Ir para conteúdo

vitor.chaves

Membros
  • Total de itens

    114
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

24 Excelente

3 Seguidores

Últimos Visitantes

817 visualizações
  1. Olá, chego em Lima dia 31ago, e dia 02set cedinho estarei chegando em Huaraz, e fico até dia 09set. Vai eu e um amigo....também pretendo fazer o Trekking Santa Cruz e mais alguns passeios, porém retorno dia 09set para Lima (vou para o Equador depois).... Nem fechei hospedagem, recomendam algum hostel por lá?
  2. Querem uma bota extremamente confortável?? Vão de Gaia: https://botasvento.com.br/gaia-marrom Comprei e recomendo. Estou usando para trabalhar no dia-a-dia, muito confortável, é uma bota que transmite bastante confiança. Tenho uma Finisterre e pelo menos em termos de conforto a Gaia sai ganhando...
  3. Boa tarde galera, infelizmente o fórum está um pouco desatualizado. Viajei em Março/2019 para China. Seguem algumas dicas gerais: - Importantíssimo instalar VPN ainda no Brasil. Baixei uns 5 gratuitos no Google Play. Quando um dava problema eu instalava outro e assim conseguia acessar minhas redes sociais e whatssapp. Outros aplicativos que recomendo instalar: WeChat (tipo o whatsapp), Didi (igual Uber), Badu Maps (igual Google Maps), Maps.ME e Google Maps offline (quebram um pouco o galho, mas não são muito precisos). - Instale um tradutor como o GOOGLE TRANSLATE. É imprescindível, pois poucas pessoas falam inglês. A versão offline já quebra um pouco o galho. Não esqueça de baixar os pacotes de línguas ainda no Brasil. - TROQUE UM POUCO DE DINHEIRO NO AEROPORTO. Na maioria das cidades que visitei achei bem difícil trocar dinheiro - com exceção de Shanghai que você troca até no caixa eletrônico. O processo de trocao é demorado, você precisa ir a bancos pois praticamente não há casas de câmbio e deve preencher uma série de documentos. Em todas as vezes que troquei não fiquei menos que 1h a 2h para conseguir trocar. Calcule bem o quanto vai gastar na viagem e já troque, pois a maioria dos lugares NÃO ACEITAM CARTÃO DE CRÉDITO. - Usei o site TRIP.COM para compra de passagens de trem e vôos internos. Comprei todas ainda no Brasil, pois o site é em inglês e fica fácil comprar nele. Depois baixei o app para celular e nas estações de trem eu apenas mostrava o número da reserva no guichê e pronto!! Passagens na mão. Não recomendaria comprar nas estações de trem pois quase ninguém falava inglês e era tudo em chinês - o que dificulta o processo. - Não deixe de visitar uma loja da MI (XIAOMI) na China. Engana-se quem pensa que só são vendidos celulares e acessórios de informática. A loja vende uma infinidade de produtos tecnológicos a preços bem interessantes. Para se ter uma ideia fora o celular que comprei, adquiri também um guarda-chuva que não molha - você pode tomar chuva e já guarda-lo sem esperar secar. Recomendo!! - Nas viagens de longa distância de trem você pode comprar miojo e fazê-los no próprio trem ou estação. Em várias localidades existem água quente justamente para isso. Bom para economizar. $$$ - Você consegue fazer quase tudo de metrô, é barato, não deixe de usá-lo. No caso dos taxis é um pouco difícil de pegá-los diretamente na rua, pois poucos motoristas falam inglês e a maioria acaba nem parando quando vê que você é um turista. Por isso indico baixar o DIDI (tipo o UBER) ainda no Brasil para utilizar no país. - A cidade de Zhangjiajie foi o lugar mais incrível que visitei na vida. Sinceramente vale a pena tentar encaixar essa cidade no roteiro!!
  4. Galera não deixem de ir a uma loja XIAOMI na China. É incrível! São diversos produtos vendidos ali, não só celulares. Os preços são bastante em conta. Para se ter uma ideia comprei um guarda-chuva que não molha por R$50.
  5. @fabiomirandasp Amigo, sinceramente não me recordo o valor que paguei...mas tenho o costume de nas viagens que faço sempre trocar uns 50-100 dólares no aeroporto quando chego para despesas miúdas iniciais (táxi, metrô, etc) e o restante troco nas casas de câmbio no centro. Não adianta, no aeroporto é sempre + caro...
  6. Eu pesquisei pelo Google Flights que acabou me redirecionando para o Trip.com Comprei lá mesmo, assim como as passagens de trem.
  7. Quatro dias. Achei o suficiente e deu para conhecer as principais atrações turísticas da cidade, eu indicaria mais tempo caso você queira curtir a praia ou mais dias light.
  8. @Andreia Nascimento D'Alessandro Pode comprar sem medo com o Raj!! 😃 Uma dica que já dei e reitero...você consegue fazer simulações de passagens de trem no www.cleartrip.com, inclusive saber quantas vagas há naquele trem naquela determinada classe e o horário de saída e chegada no destino. De posse dos horários você já consegue mandar direto pro Raj os dias que você quer que ele responde rapidão. Maaaaas se não quiser fazer isso, sem problemas, o Raj consulta os horários e te manda em uma planilha...aí você escolhe e efetua o pagamento.
  9. Fiquei em um hostel no centro chamado 91 Loop Street. Gostei do hostel e da região, achei de fácil acesso aos pontos principais como Table Mountain, Signal Hill, Lion's Head e Waterfront, fora que também tem várias lojas e comércios nas proximidades, locadoras de veículos e alguns bares que bombam principalmente a partir de quinta-feira à noite...
  10. Como tínhamos pouco tempo só fizemos Petra. Se não me engano é umas 1h30-2 horas de viagem de táxi e sai uns 50 dinares jordanianos, o que convertendo hoje sairia mais de 270 reais. Outro passeio imperdível é ir até Wadi Musa, os táxis levam até lá também, mas não sei o preço. Na cidade onde fica Petra o hotel que ficamos tinha transfer gratuito até Petra. Não há muita coisa interessante na cidade além dela, por isso acho que 1 dia inteiro visitando as ruínas é o suficiente, porém vai de cada um...talvez 2 dias no máximo, mais que isso acho que fica "mais do mesmo".
  11. Passando a fronteira de Israel para Jordania não há absolutamente nada, apenas alguns taxis (preço tabelado) estacionados. No meu caso fechei uma ida de táxi até Petra direto dali, já que estávamos em 4 pessoas. O que você pode fazer é verificar se há locadora em Aqaba, que é a cidade mais próxima e fechar uma corrida até lá, já que sem chance deslocar-se a pé pela distância.
  12. Galera estive em Cape Town por 4 dias. Três coisas que recomendo: - Mergulhar com tubarões em Gangsbaai. (Não lembro o valor em rands, mas convertendo saiu na casa de uns 580 reais por pessoa com tudo incluso - transfer de ida de volta de Cape Town até a cidade, alimentação, água etc). - Subir a Table Mountain pela trilha India Venster. Ela é sensacional, muito bonita, você tem uma visão privilegiada da cidade, porém é mais demorada, cerca de 3h - 3h30. Para se ter uma ideia a trilha que a grande maioria das pessoas sobe dura 1h -1h30, mas você não tem visão de praticamente nada enquanto sobe. - Assistir o pôr-do-sol em Signal Hill. Dá para chegar de carro/uber até o topo. Grátis.
×
×
  • Criar Novo...