Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

val.nascimento

Membros
  • Total de itens

    24
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

4 Neutra

1 Seguidor

Sobre val.nascimento

  • Data de Nascimento 07-04-1989

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    Foz do Iguaçu, Morretes, Curitiba, Guaratuba, (PR) .... Cabo Frio, Arraial do cabo, Búzios, Rio de Janeiro (RJ) ... Aparecida, Campos do Jordão, Vinhedo-Hopi Hari (SP) Recife, Olinda, Porto de Galinhas (PE)... Maragogi (AL) Natal, Pipa (RN) Penha -beto carrero word, Florianópolis, Balneário Camboriú (SC) Fortaleza, Jericoacoara, Aquiraz- Beach Park(CE)
  • Meus Relatos de viagem
    http://www.mochileiros.com/porto-de-galinhas-pernambuco-inesquecivel-mesmo-viajando-sozinha-07-a-14-de-janeiro-de-2016-t126533.html
    http://www.mochileiros.com/beto-carrero-word-eu-fuiiii-t136073.htmlhttps://www.mochileiros.com/quem-faz-uma-vez-nunca-mais-quer-parar-viajar-e-viver-intensamente-natal-pipa-porto-de-galinhas-t146217.html
    https://www.mochileiros.com/topic/77862-jeri-fortaleza-do-para%C3%ADso-as-novas-aventuras-que-o-destino-vai-me-reservar/
  • Meu Blog

Últimos Visitantes

352 visualizações
  1. Olá fazia um tempinho que não entrava aki ... mas se ainda ajudar super recomendo Hostel e Suites Mauri, é um lugar simples mas aconchegante, pertinho da praia, do centrinho tbm .. e a anfitriã é a melhor.... Sempre que vou ao nordeste dou uma passadinha por lá ....
  2. Faz tempo que não apareço por aqui, mas vou tentar lembrar todos os momentos da minha ultima viagem, fui pra Jeri sozinha, nossa que lugar incrível, achei meio cansativo ate lá, mas depois que cheguei valeu todo sacrifício. Sai da minha cidade no dia 20 de Fevereiro, às 5 da manhã, fiz uma escala em Guarulhos, mas foi rápido, antes das 11:30 já estava em Fortaleza, assim que cheguei chamei um Uber e fui para pousada, agora não vou lembrar o nome, mas era perto da praia de Iracema. Fiz meu check-in, deixei as malas no quarto e sai para almoçar, fui caminhando até a praia, almocei em um quiosque perto da praia e fiquei admirando a beleza do local, uma praia urbana, mas estava bem vazia, caminhei pelo calçadão e voltei pra pousada. À noite resolvi ir conhecer a feirinha, famosa no calçadão, mas preferi ir de uber, em um lugar estranho, melhor não arriscar, olhei as barraquinhas, comprei umas coisinhas, até que fui abordada por uma moça, para ir assistir um show de piadas, resolvi ir, afinal eu estava no Ceara, dizem que os melhores comediantes são daqui, dei risada, comi, incluía pizza no show de comedia, assim que acabou de novo chamei um uber e fui pra pousada, precisava dormir, tive um dia cansativo. No dia seguinte bem cedinho, segui viagem para Jeri, de van já tinha contratado junto com a hospedagem de Jeri, o transfer para lá, nossa foi o dia todo praticamente, fomos até Jijoca, às vans só podem ir até esse ponto, descemos almoçamos, ha tem que pagar uma taxa por dia para ficar em Jeri, fizemos tudo isso na parada, e seguimos em uma caminhonete 4x4, pensei que nunca mais ia chegar muita areia, já na pousada mesmo procedimento, check-in, ir para o quarto deixar as malas e fazer reconhecimento do local, andei bastante, achando tudo muito diferente, as ruas todas de areias, com famosos "becos" que atravessam de uma rua para outra tudo meio que perto, mas eu confesso que me perdi. Na praia sentei na areia, fiquei observando até o por do sol, eu estava pertinho das dunas do Por do sol onde todos sobem até la para ver melhor atração, mas não me animei para fazer isso. Voltando para a pousada fiquei mais admirada ainda, com lugar que não existe iluminação publica, que a luz das pousadas, bares é o que ilumina as ruas, de volta em "casa" fui curtir a noite quietinha no meu canto, essas viagens que eu faço, eu gosto muito de passear conhecer novos lugares, mas as noites eu prefiro ficar mais de boa, mas como toda regra a uma exceção, uma ou outra eu ainda saio. Acordei cedo pra ir conhecer Jeri, já que estava por la, vamos conhecer tudo, que der tempo, tomei café e na pousada mesmo peguei um buggy para conhecer o litoral leste dividi o mesmo com duas paulistas ,foram ótimas companhias, nos divertimos, rimos, valeu a pena cada minuto. Acredito eu que é o lado mais conhecido, onde passamos os principais pontos turísticos, como a Pedra furada, mas só observamos de longe, resolvemos não parar, combinamos com o guia onde iríamos parar mais tempo, ai seguimos para a Árvore da Preguiça, com muita aventura nas dunas de areia, tem esse nome devido a dificuldade que árvore teve em se erguer, parece até que está se rastejando, seus galhos se estendem por cerca de 4 metros e isso aconteceu devido aos fortes ventos que tem em Preá, não se vê nada ao lado a não ser dunas, o mar e a Árvore da Preguiça. Em seguida passamos pela praia do Preá, apenas para fotos e seguimos para a Lagoa Azul, uma lagoa simples, tem redinha na água tiramos fotos, ficamos por um tempo e continuamos, mas não se compara com a lagoa do Paraíso, que é realmente um paraíso, onde existe dois pontos de apoio o The Alchymist Beach Club, esse você paga para entrar, há estudante paga meia, e um outro um pouco mais a frente onde nós ficamos, sensacional valeu a pena cada minuto da aventura de buggy até la, tomar caipirinha nas redes sobre as águas não tem como explicar, eu estava no paraíso. No próximo dia não tinha nada marcado pra fazer, então o que fazer, uma das meninas do dia anterior me ligou e me chamou para ir caminhando até a famosa Pedra furada, eu tinha que ir, pensa em uma caminhada exaustiva, debaixo do sol quente, pedras, gramas, mas nós fomos, nossa que sensacional, esculpida pela natureza via ondas do mar, a Pedra Furada fica na praia de Jericoacoara, e é o cartão postal do Ceará, dizem que no mês de julho dá pra ver o sol se pôr pelo buraco da pedra, deve ser lindo, fomos pela estrada e voltamos pelo mar com a maré baixa da para fazer isso, foi cansativo mas valeu muito a pena. À tarde voltamos para a lagoa do Paraíso, pegamos uma caminhonete 4x4 e rumo ao paraíso dessa vez ficamos no ponto de apoio The Alchymist Beach Club, nossa valeu muito a pena voltar, é lindo de mais, a estrutura é sensacional, as redes, só indo pra saber. De volta na vila paramos para um lanchinho e refrescar com uma gelada, já à noite peguei um dos "becos" e fui dormir, teria uma nova aventura no dia seguinte. Passeio de Buggy logo cedo litoral Oeste agora da vila, fomos com dois buggy, eu uma família que não me recordo da onde era, mas muito legais, pessoas que conhecemos assim são os melhores, não te julgam, e acabam fazendo com que sua viagem se torne incrível, esse passeio inclui uma parada no delta do Guriú, onde você pega um barquinho de madeira para ver cavalos marinhos, eu não fui ver, devia ter ido pois eu já estava la mesmo, mas não acho graça nisso, depois disso, o buggy atravessa o delta numa balsa, passa pelo mangue seco até chegar na velha Tatajuba (vila que foi soterrada pelas dunas) e pela nova Tatajuba, que tem uma vista deslumbrante do mar, que passeio sensacional, fiquei admirada pelos mangue seco. Curti cada momento, logo em seguida, está a duna do funil, onde é possível fazer sandboard e esquibunda e, por fim, o passeio termina na lagoa Torta, onde há um ponto de apoio para comer e beber com os pés na água, lugar bacana, redinhas sobre água com uma caipirinha não tinha coisa melhor naquele momento. À noite tive que sair da minha zona de conforto fui conhecer a vila, era minha ultima noite por lá, aproveitei pra fazer umas comprinhas, tirar fotos, beber uma caipirinha, tinha uma rua com tantos quiosques de caipirinha, nunca tinha visto nada igual, aproveitei também e fui no forro da Dona Amélia, ponto de encontro em Jeri, para quem curte uma boa musica vale muito a pena, e na hora de ir embora começou a chover, muita chuva e pra ir não tinha como, parei para comer um lanche e a chuva caia legal, era até bonito de ver as areias das ruas tudo sendo carregada pela fortes correntezas de água, o jeito foi encarar a chuva, tirar o chinelo e seguir, chuva no Ceara, tava uma delicia, valeu cada momento nesse lugar, posso dizer que aproveitei, eu fui feliz nesses dias, só um detalhe vai de chinelo, nada de muito luxo, as ruas de areias, nada melhor que o bom e velho havaianas. Continuando a minha aventura pelo Ceara, logo cedo o meu carro chegou, mas uma vez rumo a Lagoa do Paraíso, dessa vez para almoçar e seguir para fortaleza, nossa a volta foi mais cansativa, o dia todo até chegar na pousada, o que eu fiz quando cheguei deitei e dormi, quem lê pode achar estranho que eu não curto as noites, mas eu prefiro assim. Como eu ia ter poucos dias em Fortaleza então optei em fazer logo no primeiro dia o passeio três praias, conhecido assim pelas agencias, para quem tem pouco tempo, mas bom para conhecer três praias em um dia a de Morro Branco, das Fontes e Canoa Quebrada. Este Tour tem duração de um dia inteiro, inicia pelo litoral leste às três principais praias da região onde a primeira parada foi em (Morro Branco) distante cerca de 85Km de Fortaleza, de buggy, eu fiz o passeio onde conheci as principais características de Morro Branco, as falésias abertas pela erosão do vento e da chuva nas quais surgem as areias coloridas, ainda com o buggy já passei também na segunda praia (Praia das Fontes) eu tive sorte nesse passeio como tava todos em grupos eu fiquei sozinha no buggy, pela praia foi sensacional, logo em seguida voltamos para o ônibus e seguimos para a terceira praia (Canoa Quebrada), adorei o passeio meio cansativo mas vale a pena para quem ta com o tempo "apertado", Canoa quebrada é bonito, quem sabe em um futuro próximo eu volto com mais tempo, enquanto aguardava no ponto de apoio meu almoço, conheci um menino que faz aquelas garrafinhas com areias coloridas, ele fez uma copo bem bacana para mim, foi bem legal, super simpático ainda me levou para tirar foto no famoso letreiro de Canoa Quebrada. E meu passeio continua hoje, será para onde? Não podia deixar de ir ao Beach Park é um complexo turístico na praia de Porto das Dunas, município de Aquiraz, a 26 quilômetros de Fortaleza, foi sensacional, a infraestrutura do parque é de primeiro mundo, e a praia nem se fala é linda e os brinquedos muito divertidos, o parque não é muito barato não $220 a entrada, ainda bem que consegui usar minha carteirinha, detalhe não é todas que eles aceitam, nesse passeio conheci um pessoal de BH foi de mais, andamos em todos os brinquedos, ainda bem que eu fui em baixa temporada, conseguir andar em todos, e ate repetir os que mais gostei, mas um dia de férias e viajem que segue. Praia de Lagoinha, meu ultimo passeio em Fortaleza, fica a 130km da capital do Ceará, a praia é muito bonita e conta com um ponto de apoio bem estruturado, com ótimas opções de almoço, é opcional mas tem que fazer um passeio que inclui buggy, catamarã e “pau de arara”, que vale muito a pena, pois mostra outros lugares tão bonitos quanto a praia, como esse passeio acontece na parte da manhã, é possível aproveitar a bela praia a tarde toda, tem uma duração aproximadamente de duas horas passeando pela cidade e conhecendo outros locais próximos a Lagoinha com esses três meios de transporte, o ônibus de turismo vai até a praia e de lá fizemos a primeira parte do trajeto de "pau de arara" até um ponto de apoio que fica na Lagoa das Almécegas onde eles fazem uma parada de cerca de meia hora pra banho, de la seguimos de catamarã e atravessa a lagoa, ao chegar do outro lado você continua o restante do passeio de buggy que te leva pra algumas paradas e fotos em diversos locais, dunas, praias e o local do famoso cartão postal da Praia de Lagoinha. De volta em Fortaleza, à noite fui novamente à feirinha, comprar umas lembrancinhas, inclusive comprei um vinho de caju, que até hoje eu não experimentei para ver se é bom, isso porque deu trabalho para eu trazer, no aeroporto não queria me deixar despachar, mas eu dei meu jeitinho de brasileiro. Despedindo-me de Fortaleza, fui para o aeroporto, mas as minhas ferias, ainda não tinha terminado, ia seguir para Recife, de lá seguiria para Porto de Galinhas, mas Porto era mais para descansar mesmo, nada de passeios, só ficar de boa curtindo a linda praia de Porto de galinhas, me sinto bem lá por isso todo ano eu volto, voltei para casa no dia 07 de março, com escala em Viracopos, a volta foi mais demorada sai de Recife as 13:00 cheguei em casa as 19:30. O que dizer da minha viagem, sem muitos detalhes, porque eu demorei muito para resolver escrever, espero que eu tenha conseguido transparecer como foi a minha aventura pelo Ceara, eu sempre viajo sozinha, não sei se é por escolha ou por falta de opção, mas o que eu posso dizer que não me arrependo nenhum momento das minhas decisões, eu sou/fui feliz assim. Às vezes somos julgados, mas nem tudo que aparenta ser é o que realmente é, espero que as pessoas que me julga, um dia consiga perceber, que eu sou apenas uma menina que quer ser feliz.
  3. Faz tempo que não apareço por aqui, mas vou tentar lembrar todos os momentos da minha ultima viagem, fui pra Jeri sozinha, nossa que lugar incrível, achei meio cansativo ate lá, mas depois que cheguei valeu todo sacrifício. Sai da minha cidade no dia 20 de Fevereiro, às 5 da manhã, fiz uma escala em Guarulhos, mas foi rápido, antes das 11:30 já estava em Fortaleza, assim que cheguei chamei um Uber e fui para pousada, agora não vou lembrar o nome, mas era perto da praia de Iracema. Fiz meu check-in, deixei as malas no quarto e sai para almoçar, fui caminhando até a praia, almocei em um quiosque perto da praia e fiquei admirando a beleza do local, uma praia urbana, mas estava bem vazia, caminhei pelo calçadão e voltei pra pousada. À noite resolvi ir conhecer a feirinha, famosa no calçadão, mas preferi ir de uber, em um lugar estranho, melhor não arriscar, olhei as barraquinhas, comprei umas coisinhas, até que fui abordada por uma moça, para ir assistir um show de piadas, resolvi ir, afinal eu estava no Ceara, dizem que os melhores comediantes são daqui, dei risada, comi, incluía pizza no show de comedia, assim que acabou de novo chamei um uber e fui pra pousada, precisava dormir, tive um dia cansativo. No dia seguinte bem cedinho, segui viagem para Jeri, de van já tinha contratado junto com a hospedagem de Jeri, o transfer para lá, nossa foi o dia todo praticamente, fomos até Jijoca, às vans só podem ir até esse ponto, descemos almoçamos, ha tem que pagar uma taxa por dia para ficar em Jeri, fizemos tudo isso na parada, e seguimos em uma caminhonete 4x4, pensei que nunca mais ia chegar muita areia, já na pousada mesmo procedimento, check-in, ir para o quarto deixar as malas e fazer reconhecimento do local, andei bastante, achando tudo muito diferente, as ruas todas de areias, com famosos "becos" que atravessam de uma rua para outra tudo meio que perto, mas eu confesso que me perdi. Na praia sentei na areia, fiquei observando até o por do sol, eu estava pertinho das dunas do Por do sol onde todos sobem até la para ver melhor atração, mas não me animei para fazer isso. Voltando para a pousada fiquei mais admirada ainda, com lugar que não existe iluminação publica, que a luz das pousadas, bares é o que ilumina as ruas, de volta em "casa" fui curtir a noite quietinha no meu canto, essas viagens que eu faço, eu gosto muito de passear conhecer novos lugares, mas as noites eu prefiro ficar mais de boa, mas como toda regra a uma exceção, uma ou outra eu ainda saio. Acordei cedo pra ir conhecer Jeri, já que estava por la, vamos conhecer tudo, que der tempo, tomei café e na pousada mesmo peguei um buggy para conhecer o litoral leste dividi o mesmo com duas paulistas ,foram ótimas companhias, nos divertimos, rimos, valeu a pena cada minuto. Acredito eu que é o lado mais conhecido, onde passamos os principais pontos turísticos, como a Pedra furada, mas só observamos de longe, resolvemos não parar, combinamos com o guia onde iríamos parar mais tempo, ai seguimos para a Árvore da Preguiça, com muita aventura nas dunas de areia, tem esse nome devido a dificuldade que árvore teve em se erguer, parece até que está se rastejando, seus galhos se estendem por cerca de 4 metros e isso aconteceu devido aos fortes ventos que tem em Preá, não se vê nada ao lado a não ser dunas, o mar e a Árvore da Preguiça. Em seguida passamos pela praia do Preá, apenas para fotos e seguimos para a Lagoa Azul, uma lagoa simples, tem redinha na água tiramos fotos, ficamos por um tempo e continuamos, mas não se compara com a lagoa do Paraíso, que é realmente um paraíso, onde existe dois pontos de apoio o The Alchymist Beach Club, esse você paga para entrar, há estudante paga meia, e um outro um pouco mais a frente onde nós ficamos, sensacional valeu a pena cada minuto da aventura de buggy até la, tomar caipirinha nas redes sobre as águas não tem como explicar, eu estava no paraíso. No próximo dia não tinha nada marcado pra fazer, então o que fazer, uma das meninas do dia anterior me ligou e me chamou para ir caminhando até a famosa Pedra furada, eu tinha que ir, pensa em uma caminhada exaustiva, debaixo do sol quente, pedras, gramas, mas nós fomos, nossa que sensacional, esculpida pela natureza via ondas do mar, a Pedra Furada fica na praia de Jericoacoara, e é o cartão postal do Ceará, dizem que no mês de julho dá pra ver o sol se pôr pelo buraco da pedra, deve ser lindo, fomos pela estrada e voltamos pelo mar com a maré baixa da para fazer isso, foi cansativo mas valeu muito a pena. À tarde voltamos para a lagoa do Paraíso, pegamos uma caminhonete 4x4 e rumo ao paraíso dessa vez ficamos no ponto de apoio The Alchymist Beach Club, nossa valeu muito a pena voltar, é lindo de mais, a estrutura é sensacional, as redes, só indo pra saber. De volta na vila paramos para um lanchinho e refrescar com uma gelada, já à noite peguei um dos "becos" e fui dormir, teria uma nova aventura no dia seguinte. Passeio de Buggy logo cedo litoral Oeste agora da vila, fomos com dois buggy, eu uma família que não me recordo da onde era, mas muito legais, pessoas que conhecemos assim são os melhores, não te julgam, e acabam fazendo com que sua viagem se torne incrível, esse passeio inclui uma parada no delta do Guriú, onde você pega um barquinho de madeira para ver cavalos marinhos, eu não fui ver, devia ter ido pois eu já estava la mesmo, mas não acho graça nisso, depois disso, o buggy atravessa o delta numa balsa, passa pelo mangue seco até chegar na velha Tatajuba (vila que foi soterrada pelas dunas) e pela nova Tatajuba, que tem uma vista deslumbrante do mar, que passeio sensacional, fiquei admirada pelos mangue seco. Curti cada momento, logo em seguida, está a duna do funil, onde é possível fazer sandboard e esquibunda e, por fim, o passeio termina na lagoa Torta, onde há um ponto de apoio para comer e beber com os pés na água, lugar bacana, redinhas sobre água com uma caipirinha não tinha coisa melhor naquele momento. À noite tive que sair da minha zona de conforto fui conhecer a vila, era minha ultima noite por lá, aproveitei pra fazer umas comprinhas, tirar fotos, beber uma caipirinha, tinha uma rua com tantos quiosques de caipirinha, nunca tinha visto nada igual, aproveitei também e fui no forro da Dona Amélia, ponto de encontro em Jeri, para quem curte uma boa musica vale muito a pena, e na hora de ir embora começou a chover, muita chuva e pra ir não tinha como, parei para comer um lanche e a chuva caia legal, era até bonito de ver as areias das ruas tudo sendo carregada pela fortes correntezas de água, o jeito foi encarar a chuva, tirar o chinelo e seguir, chuva no Ceara, tava uma delicia, valeu cada momento nesse lugar, posso dizer que aproveitei, eu fui feliz nesses dias, só um detalhe vai de chinelo, nada de muito luxo, as ruas de areias, nada melhor que o bom e velho havaianas. Continuando a minha aventura pelo Ceara, logo cedo o meu carro chegou, mas uma vez rumo a Lagoa do Paraíso, dessa vez para almoçar e seguir para fortaleza, nossa a volta foi mais cansativa, o dia todo até chegar na pousada, o que eu fiz quando cheguei deitei e dormi, quem lê pode achar estranho que eu não curto as noites, mas eu prefiro assim. Como eu ia ter poucos dias em Fortaleza então optei em fazer logo no primeiro dia o passeio três praias, conhecido assim pelas agencias, para quem tem pouco tempo, mas bom para conhecer três praias em um dia a de Morro Branco, das Fontes e Canoa Quebrada. Este Tour tem duração de um dia inteiro, inicia pelo litoral leste às três principais praias da região onde a primeira parada foi em (Morro Branco) distante cerca de 85Km de Fortaleza, de buggy, eu fiz o passeio onde conheci as principais características de Morro Branco, as falésias abertas pela erosão do vento e da chuva nas quais surgem as areias coloridas, ainda com o buggy já passei também na segunda praia (Praia das Fontes) eu tive sorte nesse passeio como tava todos em grupos eu fiquei sozinha no buggy, pela praia foi sensacional, logo em seguida voltamos para o ônibus e seguimos para a terceira praia (Canoa Quebrada), adorei o passeio meio cansativo mas vale a pena para quem ta com o tempo "apertado", Canoa quebrada é bonito, quem sabe em um futuro próximo eu volto com mais tempo, enquanto espera no ponto de apoio meu almoço, conheci um menino que faz aquelas garrafinhas com areias coloridas, ele fez uma copo bem bacana para mim, foi bem legal, super simpático ainda me levou para tirar foto no famoso letreiro de Canoa Quebrada. E meu passeio continua hoje, será para onde? Não podia deixar de ir ao Beach Park é um complexo turístico na praia de Porto das Dunas, município de Aquiraz, a 26 quilômetros de Fortaleza, foi sensacional, a infraestrutura do parque é de primeiro mundo, e a praia nem se fala é linda e os brinquedos muito divertidos, o parque não é muito barato não $220 a entrada, ainda bem que consegui usar minha carteirinha, detalhe não é todas que eles aceitam, nesse passeio conheci um pessoal de BH foi de mais, andamos em todos os brinquedos, ainda bem que eu fui em baixa temporada, conseguir andar em todos, e ate repetir os que mais gostei, mas um dia de férias e viajem que segue. Praia de Lagoinha, meu ultimo passeio em Fortaleza, fica a 130km da capital do Ceará, a praia é muito bonita e conta com um ponto de apoio bem estruturado, com ótimas opções de almoço, é opcional mas tem que fazer um passeio que inclui buggy, catamarã e “pau de arara”, que vale muito a pena, pois mostra outros lugares tão bonitos quanto a praia, como esse passeio acontece na parte da manhã, é possível aproveitar a bela praia a tarde toda, tem uma duração aproximadamente de duas horas passeando pela cidade e conhecendo outros locais próximos a Lagoinha com esses três meios de transporte, o ônibus de turismo vai até a praia e de lá fizemos a primeira parte do trajeto de "pau de arara" até um ponto de apoio que fica na Lagoa das Almécegas onde eles fazem uma parada de cerca de meia hora pra banho, de la seguimos de catamarã e atravessa a lagoa, ao chegar do outro lado você continua o restante do passeio de buggy que te leva pra algumas paradas e fotos em diversos locais, dunas, praias e o local do famoso cartão postal da Praia de Lagoinha. De volta em Fortaleza, à noite fui novamente à feirinha, comprar umas lembrancinhas, inclusive comprei um vinho de caju, que até hoje eu não experimentei para ver se é bom, isso porque deu trabalho para eu trazer, no aeroporto não queria me deixar despachar, mas eu dei meu jeitinho de brasileiro. Despedindo-me de Fortaleza, fui para o aeroporto, mas as minhas ferias, ainda não tinha terminado, ia seguir para Recife, de lá seguiria para Porto de Galinhas, mas Porto era mais para descansar mesmo, nada de passeios, só ficar de boa curtindo a linda praia de Porto de galinhas, me sinto bem lá por isso todo ano eu volto, voltei para casa no dia 07 de março, com escala em Viracopos, a volta foi mais demorada sai de Recife as 13:00 cheguei em casa as 19:30. O que dizer da minha viagem, sem muitos detalhes, porque eu demorei muito para resolver escrever, espero que eu tenha conseguido transparecer como foi a minha aventura pelo Ceara, eu sempre viajo sozinha, não sei se é por escolha ou por falta de opção, mas o que eu posso dizer que não me arrependo nenhum momento das minhas decisões, eu sou/fui feliz assim. Às vezes somos julgados, mas nem tudo que aparenta ser é o que realmente é, espero que as pessoas que me julga, um dia consiga perceber, que eu sou apenas uma menina que quer ser feliz.
  4. Boa Noite Jaqueline Antes de mais nada obrigada, quis compartilhar pelo simples fato de ter conseguidos muitas dicas aqui no mochileiros... O que posso falar p/ vc que o Nordeste é lindo, vc não vai se arrepender, valeu muito a pena. Sobre Porto de galinhas por ser um lugar bem pequeno comprei todos os passeio que fiz por lá mesmo, tem varias agencias na rua principal e es pessoas te abordam para oferecer . Paguei em média de $60 para as praias vizinhas $200 de buggy p/ 4 pessoas $100 mergulho de cilindro com direito a cd com fotos, acho que o mais caro foi para Maragogi $150 ( não me recordo muito bem). As duas vezes que estive em Porto me hospedei no Hostel da Mauri (081 8787 7852) super recomendo, bem simples , pequeno e custo beneficio ótimo na media de $50,00 a diária. Sobre Natal me hospedei em um Hostel também mesmo valor de Porto e sobre os passeios comprei pelo site Natal Praias (https://www.natalpraias.com.br/), são um pouco mais caros, que Porto. Sobre a alimentação tem de tudo desde um prato feito até um la carte depende do que quer gastar... Então Jaqueline eu não tenho como dizer quanto foi meus gastos mas coloca em média hospedagem/passeio/alimentação uns $150 por dia. Espero ter ajudado,
  5. Vamos lá por onde começar a falar sobre a minha aventura sozinha no Rio Grande do Norte, com uma passadinha em Porto de Galinhas... Demorei para relatar então confesso que me esqueci dos detalhes, comecei meio que tentando lembrar, mas acabei num resumão... Sai de Maringá no domingo 19 de Fevereiro as 09:00 horas da manhã, com duas escalas uma em Congonhas SP e uma no Galeão RJ, confesso que essas escalas são cansativas vou tentar me livrar delas em uma próxima viagem. Cheguei em Natal as 16:00 horas, como já havia lido alguns relatos sobre Natal, já estava ciente que o aeroporto era bem fora da cidade, mas assim que desembarquei ja me deparei com empresas oferecendo serviços de vans até a pousada, nesse período se foram mais 1:30 hora. Eu fiquei hospedada no hostel Verdes Mares em Ponta Negra, dona Rita foi super atenciosa me senti em casa eu iria ficar em um quarto coletivo para 4 pessoas mas fiquei sozinha o tempo todo. Cheguei super cansada, mas mesmo assim fui me encontrar com uma amiga de Vitória ES que conheci aqui pelos mochileiros e também viajando sozinha, depois de um dia cansativo de vôo e escalas nada melhor do que uma gelada. Mesmo querendo ser aventureira fiquei um pouco receosa em uma cidade estranha, sozinha fui me encontrar com uma pessoa que nunca tinha visto e ainda combinamos pelo watts, mas deu super certo, já combinamos logo de cara para a segunda o famoso passeios pelas dunas de Genipabu, com emoção esse passeio de inicio parece que vale super a pena são 7hs de Buggy. Segundo dia 20/02 Tínhamos combinado com o a empresa do Buggy a partir das 09, acordei cedo tomei café e esperando o Buggy um senhor super atencioso nos acompanhou nessa viagem além da emoção muita história para contar, fizemos o passeio em três eu, Camila de Vitória e mais um amigo também aqui dos mochileiros Beckembauer de Manaus. Confesso que me apaixonei por essas dunas é tudo perfeito, passei um dia bem diferente, na companhia de pessoas que nunca tinha visto mas que se tornaram amigos de infância, passeamos por lagoas lindas (Pitangui e Jacumã), vimos dromedários (faltou andar neles mas não tive coragem) esquibunda e aerobunda me aventurei sem medo de ser feliz, passeamos por praias, onde um lado é praia e o outro lagoa, e paramos para almoçar em restaurante beira mar, confesso que era meio carinho, frutos do mar era o carro-chefe, abusei de mais esse dia (afinal férias) incluía sobremesa e também espreguiçadeiras e duchas, lugar com ótima estrutura. Passamos algumas horas lá, ( o bugueiro super gente boa, não me recordo o nome dele, nos deixou bem a vontade) tomamos banho de praia e depois seguimos direto cada um para sua pousada, mas já tínhamos marcado uma baladinha para noite. Já na pousada, cheguei, tomei um banho e dormi quem já foi em Natal, sabe que o por sol é muito cedo, quando acordei nem era tão tarde, então me arrumei, combinei com a Camila e fomos nos reencontrar na Taverna Pub eu estava hospedada super perto consegui ir andando até lá, todos dizem por lá que essa taverna é umas das balada mais deslocada da cidade, tem uma decoração medieval e o prédio é em formato de castelo com musica ao vivo, foi uma noite regada de cerveja gelada, boas risadas e bom papo. Todas as segundas-feiras o Pub promove a noite “Segundas intenções”, para solteiros, e era bem esse dia que eu estava la. Mas depois de uma noite super divertida tive que me despedir dos meus novos amigos, Camila já estava de partida e Beckembauer estava hospedado muito longe, então não conseguiríamos nos ver mais. Cheguei na pousada era mais de 5 da manhã, aproveitei para dormir e acordar bem tarde. 21/02 Terça feira Depois de dormir muito , fui após o almoço conhecer a praia de Ponta Negra, o famoso morro do careca, confesso que não gostei de descer até na praia, o ladeirinhas, pra descer até que vai, mas para subir depois de uma cerveja complicado, como eu tava sozinha lá o negócio era beber uma caipirinha e comer alguma coisa, curtindo o sol e apreciando a bela praia de Ponta Negra, encerrando mais um dia de praia só queria cama. 22/02 Quarta feira acordei de madrugada, quase nem sou acostumado, fui para a praia de Maracajaú, fui bem cedo, por causa da tabua de maré, para conseguir fazer o mergulho. A Praia de Maracajaú é considerada o “Caribe” do Rio Grande do Norte, o ponto de apoio desse passeio era Manoa Park é um parque aquático a beira mar, confesso que foi um passeio muito bom, praia linda caminhei bastante, parque super aconchegante, bebi e comi e aproveitei a bela praia e paisagens daquele paraíso. 23/02 Quinta feira penso eu que esse deveria ser um passeio feito logo na chegada em Natal mas por mudanças de plano fiz no final City Tour pela cidade de Natal, vistas nos principais pontos turísticos começando pela via costeira, praia dos artistas, com parada na Fortaleza dos reis magos, seguindo e parando no aquário de Natal. Depois passamos pelo centro histórico e igrejas, centro comercial da cidade, principais avenidas comerciais com a terceira parada no Centro de Turismo (lojas de artesanato). Logo em seguida seguimos para visitar ao maior cajueiro do mundo passando pela Base de Lançamento de foguete Barreira do Inferno retornando a Ponta Negra. Nesse passeio conheci um pessoal do Mato Grosso, ai combinamos a noite de conhecer um feirinha perto de onde estávamos hospedados e comer alguma coisa, uma pena que era minha ultima noite em Natal, pessoas super bacana. 24/02 Sexta Feira Acordei bem cedo, tomei café, me despedi da Rita, ( a dona do Hostel), arrumei minhas coisas e fiquei aguardando o guia para ir até Pipa, (como estava com malas optei em fazer um passeio até lá e já aproveitar o tour) paramos em alguns pontos no caminho pra ver a vista e conhecer as praias, muito lindo o passeio ( nessas paradas tem pessoas que pedem para tirar fotos suas fazendo pequenas montagens e cobram apenas uma gratificação). Chegando em Pipa paramos bem na entrada, é proibido que os ônibus e vans passem pela rua principal, deixei minhas malas no ônibus e fui conhecer a rua principal e a praia próxima, optei por parar em uma barraquinha na praia, onde fiquei até a tarde só de boa comendo uns petiscos e bebendo uma cervejinha. No fim da tarde voltei para ônibus para buscar minhas malas, me despedi do guia, peguei um taxi e fui para o hostel, era um pouco longe ficava na praia do amor, taxista atencioso me falou um pouco sobre o vilarejo, (não lembro quanto paguei pelo taxi, mas era um preço padrão) . Fiz o check-in, fui conhecer o hostel, acabei fazendo um novo amigo (Saulo de João Pessoa) era motoqueiro, combinamos de sair pra comer alguma coisa, e conhecer o centrinho de Pipa a noite, (confesso que no hostel que eu estava tinha uma vista linda para a praia de amor, mas não tinha nada muito perto, lanchonete, barzinhos, coisas do tipo, não gostei muito) vantagem ele tava de moto, não precisei andar muito, lá pode andar sem capacete, como se dizem la o pessoal tenha um estilo meio “diferente” não combina muito comigo, era carnaval mas não tinha nada voltamos logo, fui dormir porque ia fazer um passeio no dia seguinte. 25/02 Sabado Tomei café no hostel, e fui logo cedo para a praia do centro, encontrei com o pessoal do passeio combinei tudo mas até o horário só fiquei curtindo a praia. Um dos melhores passeios que já fiz, As paisagens do trajeto são exuberantes,a tripulação muito carismáticas e atenciosos, fazem você se sentir totalmente à vontade, o passeio gastronômico é feito pelas principais praias de pipa, regado de muita comida feita no próprio barco, caipirinhas e muita bebida tudo incluso terminando com um belíssimo por do sol na lagoa dos guarairas. Após o passeio eles entregam cada um em sua pousada. 26/02 (domingo) Domingão de carnaval, e eu super de boa, esse dia fui conhecer a praia principal, depois a praia do amor, nossa tudo perfeito, passei o dia todo só de boa, até dormi na areia, na praia do amor tem uma pequena biblioteca, caso queira ler um livro, praia linda, paisagem exuberante ... 27/02 ( Segunda) Segundona brava, e eu de Férias, mais que merecidas (pelo menos eu acho) esse dia optei por dormi até mais tarde, e ficar na pousada mesmo, só observando a praia, acho que já tava meio cansada, mas ainda faltava muitos dias, então precisava repor as energias, acabei conversando com umas meninas de Olinda, e por coincidência íamos no dia seguinte fazer o mesmo passeio. No período da noite fui dar uma volta no centrinho comer alguma coisa e dormir (quase não gosto). 28/02 (terça feira) Hoje é Carnaval, fomos eu e mais minhas novas amigas fazer um passeio em um jardineira 4x4, valeu cada minuto, passeio completo, começamos pelo Chapadão que já demonstra a beleza das falésias , passamos por Sibaúma, Barra do Cunhau, atravessamos o rio para a Baia Formosa lugar sensacional, com praia semideserta e linda. No retorno, paramos para almoçar em um restaurante no meio do nada, mas por sinal a comida muito boa caseira, comemos uma carne de sol perfeita. E para fechar o dia com chave de ouro, o surf na areia e ainda chegamos para o por do sol no mirante da lagoa Guarairas em Tibau do Sul. Super recomendo ( vi o por do sol pela aguá e também por terra). Ainda nesse dia apesar de estar super cansada ainda fui no centrinho comprar umas lembrancinhas e hora de partir ... Pipa praias maravilhosas tudo perfeito, (quase tudo como já citei mais acima não gostei da hospedagem, mas nem por isso não recomendo Pipa, um dia quem sabe eu volto. 01/03 Quarta feira Após o café da manhã peguei uma van para Goianinha, uma cidade pertinho de Pipa onde eu ia pegar o bus para Recife, cansada só de pensar mais de 4 horas de ônibus. Tive sorte no bus conheci uma menina de Recife, onde fomos conversando todo o trajeto, comentei com ela que estaria indo para Porto, que precisaria pegar um táxi até a o aeroporto, para pegar o bus para lá, ela me disse que o preço seria um pouco alto caso eu quisesse me levaria até o aeroporto de metro, fiquei meia receosa, mas já que estava la, porque não, ai me aventurei eu uma viagem de metro, super agradeço aquela menina, gastei coisa de $ 2 ou 3 reais de metro (não me recordo) . Para melhorar a aventura já estava esperando o ônibus para continuar a viagem, passou um taxista perguntando se tinha alguém indo para Porto que faria um preço padrão porque estava indo para lá, me arrisquei mais uma vez, ( de carro melhor que de bus e bem mais rápido) nessa um menino também tava indo já embarcou junto, e ele não tinha onde ficar em Porto, já levei junto para o Hostel da Mauri (nome para variar não lembro, só sei que era de Goiania) ... Em Porto Mauri super atenciosa, me recebeu super bem, já me acomodou me apresentou para todos que estavam lá, disse que estava com fome já saímos para comer. Hostel da Mauri super indico, limpinho, organizado, pequeno e ela não te deixa sentir só, faz seus hospedes se interagirem, me sinto em casa lá e quero voltar com certeza. 02/03 a 08/03 Não vou conseguir lembrar com detalhes porque demorei muito para concluir esse relato, em Porto eu fui mesmo porque queria rever a Mauri, o único passeio que queria fazer nesses dia era conhecer Recife/Olinda, inclusive eu fiz, achei lindo, as igrejas toda a parte histórica, os bonecos de Olinda, adorei passei um dia super agradável. Mas não consegui parar só nisso o pessoal que conheci lá tanto da Argentina e do Uruguai eram festeiros de mais, então meio que tentei acompanhar íamos na praia todos os dias, fomos ver as piscinas naturais, o por do sol em Maracaipe, foi dias maravilhosos. E para encerrar Mauri me chamou para fazer o passeio de ponta a ponta de Buggy, saímos com sol, pegamos chuva, sol novamente, tinha que ter uma chuvinha afinal duas semanas só de boa, adorei o passeio ... quero de novo e pretendo ir ... Dia de ir embora , acordar cedo arrumar tudo, o pessoal do Uruguai tava de carro lá ai foram me levar no aeroporto, erramos o caminho, comecei a ficar meio preocupada, pegamos transito, mas no fim deu tudo certo, chegamos em cima da hora, ainda bebi uma cuia de chimarão, (não gosto não, mas para se despedir) não entendia muito o que eles falavam mas até que me virei bem. Já estava atrasada, ainda meu vôo foi mudado, tive que correr com as malas, e acabei vindo com elas sem despachar. Confesso que me diverti, teve pontos negativos, mas a maioria positivos, e o que levamos para a vida toda, é os momentos que vivemos, Não sei se estou vivendo da maneira correta, mas vivo só para mim, já perdi muito, agora só quero ser feliz, e o que eu puder fazer, vou fazer sem se importar com as opiniões, viajar é bom de mais, conhecendo o nordeste, me preparando para a próxima. porto-de-galinhas-pernambuco-inesquecivel-mesmo-viajando-sozinha-07-a-14-de-janeiro-de-2016-t126533.html beto-carrero-word-eu-fuiiii-t136073.html
  6. Oiii Camila ... as praias são bem calmas, (só na horas da maré que é um pouco agitada) ... tbm sugiro Porto ... ao invés de Maragogi ... vou estar em Porto a partir do dia 02 de março .. uma semaninha... quem sabe a gente não se encontra por la
  7. Olá Cristiane . .. to lendo muito um relato seu sobre Natal/Pipa, estou indo passar uns dias lá, e ainda pretendo esticar até Porto de Galinhas (como vc disse um sonho) ... Inclusive peguei algumas dicas lá .... até o passeio gastronômico já reservei em Pipa parece ser Show de bola ... Parabéns pelos seus relatos e pelas dicas ....
  8. Oi Ana, tudo bem, ótima escolha o HOSTEL da Mauri, super de boa e perto de tudo... Como vc ja foi la deve lembrar de um posto que fica logo na entrada o ônibus para próximo, para chegar no HOSTEL vai até no posto e pegar a direita dele, no máximo 10 min. Quando eu fui liguei para D.Mauri ela foi me buscar, em relação a praia muito perto, e durante a noite tranquilo, como fica na rua principal de la, as lojinhas ficam todas abertas... Não sei se reservou direto com a D. Mauri, mas, se precisa te passo o celular dela. Oi Ana .. estou me corrigindo ... falei com a dona do Hostel hoje, a Mauri .... e ela me disse que está de casa nova ... que fica próximo do banco do Brasil .... ai eu não me recordo onde fica esse banco lá ... mas que o acesso é fácil ....
  9. Oi Ana, tudo bem, ótima escolha o HOSTEL da Mauri, super de boa e perto de tudo... Como vc ja foi la deve lembrar de um posto que fica logo na entrada o ônibus para próximo, para chegar no HOSTEL vai até no posto e pegar a direita dele, no máximo 10 min. Quando eu fui liguei para D.Mauri ela foi me buscar, em relação a praia muito perto, e durante a noite tranquilo, como fica na rua principal de la, as lojinhas ficam todas abertas... Não sei se reservou direto com a D. Mauri, mas, se precisa te passo o celular dela.
  10. Oi Mariana, com certeza existem muitos lugares lindos por lá, estou me programando para ir em Natal nas minhas próximas ferias, mas quero dar uma esticadinha e conseguir dar uma passadinha em Porto de Galinhas , conheci pessoas bacanas por lá, sem esquecer como já relatei ambiente muito agradável, pesquisa os melhores roteiros para vc, mas não deixe de ir em Porto... desde já boa viagem ....
  11. Hummm, obrigada pelas dicas, me ajudaram muito!!! Talvez fique bom eu ficar uns 2 ou 3 dias em Recife, assim consigo conhecer Olinda que é perto e tbm Recife (gosto da parte histórica), e mais uns 5 dias em Porto de Galinhas. Tinha pensado em fazer o passeio de 1 dia pra Maragogi, então talvez seja melhor eu pagar 1 diária em Maragogi pra aproveitar melhor por lá, né?! Oi Mariana como já havia dito não gostei muito do passeio a Maragogi, la nem é tudo o que aparenta ser, como cita o colega Hênio (mais experiente mora por lá), mas se realmente está na seu trajeto penso que um dia por lá seria mais acessível com certeza, menos cansativo.
  12. Ana tudo bem também quero voltar a Porto, já estou planejando minhas próximas ferias, e quero ver se consigo dar uma passadinha por lá ... como vc mesmo diz tudo muito tranquilo e lindo de se admirar...
  13. Tudo bem Mariana, confesso para você que amei |Porto de Galinhas, se for não vai se arrepender, um dia é pouco para conhecer tudo por lá, minha viagem foi curta passei brevemente por Recife e não consegui conhecer Olinda, mas existe varias empresas que fazem esses passeio saindo de Porto, é uma cidade pequena mas com acesso super fácil para tudo, agora em relação a Maragogi fui em um dia, não gostei muito foi super cansativo, você fica mais tempo na estrada do que lá, vale a pena você tentar conhecer a praia dos carneiros, bacana também e acesso mais fácil que Maragogi... Espero ter ajudado e boa viagem...
  14. Ronaldo, demorou mais consegui ler seu relato, que aventura hein... Já sabia que suas viagens eram super radicais, mas não imaginava que era para tanto... Parabéns pelo relato ...
×
×
  • Criar Novo...