Ir para conteúdo

Laercio_PassoForteTrekking

Membros
  • Total de itens

    6
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Bio

  • Ocupação
    Servidor Público

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. opa, mal a demora aí brother. O valor não é caro, não lembro mto bem mas está na faixa de R$ 30,00 reais a diária, isso no Recanto Perehouski. Na fazenda não sei o valor. Valeu!!!
  2. Olá, Flávia. Estive semana passada em Passa Quatro/ MG e subi a Pedra da Mina pelo Paiolinho. Fui com meu amigo de trekking e fomos sem guia. Algumas partes leva à confusão mas é só seguir as marcações. Alguns lugares não tem, mas é só seguir pelo chão mais batido. Um lugar que fiquei confuso foi depois de terminar o pico "misericórdia" - tem uma descida pra esquerda depois que sai no vale de pedras. Nessa parte é só ir pela esquerda, pelas pedras, seguindo os totens. Eu acabei indo uma parte pelo capim, mas não precisa. Eu voltei e fui pelas pedras seguindo os totens. Qualquer dúvida pode perguntar. Fizemos um relato tbm, caso tenha interesse: http://passofortetrekking.blogspot.com.br/ Abs!
  3. Salve! Bora pra mais um relato?! Dessa vez é de uma trip de 3 dias para a terra das cachoeiras gigantes,Prudentópolis e as cidades ao lado!! Prudentópolis, situada na região centro-sul do Paraná, tem mais de cem cachoeiras catalogadas em todo o seu território. As quedas variam entre 80 e quase 200 metros de altura. O Salto São Francisco é considerado o maior do Sul do Brasil com 196 metros de altura,é metro pra caramba! Vou passar algumas distancias de algumas cidades chaves: Curitiba: 204 km – acesso pela BR – 373 Ponta Grossa: 113 Km Londrina(De onde fomos): 340 Km Maringá: 363 Km São Paulo: 606 Km Primeiramente,falarei do Camping que ficamos,o Recanto Perehouski. Um camping com uma estrutura muito boa,tranqüilo,excelente para famílias e amigos. Ele por si só,já é uma atração e tanto,conta com cachoeiras,trilhas e grutas! Alem de uma vendinha com diversos produtos caseiros,é possível desfrutar de café da manhã e almoço no local,a Dona Izabel oferece comidas típicas Ucranianas,não provamos,mas ouvimos dizer que é muito boa! Contato para o Camping: Dona Izabel 42 – 3446-3329 Distancia do Camping: Cerca de 23,2 Km da cidade de Prudentopolis (É só pegar sentido as rotar das cachoeiras,sem erro,estrada de chão,mas tranqüila para carros baixos) Salto São Francisco Distancia do camping: 45 Km Passamos o primeiro dia apenas curtindo no camping,e saímos cedo na outra manhã,para conhecermos o famoso Salto São Francisco,a maior queda do Sul do Brasil e 5º maior do país! São 45 kms do camping que ficamos,em uma pistinha simples,de terra,com muita subida! Em dias chuvosos,carros baixos e sem tração podem ter certa dificuldade pra chegar,mas pode se optar de voltar pela estrada e ir pelo asfalto,aumenta a distancia,mas garante o passeio! Optamos por irmos pela terra,afinal estávamos com uma camionete 4x4,dava pra dar uma brincada kkkk! Chegamos na entrada do parque,estacionamos e não é cobrado taxa nenhuma,existe um mirante onde se pode ver a queda do Salto de cima,e existe também uma outra cachoeira bem bonita,porém pequena(perto do São Francisco),mas boa para se banhar! Quem não tem disposição,ou tem dificuldade,ou esta com crianças e idosos,pode preferir esse passeio,que vai ser bem proveitoso! Mas para os aventureiros de plantão,que não se contentam em vê-la de longe,partir para trilha e ir para o pé da monstra,é o canal! Gastamos cerca de 2 horas para chegar em baixo dela,trilha tranqüila,mas nos últimos 800 metros,é necessário algumas subidas em pedras cheia de lodo,portanto,CUIDADO! A força da água é sensacional,não da pra chegar muito perto dela,a vista de baixo,imponente demais a Cachu,sem duvida,vale todo o esforço pra se chegar nela! Voltamos e comemos coxinha e churros no restaurante do parque,hehe,larica feita,voltamos para pernoitar no camping! Salto São Sebastião e Mlot Distancia do Camping: 5 Km Partimos cedo para esse outro role,são muitas opções de cachoeiras,mas como só tínhamos mais um dia,optamos por essas 2,por serem uma de frente com a outra,matamos 2 coelhos com uma cajadada hahaha. Pertinho do camping que ficamos,é cobrado a taxa de R$ 10,00 por pessoa para entrar,na fazenda desse salto,existe área pra camping,parece ter uma estrutura maneira! Descemos para a trilha,eu fiz a burrada de descer descalço,pois não dá 1 km de trilha,mas o barro e a umidade do lugar,fazem o caminho virar um sabão! Pelo menos deu uma adrenalina maneira,que não existiria se tivesse ido de tênis(caso não queira essa adrenalina,vá de tênis kkk). A trilha da descida requer um pouco de cuidado,cordas auxiliam e é bem íngreme,requer muita atenção. Os dois saltos são maravilhosos,o São Sebastião 120 m de queda e o Mlot 130 m,dois gigantes!! Há também uma gruta na fazenda,vale a pena conhecer!! Terminamos o role e voltamos pra Londrina com mais essa experiência pra passar pra vocês!! Relato: Renan Calixto PassoForte Trekking
  4. Pico Agudo,Sapopema,26/05/2016. Nesta ultima quinta de feriado,estivemos no município de Sapopema,mais precisamente no bairro de Lambari,para a subida do Pico Agudo,que tem aproximadamente 1100 m de altitude. Uma ótima opção de passeio,com acesso tranqüilo e trilha de dificuldade baixa,é um excelente lugar para quem deseja iniciar-se no mundo das montanhas e trekkings,ou para quem apenas deseja fugir do comum e se atirar em meio a natureza! Acordamos as 5 da matina,café preparado,partimos rumo a sapopema,cidade que fica a 126 kms de Londrina,para chegar ao Pico Agudo,o acesso é pelo bairro Lambari,que vai ficar uns 8 km antes de chegar em Sapopema,vai ter uma placa grande indicando á direita,não tem erro! Começa a estrada de chão,mas a qualidade da pista é bem boa,bastante pedra e não tem buracos,carros baixos conseguem chegar tranqüilo. São 22 kms de estrada de chão para se chegar no local onde o povo estaciona os carros,você ira passar por 2 comunidades,siga sempre em frente,na pista principal,da pra saber qual é,sempre a melhor. Passando a 2ª comunidade,terá um riachinho que passa pela pista e depois 3 porteiras,até chegar na fazenda de acesso ao Pico. Estacionamos e partimos pra trilha,que por sinal,é muito boa,bem sinalizada e tranqüila,alguns momentos íngremes,mas nada de mais. Gastamos cerca de 50 minutos para chegar até o cume,em um ritmo tranqüilo,com pausa para fotos e contemplação,existe pontos de coleta de água na trilha. Chegado ao cume,pode se avistar as serras da região,o rio de tibagi e as montanhas ao lado,realmente muito linda a vista,vale a pena pra quem não esta acostumado com trilhas,encarar esta. Passamos um tempo no cume,admirando e tirando fotos,e preparamos a descida,na volta muitas pessoas subindo,passamos por cerca de umas 50,vimos que ter saído cedinho foi uma boa idéia,hehe. Na descida,conhecemos o pessoal da Associação de Turismo de Sapopema,e conversamos bastante,eles estavam fazendo melhorias nas trilhas e nos contaram historias e projetos que visam na região,um pessoal muito batalhador,todos moradores e proprietários de fazendas da região,literalmente,com a mão na massa. Terminado o rolê,partimos pra Londrina e finalizamos mais uma pra conta! Relato: Renan Calixto PassoForte Trekking https://www.facebook.com/passofortetrekking/?pnref=story http://passofortetrekking.blogspot.com.br/
  5. E aí man, da hora seu relato, meu ajudou muito. Estou indo para o PP final do mês.
×
×
  • Criar Novo...