Ir para conteúdo

aline.gavazzi

Membros
  • Total de itens

    10
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra

Sobre aline.gavazzi

  • Data de Nascimento 01-04-1990

Últimos Visitantes

305 visualizações
  1. Oi Leandro, Eu levei Real e havia uma casa de cambio no Atacama, la eu troquei por peso chileno e boliviano. Abracos, Aline
  2. Criiiiiis, So vi agora a mensagem! A-NI-MAL, vou adorar acompanhar a trip de voces! Bjo grande pra vcs!!
  3. Olá, Parabéns pelo ótimo relato! Gostaria de saber se você recomendaria ficar mais dias em San Blas. É possível ir sem agência para lá? Obrigada, Aline
  4. Quando: 30/10/16 a 12/11/16 ROTEIRO: - El Calafate: 5 dias, sendo 1 dia de ida e volta a El Chaltén - Torres del Paine (Patagônia Chilena): 2 dias - Ushuaia: 5 dias VOOS: De São Paulo a El Calafate com escala de 7h em Buenos Aires. Voo interno: El Calafate a Ushuaia. Retorno: Ushuaia a São Paulo com escala de 7h em Buenos Aires. Dica: o aeroporto de Buenos Aires possui um pequeno galpão para deixar a bagagem mais pesada (mala ou mochilão), caso você, como nós, queira aproveitar o tempo de escala para conhecer a cidade. Basta perguntar a um funcionário do aeroporto, e é baratinho! PASSEIOS + O QUE FAZER: Em El Calafate: - Mini Trekking no glaciar Perito Moreno de aproximadamente 1 hora (MUST DO! ) - Passeio de bike pelas margens do Lago Argentino (alugue uma bike por conta própria e vai! A vista é linda!) - Trekking pelo Lago del Desierto (El Chaltén) - uma das vistas mais bonitas que presenciamos, sem dúvida! (é preciso de um bom preparo físico para fazer a subida do morro) Demais dicas em El Calafate: Tome cerveja artesanal no "Borges y Alvarez - Librobar" ($$) / peça um bife de chorizo e um crepe de doce de leite no "Casimiro Biguá ($$$$)" / tome vinho no "MAKO Fuegos y Vinos" ($$$$$) / compre as cervejas Patagônia ou Beagle em qualquer liquor store ($), pagando bem mais barato que em bares ou restaurantes / Vá ao casino, mas não espere nada igual a Las Vegas / Experimente o escondidinho de cordeiro no "Don Diego" enquanto ouve uma boa música ao vivo ($$$) / Fique atento às falsas promoções de refeições que são expostas nas lousas em frente aos restaurantes: quando você entra e soma as opções do cardápio, o preço é exatamente o mesmo! Em Ushuaia: - Trekking com Pinguins - agência Piratour - Passeio 4x4 e caiaque na Laguna Escondida - agência Piratour (para fazer o caiaque o tempo precisa estar aberto e sem ventos fortes). - Subida ao Glaciar Martial – fizemos por conta própria e foi incrível! A vista lá de cima é linda e ainda por cima demos sorte de estar nevando muito! é necessário ter um bom preparo físico para chegar no topo do Glaciar. - Laguna Esmeralda: faça a trilha por conta própria. O caminho é bem sinalizado e ao alcançar a laguna você fica lá o tempo que quiser (Ushuaia anoitece tarde, por volta das 21h, então não precisa se preocupar em começar a trilha muito cedo). Os 4 km de trilha valem a vista do lugar. Demais dicas em Ushuaia: Experimente muitas (muitas mesmo!) cervejas artesanais no pub "Placeres Patagónicos" ($$$) / Almoce um dia que não estiver com muita fome no "Freddo" e ganhe uma bola de sorvete ($) / Peça um mignon ao molho de champignons e batatas assadas no "Bodegon Fueguino" ($$$$) / Em Ushuaia, calabresa = salame. Portanto evite esta pizza / Almoce por um preço justo e coma muito bem no Banana Café ($$) / Evite táxi, chame o Remis ($) / Por fim, faça tudo a pé. Ushuaia é minúscula e andar significa conhecer cada canto da cidade em seu próprio tempo! HOSPEDAGEM: El Calafate: Hostel “El Ovejero” - média R$30/diária. Recomendamos este hostel caso você não tenha frescura nenhuma. O banheiro fica longe dos quartos e é necessário andar uma parte ao livre para chegar até ele. Os quartos são bem pequenos e tem pouco espaço para colocar a bagagem. Não possui lockers. O wifi só funciona na recepção. A localização do hostel é ótima, e a limpeza dos banheiros também. Para nós, o custo/benefício valeu a pena. Ushuaia: Hostel “Cruz del Sur”- média R$80/diária. Staff muito educado e prestativo. O clima do hostel é muito bom! Alguns pontos ruins: eles só possuem tomadas na sala de estar, e tivemos um carregador de celular roubado quando não estávamos "de guarda". Além disso, não pode entrar com sapato - você deve deixar o sapato na entrada e calçar seu chinelo para andar pelo hostel. Na saída, deixe seu chinelo em um balde e calce seu sapato (o que fez com que nosso par de havaianas sumisse no primeiro dia e aparecesse somente no último ). Café da manhã incluso, banheiro com chuveiro quente, sala de wifi bem legal, com vários puffs espalhados. QUANTO MORRE? Todos os passeios e hospedagens podem ser pagos em dólar. Nós levamos tanto dólar quanto peso argentino, por segurança. - Passagens aéreas (voos internacionais e internos): R$ 2.890,00 o casal - R$ 1.445,00 cada - Hospedagem: R$ 1.000,00 o casal - Passeios: aproximadamente R$ 3.500,00 / por pessoa - Alimentação: aproximadamente R$ 150,00/dia por pessoa O QUE LEVAR Fomos na primavera e não fez calor nenhum dia. A temperatura média era de 7°C de dia e 1°C à noite, com sensação térmica negativa. Imprescindível colocar na mala: Luva, gorro, muitos pares de meias, calça impermeável, casaco quente e corta vento, casaco impermeável, blusa segunda pele e cachecol ou protetor para o pescoço. Fiz as compras na Decathlon e eu era praticamente uma garota propaganda da Quechua Na maioria das noites eu usava 2 leggings por baixo da calça impermeável, 2 pares de meia, 3 camadas de blusa e por cima o casaco quente, além, é claro, de luvas e gorros o tempo todo. O que não usei: calça jeans (nem levei, não tinha nada a ver com os passeios que iríamos fazer), shorts e regata (levei e só ocupou espaço na mala).
  5. Oii Glauber, td bem? Ja fechou os roteiros? Tb pretendo ir agr em dezembro! Meu cunhado vai na primeira semana de janeiro sozinho, mas só vai fazer o Uyuni!
  6. Oi Jade! Com passeios, hospedagem (em hostel com quarto compartilhado) e alimentação, acredito que eu tenha gastado por volta de R$ 3.500,00. Não inclui passagens aéreas, ok? Bjs!
  7. Olá Hermann! O passeio das estrelas com a agência Space foi CLP 20.000,00 - algo em torno de R$ 100 / pessoa. Bjs!
  8. Quando? 31/05/16 a 05/06/16 Agência: Jalapão Total - http://www.jalapaototal.com/ Valor: R$ 2.500,00 sem aéreo. Incluso: passeios, alimentação, 4x4, guia, hospedagem. Resumo: Fui com uma amiga e lá fizemos a viagem com mais 3 pessoas que também tinham fechado com a mesma agência. Passa-se muito tempo no carro todos os dias, devido à distância entre os lugares. Portanto, é preciso ter sorte de ficar com uma turma e guia gente boa para a viagem se tornar mais prazerosa e o tempo passar mais rápido. Eu simplesmente amei as pessoas que conheci lá! "Mas precisa ir com agência?" Eu recomendo. No Jalapão não tem sinal de telefone nem internet. GPS lá funciona, mas dificilmente leva no lugar certo. Os guias sabem exatamente como chegar em cada lugar, além de conhecerem cada perímetro da região. Exemplo: meu guia parava o tempo todo sempre que avistava cobra, arara, lobo, etc. Ele tinha o conhecimento das regiões do habitat de alguns animais, o que nos permitiu encontra-los quase todo o tempo. Se resolver ir por conta, alugue um 4x4... sem chance de andar lá com carro sem tração nas 4 rodas. Roteiro: Dia 1 = Mirante de Taquaruçu, Cachoeira da Roncadeira, Cachoeira do Escorrega Macaco, Cânion do Sussuapara (o primeiro dia não é tão surpreendente); Dia 2 = Lagoa do Japonês (na minha opinião o lugar mais lindo do Jalapão! Ficamos o dia todo lá!); Dia 3 = Cachoeira do soninho, banho no rio Soninho e Cachoeira da Fumaça (FAÇA A TRILHA POR TRÁS DA CACHOEIRA!!!!), Por do Sol na Pedra Furada; Dia 4 = Cachoeira da Velha, Prainha do Rio Novo, Por do Sol nas Dunas Dia 5 = Nascer do sol na serra do Espírito Santo (este passeio é pago à parte e foi um dos que mais gostei), Fervedouro dos Buritis, Comunidade de Mumbuca, Cachoeira da Formiga (sensacional!!). Dia 6 = Fervedouro Bela Vista e mais 2 fervedouros. O que levar? -> Protetor solar, repelente, toalhas extras, chinelo (usei tênis só na trilha do Espírito Santo), óculos de mergulho (acredite, você vai querer ver por dentro da Lagoa do Japonês!), roupa de banho (muitas! você vai entrar na água todos os dias!), dinheiro em espécie.
  9. Quando? Novembro/2015 Roteiro: 5 dias no Deserto do Atacama + 4 dias no Salar de Uyuni Vôo de São Paulo para Santiago + voo de Santiago para Calama (aeroporto mais próximo de San Pedro do atacama). A duração do voo de Santiago x Calama é de 3 horas e meia, aproximadamente. Chegando em Calama, logo na saída do aeroporto você será abordada por muitas empresas que fazem o transfer Calama x San Pedro do Atacama. Se eu não me engano paguei CLP 10.000 por esta rota. Deixa para pagar esse transfer lá na hora, sempre tem vans disponíveis. A cidade: Atacama é basicamente composta por uma única rua principal chamada “Caracoles”. Tudo fica nela ou próxima a ela: hotéis, restaurantes, agências, mercadinhos, etc. Por isto, quando você pegar o transfer em Calama, se estiver sem hotel reservado (que nem eu! rs...) peça para te deixarem na rua Caracoles e lá você poderá olhar os hotéis um a um a pé mesmo. Hoteis: Lá tem desde campings até hotéis 5 estrelas. Eu fiquei em um hostel simples chamado “Corvatsch”, na Rua Gustavo Le Paige, paralela à Caracoles. A diária ficava em torno de CLP 8.000, porém era um quarto compartilhado com 5 camas, portanto era bem mais barato que os demais lugares que estávamos buscando. O importante é ficar em um hotel/hostel localizado próximo à rua Caracoles. O Corvatsch, além de hostel, também tem quartos para casal com banheiro compartilhado, que pode sair mais barato que os hotéis com banheiro privado. Alimentação: Como o Corvatsch tinha cozinha, nós geralmente íamos no mercado e comprávamos miojão mesmo, e quando queríamos diversificar era miojo + hambúrguer! hahahaha Mas algumas vezes almoçávamos fora e por ser cidade turística não é barato comer por lá. O almoço para 2 pessoas não saía por menos que CLP 20.000,00. O que por na mala? Roupas confortáveis (tipo de academia): shorts, leggings (muitas, porque suja fácil), biquíni, regatas, blusa de frio, casaco de frio, luva, gorro, chinelo, protetor solar, chapéu e óculos. Não usei calça jeans nenhum dia. É a mala mais doida que você vai fazer na sua vida, porque você vai pegar climas extremamente opostos. Faz muito calor de dia e muito frio à noite. Tem passeios que são bem de noite ou durante o amanhecer, e cheguei a pegar -5°C nos Geysers. Sugiro levar 2 tênis, porque um dia molhei o meu e tinha um reserva na mala para o dia seguinte. Passeios: Fechar todos os passeios com uma única agência é a melhor coisa, porque te dão um desconto bom. Não precisa fechar nada com antecedência, todos os dias têm passeios disponíveis e a gente não teve problema com reserva de última hora (com exceção do passeio das estrelas, que eu falo depois). Eu super indico a agência World White Travel, eles ficam na rua Caracoles. Eu já havia lido bons comentários a respeito no Trip Advisor e no final gostei bastante. Os passeios que fiz foram: - Lagunas Altiplánicas - Laguna Cejar (aquela que você não afunda) / Ojos del Salar / Laguna Tebinquiche -> estas 3 você faz no mesmo dia - Valle de La Luna - Geyser del Tatio: frio de -5°C! Além disso fica a 1.500m de altitude, então respirar é luxo. Geralmente você paga o valor do passeio + valor da entrada na Reserva. A maioria destes passeios têm café da manhã incluso. - Valle de la Muerte: como é bem perto do centro da cidade, nós decidimos pegar uma bicicleta e ir por conta. O dono da agência das bikes (não era a World White Travel, eu não lembro o nome da agência) desenhou um mapa e foi super tranquilo chegar lá no Valle. Também fiz um passeio de observar as estrelas à noite com a agência “Space”, que é a mais indicada para este tipo de tour. Como eu disse, este é o único que precisa reservar com um pouco de antecedência, porque a procura com esta agência é muito grande. Eventualmente eles podem cancelar o tour se o céu estiver com muitas nuvens e a visibilidade não for boa. Se isso acontecer, eles devolvem seu dinheiro. Este passeio me surpreendeu muito, o céu do Atacama é considerado um dos mais bonitos do mundo. Eu vi até estrela cadente este dia – umas 3, no mínimo! UYUNI: Dica número 1 para ir ao Salar de Uyuni: feche com uma agência que tenha uma filial na cidade de Uyuni. Se der algum problema lá, você é bem socorrido. Existem 2 bem cotadas: World White Travel e Cordillera Travel. Eu fechei com a WWT, junto com os passeios do Atacama e consegui um desconto bom. Existem dois tipos de pacotes de viagem ao Uyuni: - 3 dias: para quem sai do Atacama e fica no Uyuni por 3 dias (geralmente quem faz isso é quem vai para La Paz em seguida) - 4 dias: para quem sai do Atacama, fica no Uyuni por 3 dias e o 4º dia é para voltar para o Atacama (nós fizemos este). Do Atacama até a fronteira da Bolívia é aproximadamente 1 hora e meia na van. Chegando na Bolívia, você faz a imigração e em seguida vão te colocar em um 4x4 junto com o motorista e os passageiros que irão te acompanhar pelo resto da viagem. Eu dei muita sorte, meu motorista era MTO gente boa e no nosso carro só tinha brasileiro da nossa idade, então todo mundo se deu super bem. É importante ficar com gente que você gosta porque vocês vão andar o tempo todo juntos, e até mesmo dormir no mesmo quarto. Na Bolívia tem paisagens lindíssimas, lagunas coloridas e a fauna de lá é incrível também (lhamas, flamingos e vicuñas). Cada dia você dorme em um local diferente, são "pousadas" bem simples mas nada horrível. Antes de ir eu havia lido que o Uyuni é muito perrengue, mas não passei por nenhuma situação complicada. No primeiro hotel não tem chuveiro, mas até aí é frio para caramba, você quase não sua, então não é nada insuportável ficar um dia sem tomar banho. Nos demais lugares, a cama era confortável, minha rinite não atacou, tinha bastante cobertor e as refeições eram bem completas (café da manhã, almoço e janta estão inclusos no preço do pacote. As refeições são bem simples, mas eu achei bem gostoso). Aliás, tirando o preço do pacote, você gasta pouca coisa a mais na Bolívia.
×
×
  • Criar Novo...