Ir para conteúdo

vanessa.carvalho1

Membros
  • Total de itens

    7
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

16 Boa

Sobre vanessa.carvalho1

  • Data de Nascimento Junho 3

Últimos Visitantes

629 visualizações
  1. @rvillg De nada! Então, eu acho que não precisa, mas eu já tinha esse certificado no meu passaporte porque na Tailândia você só entra se tiver com isso. Tanto que existe um local especial que você mostra isso antes de ir pra polícia alfandegária. Mas na China, não acredito que precise, porque não vi nada com um rigor parecido. Não me foi pedido não, respondendo à sua pergunta. Na dúvida, faz. A maioria dos postos oferece isso de graça e depois você só valida isso no aeroporto. Ou melhor ainda: no Hospital da Clínicas - se vc tiver em SP - faz esse combo, e você já sai de lá com o
  2. Pois é! Pena que não teve nenhum desfile para eu ver isso de perto. Mas acho que as pessoas lá da China não enaltecem tanto o regime como na época do Mao, embora estejam satisfeitos com o governo.
  3. DIA 7 - 24.03.17 - Hong Kong Primeiro dia em Hong Kong, vinda de Xangai. Já senti uma diferença entre os outros lugares. Talvez uma organização maior. Esqueci meu casaco no ATM, e, quando voltei, lá estava bonitinho onde tinha deixado. Do aeroporto, peguei um ônibus, daqueles de dois andares que tem na Inglaterra, para ir até o hostel (esse aqui: http://urban-pack.com/ achei bom, a localização era incrível, mas tive algumas ressalvas). Desovei minhas coisas e já saí pra passear um pouco, mais pelas redondezas pois estava que nem um zumbi nesse dia - acordei muito cedo pra pegar o voo.
  4. DIA 9 - 26.03.17 - Macau Macau foi um dos locais mais interessantes que já tive o prazer de ir, seja pela identificação óbvia da colonização portuguesa (com certeza), dos largos às Sés que tanto povoam meu cotidiano, seja por ser em espaço único na Ásia onde podia me sentir lusófona lendo as placas, letreiros, o que fosse, na minha língua. Infelizmente, não pude falar, visto que ninguém lá (a não ser um grupo isolado de turistas portugueses) falava português, cuja recusa virou um código de resistência junto aos locais. Macau, assim como Hong Kong, é uma região administrativa especia
  5. DIA 4 - 21.03.17 - Xangai Nesse dia, despedi-me de Pequim, com aperto no coração, pois queria ficar mais dias, e segui pra Xangai, que era outra cidade que estava no meu imaginário há anos, principalmente pela arquitetura soberba. Para fazer o percurso Pequim - Xangai, cismei que tinha que ir de trem-bala. Paguei mais caro, lógico, mas quis ter essa experiência. Afinal, adoro trens e no Brasil fazer esse tipo de viagem é algo inexistente. Foi cerca de uns 260 reais (segunda classe), talvez. Ele fez em umas 3 horas e pouca, e ele corre mesmo porque a distância entre ambas muuuuita coisa.
  6. O que você precisa saber antes de ir à China? A China é um lugar diferente do que estamos acostumados. Mesmo para viajantes mais experientes. A Ásia em si está repleta de peculiaridades que requer de nós abrir a mente para muitas coisas. Eu me deparei nestas situações incontáveis vezes. São culturas antiquíssimas, algumas que mal desconhecem qualquer preceito ocidental, ainda que estes estejam lá, alguns pontos parecem que são impenetráveis. E isso faz do país ainda mais interessante: o choque cultural e social de uma civilização tão antiga, e, ao mesmo tempo, que busca se mostrar como um
×
×
  • Criar Novo...