles e eles nem olhou mais o passaporte. Em Belém nós só visitamos a Igreja da Natividade, não gostamos da cidade muito suja e desorganizada. A comida em Jerusalém é boa e barata já que o dinheiro deles se iguala ao nosso é mais valorizado pouca coisa, mas eu acho que gastava uns R$ 50,00 a R$ 60,00 Reais nós dois. Quanto a questão de segurança, ficamos muito tranqüilo, pois vcs só vêem policiais em todos os lugares, homens e mulheres com uma submetralhadora de lado, rapazes e moças cuja idade não passava de 30 anos. No retorno é um pouco mais complicado porque o Bus não vai até ao Aeroporto, deixa VC en um ponto de ônibus, próximo ao Aeroporto, daí com um tempo passa outro bus e lhe leva até ao Aeroporto. Não contratamos nenhum guia tudo feito pela gente simples e tranqüilo nem foi preciso alugar carro.
×
×
  • Criar Novo...