Ir para conteúdo

Paulo Tasso

Membros
  • Total de itens

    98
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    1

Tudo que Paulo Tasso postou

  1. Poderia ter passado mais ao norte em Itacaré, clima lá é mais "good vibes" com a cultura do Surf, e tem centro gastronômico e comercial bem desenvolvido. Recomendo também Serra grande, muito agradável aquele lugar e Canavieiras idém.. Ambos esses lugares possuem praias lindas e algumas meio desertas.. Porto Seguro, é só pra ficar 1 dia. Conhecer a passarela do álcool, monumento do descobrimento, e terminar o dia em alguma barraca na a praia do Curuípé. E só.
  2. Fui no Uruguai bem no comecinho do ano, Montevideu e Colônia, achei tudo muito caro, a moeda deles é muito valorizada. Mas comi bem demais lá, parrilla deles é bom demais, fora os doces, achei que comi muito melhor lá que em Buenos Aires, os pratos era mais caprichados e o serviço melhor. Em Montevideu sugiro o museu Andes 1974 bom demais a história incrível Conheci um senhor Uruguaio casado com uma Brasileira, tá comprando uma casa no RS aproveitando a baixa do real.
  3. Eu passe ipor esse lugar em 2018, cara é muito alto ai uns 5000m de altitude, minha cabeça tava explodindo kkk, depois melhorei tomando um chá e na altitude mais baixa de Uyuni (3600m)
  4. Eu fiz saindo de San Pedro de atacama com a SOL andino, e gostei, paguei mais caro acho que na época uns 150 dólares, mas era alta temporada, e me deram o tour astronômico de brinde lá em San Pedro.. Fiquei em uyuni e fiz mais um passeio no salar pra uma área diferente , de um único dia, e achei o melhor de todos, paguei muito barato nesse passeio foi tipo uns 120 reais..
  5. Praticamente o preço de uma passagem aérea que tá sempre em torno de 2 mil fora de promoção.. Se fosse até umas 500-600 pratas o trecho talvez valesse a pena..
  6. Essa viagem com esse roteiro tu vai gastar umas fortuna em passagem e não vai aproveitar nada. Lugares de logística complexa e difícil. Eu cortaria o Paraguai e o Paraná, ai sim dá pra montar um roteiro razoável entrando na Bolivia por La paz e ir subindo até Cusco, passando por Puno, Copacabana, e voltando por Cusco, ficando no total uns 20 dias.
  7. @Henriquexxt Cara, tu já é um baita de um privilegiado por ser funcionário público. Eu sou funcionário de estatal desde os 25 anos, sou privilegiado também, e hoje nos meus 34 anos não me vejo na mesma vibe que esses mochileiros roots, de trabalhar em troca de acomodação, empregos lixosos, fazer vídeos em troca de alguns dólares no youtube etc.. coisa que me fascinava um pouco aos 26 anos.. Quando eu viajo eu quero um pouco de conforto, não sou muito exigente, fico em hostel se for bom até hoje em dia... Já viajei mais de 10x pro exterior, e sempre quando devo voltar penso em largar tudo e continuar viajando. Quando fiz meu primeiro mochilão pra Europa em 2013 também fiquei com essa aura "quero largar tudo, quero ser mochileiro" Também, era um cara de 26 anos que tinha acabado de passar quase 40 dias em Amsterdam-Paris-Londres-Bruxelas-Berlim e voltei por Munique em pleno carnaval.. Imagina, uma cara terceiro mundista nessa realidade, e com algum dinheiro no bolso. Isso ilude e não é pouco... Conheci uma mulher que viajava e trabalhava em hostel, fazia drinks, trabalhava organizando os pub crawls, e ele tinha uns quase 40 anos, sem família, sem filhos, dependendo de sub-emprego. É isso que tu quer pra sua vida? Hoje definitivamente não tenho a mesma energia.. Era um pegada bruta de hostel, bebidas, dormir mal e pouco, enfim... conheci muita gente doideira mesmo, alguns tenho contato até hoje, mas definitivamente era uma realidade paralela. Uns são herdeiros ricos e podem se dar ao luxo dessa vida. Outros praticamente mendigam pra conseguir viajar, ou puxam saco dos mais ricos, ou sei lá... Youtube engana bem, ali é um mundo de fantasia em alguns canais, poucos mostram a verdade. Enfim, o mundo é mais cruel do que a fantasia nos faz pensar. Ter um emprego bom e estável já é uma coisa que te bota na frente de 95% das pessoas desse país. Aproveita os 30 dias que você tem de férias, e viaje sem moderação. É o que nós meros mortais temos direito..
  8. Passeio maneiro. Eu ainda estou avaliando aqui meu roteiro, mas fazer essas escaladas na montanha sozinho acho roots demais pra mim, hehehhe
  9. Pois é, pro meu caso vou fazer essa trip de Ônibus só internamente na Bolívia, to saindo do RJ, não tem voo direto, compensa mais pegar o voô em Sp, bem mais barato, SP-RIO mole de ônibus. Paguei 100 reais mais caro, mas comprei Gol, não confio nessas companhias Bolivianas. Viagem só em Novembro, até lá espero essa pandemia passar. Uma pergunta: Santa Cruz não tem nada de interessante né? É sair de lá direto pra rodoviária. Qual a melhor empresa de Ônibus pro trajeto Santa Cruz - La Paz? Uyuni vou dispensar pq já conheci dois anos atrás numa viagem que fiz pro Chile e fiz o Tour até Uyuni saindo de San Pedro. Meu interesse é La Paz, Sucre, Titicaca, Puno e arredores igual o roteiro de vocês. Meu roteiro: Santa cruz (só passagem), La Paz, Copacabana, Puno, Sucre (provavelmente na volta de La Paz), Santa Cruz.
  10. Fiz pela Sol Andino, como guia Santi, ano passado.. Foi top.. Fica na traversal da calle onde tem a farmácia de San Pedro. Cambio deles também é muito justo.
  11. Relato maneiro, mas acho que vale mais a pena pegar um voô São Paulo - Santa Cruz de La Sierra, pra economizar uns 2 dias de viagem, ficando menos cansativa também, dentro da Bolívia de boa usar ônibus, achei esse voo por 1050 reais pela BOA (nunca ouvi falar), e cerca de 1200 pela Gol.
  12. Gostei muito do relato. Teu estilo de viagem é muito semelhante ao meu! Mochileiro, mas com algum dinheiro no bolso pra não passar perrengues, fazer passeios massas de dia e aproveitar a noite, e também lobo solitário que quer conhecer novas pessoas e curtir, hehehhe. Tu aproveitou bem, fez vários passeios, fez amizades, conheceu várias chicas, hehheh. Uma dúvida: onde tu dormiu ou se hospedou do dia 22 pro dia 23 em Cabo San Juan? To usando seu relato como base pra minha 1 trip pra Colômbia em Dezembro ou Janeiro!
  13. Tailândia é o lugar mais estruturado e com melhor facilidade de se deslocar pela Asia. Fui de Bkk a Chiang Mai num transfer noturno, tranquilo, era uma Van tipo uma besta, durou 9h. Depois fui de phi phi pra Koh Phangan de ferry + automóvel (sim, o transfer era um carro tipo uma Doblô, kkk), durou umas 12h. Esse transfer foram todos muito baratos e práticos. Ainda peguei um voo pro Camboja que me custou uns 30 dólares só. Na Indonésia, em Bali, senti bem mais dificuldades nos deslocamentos. Muitos tuk-tuks "scams", pouca oferta, quando é pra lugar longe os taxis/ubers querem fechar pacote pra dia inteiro, pra mochileiro é complicado. Transport publico praticamente inexistente. Bali é uma ilha muito grande, enorme. Lá compensa alugar scooter, mas me faltou coragem.
  14. Eu diria uns 3 meses pelo menos. Dá pra ficar tranquilo 1 mês na Tailândia, e ainda faltar coisa pra ver. Tirando o Camboja, a Tailândia é o destino mais caro desses países, e mesmo assim ainda é barato comparando até ao Brasil, depende muito do perfil, mas mochileiro se hospedando em hostel na Tailândia 40-50 dólares por dia dá tranquilo (alimentação + um passeio pago (ingresso) + hostel, obviamente sem esbanjar). O que pega pra lá é a passagem aérea, ta difícil achar por menos que 4 mil reais. Hostel você acha centenas em todos os lugares, os mais famosos uns 15 dólares por dia, os mais em conta na faixa de 10 dólares. Bebida alcoolica é barato, 1 dólar a cerveja grande no supermercado, dentro dos barzinhos/baladas na faixa de 2 dólares. Refeições em restaurantes você acha por 7-8 dólares em lugares decentes. Lá não precisa reservar nada antecipadamente, tem muita oferta de passeios, compre lá os transfers internos, e a passagem para Phuket (para ir em Phi Phi e região) compre tipo um mês antes que está ótimo; Vietnã é muito barato, muito mesmo. Acho que com uns 30 dólares por dia tu ainda passa bem lá. Meu hostel foi tipo uns 5 dólares a diária e o hostel era top. Camboja é caro não o país, mas os ingressos, visitar o Angkor Wat custa tipo uns 80 dólares + uns 10 dólares do guia compartilhado, foi onde mais gastei dinheiro na viagem. Índia não faço idéia, mas já planejei trip pra lá, sei que é barato, entretanto cuidado com a logística de trens lá, que parece ser bem complicada. To doido pra voltar pra Tailândia, e emendar com o Laos ou Myanmar que não conheci, em 2021 to bem afim, real que não está ajudando
  15. Você tem bastante coragem hein. Enfim. estive duas vezes na Tailândia, Abril de 2016 e março 2018. 2016 foi a viagem da minha vida, foi perfeita, emocionante, peguei a Full Moon party, Phi Phi, Phangan, Chiang Mai etc.. Conheci gringos e gringas que até hoje tenho contato no Zap. 2018 foi boa, viajei com minha irmã, teve alguns perrengues, percebi maior superlotação nos pontos turísticos. Também fui no Camboja e Vietnã nessa trip. Enfim, hoje quero desbravar as Filipinas. é o novo destino "hors concours" dos Europeus. Estão falando que a Tailândia está cara e muito cheia, principalmente de Chineses hoje em dia.
  16. Eu fui pra Tailândia duas vezes, em janeiro de 2016 e março de 2018. Excelente, principalmente em 2016. 2018 já foi muito cheio de gente em todos os lugares. Ouvi de colegas europeus que conheci nas minhas trips e temos grupos no zap que hoje está tudo muito cheio por lá, principalmente de Chineses, e tudo caro por lá. Filipinas está sendo o novo point dos europeus. Praias mais bonitas, mais barato, e uma cultura muito interessante.
  17. Comprei uma Trilhas e Rumos Treking 35L, to gostando muito da qualidade. É uma mochila simples, mas bem projetada com 4 bolsos frontais que são ótimos. Cabe muita coisa. O tecido é uma lona grossa, me pareceu bem robusta, não é bonitona igual uma Quechua, mas em uma aparência de robustez que me agrada. E o melhor, as medidas são tranquilas, mesmo cheia, para usar como bagagem de mão. Fiz uma viagem para o Maranhão voando Latam e ninguém me importunou. Entrou fácil o bagageiro, ocupando menos espaço que essas malas pequenas de rodinhas.
  18. Mochila é um negócio que não dá pra vacilar em viagem senão o perrengue é grande. Pega uma Trilhas e Rumos, os modelos mais simples (sem ser Crampon) são bem resistentes, e uma 50l pesquisando dá pra achar por uns 300 reais nova. Mercado livre tem boas promoções de mochilas.
  19. Pessoal, no final fazer essa trasferência via Western union saiu praticamente no mesmo preço que comprar Euro aqui no Brasil em uma boa corretora de câmbio. Achei as taxas muito boas, saiu no final uns 4% acima do Euro comercial.
  20. Fui e voltei de Catamarã e achei super tranquilo. Sim, o barco balança um pouco, mas nada intolerável. é a forma mais prática com certeza, chega rápido em somente 3 horas. Leve água com gás e remédio pra enjoo que ajudam muito. Não achei inseguro o catamarâ.
  21. Compre diretamente no site da Air China que é mais barato, eles aceitam cartão de crédito.
×
×
  • Criar Novo...